Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2009

Reabertura da discoteca “Outro Mundo” nos Três Pinheiros, Mealhada

Festa de Natal no dia 25 de Dezembro

O Natal está a chegar e a discoteca Três Pinheiros está a preparar uma super e mega festa de reabertura para o dia 25 de Dezembro. Nesta tradicional noite de Natal dos Três Pinheiros - como tem acontecido ao longo dos anos -, também esta promete muito calor.

Para animar a noite vão haver três programas a decorrer em simultâneo com “special decor”. Na sala principal “Outro Mundo” vai acontecer um “live act” dos “Groove Addiction”, produtores do tema do momento “Isto é Porno”. Haverá ainda uma espectacular e arriscada performance dos “FireStarters”, máquinas de neve, máquinas de fumo baixo e outras atracções.

Os “Groove Addiction” arrancaram como dupla, mas é como trio que se assumem e trabalham. Com a aliança do DJ Da Fonseca com o percussionista Alex Magni e com a entrada da vocalista Alex Liberalli (Big Fat Mamma e Monstro Mau), este projecto ganhou ainda mais alma e o bem sucedido “Isto é Porno” veio para o comprovar. Este tema levou os “Groove Addiction” à ribalta das pistas de dança e a um elevado nível de mediatismo que fez com que fosse imprescindível em compilações editadas como “Orbital Mix”, “Dance Floor DJ”, “SummerMix” ou “935 Dance Charts”.

Se a mestria e o bom gosto de Da Fonseca na mistura de discos é um facto, a qualidade e versatilidade de Alex Magni na percussão é algo que empresta uma alegria contagiante à sonoridade house praticada pelos “Groove Addiction” e que tem já provocado noites de excelência pelas casas por onde têm passado. A experiência vocal e de palco de Alex Liberalli empresta uma alma imensa às produções do grupo, que assim ganham outra dimensão, como no caso de “Isto é Porno”, em que a sensualidade da voz é um factor determinante para o êxito do tema.

Mais uma noite de grande festa nos Três Pinheiros, preparada para um Natal tradicional e contemporâneo com livre trânsito nas pistas de dança. Uma energia brilhante e positiva de um Natal ainda mais especial… A não perder!

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:58

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009

Brilho e solidariedade marcam arranque da CADES

Associação faz jantar de apresentação na Mealhada

“Nasceu a CADES. Um grito de esperança, um grito da alma. Um grito para o outro. Não falo de pobres, ricos, infelizes, indefesos, coitadinhos. Falo de pessoas. Pessoas que querem viver melhor”. Foi desta forma que Janine de Oliveira, presidente da Direcção da Cooperação Artística, Desportiva, Educativa e Social (CADES), se dirigiu a mais de centena e meia de pessoas, presentes durante o jantar de apresentação da associação - fundada a 2 de Setembro último -, que teve lugar na noite do dia 28 de Outubro, no Conjunto Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada.

“A CADES quer ser um sorriso, um gesto de ternura, uma voz, um ouvido, um cumprimento, um abraço, um beijo, um mimo. Não vamos mudar o mundo, mas vamos certamente colorir o mundo de Alguém”, dizia Janine de Oliveira, que dava assim a conhecer o objectivo principal da associação que lidera: pôr em prática o exercício da solidariedade e a promoção do desenvolvimento comunitário através da arte, do desporto, da vertente educativa e social. Uma associação de e para a Bairrada, mas que ambiciona voar mais alto e chegar a todo o país.

A forma de actuação da CADES, para promover a solidariedade, será através de seis núcleos de intervenção: Social/Saúde, Artístico, Educação/Formação, Fitness/Desporto, Gastronómico e Comunicação. “Somos muitos para existir para os outros”, sublinhou a presidente, visto o corpo técnico da CADES contar já com mais de 50 elementos e a breve trecho ver este número crescer, com o nascimento de um sétimo núcleo, de Artes Orientais, “que terá como objectivo a promoção, formação e intervenção nas áreas das artes orientais, sejam elas marciais, terapêuticas ou meramente culturais”, conforme explicou Janine de Oliveira.

O jantar ficou marcado pela dinâmica que a apresentação singular de cada núcleo gerou ao longo da noite. Os Núcleos Gastronómico e de Fitness/Desporto exibiram um vídeo; o Social/Saúde apresentou um momento em palco com a declamação de um poema ao som de violino e piano e com sombras chinesas; o Núcleo Educação/Formação subiu ao palco para contar uma história onde foi apresentado o seu plano de actividades para 2010; o Artístico trouxe teatro e o Núcleo de Comunicação entregou uma brochura com a constituição dos seis núcleos e os órgãos sociais da CADES.

 

“O Desporto é de todos”

Relativamente às actividades que vão ser desenvolvidas pelos núcleos, Janine de Oliveira deu a conhecer algumas delas. O projecto “O Desporto é de todos” - do Núcleo de Fitness/Desporto - vai proporcionar a todos os que não têm possibilidades a prática de actividade física e desportiva. Mas é o Núcleo Social/Saúde que terá como função sinalizar a população alvo e encaminhar para as diversas modalidades. A Sociedade Hoteleira Pedro dos Leitões e a empresa “JB Pires Construções, Lda.” vão ser parceiros neste projecto: “Numa primeira fase, a ter início em Janeiro de 2010, cinco crianças vão ser contempladas”, revelou a presidente da CADES.

O Núcleo de Educação/Formação criou uma “Bolsa de Incentivo Escolar”. Este apoio consistirá na compra de livros, material escolar e informático, sendo o Grupo Leya, maior grupo editorial português, o parceiro neste projecto.

“Estes são apenas alguns exemplos do que pretendemos fazer. Mas temos muitos outros projectos que a curto prazo se irão concretizar. Projectos estes que ainda estão órfãos e que precisam de pais”, disse Janine de Oliveira, deixando o apelo a todos os presentes para que “nos ajudem a existir para os outros”, justificando o lema da equipa CADES: “Existimos para si!”.

 

Leilões ajudam a CADES a crescer

“Estamos a nascer, faça-nos crescer!”. Esta foi a frase que se ouviu mais vezes durante a noite do dia 28 de Outubro e que motivou a realização de três leilões, que contaram com Luís Simões, vice-presidente da CADES, como licitador.

O primeiro apresentou uma série de três livros - “Memória de Elefante” e “Os Cus de Judas”, de António Lobo Antunes e “Caim”, de José Saramago -, estando os dois primeiros autografados pelo autor e sendo os três de edição numerada, oferecidos pelo Grupo Leya. José Alfredo, da empresa “Certoma”, na Mealhada, foi quem deu mais.

Foi também leiloada uma camisola do Sporting Clube de Portugal, autografada pelo plantel e oferecida pela equipa técnica do clube, que foi comprada por João Pires, da empresa “JB Pires Construções, Lda.”, que entretanto voltou a oferecer a camisola à CADES, que voltou a leiloar, acabando por ficar a camisola com Amílcar Maia Henriques, empresário de Águeda.

A Casa do Benfica da Bairrada ofereceu uma camisola do Sport Lisboa e Benfica (SLB) à CADES, autografada pelo plantel, vindo a comprá-la no leilão com uma delegação da equipa de Futsal do SLB presente no jantar - constituída pelo treinador André Lima, pelo jogador Ricardinho e pelo secretário técnico João Pedro Ferreira -, voltando a oferecer a mesma camisola à CADES, que acabou por ser adquirida por Janine de Oliveira.

A camisola da Académica de Coimbra OAF, oferecida e autografada pelo plantel, foi comprada por Nuno Pires, presidente do Conselho Fiscal da CADES. A do Paços de Ferreira, também oferecida pelo plantel e autografada, foi adquirida por Cláudio Pires, presidente da Assembleia Geral da CADES. A última camisola, do Vitória de Guimarães, ficou com José Mendes, presidente do Sporting da Covilhã. Esta camisola estava autografada por todo o plantel, que fez a oferta.

O último leilão foi feito com um quadro do ceramista mealhadense Paulo Júlio, sendo comprado pelo presidente da Direcção da Associação Comercial e Industrial da Mealhada (ACIM), Carlos Pinheiro.

De referir que entre os convidados da noite estiveram figuras do futebol português - como Paulo Sérgio (treinador do Guimarães); Vítor Pontes (treinador); João Tomás (jogador do Rio Ave); Orlando, Sougou e Bruno Amaro (da Académica de Coimbra OAF) e o director da formação, Pedro Roma, entre outros -, que não ficaram indiferentes ao convite feito pela associação, manifestando a sua solidariedade ao apadrinhar a CADES em dia de apresentação à comunidade.

Presentes estiveram também o presidente da Câmara da Mealhada, Carlos Cabral e a vice-presidente, Filomena Pinheiro; Teresa Belém e Jorge Sampaio, vice-presidente e vereador, respectivamente, da Câmara de Anadia; Catarina Rodrigues, directora regional do Instituto do Desporto de Portugal (IDP) - Centro; assim como Ana Covas, coordenadora da equipa de apoio às escolas de Aveiro e Fernando Trindade, director da Escola Secundária da Mealhada, entre outras entidades, de várias áreas e empresários.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:28

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

ACIM promove I Desfile de Moda na Mealhada

Evento realiza-se dia 24 de Outubro nos Três Pinheiros

A Associação Comercial e Industrial do Concelho da Mealhada (ACIM) vai promover, no âmbito do MODCOM, no próximo dia 24 de Outubro, pelas 22.30 horas, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada, o I Desfile de Moda, do concelho da Mealhada.

Dar visibilidade, estimular e contribuir para a valorização do comércio tradicional de proximidade são as razões que levaram a ACIM a promover o evento.

O desfile, que contará com a participação de 14 estabelecimentos comerciais, proporcionará uma mostra de vestuário que vai desde o casual até à cerimónia, passando pela lingerie, roupa para criança e de trabalho.

Os estabelecimentos participantes são: “Modas Tentação”, “Santos & Luxo, Lda.” e “Brothers” com vestuário formal e informal; “R&L” com roupa casual e de cerimónia, bem como calçado e bijutaria; “Ruben Sport” com vestuário de desporto; “Loja Infanta” com trajes para criança; “Intimus Lingerie” com lingerie e roupa íntima e, também, “Carlos Lopes & Ca, Lda.”, “Francisco dos Santos Marques”, “Catarina Pires, Lda.” e “Vítor Manuel Ferreira de Bastos, Unipessoal, Lda.” com fardamentos e uniformes de trabalho.

Os óculos de sol e graduados ficarão por conta da Óptica “Univisão, Optielemento, Unipessoal, Lda.” e os penteados e maquilhagem a cargo de Marisa Ferreira da “Isa Fashion Hair”.

O espectáculo conta ainda com a cobertura fotográfica da Foto Nogueira, de Manuel Alves Nogueira.

Nesta noite de sábado, onde a animação e divulgação do comércio local estarão em destaque, a entrada vai ser livre para todos.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:40

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 26 de Maio de 2009

“Escolíadas 2009” – 20ª Edição

Colégio de Albergaria-a-Velha vence concurso

O Colégio de Albergaria-a-Velha, com 377 pontos, é o grande vencedor das “Escolíadas 2009”, sendo esta a quarta vitória da escola, não consecutiva, desde 2004, ano em que se estreou nas “Escolíadas”, participando desde então ininterruptamente no concurso, que coloca à prova os talentos dos jovens dos estabelecimentos de ensino secundário da zona centro do país.

A Secundária Dom Dinis de Coimbra ficou em segundo lugar, com 374 pontos. Uma escola com tradição nas “Escolíadas”, já com quatro finais ganhas, e que este ano completou a sua 18ª presença no concurso.

A Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Vagos (EPAV), com 356 pontos ficou com o terceiro lugar naquela que foi a 20ª edição das “Escolíadas”, numa final “renhida”, disputada na noite do dia 22 de Maio, sexta-feira, na discoteca “Outro Mundo”, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada.

“O Tesouro” foi o tema trazido pelo Colégio às “Escolíadas 2009”, tentando passar a mensagem daquilo que é mais importante na vida de cada um. O júri muito apreciou a prova de Teatro, “que prendeu a atenção de todos os presentes”, com “interpretações brilhantes”, valendo à escola um total de 93 pontos.

A Dom Dinis de Coimbra optou pelo tema “Violência no Namoro”, pertinente e actual, no entender do júri, que referiu que o acto praticado durante a prova de Teatro, ao construírem o espectáculo, “foi a forma que encontraram de falar do mundo através desta linguagem do Teatro”, demonstrando “extraordinária competência”. A prova somou 92 pontos, merecendo dois 20 (máximo da pontuação) de dois elementos do júri.

A EPAV escolheu “O Poder da Natureza” para tema da 20ª edição das “Escolíadas”, com provas que trouxeram a consciência ambiental ao palco da discoteca “Outro Mundo”, a sala/palco do concurso.

 

Terá sido a última noite de “Escolíadas”?

No final da sessão, Cláudio Pires, da “ESCOLÍADAS – Associação Recreativo-Cultural”, com alguma emoção admitiu não ser fácil assistir a uma noite como a do dia 22 em qualquer lugar. E lembrou que aquela pode ter sido a última noite de “Escolíadas”: “Se acabarem assim, fico feliz, porque saímos pela porta grande”, disse.

Engrácia Castro, directora regional de Educação do Centro, assistiu à final das “Escolíadas” dizendo ser “gratificante ver tantos jovens envolvidos num projecto”. E Miguel Nascimento, director regional do Instituto Português da Juventude (IPJ), também não faltou. Visivelmente satisfeito com o ambiente de festa vivido durante a final, felicitou o projecto e todos os jovens presentes naquela sessão e também todos os que se envolveram nas “Escolíadas 2009”.

Miguel Nascimento enalteceu o trabalho das escolas, sendo notório o empenhamento de todas, com “muitos meses de preparação. Por isso mesmo as ‘Escolíadas’ merecem o nosso reconhecimento. Fazemos um autêntico investimento neste projecto, porque gostamos de colocar as energias onde a juventude merece”, sendo esta a “nossa filosofia de actuação, dentro das limitações financeiras. Apoiamos como podemos esta associação juvenil”.

O dirigente desejou que aquela não fosse a última noite de “Escolíadas”, lembrando que o IPJ há muito que está no seu limite, mas que da parte deste organismo, o projecto “não morre hoje” (dia 22), por “reunir um conjunto de mais-valias”.

 

“Escolíadas” devem “estender-se a nível nacional”

Miguel Nascimento terminou revelando que o IPJ tem uma intenção: “Este é um projecto que deve estender-se a nível nacional. Mas primeiro estamos a trabalhar para a viragem ao nível da região centro, para depois replicar. Gosto de afirmar que os projectos válidos não podem morrer, como é o caso”.

Da Câmara Municipal da Mealhada esteve presente na final a vice-presidente Filomena Pinheiro, que até à data continua sem dar resposta à “ESCOLÍADAS – Associação Recreativo-Cultural” relativamente ao apoio para esta edição, já na recta final. “Estamos a estudar uma solução”, disse.

Olinda Rio, em representação do Ministério da Educação (ME), admitiu que as “Escolíadas” são um “projecto sobrevalorizado”, lembrando que o ME nesta edição “salvou a situação financeira”, mas que têm de haver apoios efectivos, sendo necessária a “mudança radical” da “ESCOLÍADAS – Associação Recreativo-Cultural”, porque “os apoios do Estado têm de acabar”.

“Cada escola tem de arranjar os seus meios. Este ano foi uma situação excepcional e pontual, porque o projecto não podia cair. Não somos um organismo com vocação para subsidiar nenhum tipo de actividade. As escolas é que têm de se mobilizar, encontrando outras formas de financiar a sua participação”, rematou Olinda Rio.

 

Docentes criticam posição de Olinda Rio

Dina Teixeira, docente na EPAV, lembrou que as escolas têm dificuldades e limitações: “Faltam recursos financeiros. Os humanos nunca são o problema”. E Manuela Nogueira, professora na Dom Dinis, disse que assim não seria fácil, porque “as escolas já dão tanto! Estes eventos só se fazem com boa vontade. Para este Governo as escolas de artes não interessam, por isso estão a acabar com elas”, atirou.

Do Colégio de Albergaria foi o professor Humberto Valente que reagiu: “Estou estupefacto. Os meus alunos têm mais competências adquiridas com as ‘Escolíadas’ do que a ouvir um professor que não querem dentro de uma sala de aula. Quem falou revela um profundo desconhecimento desta actividade”, disse, referindo-se a Olinda Rio. “Financia-se tanta coisa que não presta e desinveste-se na juventude”, lamentou.

Humberto Valente, muito satisfeito com a vitória da sua escola, admitiu que todos os alunos saíram mais enriquecidos. E afirmou que a “barreira professor-aluno cai por terra” com esta actividade, o que acaba por trazer outro tipo de convívio e relação de entreajuda.

Para Cláudio Pires esta edição de “Escolíadas” foi “especial e difícil”. Porque “ter duas sessões por semana dificultou trabalhar”.

Sobre a continuidade das “Escolíadas” admitiu estar convencido “que não dá mesmo. Tenho vontade mas não tenho como. Ainda não sei com o que conto em 2009. Só avanço para 2010 quando souber com o que conto até 2012”, afiançou.

 

Gala de Entrega de Prémios das “Escolíadas 2009” dia 5 de Junho

A Gala de Entrega de Prémios das “Escolíadas 2009” realiza-se no dia 5 de Junho, sexta-feira, no Centro Cultural de Ílhavo, em Ílhavo. O evento vai fazer voltarem ao palco as provas mais pontuadas durante as seis sessões de apuramento da 20ª edição das “Escolíadas”. A par disto serão ainda premiados os melhores intérpretes do concurso.

 

publicado por quiosquedasletras às 07:13

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 19 de Maio de 2009

“Escolíadas 2009” – 20ª Edição

Colégio de Albergaria, EPAV e Dom Dinis na final das “Escolíadas 2009”

O Colégio de Albergaria-a-Velha, com 287 pontos, a Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Vagos (EPAV), com 267 pontos e a Secundária Dom Dinis de Coimbra, que somou 266 pontos são os três estabelecimentos de ensino secundário que vão à final da 20ª edição das “Escolíadas”, que vai ser disputada no dia 22 de Maio, próxima sexta-feira, na discoteca “Outro Mundo”, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada.

As três escolas finalistas foram conhecidas no final da sexta sessão de apuramento do concurso, no sábado, dia 16, a última sessão das “Escolíadas 2009” e também aquela que teve a “qualidade mais homogénea, com pouca discrepância entre as escolas concorrentes”, conforme referiu o júri.

Na sexta-feira, dia 15, prestaram provas a Escola Secundária Dom Dinis de Coimbra, que ao conseguir 266 pontos passou para o segundo lugar da tabela geral provisória de classificações; a Secundária de Vagos, que somou 238 pontos e a Escola José Estêvão de Aveiro, que ficou com 257 pontos.

Com a participação deste ano, a Dom Dinis completou a 18ª presença no concurso, trazendo às “Escolíadas 2009” o tema “Violência no Namoro”, considerado pelo júri “muito pertinente”, porque “a arte tem como papel na sociedade incomodar algumas mentes. E vocês conseguiram fazê-lo”.

A Secundária de Vagos escolheu a temática “Amor”, por ser um tema “alegre e algo que se sente de forma única”. E a José Estêvão escolheu a “Inspiração” para tema, apresentando uma irreverente prova de teatro com duas personagens a definir uma peça para apresentar nas “Escolíadas”, retratando o momento da criação de um espectáculo.

Teresa Sá, professora de Português na Dom Dinis e autora de alguns dos textos trazidos às “Escolíadas”, é também responsável, com a professora Manuela Nogueira, pelo grupo de Teatro da escola “e por este movimento ‘Escolíadas’ nesta altura do ano”. A docente explicou que a participação no concurso, além de ter como objectivo deixar uma mensagem, tem um outro: “Participarmos com dignidade”.

A Dom Dinis já conquistou o “tetra”, com quatro vitórias na final. Teresa Sá recordou que pessoas que passaram pelas “Escolíadas” são actualmente bons actores e profissionais do espectáculo e não terminou sem deixar de lembrar a petição que ainda está a correr, para que as “Escolíadas” continuem, apelando a que quem ainda não assinou o faça, para entregar o documento na Assembleia da República.

 

Sessão de sábado apura EPAV

A sexta e última sessão das “Escolíadas” trouxe ao palco da discoteca “Outro Mundo” a Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Vagos (EPAV), que passou para o segundo lugar da tabela geral, com 267 pontos, sendo uma das finalistas no dia 22; a Escola Secundária da Mealhada, que com 265 pontos acabou por ficar afastada da final e a Secundária Dr. Jaime Magalhães Lima de Esgueira, que somou 255 pontos.

A EPAV escolheu o tema “O Poder da Natureza”, que de acordo com Dina Teixeira, professora de Animação, responsável pelas provas de Dança e Claque, se deveu às preocupações da escola com o meio ambiente, por desde 2005 “sermos uma eco-escola, um projecto de carácter nacional, integrado na bandeira azul”. A escola “situa-se no meio da floresta, um espaço de magia, que também nos levou a apostar neste tema”, concluiu. 

Um ano depois, a Secundária da Mealhada regressou ao palco das “Escolíadas”, mas quando foram conhecidos os totais, o momento foi de “desilusão”, como disse Miguel Pereira, aluno do 11º ano, autor, com Elisabete Cruz, e actor principal da prova de Teatro. A escola favorita da noite trouxe o tema “E o Espectáculo continua…”, porque “este ano estamos de volta e apesar da crise as ‘Escolíadas’ continuam”, como referiu Helena, apresentadora da Mealhada.

Refira-se que a Mealhada ficou a um ponto do terceiro lugar da tabela geral, onde está a Secundária Dom Dinis. O mesmo sucedeu há dois anos, quando a Mealhada tinha participado pela última vez. A escola só não concorreu na edição de 2008 “por não ter um número de alunos suficiente”, como explicou Miguel Pereira.

A Dr. Jaime Magalhães Lima de Esgueira escolheu a temática “Circo” para apresentar na 20ª edição das “Escolíadas”. As provas apresentadas pretenderam reflectir uma dualidade humana: a doce inconsciência e a consciência de si. 

Dina Teixeira afirmou que a vitória da EPAV era muito ansiada pelo grupo, porque desde 2005 que a escola aguarda o momento, por nesse ano “termos ido à final e não termos ganho a Albergaria por um ponto”, explicou a professora, que considerou a vitória da noite “renhida, por termos ficado a apenas dois pontos da Mealhada”.

Para Cláudio Pires, da “ESCOLÍADAS – Associação Recreativo-Cultural”, esta foi “a melhor sessão de 2009. Apesar de ser algo complicada, por termos duas bandas a tocar e teatros relativamente exigentes”. Dada a energia das claques, Cláudio Pires admitiu “não ter sido fácil segurar a noite, porque não paravam. Houve ‘Escolíadas’ e isso deixa-me muito satisfeito”.

Sobre a final, Cláudio Pires disse tratarem-se de três escolas fortes, com temas muito diferentes e técnicas também distintas. “Gosto de conseguir isso. Não é fácil apresentar em palco três espectáculos tão distintos. Mas agrada-me o desafio”, terminou.

 

Final das “Escolíadas 2009” na sexta-feira, dia 22

A final das “Escolíadas 2009” realiza-se já na próxima sexta-feira, dia 22 de Maio, na discoteca “Outro Mundo”, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada. As provas - Teatro, Dança, Música, Pintura, Claques e Cultura Geral - têm início marcado para as 23 horas.

Após terminarem as provas e saber-se quem é o vencedor, a noite vai prolongar-se nos Três Pinheiros, com a presença do conhecido animador da Antena 3, Fernando Alvim, que vai dar vida à pista de dança da discoteca “Outro Mundo”.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:17

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Maio de 2009

“Escolíadas 2009” – 20ª Edição

Três escolas que vão à final são conhecidas amanhã

A quinta e sexta sessões de apuramento das “Escolíadas 2009” realizam-se hoje e amanhã, dias 15 e 16 de Maio, na discoteca “Outro Mundo”, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada. As provas - Teatro, Dança, Música, Pintura, Claques e Cultura Geral - têm início marcado para as 23 horas.

Recorde-se que hoje, dia 15, vão prestar provas as seguintes três escolas: Escola Secundária Dom Dinis de Coimbra; Secundária de Vagos e Escola Secundária José Estêvão de Aveiro.

Já no dia 16, amanhã, sobem ao palco mais três escolas: Secundária Dr. Jaime Magalhães Lima de Esgueira; Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Vagos e Escola Secundária da Mealhada.

A “ESCOLÍADAS - Associação Recreativo-Cultural” aproveita para relembrar que estas serão as duas últimas sessões de apuramento. Assim, no final da sessão de amanhã já será possível saber quais são os três estabelecimentos de ensino secundário mais pontuados durante esta fase e que vão disputar a final, que terá lugar dia 22 de Maio, na discoteca “Outro Mundo”.

Depois da final, realiza-se a Gala de Entrega de Prémios, no dia 5 de Junho no Centro Cultural de Ílhavo, onde voltarão ao palco as provas mais pontuadas durante as seis sessões de apuramento das “Escolíadas 2009”.

 

Actual tabela de classificações gerais

O Colégio de Albergaria-a-Velha está na liderança da classificação provisória das “Escolíadas 2009”, com 287 pontos e a segunda posição é ocupada pela Secundária de Montemor-o-Velho, com 262 pontos. A Escola Secundária Dr. Mário Sacramento de Aveiro, com 258 pontos, ocupa o terceiro lugar.

 

PEP a decorrer até dia 22 de Maio

O Prémio Escolíadas de Poesia (PEP)/Jornal da Bairrada, uma das novidades da 20ª edição das “Escolíadas”, continua a decorrer. A data limite de entrega dos trabalhos é 22 de Maio, dia da final das “Escolíadas 2009”, sendo o resultado comunicado na Gala de Entrega de Prémios, dia 5 de Junho, no Centro Cultural de Ílhavo. Para consultar o regulamento basta aceder à página das “Escolíadas” em www.escoliadas.com.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:55

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 11 de Maio de 2009

“Escolíadas 2009” – 20ª Edição

Secundária Dr. Mário Sacramento, de Aveiro, vence quarta sessão de apuramento e ocupa terceiro lugar da classificação geral

A Escola Secundária Dr. Mário Sacramento, de Aveiro, foi a vencedora da quarta sessão de apuramento da 20ª edição das “Escolíadas 2009”, com 258 pontos, passando a ocupar o terceiro lugar da tabela provisória de classificações. Na sessão que teve lugar na noite de sexta-feira, dia 8 de Maio, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada, também prestaram provas a Secundária de Oliveira do Bairro (ESOB), que somou 247 pontos e a Escola Secundária de Carregal do Sal, que totalizou 220 pontos.

“Coisas Nossas” foi o tema escolhido pela escola vencedora, referindo-se ao património geológico e cultural. A prova de Teatro, como também as outras, centrou a sua acção no Barreiro da Fábrica de Cerâmica de Jerónimo Pereira Campos, onde os alunos alertaram, através de um texto original, para a sua riqueza e para os riscos que este património corre em se perder.

A ESOB escolheu, para apresentar na 20ª edição das “Escolíadas”, o tema “O Amor - Pares Românticos”, baseando-se no povo português, que por natureza é romântico. A prova de Teatro retratou o amor de D. Pedro I e D. Inês de Castro, onde o carácter cómico prevaleceu, merecendo o elogio do júri.

A Secundária de Carregal do Sal trouxe para o palco das “Escolíadas” o tema “As Barreiras Sociais”, pretendendo a escola demonstrar porque é que o mundo não tem medidas perfeitas. A desmistificação do preconceito, do racismo e da deficiência, entre outros conceitos sociais foram alguns dos apelos deixados pelos alunos, e que o júri considerou “muito importantes para os dias de hoje”.

Luciana Oleastro, professora de Electrónica na Secundária Dr. Mário Sacramento, diz ter havido um trabalho árduo da escola, “porque levamos as ‘Escolíadas’ muito a sério. Este foi o nosso 13º ano de concurso e o ano mais difícil para preparar as provas, por termos dificuldade em arranjar tempo, devido às questões da Educação, que nos obrigam a perder muito tempo com outras coisas”.

A Secundária Dr. Mário Sacramento participa desde 1996 nas “Escolíadas” ininterruptamente. “Nunca falhámos. Ganhámos a final em 2002, conseguimos o segundo lugar em 2003 e em 2008 e o terceiro lugar em 2006”, recordou Luciana Oleastro. O único prémio que a escola não ganhou foi a prova de Teatro. Já por duas vezes “vencemos o ‘Prémio Escolíadas de Poesia (PEP)’, o que para nós é motivo de orgulho, por não sermos das Humanidades. Somos uma ex-escola industrial, mais técnica”, reforçou a professora.

Luciana Oleastro deixou um recado: “É lamentável as entidades culturais do nosso país não darem valor às ‘Escolíadas’, que deviam ser institucionalizadas. Todas as escolas deviam ter ‘Escolíadas’ por ser um tipo de actividade diferente. Faremos o que estiver ao nosso alcance para continuar a haver este concurso”.

Cláudio Pires, da “ESCOLÍADAS – Associação Recreativo-Cultural”, disse que a sessão de 8 de Maio teve alguns problemas técnicos, o que está relacionado com dificuldades nos ensaios, por “nem todos os elementos estarem a horas. Podia ter corrido melhor, porque as provas não eram muito difíceis”.

Cláudio Pires lamentou a desistência de três escolas - Secundária Avelar Brotero, de Coimbra; Secundária de Oliveira do Hospital e a Secundária de Penacova -, porque quando uma “desiste impede outra de participar. Abrimos o sorteio para 20, estas inscreveram-se primeiro e as outras já não vão. As pessoas têm de ponderar melhor”.

Se em 2010 houver nova edição de “Escolíadas”, as três desistentes deste ano não vão poder participar, porque o regulamento impede.

 

Actual tabela de classificações gerais

Terminada a quarta sessão de apuramento, no que diz respeito às classificações gerais provisórias, apenas o terceiro lugar sofreu alteração.

O Colégio de Albergaria-a-Velha continua na liderança da classificação provisória das “Escolíadas 2009”, com 287 pontos e a segunda posição também se mantém igual, sendo ocupada pela Secundária de Montemor-o-Velho, com 262 pontos. A Escola Secundária Dr. Mário Sacramento de Aveiro, com 258 pontos, “tirou” o terceiro lugar à Secundária da Gafanha da Nazaré, que com menos três pontos viu agora afastada a possibilidade de ir à final.

 

“Escolíadas 2009” prosseguem dias 15 e 16 de Maio, sexta-feira e sábado, respectivamente

A quinta e sexta sessões de apuramento das “Escolíadas 2009” realizam-se no próximo fim-de-semana, sexta-feira e sábado, dias 15 e 16 de Maio, na discoteca “Outro Mundo”, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada. As provas têm início marcado para as 23 horas.

No dia 15 vão prestar provas as seguintes três escolas: Escola Secundária Dom Dinis de Coimbra; Secundária de Vagos e Escola Secundária José Estêvão de Aveiro.

No dia 16, sábado, sobem ao palco mais três escolas: Secundária Dr. Jaime Magalhães Lima de Esgueira; Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Vagos e Escola Secundária da Mealhada.

Estas serão as duas últimas sessões de apuramento, que vão assim ditar quais são os três estabelecimentos de ensino secundário mais pontuados durante esta fase e que vão disputar a final, que terá lugar dia 22 de Maio, na discoteca “Outro Mundo”, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:20

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Maio de 2009

“Escolíadas 2009” – 20ª Edição

Colégio de Albergaria-a-Velha na frente da classificação geral

O Colégio de Albergaria-a-Velha venceu a terceira sessão de apuramento da 20ª edição das “Escolíadas 2009”, com 287 pontos, a melhor pontuação alcançada nesta fase do concurso, ocupando assim o primeiro lugar da tabela provisória de classificações. Na mesma sessão, que teve lugar no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada, na noite de sábado, dia 2 de Maio, também prestaram provas a Secundária de Montemor-o-Velho, que somou 262 pontos e a Escola Profissional de Aveiro (EPA), que totalizou 253 pontos.

Cláudio Pires, da “ESCOLÍADAS – Associação Recreativo-Cultural”, considerou a noite do dia 2 “uma das melhores sessões de sempre”, porque além de decorrer em menos de duas horas, verificou-se o verdadeiro conceito das “Escolíadas”, onde o espírito de entreajuda não faltou.

O Colégio de Albergaria-a-Velha surpreendeu o público com o tema “O Tesouro”, desafiando a descobrir qual o verdadeiro tesouro para cada um, visto todos sermos “Piratas, porque esgotamos o planeta e só pensamos em nós”. A prova de Teatro consistiu numa adaptação livre de uma importante peça de Graeme Pulleyn, retratando uma aventura cómica de piratas em alto mar. Paralelamente decorreu uma sátira social onde foi criticada a hipocrisia, a vida política e as relações familiares. O júri pontuou com 72 pontos (num máximo de 80), dado o “nível de qualidade atingido, a entrega dos protagonistas e a utilização do palco”.

A EPA trouxe à discoteca “Outro Mundo” a magia e fantasia de “O Feiticeiro de Oz”, tema escolhido pela escola, levando o público a “embarcar numa viagem de sonho até à Cidade das Esmeraldas”.

Já a Secundária de Montemor-o-Velho convidou o público a fazer uma viagem desportiva pelos “Jogos Olímpicos”, desde que nasceram, sendo o tema apresentado pela escola. A prova de Teatro, que somou 66 pontos, retratou “a sala de estar do Olimpo”, onde os deuses não chegavam ao consenso sobre o tema, sendo necessária a intervenção de Zeus, que explicou que os Jogos Olímpicos não seriam apenas “um tributo aos deuses, mas um encontro entre humanos”.

No final das provas, antes de serem conhecidos os resultados, o júri não deixou de felicitar as três escolas pela “sessão fantástica que tivemos. Parabéns a todos”.

Humberto Valente, professor de Físico-Química e Matemática do Colégio de Albergaria, disse ter-se tratado de uma noite muito bonita por as “três escolas terem estado muito bem”. Visivelmente satisfeito com a vitória, o docente revelou que ganhar nunca é esperado, mas admitiu que a escola “trabalha sempre para pelo menos passar na sessão de apuramento”. Prova disso é a escolha do tema, sempre feita “imediatamente a seguir à final. Apostamos neste projecto, porque veio unir a escola”.

O Colégio de Albergaria participa nas “Escolíadas” desde 2004, ininterruptamente. Já ganhou três finais, incluindo a do ano passado. E de acordo com Humberto Valente, “espero que este resultado chegue para ir à final desta edição. O melhor das ‘Escolíadas’ é vir cá duas vezes. Uma sabe sempre a pouco”.

A terceira sessão de apuramento foi para Cláudio Pires uma “das melhores de sempre”, porque “tivemos três escolas com temas completamente diferentes, com diferentes noções de palco, adereços muito distintos. Era uma das noites mais complicadas. Só me lembro de uma final assim, por causa da quantidade de adereços que havia”.

Cláudio Pires felicitou o público por ter respeitado o silêncio que as provas exigem, assim como a prestação das claques, que “foram fantásticas”. Também o “staff e as três escolas trabalharam de forma muito organizada, o que se traduziu numa sessão com pouco mais de hora e meia” e que no seu entender será um “exemplo a seguir. Estou muito feliz por ter corrido tão bem. Foi espectacular”, rematou.

 

Actual tabela de classificações gerais

O Colégio de Albergaria-a-Velha assume a liderança da classificação provisória das “Escolíadas 2009”, com 287 pontos, destronando a Secundária da Gafanha da Nazaré, com 255 pontos, que agora ocupa o terceiro lugar da geral. Na segunda posição da tabela classificativa está a Secundária de Montemor-o-Velho, com 262 pontos.

Convém referir, no entanto, que tudo está em aberto, visto o concurso estar numa fase inicial de apuramento, faltando ainda disputar quatro sessões, com a prestação de mais 11 escolas.

Segue-se a tabela de classificações provisória:

 

ESCOLA

MÚSICA

TEATRO

PINTURA

CULTURA E DIVERTE

CLAQUES

TOTAL

Colégio Albergaria-a-Velha

75

72

66

3

71

287

Escola Sec. Montemor-o-Velho

66

66

63

4

63

262

Escola Sec. Gafanha Nazaré

60

63

65

3

64

255

E. Profissional Aveiro

61

61

67

2

    62

253

E. Sec. Mira

63

66

53

4

62

248

Escola Sec. Homem Cristo

71

54

52

4

61

242

Escola Sec. Mortágua

55

52

68

4

60

239

Escola Sec. Ílhavo

54

53

65

4

59

235

 

 

“Escolíadas 2009” prosseguem hoje, dia 8 de Maio

A quarta sessão de apuramento das “Escolíadas 2009” prossegue hoje, dia 8 de Maio, na discoteca “Outro Mundo”, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada. As provas iniciam às 23 horas e em palco vão estar três escolas: Escola Secundária de Oliveira do Bairro; Secundária de Carregal do Sal e Escola Secundária Dr. Mário Sacramento de Aveiro.

Esta será a quarta de sete sessões de apuramento que, até dia 16 de Maio, vai seleccionar os três estabelecimentos de ensino secundário mais pontuados durante esta fase, até à final, que terá lugar dia 22 de Maio.

 

Alterações de última hora na calendarização das “Escolíadas”

Devido à desistência de última hora de algumas escolas, a organização das “Escolíadas” foi obrigada a transferir a participação da Escola Secundária da Mealhada para a sétima sessão, marcada para sábado, dia 16 de Maio. Desta forma, fica cancelada a quinta sessão, que estava marcada para amanhã, dia 9 de Maio.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:56

link do post | comentar | favorito
Sábado, 2 de Maio de 2009

“Escolíadas 2009” – 20ª Edição

Secundária da Gafanha da Nazaré atira Mira para segundo lugar da classificação geral

A Escola Secundária da Gafanha da Nazaré foi a que somou mais pontos, 255, na segunda sessão de apuramento da 20ª edição do concurso “Escolíadas”, que decorreu na noite de 30 de Abril, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada. Este resultado colocou a escola em primeiro lugar no quadro da classificação geral, passando Mira, que tinha conseguido 248 pontos na sessão inaugural, de 24 de Abril, para a segunda posição.

A segunda sessão de apuramento contou ainda com a participação da Secundária Dr. João Lopes de Morais, de Mortágua, que totalizou 239 pontos. A noite de ontem ficou marcada pela ausência da Escola Secundária de Avelar Brotero, de Coimbra.

Em carta dirigida à “ESCOLÍADAS – Associação Recreativo-Cultural”, entidade que promove anualmente esta competição entre escolas, a presidente do Conselho Executivo, Ana Cristina Feio, informou lamentar da “não participação da Escola Secundária de Avelar Brotero na edição das ‘Escolíadas 2009’. Tornou-se inviável a preparação dos alunos nas diferentes prestações, de modo a resultar uma presença de qualidade, representativa do empenho dos nossos alunos e do bom nome da nossa escola”.

Desta forma, o “duelo” - nas provas de Teatro, Dança, Música, Pintura, Claques e Cultura Geral - foi travado apenas entre a Escola da Gafanha da Nazaré e a Secundária Dr. João Lopes de Morais, de Mortágua, ambas com participações “jurássicas” nas “Escolíadas”, visto serem participantes desde 1997.

“Poesia, na Rota do Tempo” foi o tema que deu a vitória à Secundária da Gafanha da Nazaré, incidindo nos poetas de várias eras como Bocage, António Gedeão, Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Luís de Camões, Miguel Torga ou Natália Correia. O júri, na apreciação da prova de Teatro, que somou 63 pontos, considerou “interessante trazer para o espaço do teatro a palavra poética”.

A Secundária de Mortágua escolheu “Culturas de Rua” como temática a apresentar na discoteca “Outro Mundo”, a sala/palco das “Escolíadas”. De acordo com Célia Abreu, professora de Português e apresentadora da escola, “temida por alguns, desconsiderada por outros, responsabilizada por muitos, amada por tantos outros, a rua tem um fascínio muito próprio, que lhe confere uma aura de mistério”, sendo sobretudo os jovens “que se sentem aliciados pelo chamamento da rua, tornando-os susceptíveis a tantos perigos”. Um tema que o júri entendeu ser actual, felicitando por isso a escola, que recebeu 52 pontos na prova de Teatro.

Muito satisfeito com a vitória estava João Roque, professor de Biologia na Secundária da Gafanha da Nazaré: “Esta é uma escola de tradições nas ‘Escolíadas’, não podemos baixar o nosso nível. De qualquer forma não correu tão bem como gostaríamos, porque houve pequenas falhas a melhorar”.

O ano passado a escola que venceu a segunda sessão de apuramento ficou em terceiro lugar na classificação geral, tendo já conseguido dois segundos lugares, mas nunca tendo ganho nenhuma final, havendo agora esperanças de que a vitória possa acontecer nesta edição de 2009.  

Um homem das ciências mas também das artes, visto ter encarnado a personagem de Miguel Torga na prova de Teatro e também ter participado na de Pintura e na de Música, João Roque admitiu que este ano os ensaios e toda a preparação da escola iniciou mais tarde, “também porque havia a indefinição da continuidade das ‘Escolíadas’. Se tivéssemos tido mais tempo teria sido melhor”. O professor de Biologia não terminou sem antes sublinhar um aspecto que considera muito importante: “As ‘Escolíadas’ na nossa escola têm envolvido cada vez maior número de professores, o que motiva muito os alunos, criando-se outro tipo de ligação”.

Cláudio Pires, da “ESCOLÍADAS – Associação Recreativo-Cultural”, entende que a segunda sessão de apuramento correu ainda melhor do que a anterior. “Temos pena de não ter estado a Avelar Brotero, porque é uma escola que tem crescido muito e porque esta seria a única sessão desta edição que iria juntar os três distritos participantes este ano: Aveiro, Coimbra e Viseu”.

 

Actual tabela de classificações gerais

Nesta altura, a Escola Secundária da Gafanha da Nazaré assume a liderança da classificação provisória das “Escolíadas 2009”, com 255 pontos, destronando a Secundária Dr.ª Maria Cândida de Mira, com 248 pontos, que agora ocupa o segundo lugar da geral. Na terceira posição da tabela classificativa está a Secundária Homem Cristo, de Aveiro, com 242 pontos. A Secundária de Mortágua, com 239 pontos, perdeu assim a esperança de estar na final das “Escolíadas 2009”.

Convém referir, no entanto, que tudo está em aberto, visto o concurso estar numa fase inicial de apuramento, faltando ainda disputar cinco sessões, com a prestação de mais 14 escolas.

 

PEP lançado esta semana

O Prémio Escolíadas de Poesia (PEP)/Jornal da Bairrada, uma das novidades da 20ª edição das “Escolíadas”, foi lançado esta semana aos alunos de todas as escolas que já participaram no concurso. “Desafiámos 32 escolas. Este concurso de poesia procura um poeta, não um poema, sendo que cada aluno deve concorrer com o mínimo de dois poemas e o máximo de quatro”, explicou Cláudio Pires.

A data limite de entrega dos trabalhos é 22 de Maio, dia da final das “Escolíadas 2009”, sendo o resultado comunicado na Gala de Entrega de Prémios, dia 5 de Junho, no Centro Cultural de Ílhavo. Para consultar o regulamento basta aceder à página das “Escolíadas” em www.escoliadas.com.

 

“Escolíadas 2009” prosseguem hoje, dia 2 de Maio

A terceira sessão de apuramento das “Escolíadas 2009” prossegue hoje, dia 2 de Maio, na discoteca “Outro Mundo”, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada. As provas iniciam às 23 horas e em palco vão estar três escolas: Escola Profissional de Aveiro; Colégio de Albergaria-a-Velha e Escola Secundária de Montemor-o-Velho.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:40

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

“Escolíadas 2009” – 20ª Edição

Secundária Dr.ª Maria Cândida de Mira vence primeira sessão do concurso que hoje regressa aos Três Pinheiros

O tão esperado arranque da 20ª edição das “Escolíadas 2009” teve lugar na última sexta-feira, dia 24 de Abril, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada. A Escola Secundária Dr.ª Maria Cândida de Mira mostrou que era a mais forte da noite, através das provas prestadas na discoteca “Outro Mundo” e venceu a sessão, com 248 pontos, assumindo a liderança do concurso. A Secundária Homem Cristo (Aveiro), ao somar 242 pontos ficou em segundo lugar, seguindo-se a Secundária Dr. João Carlos Celestino Gomes (Ílhavo), com 235 pontos.

Alegria, adrenalina e emoção voltaram a marcar mais um arranque das “Escolíadas”, que têm como música oficial deste ano o tema “Viva la Vida” dos Coldplay, ouvido várias vezes ao longo da noite durante o intervalo das provas a concurso – Teatro, Dança, Música, Pintura, Claques e Cultura Geral.

A escola vencedora trouxe como tema “Os anos 20”. Foram retratadas as crises e as loucuras que fazem muitas vezes nascer sonhos, assim como a fúria de viver, a emancipação feminina e a luta das mulheres pelo direito ao voto. O som do charleston, do jazz ou do foxtrot, assim como os adereços e figurinos a rigor, fizeram o júri – constituído por Tiago Pedro e Alexandra Santos, da Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC); Manuela Almeida, da Escola Secundária de Albergaria-a-Velha e João Gandum, da Escola Secundária Infanta D. Maria (Coimbra) – pontuar a prova de Teatro da Dr.ª Maria Cândida de Mira com 66 pontos.

A Secundária Homem Cristo, de forma oportuna, centrou-se no tema “Os 250 Anos da Cidade de Aveiro” para a 20ª edição das “Escolíadas”. Aproveitando o mote da Câmara de Aveiro na realização de conferências subordinadas ao tema “Aveirenses Ilustres”, a escola homenageou, na prova de Teatro, todos esses aveirenses, mas de forma diferente, dando vida a Homem Cristo, José Estêvão, Jaime Magalhães Lima e D. João Evangelista Lima Vidal, o que se traduziu em 54 pontos. O júri felicitou a secundária pela escolha do tema, “que não podia ter sido melhor, pela sua pertinência”.

No caso da Secundária Dr. João Carlos Celestino Gomes, de Ílhavo, o tema apresentado foi “A Identidade”, que “nem sempre é aceite por quem nos rodeia”, como afirmou Joel, apresentador desta escola. A peça de Teatro retratou o dilema de Galileu Galilei, cujas investigações sobre o universo eram demasiado avançadas para a época, visto que todo o saber até então dizia diferente do que os seus olhos observavam: era a Terra que girava à volta do Sol, e não o contrário. Contudo, o júri entendeu que a peça teria “narração a mais, faltando alguma energia da parte dos actores”. Esta prova somou 53 pontos.

Nas restantes provas, a escola de Mira teve a melhor pontuação em Claque (62 pontos), face aos 61 da Homem Cristo e aos 59 pontos da secundária de Ílhavo. Na prova de Música foi a escola de Aveiro que ficou na frente, com 71 pontos. Tratou-se da interpretação da “Canção de Embalar”, música de Zeca Afonso, um “ilustre aveirense”. Seguiu-se a Secundária de Mira, com 63 pontos, e a Dr. João Carlos Celestino Gomes, com 54 pontos, a única escola que trouxe um tema original para esta prova.

Cátia Tomásio, aluna do 12º ano e apresentadora da Dr.ª Maria Cândida de Mira, não escondia a emoção da vitória: “Não esperávamos ganhar. Estamos muito felizes, até porque sabíamos que as nossas concorrentes eram fortes”. Recorda que no ano passado não chegaram a passar na sessão de apuramento, decidindo este ano apostar na qualidade dos figurinos, contribuindo para isso o apoio financeiro da escola e da Câmara Municipal de Mira, “que ainda nos facultou o transporte”.

Cristina Neves, aluna do 12º ano, participante na Claque da escola vencedora, também não escondeu a surpresa da vitória. Admitiu que assim “teve outro sabor”, apesar de ter a consciência que este ano a preparação foi outra: “Participamos desde o início, ano de 1990, mas com interrupções. Este é o meu terceiro ano de ‘Escolíadas’ e sei que agora tivemos outro cuidado”. Cristina diz que resta esperar e torcer para que haja “pontuações mais baixas para irmos à final”, como já aconteceu, apesar de nunca terem ganho.

João Nunes, professor de Matemática na Dr.ª Maria Cândida de Mira, foi o autor da peça de Teatro. Explicou que foram os alunos que escolheram o tema. Depois, com a ajuda de duas colegas “fizemos pesquisa de temas como a emancipação feminina e o mundo dos sonhos de Freud, sendo os alunos a seleccioná-los”. O docente referiu que nos últimos anos a participação da escola foi menos boa, o que levou os alunos a decidirem este ano “pela mudança, visto estarem bem mais motivados. O envolvimento entre todos é muito importante”.

 

Primeira sessão com balanço positivo

De acordo com Cláudio Pires, da “ESCOLÍADAS – Associação Recreativo-Cultural”, para uma primeira sessão “correu tudo bem, o que é difícil em termos técnicos. Todos os anos fazemos alterações, complicando o trabalho para os técnicos, que têm de garantir que não há falhas”.

No que diz respeito aos ensaios, Cláudio Pires referiu que tudo “correu bem, verificando-se o espírito de entreajuda”. Admitindo que a primeira sessão é sempre a menos concorrida em termos de público e a mais difícil de produzir, “ao compararmos com o ano passado ou há dois anos esta correu muito melhor, sendo o balanço positivo”.

As expectativas são muitas, porque Cláudio Pires diz sentir que “todos se estão a preparar muito bem para esta 20ª edição. As escolas estão a procurar fazer melhor”.

 

“Escolíadas” prosseguem hoje, dia 30 de Abril

A segunda sessão de apuramento das “Escolíadas 2009” prossegue hoje, quinta-feira, na discoteca “Outro Mundo”, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada. Vão ser colocadas à prova três escolas: Escola Secundária Avelar Brotero (Coimbra); Secundária Dr. João Lopes de Morais (Mortágua) e Escola Secundária da Gafanha da Nazaré.

A sessão tem início marcado para as 23 horas. Esta será a segunda de sete sessões de apuramento que, até dia 16 de Maio, vai seleccionar os três estabelecimentos de ensino secundário mais pontuados durante esta fase, até à final, que terá lugar dia 22 de Maio. Recorde-se que este ano são 20 estabelecimentos de ensino que vão a concurso, dos distritos de Aveiro, Coimbra e Viseu, num total de 2000 concorrentes, entre alunos e professores.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:18

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Reabertura da discoteca “...

Brilho e solidariedade ma...

ACIM promove I Desfile de...

“Escolíadas 2009” – 20ª E...

“Escolíadas 2009” – 20ª E...

“Escolíadas 2009” – 20ª E...

“Escolíadas 2009” – 20ª E...

“Escolíadas 2009” – 20ª E...

“Escolíadas 2009” – 20ª E...

“Escolíadas 2009” – 20ª E...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds