Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Candidaturas ao Fundo Social de Anadia podem ser apresentadas

Regulamento já aprovado em reunião do Executivo camarário

A Câmara Municipal de Anadia assume a promoção do Fundo Social - “Por uma causa social!” - como um contributo para a melhoria das condições de vida dos seus munícipes.

Desta forma, a autarquia implementa medidas de apoio às famílias do Município de Anadia mais afectadas pela actual crise económica. Os agregados familiares podem apresentar a candidatura à Câmara Municipal de Anadia, tendo em conta as condições de acesso e as demais disposições que constam no Regulamento do Fundo Social, já aprovado em reunião do Executivo camarário.

A candidatura deverá ser apresentada no Gabinete da Rede Social, que fica situado no Centro Cultural de Anadia.

No referido regulamento pode ler-se que é pretensão do Município de Anadia implementar medidas de apoio aos estratos sociais mais afectados pela crise provocada pela actual situação económica, financeira e social, sendo o documento o instrumento que permitirá a materialização desta intenção.

Foi considerado ponto de partida uma actividade cultural do concelho - a Feira da Vinha e do Vinho 2009 - para a criação do Fundo Social, em benefício dos cidadãos mais carenciados. Para ser possível a atribuição do apoio económico é necessário residir no concelho de Anadia, ter mais de 18 anos, não ser beneficiário de outros apoios para os mesmos fins e estar em situação de comprovada carência económica.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:20

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2010

Parque da Cidade da Mealhada vai ter mais 500 árvores e arbustos

Plantação acontece ao abrigo do projecto “Criar Bosques” da Quercus

A Câmara Municipal das Mealhada, ciente do papel que as florestas têm na conservação do solo, na regulação do clima e do ciclo hidrológico, enquanto suporte de biodiversidade e sumidouro de dióxido de carbono - CO2, e na produção de matérias-primas fundamentais para a vida quotidiana, aderiu ao projecto “Criar Bosques, conservar a Biodiversidade”.

O Parque da Cidade (antigos Viveiros) vai receber cerca de 500 novas árvores e arbustos ao abrigo deste programa, designadamente:
3 - Acer pseudoplatanus (plátano bastardo);
20 - Arbutus unedo (medronheiro);
20 - Crataegus monogyna (pilriteiro);
10 - Prunus lusitanica (azereiro);
10 - Frangula alnus (amieiro negro);
53 - Ilex aquifolium (azevinho);
30 - Myrtus communis (murta);
50 - Rhamnus alaternus (aderno bastardo);
107 - Laurus nobilis (loureiro);
200 - Viburnum tinus (folhado).

Depois da primeira plantação, que decorreu na passada semana, estão previstas mais duas, uma das quais já está marcada para 21 de Março.

O projecto “Criar Bosques, conservar a Biodiversidade” é uma iniciativa da Quercus, que visa salvar e proteger e expandir os bosques de espécies autóctones, isto é, de árvores e arbustos originais da flora portuguesa, em colaboração com várias entidades e voluntários.

A iniciativa prevê intervenções a três níveis: 1 - reproduzir árvores e arbustos autóctones, nomeadamente algumas espécies raras ou ameaçadas de extinção; 2 - restabelecer o coberto arbóreo e arbustivo autóctone em áreas públicas e privadas, através da plantação/sementeira e do aproveitamento da regeneração natural; 3 - disponibilizar plantas autóctones produzidas em viveiro para utilização em projectos de carácter conservacionista.

Nesta colaboração, a “ponte” entre a Câmara Municipal da Mealhada e a Quercus foi feita pela Associação Bairrada Solidária.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 10:06

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

Câmara de Aveiro prepara actividades de Carnaval para sábado e segunda-feira

Iniciativa é direccionada para todas as idades

Vão ser realizadas várias actividades de Carnaval em Aveiro, promovidas pela Câmara Municipal, nos dias 13 e 15 de Fevereiro.

A Câmara Municipal de Aveiro tem projectado, para os dias 13 e 15 de Fevereiro, um conjunto de actividades carnavalescas direccionadas a todas as idades: crianças, jovens e adultos.

No dia 13 de Fevereiro, sábado, pelas 15 horas, terá lugar o tradicional Desfile de Carnaval Infantil, numa parceria com instituições de solidariedade social do concelho de Aveiro. As cerca de 500 crianças aguardadas para este cortejo vão encher as ruas da cidade, desde a Avenida dos Congressos da Oposição Democrática até à Praça do Peixe, passando pela Avenida Dr. Lourenço Peixinho e pelo Rossio.

No dia 15 de Fevereiro, segunda-feira, o projecto “Viver a Idade” levará os idosos até à Praça do Peixe, pelas 14.30 horas, para “brincarem ao Entrudo”. Durante toda a tarde de segunda-feira os idosos têm a oportunidade de comemorar o Carnaval, em clima de festa.

Também no dia 15 de Fevereiro, entre as 14.30 e as 17 horas, a Casa Municipal da Juventude promove um Ateliê de Carnaval. Aos jovens é proporcionada a oportunidade de realizarem pinturas faciais e aprenderem a técnica de modelagem de balões.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:02

link do post | comentar | favorito
Domingo, 31 de Janeiro de 2010

Cerca de 250 pessoas no registo de dadores de medula óssea promovido pela CADES

Solidariedade move população da Bairrada

Cerca de 250 pessoas - dos concelhos da Mealhada e Anadia mas não só - estiveram ontem, dia 30 de Janeiro, na Escola Secundária da Mealhada, na cidade da Mealhada, para participar na recolha de registo de dadores de medula óssea, uma iniciativa organizada pelo Núcleo de Saúde da Associação CADES – Cooperação Artística, Desportiva, Educativa e Social, em parceria com o Centro de Histocompatibilidade do Centro (CHC), que se deslocou ao local com uma brigada.

Pela Teresa, pelo Afonso, pela Sofia, pela Cármen. Por todos. Foram estas crianças e tantos outros que necessitam de transplante de medula óssea que mobilizaram mais de duas centenas de pessoas para marcar presença na Secundária da Mealhada e inscreverem-se no “Registo Português de Dadores de Medula Óssea”.

Elsa Corga, vereadora da Câmara Municipal de Águeda, também se associou à causa, por já há algum tempo ter intenção de se registar como dadora: “Faltava apenas surgir a oportunidade. Esta causa diz-me alguma coisa. Quando temos casos na família, ficamos sempre mais sensíveis”, disse, frisando que o facto da recolha ter-se realizado num concelho que não o seu “não foi de todo impeditivo para vir. É um dever que temos, independentemente de ser fora de Águeda”.

Para a autarca aguedense, “em todos os municípios deve realizar-se esta acção. Dou os parabéns à CADES por tão nobre iniciativa”, referiu. Janine de Oliveira, presidente da Direcção da CADES, acabaria por assumir à vereadora que a associação “disponibiliza-se para promover a mesma iniciativa no concelho de Águeda”.

Também Júlio Penetra, vereador da Câmara Municipal da Mealhada, veio testemunhar a acção da CADES, defendendo ser “fundamental que se criem estas oportunidades e pretextos para que as pessoas participem nestas ajudas. É este o mérito da CADES”. O autarca realçou ainda a “adesão à acção, com números extraordinários, o que prova que temos um concelho solidário”.

Leonor Lopes, também vereadora da Câmara Municipal da Mealhada, esteve presente para dar o seu contributo, louvando a acção da CADES, que “com tão pouco tempo de existência já dinamiza este tipo de acções”. Margarida Arede, familiar do pequeno Afonso, esteve também na Secundária da Mealhada, sendo responsável pela vinda de várias pessoas à acção da CADES.

 

Balanço muito positivo

A técnica superior de Serviço Social do CHC, Fátima Pires, fez um balanço muito positivo desta acção conjunta com a CADES, que “superou todas as expectativas. As pessoas mobilizaram-se em grande número. Em nome de todos os doentes, o CHC agradece a colaboração à CADES, por ter promovido a iniciativa”.

“Hoje (ontem, dia 30) foi, sem dúvida, um dia de orgulho para a CADES! Actividades como esta revelam com muita humildade que ‘existimos para o outro’. Sinto-me orgulhosa por todos os intervenientes no processo, desde os elementos do Núcleo de Saúde e Comunicação da CADES, aos profissionais que fizeram questão de apoiar a causa, bem como pela forte adesão da comunidade”, referiu Janine de Oliveira.

Para Joana Fernandes e Carole de Oliveira, coordenadoras do Núcleo de Saúde da CADES, a recolha “ultrapassou as expectativas. As pessoas têm de continuar a acreditar neste tipo de causas, porque precisamos todos uns dos outros”.

 

Nova recolha no dia 13 de Fevereiro

Dia 13 de Fevereiro, das 9 às 17 horas, o CHC, situado dentro da cerca dos Hospitais da Universidade de Coimbra, no edifício São Jerónimo, 4º piso, a pedido dos familiares da Sofia vai realizar nova recolha. Quem estiver interessado em inscrever-se pode fazê-lo nesse dia.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:33

link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Janeiro de 2010

CADES promove registo de dadores de medula óssea no sábado, dia 30

Escola Secundária da Mealhada recebe iniciativa do Núcleo de Saúde

O Núcleo de Saúde da Associação CADES - Cooperação Artística, Desportiva, Educativa e Social vai realizar no próximo sábado, dia 30 de Janeiro, na Escola Secundária da Mealhada, uma sessão de recolha de registo de dadores de medula óssea, que vai decorrer entre as 9 e as 13 horas da parte da manhã e das 14 às 17 horas à tarde.

Uma brigada do Centro de Histocompatibilidade do Centro (CHC) - composta por um médico, um técnico de análises clínicas e uma assistente social - vai estar presente durante todo o dia na Mealhada, na Escola Secundária, para recolher amostras de sangue de voluntários que se queiram inscrever no “Registo Português de Dadores de Medula Óssea” e para esclarecer sobre todos os procedimentos.

São algumas as condições de participação: é necessário que cada voluntário tenha entre 18 e 45 anos; que apresente um peso mínimo de 50 quilogramas; tem necessariamente de ser saudável e nunca ter recebido uma transfusão de sangue.

Os participantes nesta campanha para o registo de dadores de medula óssea não devem ir em jejum e têm de fazer-se acompanhar do respectivo Bilhete de Identidade ou do Cartão de Cidadão.

Recolher o maior número de pessoas para se registarem como potenciais dadores de medula óssea e sensibilizar a população para as leucemias, assim como cativar a atenção das pessoas para estes simples, mas tão importantes actos de solidariedade são os objectivos desta actividade do Núcleo de Saúde da CADES. Desmistificar as técnicas de recolha de células da medula óssea é outro dos objectivos.

Joana Fernandes e Carole de Oliveira, coordenadoras do Núcleo de Saúde da CADES, lançam o apelo para a participação da comunidade em “tão nobre causa”. “Não custa nada e podemos salvar uma vida, um dia, ou quem sabe podemos ser nós a precisar ou alguém por quem faríamos tudo para arranjar compatibilidade. E não dói nada”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:36

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 11 de Janeiro de 2010

CADES leva 15 crianças ao palco do Cine-Teatro Messias, na Gala do Desporto da Mealhada

Workshop de Dança Contemporânea é a primeira iniciativa da associação

Alegria e diversão era aquilo que se lia no rosto das 15 crianças que participaram no Workshop de Dança Contemporânea promovido pelo Núcleo de Desporto/Fitness da Associação CADES - Cooperação Artística, Desportiva, Educativa e Social e que vão agora subir ao palco do Cine-Teatro Messias. A iniciativa realizou-se no sábado, dia 9, no Grande Hotel de Luso, no Luso, concelho da Mealhada. Para Janine de Oliveira, presidente da Direcção, sendo este o primeiro evento da CADES foi já possível atingir o seu objectivo, “tendo em conta que trabalhámos num grupo onde estão inseridas crianças sem dificuldades financeiras, bem como outras que foram sinalizadas pelo Núcleo Social. Só por isso já valeu a pena a actividade”.

A dirigente referia-se às três crianças encaninhadas pelo Núcleo Social, conforme explicou Isabel Gaspar, da equipa técnica deste núcleo e membro da Direcção: “Além da comunidade específica que abrange o workshop foram incluídas três crianças pelas vagas sociais, que representam o espírito da CADES. Quer isto dizer que todas as actividades promovidas são abertas a todos. A falta de recursos financeiros por parte de alguns pais não constitui factor de impedimento para o acesso às nossas iniciativas”.

Quem também marcou presença no workshop da CADES foi Júlio Penetra, vereador do Desporto e da Acção Social da Câmara Municipal da Mealhada, que enalteceu a equipa desta jovem associação, dizendo que a sua maior expectativa centra-se nos projectos que a CADES propõe realizar, mais concretamente nas áreas do Desporto e Social.

O autarca disse ainda que este tipo de iniciativas “é excelente”, porque há muito espaço de interesse “para cobrir. Mas é preciso estabelecer comunicação com quem já está no terreno”, sublinhou, fazendo referência a outras associações, para assim evitar que “andem a calcar caminho uns aos outros, de forma a impedir sobreposições. Havendo diálogo entre as associações, penso que se consegue fazer muita coisa interessante”, advertiu.

Também Jorge Fonseca, director do Grande Hotel de Luso, lembrou que na altura do nascimento da CADES “fomos desafiados a ajudar a ‘criança’ a crescer. Desde esse momento, o Grande Hotel de Luso disponibilizou-se para apoiar as iniciativas sempre que tal se tornasse oportuno”. Agradecendo à Direcção da CADES por “proporcionar-nos a primeira oportunidade para sermos o anfitrião do workshop”, frisou ser “um gosto acolher o evento que, estamos certos, será o primeiro de muitos outros”.

 

Participantes da Mealhada e Anadia

Com um olhar meigo e doce, Maria Daniela Lebre, sete anos, da Mealhada, foi uma das participantes. Disse que já tinha andado nas danças latinas e que por gostar tanto de dançar, adorou fazer o workshop. Já a mãe, Raquel Espírito Santo, justificou a participação da filha por contribuir para o seu desenvolvimento e porque “ela é muito activa e precisa libertar energia”, louvando a realização deste tipo de iniciativas, tão “raras de acontecer na região”. Raquel ainda tornou a filha sócia da CADES por tratar-se de uma associação para “ajudar pessoas desfavorecidas. Aproveitei a campanha que dava acesso ao workshop e penso que, no futuro, poderá trazer outras mais-valias. O importante é que a Maria Daniela tenha a noção de que está a ajudar alguém e que ao mesmo tempo está a ser ajudada”.

De Tamengos, concelho de Anadia veio outra participante. A Patrícia Silva, com seis anos: “Gostei muito. Foi muito divertido. Nunca tinha participado numa coisa deste género”. O pai, Rui Silva, inscreveu-a pelo seu gosto na dança. A Patrícia também já é sócia da CADES, porque o pai entende que poderá trazer vantagens, quer em termos económicos, quer de prioridade no acesso às actividades. Além de que uma associação deste cariz deve ser “ajudada e apoiada”.

O Bernardo Vaz, oito anos, da Mealhada foi a única participação masculina. Não se mostrando nada inibido por isso, disse ter gostado muito daquela que foi a primeira experiência numa iniciativa como esta. Foi a mãe, Ana Vaz, que o acompanhou, dizendo que o desafio foi aceite pelo filho por gostar muito de dançar, realçando que iniciativas assim são “excelentes por contribuir muito para o desenvolvimento dele e são uma mais-valia para o seu crescimento. Ainda bem que a CADES existe, por estar a proporcionar-nos estes eventos. De outra forma teríamos de ir para cidades grandes, o que se tornava incomportável”.

Visivelmente satisfeita estava Cláudia Cardoso, professora de dança criativa e dança moderna/contemporânea, responsável pela coreografia. “O workshop correu muito bem. Superou as minhas expectativas. Tendo em conta que são crianças, conseguiram, neste espaço de tempo, adquirir as competências desejadas”. Sobre a CADES, a também directora da Companhia de Dança Staccato, de Leiria disse estar “bem impressionada”, principalmente por levar a cabo estas iniciativas “excelentes, na medida em que as crianças não têm muita oferta destas coisas. Hoje não se incentivam os jovens para estas actividades, estou sempre a remar contra a maré”.

As 15 crianças, com idades compreendidas entre os três e os 12 anos, vão agora participar com a coreografia ensinada por Cláudia Cardoso na quarta edição da Gala do Desporto da Mealhada, que vai ter lugar no dia 25 de Janeiro, pelas 21.30 horas, no Cine-Teatro Municipal Messias, na Mealhada.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:04

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

Câmara Municipal de Águeda ajuda a levar sorrisos a crianças guineenses

Oferta de material e manuais escolares

A Câmara Municipal de Águeda aceitou um apelo solidário, através de Paulo Santiago, e ofereceu material e manuais escolares a crianças guineenses.

Em 2008, o pedido foi feito à vereadora da Educação, Elsa Corga, que prontamente apadrinhou a causa. Neste contexto foram disponibilizadas unidades de material escolar, entregues na escola de Iemberém, situada no Sul da Guiné, em plena mata do Cantanhez.

No corrente ano, a Câmara Municipal vai ainda mais longe no apoio a esta missão e recentemente doou, através da Biblioteca Municipal Manuel Alegre, várias dezenas de livros escolares, na maioria de Língua Portuguesa e Matemática, que vão promover o enriquecimento educativo destas crianças guineenses. Este material irá fazer parte da Expedição 2010 e partirá para o seu destino já no início do próximo ano.

Paulo Santiago, ex-combatente na Guiné e membro da organização não-governamental (ONG) Memória se Gentes - Associação Humanitária, explicou que “nas tabancas onde falta quase tudo, não imaginam a alegria de um miúdo quando recebe um simples lápis ou esferográfica”, acrescentando que “é comovente”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:48

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 17 de Novembro de 2009

Espectáculo evocativo de José Luís Iglésias

Cine-Teatro de Anadia presta tributo no dia 27

O Cine-Teatro Municipal de Anadia vai receber um espectáculo evocativo do 85º Aniversário de José Luís Iglésias, na sexta-feira, dia 27 de Novembro, pelas 21.30 horas.

Este espectáculo, organizado pelo “Grupo de Amigos de José Luís Iglésias” será apresentado por diversas associações culturais do município que, directa ou indirectamente, surgiram pela mão desta personalidade marcante da cultura anadiense.

Desta forma, participam neste evento a Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Mogofores (ADABEM); a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Anadia, em Avelãs de Caminho; o Grupo de Amigos de José Luís Iglésias; o Grupo Lar São Martinho, Ouca; Laços de Coimbra; Mónica Dias; Musicanto; Nuno Moura; O Baluarte; Os Rouxinóis; Otília Silva; Grupo de Teatro Raízes Verde Pinho (do Centro Social, Cultural e Recreativo da Freguesia de Avelãs de Cima) e Sons de Avelãs (Avelãs de Caminho).

De referir que José Luís Iglésias criou o Grupo de Reis denominado “Trupe dos Rouxinóis de Anadia”, do qual era ensaiador.

Este grupo cantou os Reis, pela primeira vez, em Janeiro de 1950. Daqui nasceu o Grupo Artístico e Cultural “Os Rouxinóis” de Anadia, no final do ano de 1949, do qual também foi encenador.

 

José Iglésias coloca Anadia no panorama cultural do país

Na segunda metade do século XX, José Luís Iglésias colocou Anadia no panorama cultural do país. Foram anos de consecutivos sucessos por ele encenados.

Cenógrafo, actor, dançarino, desenhador, pintor e excelente músico, José Luís Lhano Iglésias foi um grande impulsionador da cultura em Anadia.

Os bilhetes (2,5 euros) podem ser adquiridos nos seguintes horários: sextas-feiras, das 18 às 22 horas e sábados, das 18 às 22 horas. No dia de espectáculo a bilheteira abrirá às 14 horas.

As reservas podem ser efectuadas na Câmara Municipal de Anadia até três dias antes do espectáculo e os bilhetes levantados, impreterivelmente, até pelo menos duas horas antes do mesmo.

A receita da bilheteira deste espectáculo reverterá para o Fundo Social criado pela Câmara Municipal de Anadia.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:37

link do post | comentar | favorito
Domingo, 15 de Novembro de 2009

“Semana Social 2009” em Aveiro de 20 a 22 de Novembro

Sexta edição das “Semanas Sociais Portuguesas” acolhida na Diocese de Aveiro

Vai realizar-se a “Semana Social 2009” nos dias 20, 21 e 22 de Novembro, no Centro Cultural e de Congressos de Aveiro.

Organizada pela Comissão Episcopal da Pastoral Social e com o apoio da Câmara Municipal de Aveiro, a “Semana Social” é subordinada ao tema “A construção do bem comum: responsabilidade da Pessoa, da Igreja e do Estado”. O evento conta, igualmente, com o apoio da Cáritas Diocesana de Aveiro que assegurará, entre outras funções, o esclarecimento e a recepção de inscrições.

A ficha de inscrição, acompanhada do respectivo pagamento (comprovativo de transferência bancária, cheque ou vale postal emitido à Cáritas Diocesana de Aveiro), deve ser enviada para: Secretariado da “Semana Social 2009”, Cáritas Diocesana de Aveiro, Rua do Carmo, 42, 3800-127 Aveiro.

De referir que o alojamento é da responsabilidade de cada participante, devendo as reservas e pagamentos ser feitos por contacto directo. Para facilitar, está disponível no site da autarquia informação relativa a algumas casas religiosas e unidades hoteleiras de Aveiro, que poderão ser utilizadas pelos participantes.

Os contactos são os seguintes: Secretariado da “Semana Social 2009” (Aveiro) - Telefone 234 377 260, Fax 234 377 266, E-mail semanas.sociais@gmail.com e Secretariado Nacional da Pastoral Social (Lisboa) - Telefone/Fax 218 855 498.

Esta é a sexta edição das “Semanas Sociais Portuguesas”, desta feita acolhida na Diocese de Aveiro. A organização pretende, com a realização do evento, fazer os cristãos activos reflectir e partilhar modos responsáveis, criativos e eficazes de vivência solidária.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:01

link do post | comentar | favorito
Domingo, 8 de Novembro de 2009

Campanha de Solidariedade inicia dia 11 de Novembro

“Dar por um Sorriso” em Aveiro

A Campanha de Solidariedade “Dar por um Sorriso” vai realizar-se em Aveiro de 11 de Novembro a 4 de Dezembro.

A iniciativa consiste na obtenção de roupa, brinquedos e material escolar que as pessoas queiram oferecer a algumas instituições do concelho, cuja recolha dos bens será feita durante cerca de um mês, na Casa Municipal da Juventude de Aveiro.

As dádivas podem ser efectuadas de segunda a sexta-feira, das 9.30 às 18 horas.

Organizada pela autarquia em parceria com instituições concelhias, a campanha pretende contribuir para um Natal melhor de algumas famílias carenciadas de Aveiro, com a entrega das ofertas recolhidas.

Recorde-se que, na edição do ano passado, foram abrangidas, por esta campanha municipal, 971 crianças, jovens e adultos do concelho, tendo sido entregues, no total, 3860 artigos.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:44

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Candidaturas ao Fundo Soc...

Parque da Cidade da Mealh...

Câmara de Aveiro prepara ...

Cerca de 250 pessoas no r...

CADES promove registo de ...

CADES leva 15 crianças ao...

Câmara Municipal de Águed...

Espectáculo evocativo de ...

“Semana Social 2009” em A...

Campanha de Solidariedade...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds