Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

Recortes de jornais desde a década de 40 em exposição até Setembro em Anadia

Museu José Luciano de Castro recebe mais de 50 mil recortes que retratam as gentes da terra

O resultado de mais de 65 anos a recortar notícias de jornais pode agora ser visto e analisado na sala de exposições temporárias do Museu José Luciano de Castro, situado no Palacete Seabra de Castro, em Anadia. “Recortes de História” é a exposição que inaugurou no último sábado, dia 20 e que retrata a dedicação de João Venâncio Marques, autor, às gentes de Anadia.

São mais de 50 mil os recortes compilados por João Marques, todos eles agrupados em dossiês e organizados por temas, sejam eles personalidades ou instituições de Anadia, do concelho e até da Bairrada.

Nuno Rosmaninho, docente do Departamento de Línguas e Cultura da Universidade de Aveiro (UA), responsável pela apresentação da exposição, assinalou o momento como sendo “de grande importância para os estudos locais de Anadia e não só”.

O professor da cadeira de Cultura e Património na UA falaria sobre três circunstâncias: da exposição, do homem e da obra em si. Também Rui Rosmaninho recorreu, em Dezembro de 1990, à ajuda de João Venâncio Marques, que “disponibilizou, com muita simplicidade, a documentação de que já dispunha, em significativa quantidade”.

O docente referiu que os recortes de João Marques são “um acervo que é uma verdadeira enciclopédia de Anadia e da Bairrada”. E referindo-se à revista Aqua Nativa, onde escreve, lembrou que daquilo que se publica “há sempre algo de útil no arquivo de João Marques. Quer documentos, quer fontes”.

 

Um “verdadeiro banquete”

Para Rui Rosmaninho, “Recortes de História” é um “verdadeiro banquete deste século, sobretudo para quem gosta de História Local. É uma revisitação quase faustosa do passado”.

Os recortes estão organizados em pastas sobre o Ensino Primário, o Colégio Nacional, Lions, o Café Anadia, o Teatro. Existe também uma quantidade inúmera de pastas dedicadas a figuras, das mais remotas às mais recentes, como Fausto Sampaio, Mário Pato, Rodrigo Rodrigues dos Santos ou Manuela Alves.

Os recortes de João Marques, para Rui Rosmaninho, têm uma grande importância do ponto de vista científico e pedagógico: “Por restabelecer o contacto com a História Local, é por isso uma exposição que deve interessar a escolas, por ter muitos trabalhos de índole pedagógica”.

O professor da UA disse que o espólio deve ser preservado conforme foi entregue pelo autor, podendo somar-se mais recortes. “Não vi em todas as pastas a dos escritos do senhor João Marques. É um trabalho de grande interesse, que não vi, mas que também deve estar”, sublinhou Nuno Rosmaninho.

 

Espólio vai ser digitalizado

O local onde o espólio foi colocado “é o natural. É um óptimo local, de serviço à comunidade e um lugar de cultura e grande importância”, afirmou Rosmaninho, congratulando-se com o facto de o espólio ser futuramente digitalizado, “o que vai constituir uma alavanca em termos de divulgação, porque a sua capacidade de multiplicação pedagógica e científica aumenta muito”.

Rui Rosmaninho terminou convidando João Marques a “não parar”. E foi a esposa, Angelina Pina, que rapidamente disse que não deixava.

Carlos Matos, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Anadia, lembrou que a exposição “é uma pequeníssima parte do que João Marques tem feito e doou à instituição”, agradecendo publicamente por isso. Litério Marques, presidente da Câmara de Anadia, classificou a mostra como “um trabalho fantástico”.

João Venâncio Marques, emocionado, agradeceu à esposa e referiu-se àquele como “um dos grandes momentos da minha vida”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:04

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010

“Recortes de História” inaugura no sábado

João Venâncio Marques doa espólio com milhares de notícias recortadas à Misericórdia de Anadia

No próximo sábado, dia 20 de Fevereiro, vai inaugurar, numa das salas do Museu José Luciano de Castro - Palacete Seabra de Castro, em Anadia, pelas 15 horas, a exposição “Recortes de História”, da autoria de João Venâncio Marques.

O autor, natural da cidade de Anadia, com 77 anos de idade vai expor no referido espaço museológico, propriedade da Santa Casa da Misericórdia de Anadia (SCMA), a sua colecção particular com alguns dos mais significativos “Recortes de História”, retirados de jornais, que colecciona.

Possuidor de um arquivo de documentos jornalísticos, que foi reunindo ao longo dos anos e que reflectem a história e memória colectiva, no fundo o passado de Anadia e de pessoas do concelho, João Venâncio Marques vem agora dar a conhecer à população essas “relíquias” que tanto estima.

“Trata-se de um espólio de alta importância, dedicado a um espaço, que marca uma actividade cultural, a riqueza de um património, que dá a conhecer uma grande parte da minha vida”, explicou o autor.

E foi com apenas 11 anos que João Venâncio Marques iniciou esta actividade de coleccionador de recortes de jornais, sem “destino definido, mas já com a veia de ‘esfrangalhar’ jornais”, admite. E estes recortes dizem todos respeito a “tudo aquilo que fosse alusivo a Anadia e à Bairrada e suas gentes, não colocando de parte outras notícias que achasse de interesse”.

É no seio destes princípios que instituições como a SCMA, a Banda de Música, Bombeiros Voluntários de Anadia, Anadia Futebol Clube, APPACDM entre outras, mas também individualidades como Fausto Sampaio, Rodrigues Lapa, Manuel Alves, o ex-treinador do Benfica Toni, o “Fernandito” (Fernando Pina) do Anadia ou José Iglésias ganham personalidade nos recortes, indo ao encontro dos objectivos do autor.

Um trabalho considerado “digno e enriquecedor”, apreciado e valorizado por muitos alunos, “alguns deles em carteira universitária, mas também por historiadores, sendo alguns de renome e que consideram este um serviço extraordinário e de grande utilidade”, afiançou João Venâncio Marques.

Há mais de 65 anos que o autor desenvolve esta actividade, “permanentemente e de forma inesgotável”, sobre um tema “que não tem fim”. A entrega do espólio, devidamente legalizado, à SCMA é fruto de um anseio pela abertura e colaboração “nunca negada pela instituição”, que se alia à Biblioteca José Luciano de Castro.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:44

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010

Museu de Etnomúsica da Bairrada quer cativar outros públicos

Espaço museológico apresenta nova vertente com o serviço educativo e a newsletter mensal

O projecto educativo do Museu de Etnomúsica da Bairrada, no Troviscal (Oliveira do Bairro), oferece, a partir de 2010, um serviço de visitas guiadas ao espaço que podem ser complementadas com um menu de cinco ateliês lúdicos.

Através da colaboração com toda a comunidade escolar e sociedade civil - instituições, associações, grupos culturais -, o serviço educativo do museu pretende difundir a cultura bairradina entre os mais novos, despertando o gosto pela música tradicional e etnografia regional, com o auxílio de estratégias pedagógicas assentes em diversas expressões artísticas.

Os cinco ateliês disponíveis, nesta fase de arranque do serviço educativo, dirigem-se a crianças dos seis aos 12 anos, funcionam de terça a sexta-feira, de forma gratuita e por marcação.

Cada ateliê tem a duração de 60 minutos e as actividades oferecidas vão do peddy-paper, que parte à descoberta do espólio do museu, até ao contacto com instrumentos que integram a cultura musical bairradina.

Além das actividades dirigidas ao público escolar, o Museu de Etnomúsica da Bairrada oferece, de terça a domingo, visitas guiadas para o público em geral.

 

Ateliês disponíveis

“Tudo se Transforma” é um ateliê de criação e construção de instrumentos musicais com material reciclável (garrafas de plástico, caricas, latas e outros). Pretende-se incentivar a criatividade e simultaneamente sensibilizar os participantes para a necessidade da reutilização de materiais.

“Artista por um dia” é um ateliê de Karaoke onde se pretende que as crianças descubram a música através da interpretação de canções conhecidas. Todas as músicas serão gravadas e entregues aos participantes simulando, assim, a gravação de um disco.

“O meu Instrumento preferido” é um ateliê de pintura em tela de alguns dos instrumentos musicais presentes no museu. Através das artes plásticas o objectivo é familiarizar as crianças e jovens com alguns dos instrumentos mais importantes da música tradicional da Bairrada.

“Os segredos do Museu” é um peddy-paper que desafia os jovens a partirem num jogo de aventura à descoberta da história e do espólio presente no Museu de Etnomúsica da Bairrada.

“Brincar com a Música” é o quinto e último ateliê disponível. Trata-se de um conjunto de jogos infantis - desenhos para colorir, labirintos, palavras cruzadas ou sopas de letras -, que permitem aos participantes ir descobrindo informação relacionada com o Museu e com a região da Bairrada.

A partir deste mês, o museu passa a ter uma newsletter mensal. A primeira foi já distribuída e a partir de agora, notícias, serviços e agenda do museu passam a chegar em formato de revista electrónica à conta de email de todos os interessados. Com esta abordagem electrónica “a autarquia pretende cativar novas faixas etárias, reforçar a presença do museu fora do concelho e promover o serviço educativo junto de públicos diversificados”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 10:18

link do post | comentar | favorito
Domingo, 3 de Janeiro de 2010

Assembleia Municipal de Oliveira do Bairro viabiliza Orçamento de 37 milhões de euros

Maioria social-democrata vota favoravelmente os documentos para 2010

A sessão ordinária da Assembleia Municipal de Oliveira do Bairro - que se realizou em duas reuniões, nos dias 30 e 31 de Dezembro -, aprovou por maioria o Orçamento e as Opções do Plano do Município para o ano 2010. Foram 18 os votos a favor, houve oito abstenção das bancadas do CDS-PP e do PS e nenhum voto contra.

Esta foi a primeira sessão depois das autárquicas e a última de 2009, ficando marcada por cerca de oito horas de discussão e pelas mais de 70 intervenções dos deputados.

O ponto do Orçamento e das Opções do Plano - que passou para a segunda reunião, dado o avançar da hora na noite de 30 de Dezembro - foi o mais polémico e prolongado, mesmo depois da indicação do líder de bancada da Oposição CDS-PP, André Chambel, ter referido que os populares não iriam “inviabilizar o documento”.

Ainda antes, Mário João Oliveira, presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, lembrou que aquele era o documento “mais importante para quem gere os destinos do concelho”, por serem “as grandes balizas sobre as quais pretendemos prosseguir uma actividade. Cumpre-nos, enquanto Executivo, levar por diante tais iniciativas”.

O autarca sublinhou que este Orçamento é “abrangente, ambicioso e inovador”, sendo ainda o “maior de sempre”, por ultrapassar os 37 milhões de euros (37,230.608 euros).

Mário João Oliveira evidenciou que o valor estimado da receita corrente “ultrapassa largamente o da despesa corrente. É esse o caminho que vamos prosseguir”.

O autarca fez referência ao acréscimo de despesa corrente em mais de 800 mil euros devido à delegação de competências na área da Educação. Este acréscimo também se verifica pela adesão do Município à Águas da Região de Aveiro - ADRA, ficando assim os documentos condicionados por estes dois exemplos.

A aposta na Cultura, a requalificação urbana do concelho, o apoio às associações e aplicação de verbas em eventos são outras áreas contempladas no documento aprovado.

Nuno Barata, líder de bancada do PSD, falou da aposta continuada “na Educação e na formação, com uma evidente evolução na diversificação dos investimentos: quer em equipamentos (novos ou requalificados), quer em recursos humanos (docentes e discentes), quer em projectos vários de dinamização e desenvolvimento educativo”.

Contudo, Armando Humberto Pinto, líder de bancada do PS, disse que a análise do documento é um “exercício inútil, pois a diferença entre aquilo que é proposto e aquilo que é razoável esperar-se que seja executado é de tal ordem, que não é possível fazer qualquer análise séria tendo apenas por base este documento”, acrescentando que um ano depois, daquilo que é proposto agora será “executado metade, e estou a ser optimista”.

O líder socialista frisou: “Acho uma falsidade e irrazoável que tendo-se executado 16 milhões de euros anteriormente agora se apresente um orçamento de 37 milhões”.

Para o PS, os projectos prioritários são a conclusão dos oito pólos escolares; da Alameda; da Junta de Freguesia de Oiã e respectivo auditório e biblioteca e a Casa da Cultura. Mas “todos eles, com excepção porventura da Alameda, irão ter elevadas despesas de operação e manutenção”, apelando ao Executivo para a “razoabilidade”, afim de evitar custos elevados para todos.

Já Óscar Ribeiro, do CDS-PP, disse que o Orçamento está “empolado”, realçando, contudo, que algumas obras tinham origem no seu partido. “É um orçamento mais realista que no ano passado, permite contratos programa e segue as práticas do CDS que na altura foram tão criticadas”.

Também da bancada do CDS, Vítor Pinto disse que eram vários os projectos que o documento contempla, mas que “não vão passar do papel”, atirando que a “obsessão deste Executivo pela famigerada Alameda faz com que esqueça o que é verdadeiramente importante”.

Por tratar-se do primeiro Orçamento do novo mandato, André Chambel referiu que o CDS não o inviabilizaria, mas lembrou projectos - como o reforço de ecopontos ou o aproveitamento do Museu de Etnomúsica da Bairrada - que mesmo ali apresentados “nada indicam”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 10:01

link do post | comentar | favorito
Sábado, 19 de Dezembro de 2009

Santa Casa da Misericórdia de Anadia festeja 101º aniversário

Efeméride marcada por homenagem a cinco funcionárias

A Santa Casa da Misericórdia de Anadia (SCMA) comemorou o 101º aniversário. Cerimónia simples, mas com alto valor histórico/social, marcada pela grandeza de 24 ilustres Homens de Anadia, que traçaram o destino da instituição. A data foi marcada pela inauguração de uma exposição e pela homenagem a cinco funcionárias, pelos 20 anos de serviço cumpridos.

Foi celebrada Missa na Capela do Palacete Seabra de Castro, pelo Padre Daniel, do Colégio Salesiano de Mogofores, que na homilia evocou o aniversário da SCMA, enaltecendo os fundadores e deixando uma palavra de “justiça” para a actual Mesa Administrativa.

Seguiu-se a abertura da exposição “Menino Deus”, um conjunto de figuras alusivas ao Menino Jesus, que preencheu o dia de aniversário na sala temática do Museu José Luciano de Castro. Uma mostra que ficará patente durante três meses.

São figuras em madeira, porcelana e cerâmica referentes aos séculos XVII, XVIII e XIX, que vão dar brilho àquele Museu, numa valiosa exposição, sinal demonstrado pelo empenho dos responsáveis, que tentam manter posição de destaque para o bom nome cultural da cidade de Anadia. A SCMA aceitou o desafio, porque desde 1980, aquando da inauguração, mantém aberto ao público um espaço museológico que prima em expor seleccionadas colecções.

O Salão Nobre foi ainda palco da Sessão Solene e da entrega de Placas Comemorativas a cinco funcionárias com mais de 20 anos de serviço. São elas Isabel Pereira, Carla Carvalho, Rosa Simões, Maria Júlia Ribeiro e Maria Teresa Alves.

O provedor Carlos Matos deixou entre os funcionários o espírito de união, compromisso assumido de carácter social em manter as melhores relações e sobretudo uma chamada ao bom senso, para que sejam o arauto em proporcionar qualidade de vida àqueles que ainda dentro dos lares da instituição constituem um leque na sociedade.

Reforçou o desempenho às respostas sociais, todas elas superadas pela expectativa e falou do investimento feito nos dois lares, com a remodelação das instalações. Carlos Matos realçou também a aprovação do Projecto CADI por mais três anos, um projecto que ficou em primeiro lugar na zona Centro.

O almoço foi servido com pompa e circunstância e salutar convívio. Reinou um espírito de boa disposição e expressiva amizade. Diálogos em que todos se envolveram, aliando-se em criar um clima de confiança, superando o grande patamar, que coloca o bom nome da instituição na lista de bem-fazer.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:37

link do post | comentar | favorito
Sábado, 5 de Dezembro de 2009

Noite de Jazz no Museu do Vinho Bairrada

Iniciativa realiza-se no âmbito das comemorações do 5º aniversário da elevação de Anadia a cidade

No próximo dia 10 de Dezembro, quinta-feira, pelas 21.30 horas, a Câmara Municipal de Anadia promove, no Museu do Vinho Bairrada, um concerto de Jazz protagonizado pelo Trio João Neves.

O concerto, com entrada gratuita, surge no âmbito das comemorações do 5º aniversário da elevação de Anadia a cidade. Durante o espectáculo, a Rota da Bairrada vai ofertar a todos uma degustação de espumantes de excelência.

Esta é uma das muitas iniciativas totalmente gratuitas que, de 9 a 12 de Dezembro a autarquia de Anadia irá desenvolver neste espaço museológico dedicado ao vinho. Desta diversidade de actividades salienta-se no dia 9, quarta feira, dois ateliês de artes plásticas para crianças, coordenados pelo Mestre Mário Silva e pelo prestigiado escultor Abílio Febra, bem como um ateliê de desenvolvimento sensorial dinamizado pelo engenheiro José Miguel, da Comissão Vitivinícola da Bairrada.

Durante os quatro dias destas comemorações, as visitas ao museu serão de acesso gratuito. Para sábado, dia 12 - entre as 14.30 e as 17.30 horas -, numa parceria com a Estação Vitivinícola da Bairrada, está previsto um mini curso de iniciação à prova de vinhos Bairrada também gratuito. As inscrições para este mini curso estão limitadas a 25 formandos, pelo que se sugere a todos quantos queiram inscrever-se que o façam pela linha telefónica do Museu do Vinho Bairrada (231 519 780).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 10:18

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 10 de Novembro de 2009

Escolas do concelho da Mealhada apresentaram uma centena de trabalhos em Banda Desenhada

Concurso “A água também se lava”

As escolas do concelho da Mealhada candidataram 92 trabalhos em BD (Banda Desenhada) ao concurso “A água também se lava”, que está a ser promovido pela empresa Águas do Mondego, no âmbito das comemorações do Dia Nacional da Água.

No início de Outubro, cerca de 800 alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico estiveram no Cine-Teatro Municipal Messias, para participar numa jornada de sensibilização ambiental.

As crianças assistiram a uma peça de teatro - “A Água também se lava” -, que aborda o ciclo urbano da água, e participaram noutras actividades subordinadas ao mesmo tema.

Depois de terem visto a peça, desenvolvida pelo Veto Teatro Oficina de Santarém, as crianças foram convidadas a conceber uma banda desenhada, a propósito do que aprenderam sobre o ciclo da água.

Na Mealhada, as escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico apresentaram a concurso 92 trabalhos, entre individuais e de grupo.

O vencedor do concurso, a nível concelhio, terá como prémio a possibilidade de levar a sua turma ao Museu da Água, em Coimbra, com transporte gratuito.

 

publicado por quiosquedasletras às 09:29

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009

Visitantes da “IX Bienal Internacional de Cerâmica Artística de Aveiro” já ultrapassam número da anterior edição

Mostra termina dia 15 de Novembro

Desde a sua abertura, 3 de Outubro, o número de visitantes à exposição da nova edição “Bienal Internacional de Cerâmica Artística de Aveiro”, até à data de segunda-feira, 19 de Outubro, foi de 1285. Este é um número que já ultrapassa a quantidade de visitantes da edição anterior, revelando que “a aposta em colocar a exposição no núcleo urbano da cidade foi certeira. Esperamos que, até 15 de Novembro, a mostra receba muitos mais visitantes, assim como as restantes, patentes na Galeria da Capitania, Galeria dos Paços do Concelho e Museu da Cidade de Aveiro e montras do comércio aveirense”, destacou o vereador do pelouro dos Assuntos Culturais, Miguel Capão Filipe.

Recorde-se que a exposição da “IX Bienal Internacional de Cerâmica Artística de Aveiro” tem patente 101 obras, de 89 artistas nacionais e internacionais e que se encontra patente no Museu de Aveiro, de terça-feira a domingo, das 10 às 17 horas, com entrada livre, até dia 15 de Novembro.

 

Informações complementares

Os vencedores são os seguintes: primeiro prémio - “Teaset #1”, de Karen Gunderman, dos Estados Unidos da América; segundo prémio - “Corpos Marcados” e “Fragmentos”, de Sílvia Tagusagawa, do Brasil; terceiro prémio - “Medusa”, de Ana Cruz, de Portugal. As menções honrosas foram atribuídas a “Objeckt, aufplatzend” e “2-shãriges Objekt mit Innenkugel”, de Tonkunst, da Alemanha; “Whisper”, de Momchil Mirchev, da Bulgária; “Hemisfério Norte e Hemisfério Sul”, de Alberto Miranda, de Portugal; “Quarts”, de C. Vives, de Espanha; Cela de los recuerdos”, de Maria Oriza, de Espanha e “O que nos perpassa nos constitui”, de Betânia Silveira, do Brasil.

O júri - constituído por Pedro Matos Fortuna, Francisco Laranjo e João Labrincha -, das 260 obras de 160 diferentes artistas, enviadas a concurso, apurou nas triagens efectuadas durante as duas reuniões 101 obras de 89 artistas, algumas delas oriundas de 16 países estrangeiros, nomeadamente Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Brasil, Bulgária, Eslovénia, Espanha, Estados Unidos da América, França, Israel, Itália, Japão, Polónia, Roménia e Ucrânia.

Além da exposição nuclear do evento, decorrem três mostras: a exposição “Sabores da terra/Sabores de la tierra” 15º Certamen San Agustín de Cerâmica, na Galeria da Capitania, que reúne 96 pratos em cerâmica de 24 ceramistas portugueses e 24 espanhóis. Cada um dos artistas apresenta duas obras. São 48 visões, distintas, como não poderia ser de outra forma, do que se pode fazer - ou tentar fazer-se - para cozinhar tão “saborosamente” com pratos atractivos. Pode ser visitada até 15 de Novembro, de terça-feira a domingo, das 14 às 18 horas.

 

“Bienal de Cerâmica - 20 anos - retrospectiva”

O Museu da Cidade recebe a “Bienal de Cerâmica - 20 anos - retrospectiva”, que integra obras que concorreram em edições anteriores da Bienal, trabalhos estes pertencentes ao espólio municipal. Aberta também até 15 de Novembro, recebe visitantes de terça-feira a domingo, das 10 às 12 horas e das 14.30 às 18 horas.

Por último, a Galeria dos Paços do Concelho tem patente a mostra “Figuras Tradicionais da Região de Aveiro” - Cerâmica de Alberta. Esta é uma exposição individual de cerâmica sobre figuras características da região, nomeadamente, as profissões relativas à ria (como o marnoto, a salineira, o apanhador de moliço, o pescador, a peixeira, entre outras). De forma metódica e criativa, estas figuras representam as profissões mais significativas no que diz respeito ao desenvolvimento da região. As figuras são peças únicas, em cerâmica vidrada com dimensões variáveis (dos 20 aos 50 cm). Aberta de terça a domingo, das 14 às 18 horas.

Ainda no âmbito da “Bienal Internacional de Cerâmica Artística de Aveiro”, a Câmara Municipal de Aveiro e a Associação Comercial de Aveiro convidaram os comerciantes a associarem-se à realização deste evento. Com a iniciativa, os lojistas participam, de forma activa, na exposição da Bienal, através da colocação de uma peça de edições anteriores e de uma bandeira identificativa cedidas pelo município de Aveiro. Comerciantes aderentes: Mercantil Aveirense, Ergovisão, Galerias do Vestuário, Sapataria Azuleto, Sapataria Antoine, Ourivesaria Matias, Oxigénio, Riaburger, Isabel Castro Cabeleireiros, Versátil, O Farrapo e António’s.

Recorde-se que a “Bienal Internacional de Cerâmica Artística de Aveiro” é um dos mais importantes concursos dedicados à cerâmica artística que se realiza em Portugal, sendo reconhecido internacionalmente como uma relevante mostra de novas técnicas e linguagens utilizadas na criação de cerâmica artística.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:22

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009

Livro sobre a Igreja de Oiã (Oliveira do Bairro) será apresentado dia 28 de Outubro

“Igreja de Oiã no altar da memória” é a mais recente obra de Armor Pires Mota

“Igreja de Oiã no altar da memória”, a mais recente obra de Armor Pires Mota, vai ser apresentada dia 28 de Outubro, quarta-feira, dia de São Simão, Padroeiro da freguesia de Oiã, concelho de Oliveira do Bairro, por D. António Francisco dos Santos, Bispo de Aveiro. A apresentação terá lugar no Centro Paroquial de Oiã, pelas 21 horas.

Trata-se de um completo e rigoroso registo documental sobre a Igreja Matriz, Igreja-Mãe da freguesia de Oiã. O esforço de recolha documental foi ao ponto de o autor ter conseguido reconstituir a listagem dos párocos de Oiã durante três séculos, acompanhada de pequenas biografias.

De acordo com o Padre Mário Ferreira, Pároco de Oiã, “esta é uma obra para nos lembrar o importantíssimo papel que a Igreja, nas terras de Oiã, tem desempenhado na salvaguarda do seu património que, no fundo, também o é de todos nós”.

A obra literária é apenas mais uma contribuição a juntar a uma vastíssima bibliografia que faz de Armor Pires Mota o autor desta terra (e da Bairrada) mais produtivo das últimas décadas e dos seus escritos matéria incontornável para quem queira saber algo da história, da cultura ou do património oianense e concelhio.

“Igreja de Oiã no altar da memória” foi oferecido na sua totalidade à Fábrica da Igreja Paroquial de Oiã pelo autor e a receita das vendas reverterá a favor do Museu Paroquial.

 

O programa

Pelas 20 horas terá lugar a celebração da Eucaristia, presidida por D. António Francisco dos Santos, Bispo de Aveiro.

Uma hora depois, às 21 horas, vai realizar-se a apresentação do livro “Igreja de Oiã no altar da memória”, no Centro Paroquial de Oiã, pelo Bispo D. António Francisco dos Santos (quem prefaciou a obra).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:48

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 19 de Outubro de 2009

Universidade Sénior da Curia prepara abertura do ano lectivo

Inscrições de amanhã até quinta-feira, para iniciar as aulas dia 26 de Outubro

A Universidade Sénior da Curia (USC) encontra-se a ultimar os preparativos para a abertura do ano lectivo 2009/2010, marcada para o dia 26 de Outubro. Para este ano, que será também o terceiro de funcionamento do projecto, estão previstas algumas novidades no leque de actividades a oferecer aos alunos. As inscrições decorrem de amanhã até quinta-feira (dias 20, 21 e 22).

Depois do êxito alcançado nos dois primeiros anos de funcionamento, a USC pretende continuar a surpreender antigos alunos e a conquistar novos. Para tal, pretende introduzir algumas novidades, como é o caso da nova disciplina de Museologia, Conservação e Restauro, e em simultâneo manter disciplinas como o Inglês, a Informática, a Música, a Saúde, o Teatro, a Pintura ou a História, que são já apostas ganhas, e que mais uma vez os alunos poderão encontrar na USC.

 

Museologia, Conservação e Restauro

No que respeita ao curso de Museologia, Conservação e Restauro pretende-se que a aprendizagem se desenvolva a partir de situações reais, ou seja, a partir de obras que necessitem de ser intervencionadas. Estas poderão apresentar diferentes problemas de degradação e a sua proveniência também poderá ser diversa, desde particulares, instituições públicas, religiosas ou museus. Obras de talha, estruturas em madeira ou grupos escultóricos existentes em igrejas ou em capelas particulares são alguns dos exemplos de obras de arte que poderão ser intervencionadas durante o curso.

Esta disciplina será orientada pelo professor Miguel Duque, técnico responsável pelo restauro do Espólio da Igreja Paroquiana de Avô e respectiva catalogação, da Capela da Agonia e do Santuário de Nossa Senhora das Preces, em Aldeia das Dez, entre outros trabalhos.

 

USC abre período de matrículas

A USC abre as inscrições para o ano lectivo 2009/2010 amanhã, quarta e quinta-feira. Todos os interessados em fazer parte do projecto devem dirigir-se à WRC - Agência de Desenvolvimento Regional, no Curia Tecnoparque, em Tamengos, Anadia e efectuar a sua matrícula. As aulas têm início a partir do dia 26, segunda-feira.

Querer manter-se activo física e psicologicamente, gostar de conviver e, claro, ter mais de 50 anos são os únicos requisitos para ser aluno da USC.

Além de um conjunto de disciplinas nas mais diversas áreas, a componente extracurricular também não foi esquecida. Neste capítulo, a USC tem programado um conjunto de actividades culturais, visitas de estudo e workshops a decorrer às quartas-feiras, durante todo o ano lectivo.

 

Actividades curriculares 2009/2010

Actualidade e Cultura; Aeróbica; Arquitecturas e território; Cidadania Activa; Desenho; Dicas de Economia; Distrito de Aveiro: Estruturas socioculturais; Espaço Danças; Espanhol; Hidroginástica; História da Europa; Internet; Inglês; Italiano; Literatura para a Infância; Literatura Portuguesa: o ruralismo; Multimédia; Museologia, Conservação e Restauro; Música; Neuro - Cultura Visual; Pintura; Saúde e Bem-Estar e Teatro.

Criada em Outubro de 2007, a USC tem como objectivo principal proporcionar e dinamizar regularmente actividades educacionais, culturais e de convívio dirigidas a maiores de 50 anos. O balanço dos primeiros dois anos de existência do projecto foi positivo, com um total de cerca de 120 alunos inscritos nas actividades, na sua maioria provenientes dos concelhos de Anadia, Mealhada e Oliveira do Bairro.

Todos os interessados em efectuar candidatura ou solicitar quaisquer esclarecimentos sobre a USC deverão dirigir-se à WRC de segunda a sexta-feira, entre as 9.30 e as 17.30 horas ou contactar o 231 519 714.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:34

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Recortes de jornais desde...

“Recortes de História” in...

Museu de Etnomúsica da Ba...

Assembleia Municipal de O...

Santa Casa da Misericórdi...

Noite de Jazz no Museu do...

Escolas do concelho da Me...

Visitantes da “IX Bienal ...

Livro sobre a Igreja de O...

Universidade Sénior da Cu...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds