Domingo, 29 de Março de 2009

Encerramento da 3ª Universidade da Europa na Curia (Anadia)

Manuela Ferreira Leite acusa Governo de “incompetência”

Manuela Ferreira Leite, líder do PSD, veio à Curia acusar o Governo socialista de não ter sabido aproveitar os recursos e a solidariedade europeia “por incompetência”. A social-democrata falava durante o encerramento da terceira edição da Universidade da Europa da JSD, no dia 22, que se voltou a realizar na Curia, freguesia de Tamengos, concelho de Anadia, na sequência de uma candidatura apresentada pela JSD de Anadia.

Mas a presidente do PSD disse mais, referindo que essa incapacidade do Governo se revelou em todos os sectores, mas particularmente na agricultura: “Milhares de agricultores, de Norte a Sul de Portugal, viram-se privados de recursos a que tinham direito”, afirmou.

Ferreira Leite felicitou ainda os alunos desta terceira Universidade da Europa e a equipa liderada pelo deputado europeu Carlos Coelho, mentor da iniciativa.

“A presença dos alunos e a sua qualidade mostram bem o interesse que desperta a questão europeia. A Europa é a nossa casa. É lá que têm de ser elevados os patamares da qualidade de vida”, disse.

Pedro Rodrigues, presidente da JSD, também presente no encerramento da iniciativa, não deixou de lembrar que aquela é a única formação política em Portugal sobre a Europa.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:44

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 20 de Março de 2009

Curia (Anadia) volta a receber Universidade da Europa

Manuela Ferreira Leite encerra 3ª edição

Hoje, dia 20 de Março, amanhã e domingo vai realizar-se a 3ª edição da Universidade da Europa, no Grande Hotel da Curia, situado na estância termal da Curia, freguesia de Tamengos, Anadia.

A Universidade da Europa, promovida conjuntamente pelo PSD, pela JSD, pelo Instituto Sá Carneiro e pelo PPE é um evento que conta com a presença de 60 jovens, de elevado potencial, e um naipe de formadores e oradores de grande qualidade, que durante três dias vivem uma jornada de estudos intensivos sobre assuntos relacionados com a Europa e com o Mundo.

Para mais informações: http://www.psdeuropa.org/univeuropa/. 

 

Programa da 3ª edição

20 de Março (Sexta-feira):

19 horas – Recepção aos participantes
20 horas – Jantar/Abertura com filme sobre a Europa

                Deputado Europeu Carlos Coelho

                Pedro Rodrigues (Presidente da JSD)

22 horas – “Crise Financeira – O que a União Europeia (UE) pode fazer?”

                 Professor Doutor Vitor Gaspar (Director do Bureau of European Policy Advisers)

 

21 de Março (Sábado):

10 horas – “Quem paga a UE?”

                 Eurodeputado José Silva Peneda

12.30 horas – Almoço/Debate - “A UE pode/deve ter uma PESC?”

                     Deputado Europeu Ignacio Salafranca (Coordenador do PPE na Comissão dos Assuntos Europeus)

15 horas – “Ambiente e Energia: há uma liderança Europeia?”

                 Engenheiro Jorge Moreira da Silva (ex-Deputado Europeu)

18 horas – “Como funciona a UE?”

                 Deputado Europeu Carlos Coelho

                 Deputado Europeu Duarte Freitas

20.30 horas – Jantar/Debate - “A UE está de Boa Saúde?”

                     Teresa Sousa (Presidente da Associação Portuguesa de Jornalistas Europeus)

 

22 de Março (Domingo):

10 horas – “Como combater a abstenção nas eleições Europeias”

                 Deputado Europeu Carlos Coelho

                 Duarte Marques (Vice-Presidente da JSD)

12.30 horas – Almoço/Debate - “Balanço de Mandato – 5 Anos ao Serviço de Portugal”

                     Deputado Europeu João de Deus Pinheiro (Vice-Presidente do
PPE-DE)

15.30 horas – Encerramento

                     Manuela Ferreira Leite (Presidente do PSD)

 

 

publicado por quiosquedasletras às 10:22

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

Litério insiste ser o único candidato pelo PSD à Câmara de Anadia

Actual presidente da autarquia reafirma ser ele o candidato em carta aberta aos munícipes anadienses

Em conferência de Imprensa na segunda-feira (dia 2), Litério Marques, actual presidente da Câmara Municipal de Anadia, distribuiu aos jornalistas uma carta aberta dirigida aos munícipes anadienses, que termina de forma peremptória: “Tinha de vos dirigir estas simples palavras para enfrentar esta onda de desinformação que circula e dizer-vos muito claramente que o candidato à Câmara Municipal de Anadia pelo PSD é Litério Marques”.

Na missiva dirigida à população o autarca começa por referir que a candidatura à Câmara de Anadia pelo PSD “conhece contornos nunca vistos” e que o candidato às próximas eleições autárquicas “já é conhecido por todos”: ele próprio.

Litério Marques justificou a afirmação com o convite que lhe foi feito pela presidente do partido, Manuela Ferreira Leite, aliás, “a todos os autarcas em funções e que queiram recandidatar-se”, na sequência do qual foi convocado em Novembro último para uma reunião na Comissão Política Distrital, em Aveiro, “com os mais altos representantes do PSD”, referindo-se a Marques Guedes, secretário-geral do PSD; Castro Almeida, coordenador autárquico e António Topa, presidente da Distrital, onde “formalmente me fizeram o convite, ao qual aderi com satisfação”.

Posto isto, na carta, Litério diz não perceber a razão para a Comissão Política de Secção do PSD de Anadia se isolar, “fazendo tábua rasa das directivas emanadas pela actual Direcção do PSD Nacional”.

Na missiva foram também feitas referências ao plenário de militantes da noite de 30 de Janeiro - que elegeu José Manuel Ribeiro para candidato do PSD à autarquia - que considerou como um “comício”, onde foi dito por militantes “que eu tinha feito um bom trabalho, obra feita até demais! Mas que era mesmo tempo de ir embora!”. Se assim é, Litério interroga o que afinal os move contra si, considerando “uma grave irregularidade” não constar da agenda do referido plenário “qualquer ponto que falasse de eleição”. (Foto: Davide Silva)

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:21

link do post | comentar | favorito
Domingo, 23 de Novembro de 2008

Encerramento da 2ª Universidade da Europa, na Curia

Manuela Ferreira Leite acusa Governo de “oportunismo”

Manuela Ferreira Leite, líder do PSD, veio à Curia acusar o Governo socialista de “oportunismo” no atraso da entrada de verbas comunitárias. A social-democrata falava durante o encerramento da segunda edição da Universidade da Europa da JSD, no dia 16, que este ano se realizou na Curia, freguesia de Tamengos, concelho de Anadia, na sequência de uma candidatura apresentada pela JSD de Anadia.

A presidente do PSD começou por enaltecer a segunda edição da iniciativa, referindo a selecção que foi feita entre todos os participantes, o que revela uma preocupação de qualidade. “Estão todos de parabéns pelo empenho em querer aprofundar conhecimentos sobre a União Europeia. São sementes que vão ter repercussões daquilo que é o projecto europeu”, afirmou, acrescentando tratar-se de uma iniciativa que dignifica o próprio PSD, que tem sido desde sempre “um partido europeísta. Num mundo cada vez mais global, não seria possível vivermos longe da Europa”.

A antiga ministra das Finanças do Governo de Durão Barroso disse que “a maior parte dos nossos concidadãos não sabem que à sua cidadania nacional acresce a europeia. Para muitos portugueses, falar de integração europeia é quase só falar de fundos comunitários”. E continuava: “Ainda não entraram quaisquer contribuições a que temos direito neste novo quadro comunitário” de apoio. “Podem alguns imaginar que a culpa é da burocracia de Bruxelas, quando se trata de oportunismo e ineficácia dos nossos responsáveis”, atirou.

Manuela Ferreira Leite referia que a integração europeia faz parte dos “interesses estratégicos de Portugal”, quando acusou o Executivo de José Sócrates de estar a prestar o “pior serviço” à ideia de que a Europa significa “acesso a fundos comunitários e política agrícola”.

No que diz respeito à política agrícola e das pescas, a presidente do PSD considerou que a acção do Governo do PS tem sido praticada por um dos ministro que “mais se esforça por exercer o poder à semelhança do engenheiro José Sócrates, hostilizando tudo e todos, humilhando os agricultores, sem diálogo, retaliando sobre as organizações que o criticam e governando, essencialmente, para os jornais”, afirmou.

Ferreira Leite chegou mais longe, dizendo que após três anos de Governo “ninguém consegue identificar uma acção positiva do sector da agricultura ou das pescas. Tudo o que o ministro da Agricultura fez até agora foi destruir e desmotivar o Ministério onde impera o caos e o medo”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:27

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Encerramento da 3ª Univer...

Curia (Anadia) volta a re...

Litério insiste ser o úni...

Encerramento da 2ª Univer...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds