Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2010

Parque da Cidade da Mealhada vai ter mais 500 árvores e arbustos

Plantação acontece ao abrigo do projecto “Criar Bosques” da Quercus

A Câmara Municipal das Mealhada, ciente do papel que as florestas têm na conservação do solo, na regulação do clima e do ciclo hidrológico, enquanto suporte de biodiversidade e sumidouro de dióxido de carbono - CO2, e na produção de matérias-primas fundamentais para a vida quotidiana, aderiu ao projecto “Criar Bosques, conservar a Biodiversidade”.

O Parque da Cidade (antigos Viveiros) vai receber cerca de 500 novas árvores e arbustos ao abrigo deste programa, designadamente:
3 - Acer pseudoplatanus (plátano bastardo);
20 - Arbutus unedo (medronheiro);
20 - Crataegus monogyna (pilriteiro);
10 - Prunus lusitanica (azereiro);
10 - Frangula alnus (amieiro negro);
53 - Ilex aquifolium (azevinho);
30 - Myrtus communis (murta);
50 - Rhamnus alaternus (aderno bastardo);
107 - Laurus nobilis (loureiro);
200 - Viburnum tinus (folhado).

Depois da primeira plantação, que decorreu na passada semana, estão previstas mais duas, uma das quais já está marcada para 21 de Março.

O projecto “Criar Bosques, conservar a Biodiversidade” é uma iniciativa da Quercus, que visa salvar e proteger e expandir os bosques de espécies autóctones, isto é, de árvores e arbustos originais da flora portuguesa, em colaboração com várias entidades e voluntários.

A iniciativa prevê intervenções a três níveis: 1 - reproduzir árvores e arbustos autóctones, nomeadamente algumas espécies raras ou ameaçadas de extinção; 2 - restabelecer o coberto arbóreo e arbustivo autóctone em áreas públicas e privadas, através da plantação/sementeira e do aproveitamento da regeneração natural; 3 - disponibilizar plantas autóctones produzidas em viveiro para utilização em projectos de carácter conservacionista.

Nesta colaboração, a “ponte” entre a Câmara Municipal da Mealhada e a Quercus foi feita pela Associação Bairrada Solidária.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 10:06

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010

Mata Nacional do Buçaco entre os 77 pré-finalistas das 7 Maravilhas Naturais de Portugal

Desfecho do concurso vai ser conhecido dia 7 de Setembro, nos Açores

A Mata Nacional do Buçaco está entre os 77 lugares pré-finalistas do concurso 7 Maravilhas Naturais de Portugal.

A candidatura da Mata do Buçaco, apresentada, oportunamente, pela nova entidade gestora desta mata nacional, situada no concelho da Mealhada, a Fundação Mata do Buçaco, com o apoio da Câmara Municipal da Mealhada e do Governo Civil de Aveiro, passou mais uma fase de selecção.

A Câmara da Mealhada e a Fundação Mata do Buçaco registam, com regozijo, o facto de a Mata Nacional do Buçaco se encontrar entre os 77 pré-finalistas, considerando essa escolha, por parte de um painel de especialistas, o reconhecimento do enorme valor paisagístico, arquitectónico e cultural que encerra e do acerto da aposta que o Município da Mealhada tem vindo a fazer, ao longo dos anos, quanto à preservação, requalificação e valorização da Mata Nacional do Buçaco.

O concurso 7 Maravilhas Naturais de Portugal é uma iniciativa da New 7 Wonders Portugal e precede, no nosso país, o concurso internacional destinado a eleger as 7 Maravilhas da Natureza, que terá lugar em 2011.

O concurso conhecerá o seu desfecho a 7 de Setembro deste ano, durante uma cerimónia a realizar nos Açores.

A Mata Nacional do Buçaco (Mealhada) concorre na categoria Florestas e Matas, integrada na região Norte, e, concluída esta fase do processo de selecção, é o único sítio/lugar do distrito de Aveiro que tem possibilidades de passar à fase final.

Os 21 locais finalistas (três por categoria) vão, agora, ser escolhidos por um grupo de especialistas, e serão anunciados a 7 de Março.

É a partir dessa data que decorrerá a votação pública, até 7 de Setembro, dia em que serão divulgadas as 7 Maravilhas Naturais de Portugal.

 

Mais informações

A lista dos 77 finalistas:

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1489131

Mata Nacional do Buçaco:

http://www.asterisco.com.pt/bucaco/historia/index.html (sobre a Mata Nacional do Buçaco)

Concurso 7 Maravilhas Naturais de Portugal:

http://www.7maravilhas.sapo.pt/#/pt/pre-finalistas.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:50

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

Mata Nacional do Buçaco candidata ao título 7 Maravilhas Naturais de Portugal

Candidatura conta com apoio da Câmara Municipal da Mealhada e Governo Civil de Aveiro

A Mata Nacional do Buçaco está entre os lugares nomeados para o concurso 7 Maravilhas Naturais de Portugal.

A candidatura da Mata do Buçaco, apresentada, oportunamente, pela nova entidade gestora desta mata nacional, situada no concelho da Mealhada, a Fundação Mata do Buçaco, passou a primeira fase de selecção (a lista de nomeações é apresentada, hoje, em Lisboa), e tem o apoio da Câmara Municipal da Mealhada e do Governo Civil de Aveiro, que se associaram à candidatura, como parceiros.

O concurso 7 Maravilhas Naturais de Portugal é uma iniciativa da New 7 Wonders Portugal e antecede, no nosso país, o concurso internacional destinado a eleger as 7 Maravilhas da Natureza, em 2011.

O concurso, que conhecerá o seu desfecho em Setembro deste ano - durante uma cerimónia a realizar nos Açores -, contempla sete categorias: Zonas Marinhas, Zonas Aquáticas Não Marinhas, Grutas e Cavernas, Praias e Falésias, Florestas e Matas, Grandes Relevos e Áreas Protegidas.

Na categoria Florestas e Matas, a Mata Nacional do Buçaco (Mealhada) concorre com o Pinhal do Rei/Mata Nacional de Leiria (Marinha Grande) e os Montados de Sobro e Azinho (Avis, Portalegre), entre outras.

As candidaturas admitidas vão ser, agora, analisadas por um painel de 77 especialistas que elegerá 77 candidatos (11 por categoria) - cuja revelação está marcada para 7 de Fevereiro.

Mais tarde, a 7 de Março, serão anunciados os 21 locais finalistas (três por categoria), que serão, então, submetidos a votação pública até 7 de Setembro, mês da divulgação das 7 Maravilhas Naturais de Portugal.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:12

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009

Parque da Cidade da Mealhada dá a conhecer espécies

Iniciativa acontece no Dia da Floresta Autóctone a 23 de Novembro

A Câmara Municipal da Mealhada vai realizar uma visita guiada ao Parque da Cidade (antigos Viveiros Florestais), na próxima segunda-feira, dia 23 de Novembro, no âmbito das comemorações do Dia da Floresta Autóctone.

O objectivo é observar e dar a conhecer as espécies, nomeadamente algumas espécies autóctones existentes no parque da cidade, recentemente inaugurado.

A iniciativa, embora seja especialmente destinada a professores e outras profissões directa ou indirectamente ligadas ao ambiente, a associações ambientalistas e demais organizações preocupadas com a natureza, é aberta ao público em geral.

A visita será orientada pelo engenheiro Pedro Bingre, docente da Escola Superior Agrária de Coimbra e, no final, os participantes poderão participar na plantação simbólica de várias espécies autóctones.

 

Ponto de Encontro: Entrada Sul do Parque da Cidade da Mealhada (junto à EN 234 - Estrada do Luso), às 14 horas.

A visita terá uma duração de duas horas, aproximadamente.

Por razões de natureza logística, os interessados deverão fazer a sua inscrição através do endereço ambiente@cm-mealhada.pt, ou do telefone 231 200 980 (a/c de Carla Marques, Drª; ou Anabela Bem-Haja, Engª).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:48

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 26 de Junho de 2009

Luís Ventura é o novo presidente da Direcção do Lions Clube da Bairrada

Transmissão das funções directivas feita no seio de amigos do clube

Durante um jantar/convívio de grande amizade e confraternização, o Lions Clube da Bairrada (LCB) fez a despedida do Ano Lionístico 2008/2009, sob a presidência de António Valeroso, juntando amigos não associados do clube que durante o ano ajudaram com a sua presença nas acções e eventos que se levaram a efeito. Foi apenas um acto simbólico, pois o agradecimento mantém-se constante no coração dos Lions.

Este convívio reuniu também professores e familiares de alunos dos cinco estabelecimentos de ensino dos concelhos de Anadia e Oliveira do Bairro que, com os seus trabalhos sob o tema “A Paz começa comigo” representaram as suas escolas no concurso internacional “Cartaz da Paz”, que a Associação Internacional de Lions Clubes leva a efeito anualmente, sendo entregues, em momento especial, diplomas de realização aos alunos e certificados de apreciação às respectivas escolas.

                                       

Transmissão das funções directivas para 2009/2010

Seguiu-se depois o momento da transmissão das funções directivas para o ano 2009/2010, ficando um registo da nova equipa, assim constituída: presidente: Luís Ventura; vice-presidente: Delminda Leitão; secretária: Maria Emília Cristiano; secretário/adjunto: Francisco Casimiro; tesoureira: Maria Rosa Silvestre; director social: António Duarte Valeroso; directora/animadora: Maria Judite Fonseca.

O novo presidente referiu voltar ao seu lema enquanto governador do Distrito Centro/Norte em 2005/2006, para prometer um ano de “Dedicação, Ética e Serviço”, programando fazer tudo para que seja dada a maior atenção aos rastreios de saúde, mantendo a atribuição de bolsas de estudo a alunos carenciados e visitas a lares de 3ª idade. A continuidade de actividades de âmbito internacional, como os concursos “Cartaz da Paz” e “Fotografias do Meio Ambiente”, ou nacional como “Eu Sou Vigilante da Floresta”, entre outras, terão de ser incluídas neste projecto, mesmo que tenham de ser introduzidas algumas variantes, para se adequarem à realidade concelhia.

Esta noite de convívio não ficaria completa sem que, antes, se fizesse ouvir o “grande” artista anadiense Miguel Moura, finalista de um programa da TVI, e tivesse também uma gentil e imprevista participação o seu avô Nuno Moura, o que deixou a assistência verdadeiramente rendida e entusiasmada.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:06

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

Abertas inscrições do Voluntariado Jovem para as Florestas

Iniciativa do IPJ coordenada pela Câmara de Águeda

Já estão abertas as inscrições do Programa Voluntariado Jovem para as Florestas.

A Câmara Municipal de Águeda tem como objectivo incentivar a participação dos jovens neste grande desafio, que é a preservação da floresta, reduzindo o flagelo dos incêndios através de acções de prevenção, vigilância e sensibilização, que vão decorrer nos meses de Julho e Agosto.

O Programa Voluntariado Jovem para as Florestas é uma iniciativa do Instituto Português da Juventude (IPJ), coordenada localmente pela Câmara Municipal através do Gabinete Técnico Florestal.

 

Autarquia lança o desafio

Tens entre 18 e 30 anos e estás disponível nas férias de Verão? Gostas do contacto com a natureza, praticar actividades ao ar livre e preocupas-te com os problemas ligados à preservação das florestas? Então junta-te a nós! Colabora com o Gabinete Técnico Florestal (GTF) da Câmara Municipal de Águeda e com o IPJ, como voluntário do Programa Voluntariado Jovem para as Florestas.

Para mais informações contacta o Gabinete Técnico Florestal – Eliana Bento, pelo telefone 234 610 070 (extensão 425) ou pelo telemóvel 96 170 82 91.

Inscreve-te já! Porque cuidar da floresta é garantir o futuro. Colabora!

 

 

publicado por quiosquedasletras às 06:59

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 19 de Maio de 2009

“Escolíadas 2009” – 20ª Edição

Colégio de Albergaria, EPAV e Dom Dinis na final das “Escolíadas 2009”

O Colégio de Albergaria-a-Velha, com 287 pontos, a Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Vagos (EPAV), com 267 pontos e a Secundária Dom Dinis de Coimbra, que somou 266 pontos são os três estabelecimentos de ensino secundário que vão à final da 20ª edição das “Escolíadas”, que vai ser disputada no dia 22 de Maio, próxima sexta-feira, na discoteca “Outro Mundo”, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada.

As três escolas finalistas foram conhecidas no final da sexta sessão de apuramento do concurso, no sábado, dia 16, a última sessão das “Escolíadas 2009” e também aquela que teve a “qualidade mais homogénea, com pouca discrepância entre as escolas concorrentes”, conforme referiu o júri.

Na sexta-feira, dia 15, prestaram provas a Escola Secundária Dom Dinis de Coimbra, que ao conseguir 266 pontos passou para o segundo lugar da tabela geral provisória de classificações; a Secundária de Vagos, que somou 238 pontos e a Escola José Estêvão de Aveiro, que ficou com 257 pontos.

Com a participação deste ano, a Dom Dinis completou a 18ª presença no concurso, trazendo às “Escolíadas 2009” o tema “Violência no Namoro”, considerado pelo júri “muito pertinente”, porque “a arte tem como papel na sociedade incomodar algumas mentes. E vocês conseguiram fazê-lo”.

A Secundária de Vagos escolheu a temática “Amor”, por ser um tema “alegre e algo que se sente de forma única”. E a José Estêvão escolheu a “Inspiração” para tema, apresentando uma irreverente prova de teatro com duas personagens a definir uma peça para apresentar nas “Escolíadas”, retratando o momento da criação de um espectáculo.

Teresa Sá, professora de Português na Dom Dinis e autora de alguns dos textos trazidos às “Escolíadas”, é também responsável, com a professora Manuela Nogueira, pelo grupo de Teatro da escola “e por este movimento ‘Escolíadas’ nesta altura do ano”. A docente explicou que a participação no concurso, além de ter como objectivo deixar uma mensagem, tem um outro: “Participarmos com dignidade”.

A Dom Dinis já conquistou o “tetra”, com quatro vitórias na final. Teresa Sá recordou que pessoas que passaram pelas “Escolíadas” são actualmente bons actores e profissionais do espectáculo e não terminou sem deixar de lembrar a petição que ainda está a correr, para que as “Escolíadas” continuem, apelando a que quem ainda não assinou o faça, para entregar o documento na Assembleia da República.

 

Sessão de sábado apura EPAV

A sexta e última sessão das “Escolíadas” trouxe ao palco da discoteca “Outro Mundo” a Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Vagos (EPAV), que passou para o segundo lugar da tabela geral, com 267 pontos, sendo uma das finalistas no dia 22; a Escola Secundária da Mealhada, que com 265 pontos acabou por ficar afastada da final e a Secundária Dr. Jaime Magalhães Lima de Esgueira, que somou 255 pontos.

A EPAV escolheu o tema “O Poder da Natureza”, que de acordo com Dina Teixeira, professora de Animação, responsável pelas provas de Dança e Claque, se deveu às preocupações da escola com o meio ambiente, por desde 2005 “sermos uma eco-escola, um projecto de carácter nacional, integrado na bandeira azul”. A escola “situa-se no meio da floresta, um espaço de magia, que também nos levou a apostar neste tema”, concluiu. 

Um ano depois, a Secundária da Mealhada regressou ao palco das “Escolíadas”, mas quando foram conhecidos os totais, o momento foi de “desilusão”, como disse Miguel Pereira, aluno do 11º ano, autor, com Elisabete Cruz, e actor principal da prova de Teatro. A escola favorita da noite trouxe o tema “E o Espectáculo continua…”, porque “este ano estamos de volta e apesar da crise as ‘Escolíadas’ continuam”, como referiu Helena, apresentadora da Mealhada.

Refira-se que a Mealhada ficou a um ponto do terceiro lugar da tabela geral, onde está a Secundária Dom Dinis. O mesmo sucedeu há dois anos, quando a Mealhada tinha participado pela última vez. A escola só não concorreu na edição de 2008 “por não ter um número de alunos suficiente”, como explicou Miguel Pereira.

A Dr. Jaime Magalhães Lima de Esgueira escolheu a temática “Circo” para apresentar na 20ª edição das “Escolíadas”. As provas apresentadas pretenderam reflectir uma dualidade humana: a doce inconsciência e a consciência de si. 

Dina Teixeira afirmou que a vitória da EPAV era muito ansiada pelo grupo, porque desde 2005 que a escola aguarda o momento, por nesse ano “termos ido à final e não termos ganho a Albergaria por um ponto”, explicou a professora, que considerou a vitória da noite “renhida, por termos ficado a apenas dois pontos da Mealhada”.

Para Cláudio Pires, da “ESCOLÍADAS – Associação Recreativo-Cultural”, esta foi “a melhor sessão de 2009. Apesar de ser algo complicada, por termos duas bandas a tocar e teatros relativamente exigentes”. Dada a energia das claques, Cláudio Pires admitiu “não ter sido fácil segurar a noite, porque não paravam. Houve ‘Escolíadas’ e isso deixa-me muito satisfeito”.

Sobre a final, Cláudio Pires disse tratarem-se de três escolas fortes, com temas muito diferentes e técnicas também distintas. “Gosto de conseguir isso. Não é fácil apresentar em palco três espectáculos tão distintos. Mas agrada-me o desafio”, terminou.

 

Final das “Escolíadas 2009” na sexta-feira, dia 22

A final das “Escolíadas 2009” realiza-se já na próxima sexta-feira, dia 22 de Maio, na discoteca “Outro Mundo”, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada. As provas - Teatro, Dança, Música, Pintura, Claques e Cultura Geral - têm início marcado para as 23 horas.

Após terminarem as provas e saber-se quem é o vencedor, a noite vai prolongar-se nos Três Pinheiros, com a presença do conhecido animador da Antena 3, Fernando Alvim, que vai dar vida à pista de dança da discoteca “Outro Mundo”.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:17

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Março de 2009

Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e das Florestas presidiu à cerimónia

Comissão Distrital de Defesa da Floresta de Aveiro empossada na sexta-feira

Teve lugar no dia 20 de Março, no Salão Nobre do Governo Civil de Aveiro, a cerimónia de instalação da Comissão Distrital de Defesa da Floresta de Aveiro, a qual foi presidida pelo secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e das Florestas, Ascenso Simões.

A Comissão Distrital de Defesa da Floresta é um organismo criado pelo Decreto-Lei nº 17/2009, de 14 de Janeiro, presidido pelo Governador Civil, que será o responsável pela definição do nível de planeamento e coordenação distrital de defesa da floresta.

A Comissão Distrital de Defesa da Floresta tem como funções: articular a actuação dos organismos com competências em matéria de defesa da floresta, no âmbito da sua área geográfica; elaborar um plano de defesa da floresta contra incêndios que defina as medidas necessárias para o efeito e que inclua a previsão e planeamento integrado das intervenções das diferentes entidades perante a ocorrência de incêndios, nomeadamente a localização de infra-estruturas florestais de combate a incêndios, em consonância com o Plano Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios (PNDFCI) e com o respectivo plano regional de ordenamento florestal (PROF); promover e acompanhar o desenvolvimento das acções de defesa da floresta ao nível distrital; colaborar na divulgação de avisos às populações; colaborar nos programas de sensibilização.

Deste novo organismo fazem parte representantes de diversas entidades e sectores, como o Governador Civil, que preside; o director regional de florestas; os gestores florestais das áreas territoriais integrantes do distrito; os presidentes das Câmaras Municipais ou seus representantes; o comandante operacional distrital da Autoridade Nacional de Protecção Civil; o comandante do comando territorial respectivo da Guarda Nacional Republicana (GNR); um representante do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, I. P., nos concelhos que integram áreas protegidas; um representante das Forças Armadas; um representante da Autoridade Marítima, nos distritos onde esta tem jurisdição; um representante da Polícia de Segurança Pública; um representante da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional territorialmente competente; dois representantes das organizações de produtores florestais; um representante dos conselhos directivos de baldios e um representante da Liga dos Bombeiros Portugueses.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:34

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009

Actividades de Educação Ambiental

Máscaras e palhaços recicláveis em exposição na Mealhada até ao dia 1 de Março

Máscaras e palhaços de todas as cores e feitios, construídos com materiais recicláveis, encontram-se em exposição, respectivamente, na Biblioteca Municipal da Mealhada e na rotunda do Cine-Teatro Municipal Messias até ao próximo dia 1 de Março.

As máscaras e os palhaços recicláveis foram construídos pelos alunos dos jardins-de-infância e das escolas do 1º ciclo do Ensino Básico do concelho que aderiram à segunda Actividade de Educação Ambiental, denominada “Brincadeiras de Carnaval”.

A segunda Actividade de Educação Ambiental teve por tema, à semelhança do ano passado, o Carnaval. O desafio era construir máscaras e palhaços - estes com mais de metro e meio de altura - apenas com materiais recicláveis, para ficarem em exposição durante o mês do Carnaval.

O repto foi aceite pelos jardins-de-infância do Carqueijo, Canedo, Vacariça, Silvã, Vimieira e Travasso e pelas escolas do 1º ciclo do Ensino Básico da Mala/Lendiosa, Cavaleiros, Barcouço, Canedo, Pampilhosa n.º1, Vacariça, Silvã, Ventosa do Bairro e Travassos e foram construídas dez máscaras e quatro palhaços “amigos do ambiente” que se encontram em exposição, até dia 1 de Março, na Biblioteca Municipal da Mealhada e na rotunda do Cine-Teatro Municipal Messias.

Esta foi a segunda actividade escolar de Educação Ambiental prevista para o ano lectivo de 2008/09. As próximas dizem respeito às comemorações do Dia da Floresta, a 21 de Março, e do Dia da Água, a 22 de Março.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:09

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 10 de Fevereiro de 2009

“En(contra) as mimosas”

Dia 15 de Fevereiro jornada aos recantos da serra

Depois das chuvas fartas e das noites mais frias do Inverno serrano, os vales que descem com os rios do Caramulo vestem-se com as cores verdes e amarelas do concelho de Águeda. São as acácias mimosas que anunciam a Primavera.

Nada ponha os serranos a dar pulos de contente, porque as acácias que explodem de amarelo, são elas próprias tão daninhas que perturbam e destroem a criação natural da biodiversidade secular destas encostas e destes vales.

Nos últimos anos as pinceladas de amarelo têm-se multiplicado muito além do que seria aceitável, com os magotes a debruçarem-se nos penhascos, a envolver as aldeias e a esticarem-se em linha, pelas corgas e rios abaixo. É, todavia, uma atracção instantânea e fugaz, tão daninha como a própria mimosa, levando “Os Serranos Associação Etnográfica” a organizar, em cada ano, uma visita aos recantos da serra, que tanto excita o lado estético, como denuncia a proliferação desta espécie invasora, que pode ser combatida através da presença humana mais frequente e mais intensa e com a promoção dos produtos da tradição serrana.

 

Contra a desertificação

Em 15 de Fevereiro próximo, “Os Serranos Associação Etnográfica” vai lançar mais uma jornada de regresso aos recantos da serra que já se denominou de Alcoba, seguindo as manchas amarelas e daninhas que correm e serpenteiam ao lado dos rios travessos e transparentes.

No fundo dos vales, em cima e pelos lados dos rios bruscos e cristalinos serpenteia a praga das acácias, que cresce ano após ano e atrapalha a vegetação nativa e a exploração da floresta. Contudo, saltando das manhãs de geada, os cachos de amarelo-vivo espalham aromas breves e proporcionam um cenário belo.

De quando em quando, a caravana tropeça com o casario das pequenas aldeias, desejosas de habitação e das visitas que levam presença humana, ainda que seja motivada pelo exotismo da combinação e pela mistura de pedra e telha cor de pedra com os magotes amarelados das mimosas.

“Os Serranos” organizam este “raid fotográfico”, que se inicia junto aos Bombeiros Voluntários de Águeda, pelas 9 horas. Depois partem pelas veredas serranas, rios acima, parando nas fontes e nas aldeias milenares. As mimosas daninhas e filhas da desertificação e da quebra da biodiversidade natural, são o motivo desta pequena aventura, cujo colorido único e fugaz, não esquece que devem ser combatidas como praga má e que o regresso das populações nativas e a visita frequente dos seus amigos constitui um destes instrumentos de luta pelo re-estabelecimento da flora arbustiva natural da encosta ocidental da serra do Caramulo.

 

Salvas as aldeias serranas

O roteiro incluirá o convívio com o povo serrano, seja no mata-bicho em Alcafaz, seja no almoço em Falgoselhe, seja no fim do dia com a compra do mel no Carvalhal (uma maravilha) e a prova do vinho americano em Rio de Maçãs.

Pela tarde fora, passados outros vales e portelas, espreitam-se os fios e as quedas de água, que se juntam nos sulcos cavados pelo arado dos milénios, onde lá fundo, junto com os rios e as corgas, também correm filas de mimosas, verdes e amarelas, que se despejam nos grandes magotes nas praias fluviais.

Quando o dia estiver a terminar, também termina a aventura do “En(contra) as mimosas”, que visa despertar as consciências para todos os contributos que possam combater esta praga invasora. Antes do fim, debaixo e entre-as-pedras do Rio de Maçãs, “Os Serranos” organizam uma merenda colectiva, com animação à mistura. Para este repasto pede-se que se abram os farnéis da partilha, que cada um deve levar, juntando-se ao americano farto na tigela do Zé Fidalgo.

Durante o dia, além das caminhadas pelos percursos pedonais, os participantes terão percorrido cerca de 70 km, pelas estradas serranas, com a organização a assegurar que todo o percurso pode ser realizado com carro ligeiro.

As inscrições terão de ser feitas até amanhã, dia 11 de Fevereiro, dirigindo-se à “Associação Etnográfica Os Serranos” ou nos locais assinalados, na cidade de Águeda (Foto POP, Ourivesaria Diamante, Casa Candeeiro e Ourivesaria Arromba).

Poderão ainda ser usados os telefones 234 655 109, 234 655 181, 91 752 63 35 e 96 872 36 23. A inscrição é no valor de 15 euros por pessoa (12 euros para os sócios da “Associação Etnográfica Os Serranos”). Inclui o almoço.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:19

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Receba o Quiosque

Insira o seu endereço de e-mail:

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Parque da Cidade da Mealh...

Mata Nacional do Buçaco e...

Mata Nacional do Buçaco c...

Parque da Cidade da Mealh...

Luís Ventura é o novo pre...

Abertas inscrições do Vol...

“Escolíadas 2009” – 20ª E...

Secretário de Estado do D...

Actividades de Educação A...

“En(contra) as mimosas”

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Rostos SAPO Local

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds