Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009

Cavaco Silva inaugura Cine-Teatro Municipal de Anadia

 

publicado por quiosquedasletras às 15:49

link do post | comentar | favorito

Presidente da República recebido efusivamente em Anadia

População em peso na inauguração do novo Cine-Teatro para receber Cavaco Silva

A tão almejada inauguração do novo e moderno Cine-Teatro Municipal de Anadia concretizou-se na noite da última sexta-feira, dia 6, com a presença do presidente da República. Nem a chuva nem o frio foram impeditivos para a população anadiense, que acorreu ao local de forma massiva para receber Cavaco Silva e testemunhar o acto.

Litério Marques, presidente da Câmara Municipal de Anadia, que não escondia a satisfação de ter no seu concelho a presença do Chefe de Estado, entregou nas mãos de Cavaco Silva a Chave de Honra da Cidade de Anadia, atribuição aprovada em sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Anadia, que reuniu na manhã do mesmo dia.

Sensibilizado, o presidente da República agradeceu a distinção, que considerou “um belo gesto das gentes de Anadia”. Prometendo desde logo ser breve, para “não empatar o espectáculo”, Cavaco Silva disse que os portugueses conhecem já as gentilezas dos anadienses. Contudo “desconhecem o seu gosto pelo teatro”, sublinhou, lembrando o velho Cine-Teatro São Jorge, “por onde passaram, ao longo de décadas, várias companhias”.

Com o avançado estado de degradação do São Jorge, agora devoluto, foi a própria população que reclamou um novo equipamento, merecedor dos elogios de Cavaco Silva, que no entanto lembrou que o benefício de uma obra como o Cine-Teatro, e como tantas outras, “depende muito da utilização que delas é feita. É de grande responsabilidade da Câmara de Anadia promover a boa utilização deste equipamento cultural, que pode e deve trazer a melhoria do bem-estar às populações”.

Para finalizar, o presidente da República evocou o professor Rodrigues Lapa, “um grande vulto da cultura portuguesa, que espero que sirva de inspiração para a utilização que vai ser dada a esta nova casa”. 

 

Litério Marques fala da obra feita

Perante um Cine-Teatro completamente lotado, Litério Marques aproveitou a oportunidade para apresentar as obras que estão realizadas no concelho sobre a sua presidência, “mas também para sensibilizar sobre as dificuldades que enfrentamos nesta gestão”, disse.

O autarca referiu que obras como a inaugurada, “à altura das tradições de Anadia” - ultrapassou os dois milhões de euros mas veio “responder a uma grande lacuna do concelho na área da cultura” - são “exemplos concretos da intervenção da autarquia em prol da qualidade de vida dos nossos munícipes”.

Enumerando algumas das obras do concelho - Centro de Alto Rendimento - Velódromo Nacional de Sangalhos; Biblioteca Municipal (recentemente inaugurada); o Complexo Desportivo de Anadia e as suas valências; a construção dos novos Centros Escolares - Litério Marques disse tratarem-se de “autênticas odisseias, que hoje escritas já constituíam uma autêntica enciclopédia”.

Apesar de todo este investimento, o autarca garantiu que a Câmara que lidera mantém uma “situação financeira estável e exemplar para os municípios do país”. Situação que disse verificar-se devido à “gestão rigorosa e planeada, que nos permite garantir a solvabilidade e a liquidez financeira necessária ao equilíbrio das contas públicas”.

Litério Marques não terminou antes de dar a conhecer as suas maiores preocupações e dificuldades: “Ultrapassar as barreiras burocráticas” e as “dificuldades provenientes das constantes alterações legislativas”. A área social foi outra das preocupações que deu conta a Cavaco Silva.

O autarca finalizou, voltando a enumerar algumas obras já concluídas e dizendo que “muito mais nos propomos executar”, manifestando desta forma a vontade de “fazer mais e melhor, porque os anadienses assim o exigem e merecem”.

Seguiram-se as actuações do grupo coral “Clunny Vox” (Colégio de Famalicão), e de um “filho da terra”, José Cid. A noite foi conduzida com a apresentação de Jorge Gabriel.

 

Cerca de 270 lugares sentados

O novo equipamento conta com cerca de 270 lugares sentados, mais oito lugares para deficientes e está equipado e concebido para receber teatro, música, dança e cinema, além de poder servir para conferências e congressos.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:05

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2009

Obra orçada em mais de 2 milhões de euros

Cavaco Silva vai inaugurar Cine-Teatro Municipal de Anadia

A Câmara Municipal de Anadia vai proceder à inauguração do Cine-Teatro Municipal de Anadia, no próximo dia 6 de Fevereiro (sexta-feira), pelas 21.30 horas, com a presença do presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.

Durante décadas, Anadia acorreu ao Cine-Teatro São Jorge para assistir a um bom cinema e aplaudir os seus grupos de teatro, artistas e companhias de renome que ali actuaram. No entanto, a degradação do edifício ditou o seu encerramento, e logo a população reclamou da autarquia a supressão desta lacuna no seu panorama cultural.

Face à inexistência, na área do município de Anadia, de infra-estruturas capazes de acolher as mais diversas disciplinas artísticas, foi fundamental a construção de um novo edifício de forma a possibilitar a criação de um espaço multifuncional, moderno e de qualidade.

O Cine-Teatro de Anadia, situado na zona do Montouro, surge da necessidade de substituir o antigo Cine-Teatro São Jorge, em total degradação e com deficientes condições de segurança, bem como do cumprimento das novas regras de eliminação das barreiras arquitectónicas existentes. Surge ainda como forma de diversificar a oferta cultural do município de Anadia e da região, apostando numa programação cuidada e qualificada nas diversas áreas, que potenciem o Cine-Teatro como espaço cultural moderno e que promova com qualidade o cinema, o teatro, a música, a dança, os colóquios, os congressos, as conferências, entre outros.

Apesar do grande esforço financeiro efectuado pela autarquia, este projecto pretende não só corresponder ao velho anseio dos munícipes - que não cessam de exigir que seja restituído ao teatro o brilho e o dinamismo de outrora -, mas também de dar condições de trabalho aos muitos grupos e associações que se esforçam por manter uma actividade regular e de bom nível, promovendo as suas próprias criações ou trazendo até nós a arte daqueles com quem vêm estabelecendo intercâmbios.

 

Capacidade para 270 lugares

O novo Cine-Teatro de Anadia, orçado em cerca de 2 milhões e 100 mil euros, tem uma implantação de 1182 m2 e uma área bruta de construção de 2180 m2, pelos quais estão distribuídas as áreas correspondentes ao auditório, com capacidade total para 270 lugares, que engloba a plateia e o balcão, sendo seis lugares reservados a pessoas com deficiência motora; sub-palco; oficina; arrecadações; lavandaria; cabina de bombeiro; dois camarins individuais e dois camarins duplos; palco; cafetaria; régie e zona de foyer.

Este espaço possui ainda parque de estacionamento próprio.

O equipamento cénico, iluminação, som e projecção existente é inovador, utilizando novas tecnologias de programação.

 

José Cid actua na inauguração

Como programa de inauguração, este novo espaço cultural contará com as actuações do Grupo Coral Clunny Vox, seguido da actuação do artista nosso conterrâneo José Cid. A cerimónia de inauguração terminará com um espectáculo pirotécnico-musical.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:21

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007

“Alimento para a Alma!” reúne 90 cabazes de Natal para os mais carenciados

Campanha de Natal 2007 encerra com chave de ouro

No passado dia 19, quarta-feira, a Campanha de Natal 2007 - “Alimento para a Alma!” teve o seu encerramento. O local escolhido para a ocasião foi o auditório do Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, onde Mónica Teixeira, directora técnica do Centro de Apoio Social de Vila Nova de Monsarros, uma das três instituições organizadoras, fez uma retrospectiva de alguns dos momentos mais marcantes da campanha: Lançamento (no dia 1 de Março), padrinhos (SoCértima e José Cid), celebração do Dia do Idoso, donativo do Lidl, Dia da Erradicação da Pobreza, Workshop de Danças Latinas e Africanas.

Mónica Teixeira terminou a abertura da sessão de encerramento referindo que o slogan utilizado durante a campanha - “Dê para aquecer a alma de alguém e a sua também” -, não deveria ser “apenas lembrado e praticado nesta época, mas sim durante todo o ano”.

Teresa Belém, vereadora da Câmara Municipal de Anadia, agradeceu à organização “todo o empenho e dinamismo empregue em tão nobre iniciativa. Fico sensibilizada com todo este percurso e acredito que hoje respirem de alívio, porque está concretizado o projecto”. A vereadora disse ainda que “tudo correu bem, ultrapassando as expectativas, dado terem sido reunidos os 90 cabazes para proporcionar um Natal mais feliz às famílias onde vão chegar”.

Laura Tomé, do Serviço Local de Segurança Social de Anadia, referiu ser um “privilégio reconhecer publicamente a dimensão meritória promovida pela organização”. Seguiu-se a entrega simbólica de 24 cabazes de Natal aos representantes de cada um dos parceiros. Os restantes cabazes foram entregues no dia seguinte. A sessão terminou com um beberete, ao som do coro “Cluny Vox”, do Colégio Nossa Senhora da Assunção.

publicado por quiosquedasletras às 16:45

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 3 de Outubro de 2007

José Cid vai apadrinhar “Alimento para a Alma!”

Cantor será o padrinho como figura pública da campanha

A organização da Campanha de Natal 2007 - “Alimento para a Alma!”, que arrancou no passado dia 1 de Março, reuniu os jornalistas na última quarta-feira, dia 26 de Setembro, no Museu do Vinho Bairrada, para fazer o ponto de situação e para dar a conhecer o cantor José Cid como padrinho da iniciativa.

“Em termos de campanha estamos a meio. Assim sendo, esta é a altura indicada para fazer o ponto de situação e apresentar José Cid, que se associou a nós, sendo o padrinho como figura pública da campanha”, referiu Janine de Oliveira, directora técnica do Centro Social, Recreativo e Cultural da Pedralva, instituição organizadora.

Da organização fazem também parte o Centro de Apoio Social de Vila Nova de Monsarros, com a directora técnica Mónica Teixeira e a Casa do Povo de Amoreira da Gândara, representada por Andreia Pêgo.

Foi Mónica Teixeira que fez o ponto de situação, referindo o que já foi feito e algumas actividades que vão acontecer, destacando a celebração do Dia do Idoso, que teve lugar na segunda-feira, dia 1 de Outubro, no Pavilhão dos Desportos de Anadia e o workshop de danças latinas e africanas, que vai acontecer a 17 de Novembro, em local ainda a designar, para crianças e adultos.

“Na última quarta-feira de cada mês, entre as 14.30 e as 16 horas, é feita a abertura do local de armazenamento, situado na Junta de Freguesia de São Lourenço do Bairro, em Anadia”, disse Mónia Teixeira, lembrando o lema: “Dê as Coisas Boas que tem para aquecer a Alma de Alguém! Pretende-se oferecer às famílias carenciadas - que vamos seleccionar até finais de Outubro -, coisas boas, coisas que também nós gostaríamos de receber e não coisas fracas”.

José Cid enalteceu a iniciativa e o seu nome, dizendo que “alimentar a alma é muito importante, porque as pessoas que vão ser beneficiadas não vão receber só dádivas, mas também afectos. Vamos dar aquilo que temos de bom, ser capazes de ceder, para contribuir para a felicidade dos outros”.

O cantor desejou que sejam reunidos bons presentes no depósito da campanha, para entregar no Natal às pessoas mais necessitadas e fazê-las felizes, “para que a sua alma fique mais quente”.

Sendo José Cid o padrinho como figura pública, é Elídio Alferes, gerente da empresa SoCértima, o padrinho monetário da campanha. O empresário apelou à participação de todos, “com bons donativos para aquecer a alma”.

Janine de Oliveira revela estarem a chegar ao depósito “coisas que não interessam”, e pede para que todos ajudem e contribuam com o melhor que têm. Recorde-se que os bens não podem ser alimentares. Roupa, electrodomésticos, brinquedos, tudo serve desde que em bom estado. No dia 10 de Dezembro terá lugar a sessão de encerramento da campanha. Mas até lá, muito há a fazer. (Foto: Ana J. Ribeiro)

publicado por quiosquedasletras às 15:47

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Receba o Quiosque

Insira o seu endereço de e-mail:

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Cavaco Silva inaugura Cin...

Presidente da República r...

Obra orçada em mais de 2 ...

“Alimento para a Alma!” r...

José Cid vai apadrinhar “...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Rostos SAPO Local

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds