Sábado, 27 de Fevereiro de 2010

Voluntários ajudam a limpar a Mata do Buçaco no dia 6 de Março

Inscrições nas oito Juntas de Freguesia do concelho da Mealhada até 4 de Março

A Fundação Mata do Buçaco vai levar a efeito, no próximo sábado, 6 de Março, uma acção de limpeza da mata, contando, para o efeito, com o envolvimento da população, através de grupos de voluntários.

A iniciativa inscreve-se numa das prioridades de acção da nova entidade gestora (a limpeza imediata da mata) e obedece a uma estratégia de envolvimento das comunidades locais na defesa e preservação deste imenso património natural único, que é a Mata do Buçaco.

A Fundação Mata do Buçaco tem o apoio da Câmara Municipal da Mealhada, de algumas empresas e de todas as Juntas de Freguesia do concelho, que já estão a aceitar inscrições.

A concentração está marcada para as 8 horas, na mata, junto ao Convento de Santa Cruz (anexo ao hotel) e termina por volta das 13.30 horas, com um almoço convívio.

A limpeza será organizada por grupos (cinco), com missões distintas, que vão desde o corte e recolha de espécies secas, à apanha de lixos, passando pelo arranque de espécies infestantes, como as acácias.  

Os interessados em participar na iniciativa devem inscrever-se, até 4 de Março, numa das oito Juntas de Freguesia do concelho da Mealhada.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:13

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2010

Reunião aberta para a iniciativa Limpar Portugal (Grupo de Águeda)

Dia 4 de Março no Salão Nobre da Câmara Municipal

Realiza-se no próximo dia 4 de Março, quinta-feira, às 18 horas, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Águeda, uma reunião aberta a toda a população, tendo por tema a iniciativa Limpar Portugal.

A reunião tem por objectivo estruturar a acção que se desenvolverá localmente: Limpar o concelho de Águeda e estimular à participação de tod@s no projecto. É desta forma que a autarquia lança o convite à participação de todos nesta reunião de preparação da iniciativa.

O projecto Limpar Portugal é um movimento cívico que tem como principal objectivo, no dia 20 de Março de 2010, remover todo o lixo depositado indevidamente nos nossos espaços verdes. Numa iniciativa apoiada pela autarquia de Águeda, pretende-se, através da participação cívica, promover a comunicação e a reflexão sobre a problemática dos resíduos, do desperdício, do ciclo dos materiais e do crescimento sustentável.

A iniciativa, realizada na Estónia em 3 de Maio de 2008, reuniu 50 mil voluntários e recolheu 10 mil toneladas de lixo em cinco horas.

 

Grupo de Águeda já conta com vários adeptos

A menos de um mês do “Dia L – Dia do Limpar Portugal”, o grupo de Águeda (AGD) tem vindo a reunir mais adeptos esperando a organização que, “muitos mais venham a voluntariar-se nas diferentes freguesias”. Esta é uma prova também à nossa vontade de mudar e melhorar o mundo que nos rodeia. Espera-se assim, uma colaboração activa de cidadãos a título individual, movimentos e grupos de cidadãos, escuteiros, empresas, instituições, escolas, bombeiros, Juntas de Freguesia, Cruz Vermelha, associações desportivas, IPSS, entre tantas outras que poderão colaborar para que a iniciativa seja um êxito no Município de Águeda.

A participação dos voluntários no dia 20 de Março passa por colaborar na limpeza dos espaços identificados para o efeito, mas também na identificação dos locais a limpar, na organização do grupo na sua freguesia, na divulgação do projecto, na consultadoria técnica, na cedência de meios de transporte para resíduos (“pick-up”, tractor, atrelados, outros), material vário como sacos, luvas, águas, entre outros.

Toda a participação terá que ser voluntária ou com a cedência de bens e/ou serviços, não se aceitando contrapartidas monetárias.

Quem estiver interessado em participar no Projecto Limpar Portugal, basta registar-se no grupo de Águeda – AGD – em http://limparportugal.ning.com/ ou contactar a Câmara Municipal de Águeda: presencialmente, nos serviços camarários, ou por e-mail ou telefone, deixando o nome, morada, contacto telefónico e e-mail (se tiver).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:37

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2010

Parque da Cidade da Mealhada vai ter mais 500 árvores e arbustos

Plantação acontece ao abrigo do projecto “Criar Bosques” da Quercus

A Câmara Municipal das Mealhada, ciente do papel que as florestas têm na conservação do solo, na regulação do clima e do ciclo hidrológico, enquanto suporte de biodiversidade e sumidouro de dióxido de carbono - CO2, e na produção de matérias-primas fundamentais para a vida quotidiana, aderiu ao projecto “Criar Bosques, conservar a Biodiversidade”.

O Parque da Cidade (antigos Viveiros) vai receber cerca de 500 novas árvores e arbustos ao abrigo deste programa, designadamente:
3 - Acer pseudoplatanus (plátano bastardo);
20 - Arbutus unedo (medronheiro);
20 - Crataegus monogyna (pilriteiro);
10 - Prunus lusitanica (azereiro);
10 - Frangula alnus (amieiro negro);
53 - Ilex aquifolium (azevinho);
30 - Myrtus communis (murta);
50 - Rhamnus alaternus (aderno bastardo);
107 - Laurus nobilis (loureiro);
200 - Viburnum tinus (folhado).

Depois da primeira plantação, que decorreu na passada semana, estão previstas mais duas, uma das quais já está marcada para 21 de Março.

O projecto “Criar Bosques, conservar a Biodiversidade” é uma iniciativa da Quercus, que visa salvar e proteger e expandir os bosques de espécies autóctones, isto é, de árvores e arbustos originais da flora portuguesa, em colaboração com várias entidades e voluntários.

A iniciativa prevê intervenções a três níveis: 1 - reproduzir árvores e arbustos autóctones, nomeadamente algumas espécies raras ou ameaçadas de extinção; 2 - restabelecer o coberto arbóreo e arbustivo autóctone em áreas públicas e privadas, através da plantação/sementeira e do aproveitamento da regeneração natural; 3 - disponibilizar plantas autóctones produzidas em viveiro para utilização em projectos de carácter conservacionista.

Nesta colaboração, a “ponte” entre a Câmara Municipal da Mealhada e a Quercus foi feita pela Associação Bairrada Solidária.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 10:06

link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Janeiro de 2010

CADES promove registo de dadores de medula óssea no sábado, dia 30

Escola Secundária da Mealhada recebe iniciativa do Núcleo de Saúde

O Núcleo de Saúde da Associação CADES - Cooperação Artística, Desportiva, Educativa e Social vai realizar no próximo sábado, dia 30 de Janeiro, na Escola Secundária da Mealhada, uma sessão de recolha de registo de dadores de medula óssea, que vai decorrer entre as 9 e as 13 horas da parte da manhã e das 14 às 17 horas à tarde.

Uma brigada do Centro de Histocompatibilidade do Centro (CHC) - composta por um médico, um técnico de análises clínicas e uma assistente social - vai estar presente durante todo o dia na Mealhada, na Escola Secundária, para recolher amostras de sangue de voluntários que se queiram inscrever no “Registo Português de Dadores de Medula Óssea” e para esclarecer sobre todos os procedimentos.

São algumas as condições de participação: é necessário que cada voluntário tenha entre 18 e 45 anos; que apresente um peso mínimo de 50 quilogramas; tem necessariamente de ser saudável e nunca ter recebido uma transfusão de sangue.

Os participantes nesta campanha para o registo de dadores de medula óssea não devem ir em jejum e têm de fazer-se acompanhar do respectivo Bilhete de Identidade ou do Cartão de Cidadão.

Recolher o maior número de pessoas para se registarem como potenciais dadores de medula óssea e sensibilizar a população para as leucemias, assim como cativar a atenção das pessoas para estes simples, mas tão importantes actos de solidariedade são os objectivos desta actividade do Núcleo de Saúde da CADES. Desmistificar as técnicas de recolha de células da medula óssea é outro dos objectivos.

Joana Fernandes e Carole de Oliveira, coordenadoras do Núcleo de Saúde da CADES, lançam o apelo para a participação da comunidade em “tão nobre causa”. “Não custa nada e podemos salvar uma vida, um dia, ou quem sabe podemos ser nós a precisar ou alguém por quem faríamos tudo para arranjar compatibilidade. E não dói nada”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:36

link do post | comentar | favorito
Sábado, 26 de Dezembro de 2009

AHBVA comemora 76 anos com dificuldades materiais

Necessidade de um quartel novo continua a ser a preocupação número um da associação

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia (AHBVA) festejou o 76º aniversário no último domingo, dia 20. A sessão solene ficou marcada pelas condecorações e promoções a alguns dos bombeiros, assim como pela lembrança às entidades presentes das dificuldades de natureza material que esta corporação de bombeiros vem atravessando.

A AHBVA entendeu atribuir o Crachá de Ouro às irmãs Maria do Carmo e Margarida, da Congregação de São Vicente de Paulo. Como a irmã Maria do Carmo, por impedimento profissional inadiável, não esteve presente, a Direcção da associação entendeu que João Dias Coimbra, comandante do Quadro de Honra dos Bombeiros Voluntários de Anadia (BVA), será o fiel depositário da medalha para entrega posterior.

Carlos Alegre, presidente da Assembleia Geral da AHBVA, abriu a cerimónia dirigindo-se aos bombeiros, “que com a sua abnegação e o seu voluntarismo deixam tudo em nome desta nobre missão e lema que os move: Vida Por Vida”.

Coube ao comandante dos BVA dar seguimento à sessão solene, sublinhando que “face às alterações legislativas somos conscientes de mais e maiores responsabilidades e não menos conhecedores de que cada vez mais as dificuldades são e serão maiores”. Contudo, Eduardo Matos está certo que essas alterações não constituem obstáculo, tendo em conta que “os BVA foram sujeitos à solução do problema e a não fazer parte dele, actuando sempre com grande competência e profissionalismo”.

 

Aumento de serviço dos BVA

O comandante falou do aumento significativo de serviço, destacando a maior incidência na área da saúde: “Uma vez que o Ministério da Saúde determinou o encerramento do Serviço de Urgência do Hospital José Luciano de Castro em Janeiro de 2008, obriga-nos a que para qualquer pedido de socorro, o mesmo seja encaminhado para os Hospitais da Universidade de Coimbra, Hospital Infante D. Pedro, em Aveiro e Hospital Conde de Sucena, em Águeda”. Estas deslocações, para o comandante dos BVA, dão origem a que os recursos quer humanos quer materiais estejam cativos e indisponíveis muito mais tempo, diminuindo a operacionalidade do corpo activo “momentaneamente, o que nos preocupa”.

Também Mário Teixeira, presidente da Direcção da AHBVA, fez referência a tempos difíceis e às contrariedades, sendo contudo a vontade do corpo dos BVA “incalculável”.

 

Dificuldades materiais

O dirigente falou das dificuldades de natureza material, desde as instalações desajustadas, às viaturas que necessitam de substituição pelo muito uso e idade, aos equipamentos de protecção individual, fardamentos e outros que faltam. Mas lembrou que os subsídios concedidos pela Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), Câmara Municipal de Anadia e outras entidades têm solucionado algumas dessas dificuldades.

Durante a cerimónia, Mário Teixeira deu a conhecer a oferta da Comissão de Festas da Moita, de uma verba no valor de 2.651,36 euros, destinada à aquisição de equipamentos. O presidente da Direcção deixou ainda o apelo aos associados que não contribuíram, por ainda não terem sido procurados, para ajudarem com a liquidação das quotas, “cujos valores nos estão a fazer muita falta”.

 

Protocolo para uma EIP

Mário Teixeira aproveitou a ocasião para dar a conhecer o protocolo assinado entre a ANPC, a Câmara Municipal e a AHBVA - por três anos -, que a partir de Janeiro de 2010 vai contar com uma Equipa de Intervenção Permanente (EIP), constituída por cinco elementos dos BVA, em alerta oito horas por dia, de segunda a sexta-feira, destinada a socorrer as populações em situações de catástrofe ou outras.

Teresa Belém, vice-presidente da Câmara de Anadia, em representação do presidente Litério Marques, disse que em 2010 a EIP contará com 50% de comparticipação da autarquia (30 mil euros), ficando a outra metade a cargo da ANPC. A autarca manifestou ainda a vontade da Câmara em vir a dar apoio na construção do novo quartel, através do QREN.

A sessão solene do 76º aniversário da AHBVA contou com promoções a bombeiros de terceira e de segunda. Foram também entregues medalhas por assiduidade grau cobre (pelos serviços prestados por cinco anos), grau prata (serviços prestados por 10 anos) e grau ouro (pelos 25 anos de serviço prestado).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:41

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

Câmara Municipal de Águeda ajuda a levar sorrisos a crianças guineenses

Oferta de material e manuais escolares

A Câmara Municipal de Águeda aceitou um apelo solidário, através de Paulo Santiago, e ofereceu material e manuais escolares a crianças guineenses.

Em 2008, o pedido foi feito à vereadora da Educação, Elsa Corga, que prontamente apadrinhou a causa. Neste contexto foram disponibilizadas unidades de material escolar, entregues na escola de Iemberém, situada no Sul da Guiné, em plena mata do Cantanhez.

No corrente ano, a Câmara Municipal vai ainda mais longe no apoio a esta missão e recentemente doou, através da Biblioteca Municipal Manuel Alegre, várias dezenas de livros escolares, na maioria de Língua Portuguesa e Matemática, que vão promover o enriquecimento educativo destas crianças guineenses. Este material irá fazer parte da Expedição 2010 e partirá para o seu destino já no início do próximo ano.

Paulo Santiago, ex-combatente na Guiné e membro da organização não-governamental (ONG) Memória se Gentes - Associação Humanitária, explicou que “nas tabancas onde falta quase tudo, não imaginam a alegria de um miúdo quando recebe um simples lápis ou esferográfica”, acrescentando que “é comovente”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:48

link do post | comentar | favorito
Sábado, 28 de Novembro de 2009

Oficinas de Educação Ambiental arrancam hoje

Iniciativa é da Câmara Municipal da Mealhada

A Câmara Municipal da Mealhada volta a organizar, este ano lectivo (2009-2010), as Oficinas de Educação Ambiental, pelo quarto ano consecutivo.

Trata-se de um programa de educação/formação/sensibilização para as questões ambientais dirigido a crianças, a partir dos seis anos, jovens e adultos.

As actividades que têm lugar, como vem sendo habitual, ao sábado, uma vez por mês e cada mês numa freguesia diferente, arrancam já hoje, dia 28 de Novembro.

A primeira oficina deste ano, designada “Rolhas e Tampinhas em Movimento”, terá lugar hoje, no Jardim Público de Vacariça ou na Casa do Povo local (dependendo do estado do tempo), das 14.30 às 17 horas.

A actividade proposta aos interessados - que poderão inscrever-se no Sector Ambiente (ambiente@cm-mealhada.pt/231 200 980 extensão 311) ou na Biblioteca Municipal de Mealhada -, consta da construção de bonecos articulados e porta-chaves, a partir da reutilização de tampas de  plástico e de rolhas de cortiça.

Os monitores responsáveis por esta oficina, todos voluntários, são: Sandra Aleixo, Maria Alice Lopes e Susana Lopes.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:33

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

ExpoSaúde tem menos visitas que em 2007 mas maior grau de atenção este ano

Evento termina hoje em Anadia

A ExpoSaúde voltou pela segunda vez a Anadia, ao Pavilhão Multiusos da Câmara Municipal. Durante a inauguração, que teve lugar no domingo, dia 20, Litério Marques, presidente da autarquia, lembrou que todos devem ter “uma atenção especial ao estado de saúde de cada um, sendo que uma visita a esta iniciativa pode levar muita gente a evitar graves problemas e doenças”.

A ExpoSaúde, que termina hoje, dia 23, voltou a abrir portas gratuitamente, para ao longo de quatro dias proporcionar a toda a população do concelho de Anadia e não só uma equipa de médicos, técnicos de saúde e voluntários que realizaram vários testes médicos e ofereceram aconselhamento sobre como melhorar a saúde.

À semelhança de há dois anos, do percurso fizeram parte vários ateliers, onde foi possível testar o colesterol/glicemia; a tensão arterial; o teste de forma física (Harvard); a gordura corporal; o “Peak Flow” (teste respiratório); o rastreio auditivo e a acuidade visual.

Como aconteceu em 2007, o circuito terminou com uma banca vegetariana, para degustar, porque é “possível ter um regime equilibrado só com base nesta alimentação”, como defendeu David Esteves, representante regional da Associação Internacional de Temperança (AIT), pioneira na promoção dos princípios da ExpoSaúde em Portugal.

Litério Marques, que deu o exemplo ao realizar alguns testes, sublinhou o carácter preventivo do evento e mostrou-se disponível para continuar a receber a iniciativa de futuro. A autarquia apoiou financeiramente a ExpoSaúde com uma verba que ultrapassou os cinco mil euros.

 

Menos visitantes permitem dar mais atenção às pessoas

Ao final do dia de ontem (dia 22), Víctor Pancha, responsável local da AIT, adiantou que eram cerca de 200 os visitantes da ExpoSaúde.

“Uma frequência menor do que estávamos à espera, visto que há dois anos foram 1146 as pessoas que estiveram na ExpoSaúde em Anadia, mas que nos permitiu ter mais tempo para estar com cada pessoa. E no retorno que tive no primeiro ano cá, não havia esse tempo para dedicar aos visitantes”, o que levou Víctor Pancha a fazer um balanço positivo.

“Se no final da ExpoSaúde e dos seminários percebermos que há 20 ou 30 pessoas que mudaram o seu estilo de vida, estes números têm um valor muito gratificante em comparação com as mais de mil visitas”, explicou o responsável pela AIT local.

Contudo, convém referir que o evento encerra só hoje, decorrendo das 19 às 21.30 horas. Quem pretender visitar a ExpoSaúde e fazer a avaliação do seu estado ainda está a tempo, sendo também possível assistir, às 21 horas, à conferência “Força para Viver”, a cargo de Víctor Pancha.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:03

link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Agosto de 2009

Oficinas de Educação Ambiental na Mealhada de Outubro a Maio

Recrutamento de monitores até dia 18 de Setembro

A Câmara Municipal da Mealhada está a recrutar monitores para as Oficinas de Educação Ambiental, que vão decorrer de Outubro de 2009 a Maio de 2010.

Os interessados deverão entregar as suas sugestões de trabalho (ateliês) na Divisão de Águas e Saneamento da autarquia, até ao próximo dia 18 de Setembro.

Quaisquer dúvidas podem ser esclarecidas através do e-mail ambiente@cm-mealhada.pt ou pelo telefone 231 200 98 00 (Extensão 311).

O trabalho do monitor é voluntário, não havendo por isso lugar a remuneração.

A Câmara Municipal cede os espaços e os materiais necessários.

À semelhança de anos anteriores, as Oficinas de Educação Ambiental (abertas à população em geral) funcionarão nos últimos sábados de cada mês e têm duração de duas horas.

 

publicado por quiosquedasletras às 09:24

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 10 de Julho de 2009

“IV Festival Internacional de Folclore de Ancas”

Freguesia de Ancas, Anadia, recebe evento amanhã e domingo

Dias 11 e 12 (sábado e domingo), na Quinta Convivial do Clube de Ancas, regressa ao concelho de Anadia nova edição do “Festival Internacional de Folclore de Ancas”. Este ano, o modelo será um pouco diferente dos anteriores, optando a organização por dois dias de festival em Ancas.

A intenção é proporcionar “espectáculos para toda a gente assistir”, onde a música crie um ambiente de festa e apele às raízes tradicionais dos diferentes povos e culturas e onde as músicas de raiz tradicional e popular são uma referência cultural fundamental dos processos de reafirmação da identidade dos povos.

 

O programa

Amanhã, pelas 21 horas, sobe ao palco o Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra (GEFAC). A partir da meia-noite tem início a After-Folk Party.

Já no dia 12, domingo, o Grupo “Sons de Avelãs”, da freguesia de Avelãs de Caminho, é o primeiro a apresentar-se no “IV Festival Internacional de Folclore de Ancas”, pelas 18 horas. Às 21 horas é a vez da Orquestra Típica e Rancho da Secção da Associação Académica de Coimbra dar espectáculo.

Pelas 21.45 horas sobe ao palco o Grupo Los Oyolos (França), grupo este que ficará instalado em Ancas durante cinco noites. Às 22.30 horas é a vez do Grupo Folclórico do Centro Social, Cultural e Recreativo de Paredes do Bairro. A noite encerra com o Grupo “Les Mutins de Longueuil”, do Quebec, Canadá, pelas 23.15 horas.

Esta é uma organização do Clube de Ancas, numa parceria de longa data com o Grupo Folclórico e Etnográfico de Recardães (GFER).

O evento conta com o apoio da Junta de Freguesia de Ancas, da população de Ancas, do concelho de Anadia e de muitos voluntários, que assim tornam possível a realização deste festival, que já trouxe ao concelho grupos de países como a Turquia, Grécia, Bulgária, Roménia, Polónia, Itália, Espanha e Argentina.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:00

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Voluntários ajudam a limp...

Reunião aberta para a ini...

Parque da Cidade da Mealh...

CADES promove registo de ...

AHBVA comemora 76 anos co...

Câmara Municipal de Águed...

Oficinas de Educação Ambi...

ExpoSaúde tem menos visit...

Oficinas de Educação Ambi...

“IV Festival Internaciona...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds