Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2010

Parque da Cidade da Mealhada vai ter mais 500 árvores e arbustos

Plantação acontece ao abrigo do projecto “Criar Bosques” da Quercus

A Câmara Municipal das Mealhada, ciente do papel que as florestas têm na conservação do solo, na regulação do clima e do ciclo hidrológico, enquanto suporte de biodiversidade e sumidouro de dióxido de carbono - CO2, e na produção de matérias-primas fundamentais para a vida quotidiana, aderiu ao projecto “Criar Bosques, conservar a Biodiversidade”.

O Parque da Cidade (antigos Viveiros) vai receber cerca de 500 novas árvores e arbustos ao abrigo deste programa, designadamente:
3 - Acer pseudoplatanus (plátano bastardo);
20 - Arbutus unedo (medronheiro);
20 - Crataegus monogyna (pilriteiro);
10 - Prunus lusitanica (azereiro);
10 - Frangula alnus (amieiro negro);
53 - Ilex aquifolium (azevinho);
30 - Myrtus communis (murta);
50 - Rhamnus alaternus (aderno bastardo);
107 - Laurus nobilis (loureiro);
200 - Viburnum tinus (folhado).

Depois da primeira plantação, que decorreu na passada semana, estão previstas mais duas, uma das quais já está marcada para 21 de Março.

O projecto “Criar Bosques, conservar a Biodiversidade” é uma iniciativa da Quercus, que visa salvar e proteger e expandir os bosques de espécies autóctones, isto é, de árvores e arbustos originais da flora portuguesa, em colaboração com várias entidades e voluntários.

A iniciativa prevê intervenções a três níveis: 1 - reproduzir árvores e arbustos autóctones, nomeadamente algumas espécies raras ou ameaçadas de extinção; 2 - restabelecer o coberto arbóreo e arbustivo autóctone em áreas públicas e privadas, através da plantação/sementeira e do aproveitamento da regeneração natural; 3 - disponibilizar plantas autóctones produzidas em viveiro para utilização em projectos de carácter conservacionista.

Nesta colaboração, a “ponte” entre a Câmara Municipal da Mealhada e a Quercus foi feita pela Associação Bairrada Solidária.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 10:06

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 31 de Dezembro de 2009

Assembleia Municipal da Mealhada viabilizou Orçamento de 18,6 milhões de euros

Sessão ordinária prolongou-se pela madrugada dentro

A Assembleia Municipal da Mealhada aprovou, anteontem, dia 29, o Orçamento e as Opções do Plano do Município para o ano 2010. 

Os documentos foram aprovados em sessão ordinária, com 22 votos a favor, um voto contra e seis abstenções.

A Assembleia Municipal aprovou, também, na mesma sessão - que se estendeu pela madrugada dentro - o Regulamento e Tabela de Taxas do Município (com 18 votos a favor e 11 contra), o Regulamento Municipal da Urbanização e Edificação do Município (por unanimidade) e o mapa de pessoal da autarquia para 2010 (com 25 votos a favor e quatro abstenções), além de uma proposta de delegação de competências nas Juntas de Freguesia (também por unanimidade).

As Opções do Plano e o Orçamento para 2010 tinham sido aprovadas, a 10 Dezembro, em reunião de Câmara, com cinco votos a favor (da maioria PS) e duas abstenções (dos vereadores do PSD).

De acordo com os documentos, agora aprovados pela Assembleia Municipal, a despesa global (despesas correntes e de investimento) que o Município prevê realizar, durante o próximo ano, é da ordem dos 18,630.860 euros.

Educação, Ambiente, Habitação e Rede Viária destacam-se entre as áreas que, ao nível das despesas de investimento, terão maior impacto orçamental, no ano 2010.

A título meramente exemplificativo, a construção do Centro Educativo da Pampilhosa (em curso) tem uma dotação de 700 mil euros, à recuperação do Bairro Social de Canedo estão atribuídos 530 mil euros, ao Parque da Cidade (antigos Viveiros) 460 mil e para o arranjo da zona envolvente da Zona Desportiva da Mealhada estão orçamentados 369.700 euros.

Para abastecimento de água (remodelação e extensão de redes um pouco por todo o concelho) estão previstos 1,35 milhões de euros.

Por sua vez, o investimento na qualificação da rede viária concelhia (na construção de novos arruamentos, remodelações e beneficiações, abrangendo nas oito freguesias) deverá alcançar os 2,48 milhões de euros.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:52

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009

Parque da Cidade da Mealhada dá a conhecer espécies

Iniciativa acontece no Dia da Floresta Autóctone a 23 de Novembro

A Câmara Municipal da Mealhada vai realizar uma visita guiada ao Parque da Cidade (antigos Viveiros Florestais), na próxima segunda-feira, dia 23 de Novembro, no âmbito das comemorações do Dia da Floresta Autóctone.

O objectivo é observar e dar a conhecer as espécies, nomeadamente algumas espécies autóctones existentes no parque da cidade, recentemente inaugurado.

A iniciativa, embora seja especialmente destinada a professores e outras profissões directa ou indirectamente ligadas ao ambiente, a associações ambientalistas e demais organizações preocupadas com a natureza, é aberta ao público em geral.

A visita será orientada pelo engenheiro Pedro Bingre, docente da Escola Superior Agrária de Coimbra e, no final, os participantes poderão participar na plantação simbólica de várias espécies autóctones.

 

Ponto de Encontro: Entrada Sul do Parque da Cidade da Mealhada (junto à EN 234 - Estrada do Luso), às 14 horas.

A visita terá uma duração de duas horas, aproximadamente.

Por razões de natureza logística, os interessados deverão fazer a sua inscrição através do endereço ambiente@cm-mealhada.pt, ou do telefone 231 200 980 (a/c de Carla Marques, Drª; ou Anabela Bem-Haja, Engª).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:48

link do post | comentar | favorito
Sábado, 12 de Setembro de 2009

Parque da Cidade da Mealhada abre hoje ao público

Não está prevista inauguração mas está prometida muita animação

O Parque da Cidade da Mealhada (antigos Viveiros Florestais, situados à margem da ex-EN1/IC2) abre ao público este fim-de-semana, hoje e amanhã, não estando prevista qualquer cerimónia oficial de inauguração, mas muita animação.

Hoje, a partir das 10 horas, disputam-se um torneio de ténis e um torneio inter-freguesias de futebol de praia, que se estendem pelo dia seguinte.

Amanhã, dia 13, o programa arranca às 9 horas com uma caminhada (das 9 às 10.30 horas). Pelas 10 horas prossegue o torneio de ténis e o torneio de futebol de praia inter-freguesias. Às 10 horas haverá, também, andebol e futsal a partir das 11 horas.

Da parte da tarde, das 15 às 18 horas, estão previstas oficinas de Educação Ambiental. E, das 15.30 às 18 horas, mais animação com esculturas de balões, pinturas faciais, andas, saxofones e percussão. Música às 15.30 horas, com uma actuação do grupo Tócandar.

Pelas 16.30 horas actuará o Rancho Infantil e Juvenil de Ventosa do Bairro e, às 16.45 horas, o Rancho Folclórico de São João de Casal Comba.

Entre as 16 e as 19 horas haverá basquetebol e, pelas 17 horas, actuação de Dance Fusion.

A final do torneio inter-freguesias de futebol de praia está marcada para as 17 horas.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:43

link do post | comentar | favorito
Domingo, 6 de Setembro de 2009

Parque Urbano da cidade da Mealhada

Câmara Municipal considera bom e adequado o piso da pista pedonal/ciclovia aplicado pelo empreiteiro

A Câmara Municipal da Mealhada decidiu aceitar como bom e ajustado ao fim a que se destina o piso da pista pedonal/ciclovia do Parque Urbano (antigos Viveiros Florestais), aplicado pelo empreiteiro em substituição daquele que constava do caderno de encargos.

A decisão foi tomada na última reunião de Câmara, por maioria (cinco votos a favor e um contra), depois de um estudo encomendado à Universidade de Aveiro/Departamento de Engenharia Civil, ter concluído, com base na análise de amostras colhidas no local (caroteamento), que o piso aplicado pelo construtor não só não perspectiva diferenças de desempenho significativamente diferentes (quando comparado com o piso previsto no caderno de encargos da obra), como  é perfeitamente “adequado” aos objectivos do projecto.

A deliberação, votada favoravelmente pelos eleitos socialistas (presidente da Câmara, Carlos Cabral, e três vereadores) e pelo vereador Gonçalo Breda (eleito pelo PSD, mas, presentemente, sem  a confiança política do partido), teve o voto contra do vereador Carlos Marques, igualmente eleito pelo PSD e, actualmente, sem a confiança política do mesmo partido.

O vereador João Pires (PSD) não participou na deliberação, por se ter ausentado da reunião antes da votação.

Além dos resultados do estudo desenvolvido pelo Departamento de Engenharia Civil da Universidade de Aveiro, a Câmara teve, também, em conta a opinião do autor do projecto, que aprovou a alteração do piso, e o parecer técnico do Instituto de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico da Universidade Coimbra (ITecons), que apontou, até, algumas vantagens aos materiais efectivamente utilizados pelo empreiteiro.

Uma vez que a obra está praticamente concluída, a Câmara Municipal prevê que o Parque Urbano possa ser aberto ao público - e colocado à disposição da população - muito em breve.

A data da inauguração será anunciada em tempo oportuno.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:52

link do post | comentar | favorito
Domingo, 6 de Abril de 2008

Valor aproximado de 1.880 mil euros e prazo de execução de 270 dias

Empreitada de reconversão dos Viveiros Florestais da Mealhada já foi adjudicada

Já foi efectuada a adjudicação provisória da empreitada de reconversão dos Viveiros Florestais em Parque Urbano da Mealhada. A empreitada foi adjudicada à empresa Alberto Couto Alves SA, de Vila Nova de Famalicão, pelo valor aproximado de 1.880 mil euros e com um prazo de execução de 270 dias. Uma medida já aprovada na última reunião de Câmara, que decorreu dia 27 de Março, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Os Viveiros Florestais da Mealhada vão, finalmente, dar lugar ao novo espaço verde de excelência da cidade. A empreitada de reconversão dos Viveiros Florestais em Parque Urbano da Mealhada integra a remodelação dos espaços verdes, novas infra-estruturas de água, águas pluviais, saneamento, electricidade, rega e zonas pedonais, bem como a criação de zonas desportivas e de lazer e a construção de edifícios de apoio.

A empreitada prevê, assim, a criação de uma praça central, uma área desportiva com apoio de balneários e uma zona vocacionada para espectáculos e outras actividades ao ar livre. A praça será mesmo o epicentro de todo o espaço e, como tal, será lá que ficarão instalados os edifícios de apoio e a zona de cafetaria/restauração, como elemento dinamizador do parque. Será também da praça que partirá uma rede de ciclovias e passeios amplos, que contornarão todo o espaço, fazendo a sua ligação ao centro urbano.

 

Requalificação dos espaços verdes

O projecto contempla ainda a requalificação dos espaços verdes, estando já elaborado um plano para o aproveitamento das árvores existentes e para a plantação de outras, de várias espécies, entre as quais limoeiros, laranjeiras, diospireiros e abrunheiros. Uma empreitada que pretende transformar toda a área dos Viveiros Florestais numa zona de recreio e lazer, criando, assim, o novo espaço verde de excelência da cidade.

publicado por quiosquedasletras às 11:10

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Parque da Cidade da Mealh...

Assembleia Municipal da M...

Parque da Cidade da Mealh...

Parque da Cidade da Mealh...

Parque Urbano da cidade d...

Valor aproximado de 1.880...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds