Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2009

Cerimónia Capitular da Associação Cultural Confraria dos Ovos Moles de Aveiro

Missão passa por promover, divulgar e defender o doce conventual

Vai realizar-se amanhã, dia 12, pelas 13 horas, no Salão Nobre do Hotel Imperial, a Cerimónia Capitular da Associação Cultural Confraria dos Ovos Moles de Aveiro.

Integrado no programa das Comemorações Aveiro 250 Anos, decorrerá o primeiro Capítulo da Associação Cultural Confraria dos Ovos Moles de Aveiro, numa sessão que contará com as presenças de diversas Confrarias Gastronómicas e Báquicas Nacionais, assim como com a presidência da Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas.

No decorrer da cerimónia serão entronizados os 24 Confrades Fundadores, assim como os demais Efectivos e de Honra, quer individuais quer institucionais.

A Confraria dos Ovos Moles de Aveiro tem por missão a promoção, divulgação e defesa cultural e gastronómica do doce conventual “Ovos Moles de Aveiro”, enquanto produto tradicional, de origem e proveniência certificadas. A Confraria, alicerçada na tradição, procura contribuir para que a doce história dos Ovos Moles se perpetue, no futuro, em Aveiro, em Portugal e além fronteiras.

Idealizada numa conversa entre amigos em Dezembro de 2008, a Confraria dos Ovos Moles de Aveiro rapidamente ganhou importantes adeptos, ideias e força, culminando num ano intenso e de múltiplos desafios com vista à promoção dos deliciosos doces conventuais com desenhos marítimos, ex-líbris inesquecível da cidade.

Tais doces, requintado artesanato representativo de Aveiro, viriam a ver o reconhecimento europeu em Abril último, com a Comissão Europeia a incluí-los na lista de produtos alimentares com a denominação de “Indicação Geográfica Protegida”, primeiro doce português a receber tal atribuição.

Receita original concebida inicialmente pelas carmelitas da cidade no século XIX, confeccionados somente com gema de ovo, açúcar e água, o seu segredo tem sido mantido ao longo de várias gerações.

A Confraria dos Ovos Moles de Aveiro assume assim uma missão de grande responsabilidade na promoção deste famoso doce tradicional, aquém e além fronteiras, o que se traduzirá inevitavelmente pela promoção da região de Aveiro.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:47

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

Confraria dos Enófilos da Bairrada entroniza mais 21 novos membros

XXXI Grande Capítulo investe Pais do Amaral como Confrade Honorário

O empresário Miguel Pais do Amaral foi entronizado, no dia 28 de Novembro, Confrade Honorário da Confraria dos Enófilos da Bairrada (CEB), naquele que foi o seu XXXI Grande Capítulo, que mais uma vez se realizou no Palace Hotel do Bussaco.

Este ano, em virtude dos 30 anos da Região Demarcada da Bairrada, o programa começou durante a tarde, em Anadia, com a realização de uma Palestra sobre o tema “Vitivinicultura Competitiva”.

Fernando Castro, presidente da Direcção da CEB, lembrou que cada “Grande Capítulo é o momento com o mais altíssimo significado”, porque é quando a “CEB acolhe os novos membros. É um momento de alegria, de uma família que se multiplica para defender o preciso néctar que é o vinho da Bairrada”.

Ao chegar ao final de mais um ano, e em jeito de balanço, Fernando Castro começou por destacar duas efemérides: o 30º aniversário da fundação da CEB e o 30º aniversário da Demarcação da Região da Bairrada.

Defender, promover e valorizar os vinhos da região da Bairrada foram objectivos que Fernando Castro lembrou, estando na origem da constituição da CEB e sublinhando que são os vinhos que representam o “sector de actividade na região mais antigo, o mais emblemático, o mais empregador, o que regista maior volume de investimento, um dos mais amigos do ambiente e com elevado efeito reprodutor noutros sectores, nomedamente no turístico”.

Por tudo isso, o presidente da CEB lembrou ser altura das pessoas “começarem a lutar pela defesa de interesses. É tempo de acabar com divisionismos”, porque “quanto mais dividimos, mais frágeis somos. Só entrelaçados os elos podem desempenhar a sua força”.

 

Presidente da CEB faz apelo à união

Fernando Castro disse que aquele era um momento de “união e reunião”, para “recuperar o alento para novas jornadas”. Lembrou que ao longo dos 30 anos da Região Demarcada da Bairrada “muitos têm mantido alta a sua bandeira”. A região “evoluiu e renovou-se com este esforço. Só assim a Bairrada poderá continuar a prometer”, terminou, com um “Viva a Bairrada!” e ao seu vinho e um “Ámen”.

Francisco Batel falou pelos novos confrades, referindo que o XXXI Capítulo constitui para os novos membros da CEB “uma honra e uma responsabilidade, com uma dimensão cultural, económica, ética e social”.

Em nome dos velhos confrades falou Dias Cardoso: “A CEB não se limita a este encontro anual. Há toda uma dinâmica fortemente implantada no tecido económico e social da região e um tesouro histórico para desbravar. A Bairrada é das mais belas e ricas terras portuguesas”.

Pais do Amaral disse ter aceite o convite da CEB por dois motivos: “Desde que me lembro de ser apreciador de vinho sou-o da Bairrada e também por uma razão histórica, porque a minha família tem raízes em Anadia”. O novo confrade entende que o vinho “é actualmente em Portugal um dos mais dinâmicos motores da nossa actividade agrícola”.

Além da investidura de Pais do Amaral, como Confrade Honorário, o XXXI Grande Capítulo dos Enófilos da Bairrada entronizou cinco Confrades de Mérito e 15 Confrades Efectivos, num total de 21 novos membros.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:55

link do post | comentar | favorito
Sábado, 14 de Novembro de 2009

XXXI Grande Capítulo dos Enófilos da Bairrada

Pais do Amaral entronizado Confrade Honorário dia 28

No próximo dia 28 de Novembro, no Palace Hotel do Bussaco, no Luso, a partir das 19 horas, realizar-se-á o XXXI Grande Capítulo dos Enófilos da Bairrada, que vai ter na sua “mesa de honra” o vinho da região bairradina.

Neste ano em que se completam 30 anos de actividade da Confraria dos Enófilos da Bairrada e da Região Demarcada da Bairrada, além do habitual jantar, com uma ementa vínica “altamente gustativa”, vai ser investido como Confrade Honorário Miguel Pais do Amaral e um conjunto de novos Confrades, incluindo personalidades estrangeiras ligadas ao sector do vinho e da vinha.

Ao completar o 30º aniversário, a Confraria dos Enófilos da Bairrada “ganha” o estatuto da mais antiga do país.

 

Seminário sobre viticultura no Museu do Vinho Bairrada

Nesse mesmo dia, 28 de Novembro, sábado, a partir das 15 horas, no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, a Comissão Vitivinícola da Bairrada promoverá a realização de um Seminário sobre o tema “Viticultura Competitiva”, que contará com a participação de destacados especialistas nacionais e estrangeiros.

 

Novos confrades que vão ser entronizados no dia 28:

Como Confrade Honorário será entronizado Miguel Pais do Amaral.

Os Confrades de Mérito vão ser quatro: Lanfranco Paronetto, René Barbier, Luís Mário Luchetta e Rodrigo Linné Neto.

A Confraria dos Enófilos da Bairrada vai ainda entronizar, no seu XXXI Grande Capítulo, 15 Confrades Efectivos: Acácio de Jesus Seabra Conde, Albano Clemente Alves Moniz, Amândio Manuel Cupido dos Santos, António Gilberto Martins da Costa, Carlos Gomes Nogueira, Cristina Maria Sampaio Azevedo, Élzio Duarte Alecrim, Fernando José Nascimento, Francisco Jorge Batel Marques, Francisco Manuel Meireles de Lemos, João Vasco Ribeiro, Joaquim Miguel Azevedo Alves de Almeida, Jorge Humberto Martins Carvalho, Manuel Alves Ribeiro de Almeida e Pedro Manuel Monteiro Machado.

 

publicado por quiosquedasletras às 09:24

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009

Vinhas da Bairrada voltam a concurso pela sexta vez

Iniciativa foi relançada e traz novidades para 2010

A sexta edição do concurso “As Melhores Vinhas da Bairrada” foi lançada em dia de São Martinho, 11 de Novembro, no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, e introduz novidades para estimular a participação de um maior número de viticultores.

A iniciativa parte da Comissão Vitivinícola da Bairrada (CVB), em parceria com a Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Centro (DRAPC) e tem por objectivo estimular e divulgar o que de melhor se faz na Bairrada em relação à cultura da vinha, na procura de fomentar uma máteria-prima de excelência.

Sendo objectivamente reconhecida a importância deste concurso e o seu contributo para a implementação de boas práticas a nível da viticultura bairradina, “pretende-se agora relançá-lo com novos moldes, em que será dado grande relevo à componente prática e formativa, com acções a desenvolver durante o decorrer do ano agrícola e focadas no vitivinicultor”, explicou João Casaleiro, presidente da Direcção da CVB.

Para a realização deste objectivo, as entidades promotoras do concurso contam com a colaboração activa de empresas que trabalhem para a vitivinicultura, assim como da Caixa de Crédito Agrícola de Anadia, estando já calendarizadas algumas acções, tanto em sala como de campo, a realizar no decorrer do ano vitícola.

 

Acções já agendadas

No dia 13 de Janeiro de 2010, das 9 às 12 horas, na Estação Vitivinícola da Bairrada, em Anadia, será feita uma comunicação pelos Viveiros Pierre Boyer e feita uma demonstração pela J.L.S.P., Lda. de máquina de pré-poda, corta-mato e trituradora.

No dia 24 de Março de 2010, pelas 9 horas, será feita uma apresentação a cargo da Sapec, no auditório do Museu do Vinho Bairrada e às 10.30 horas uma demonstração de máquinas agrícolas.

O concurso “As Melhores Vinhas da Bairrada 2010” pretende, também, como mostra de práticas e resultados, promover o intercâmbio e confronto de ideias, conseguindo que as parcelas candidatas sejam autênticos mostruários de boas práticas agrícolas e promover, muito especialmente, a preservação do património paisagístico, valor que poderá contribuir, de forma decisiva, para o desenvolvimento harmonioso e sustentado da região.

Presente no relançamento da iniciativa esteve Fernando Castro, da Confraria dos Enófilos da Bairrada, que fez o apelo para um espírito de maior unidade no sector, alertando para o facto de ser necessário que os produtores “apostem cada vez mais em dar qualidade ao seu vinho, que só é possível com boas vinhas”. O confrade lançou assim o desafio ao sector vitivinícola da Bairrada, para ser mais participativo neste tipo de acções.

Jorge Sampaio, vereador da Câmara Municipal de Anadia e vice-presidente da Associação Rota da Bairrada, lembrou aos presentes estar-se perante uma “nova Bairrada e uma nova mentalidade”, notória nas preocupações que os produtores têm revelado “com o melhoramento das suas vinhas, que resultam também em melhores paisagens, com benefícios para o desenvolvimento da componente turística na região da Bairrada”.

O autarca sublinhou a necessidade de “não se poder parar”, para dar seguimento ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido, para que assim “os frutos apareçam”.

Recorde-se que o VI Concurso “As Melhores Vinhas da Bairrada” decorrerá ao longo da campanha vitícola de 2010/2011, mediante inscrição, que deve acontecer na CVB, até ao dia 31 de Março de 2010.

A decisão final do júri será em Outubro do próximo ano e a entrega de prémios em Novembro.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:52

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 7 de Agosto de 2009

Museu Marítimo de Ílhavo completa 72 anos amanhã

Comemoração está integrada no programa MarAgosto/Festas do Município de Ílhavo 2009

Integrado no programa MarAgosto/Festas do Município de Ílhavo 2009, o Museu Marítimo de Ílhavo (MMI) celebra a sua existência de mais de sete décadas e assinala o aniversário da abertura do seu pólo, o navio-museu Santo André, amanhã, dia 8 de Agosto.

O programa comemorativo da fundação do Museu (8 de Agosto de 1937) organiza-se “sob o signo da pluralização das memórias do nosso património mais emblemático: a pesca do bacalhau”, conforme referiu Álvaro Garrido, director do MMI.

A abertura da III série do projecto expositivo “Nos Porões da Memória”, desta vez com um trabalho de fotografia e texto do canadiano Wayne Ralph, permite partilhar com o público a visão estética e documental de um estrangeiro sobre a presença regular da White Fleet em St. John’s.

A exposição articular-se-á com um outro registo memorial vindo da América do Norte: uma palestra sobre o Gazela Primeiro, um dos poucos veleiros da frota bacalhoeira portuguesa que ainda navega, sob o cuidado da fundação Philadelphia Ship Preservation Guild.

“No sentido de combinarmos conhecimento e lazer e de utilizarmos o nosso edifício de modos sempre diversos, o Museu organizará também duas demonstrações de nautimodelismo, uma actividade em grande expansão no âmbito das novas formas de expressão da cultura náutica”, explicou Álvaro Garrido.

 

Jantar “À Proa do Museu”

A noite do dia 8 de Agosto fechará com um jantar, “À Proa do Museu”, uma refeição servida pela Confraria Gastronómica do Bacalhau, que permitirá provar alguns sabores das dietas de bordo dos antigos lugres bacalhoeiros.

“A música encerra este dia longo e aberto a todos quantos nos queiram visitar e celebrar connosco o aniversário do Museu”, rematou o director do MMI.

 

Um vasto programa

O MMI vai festejar 72 anos de existência amanhã, presenteando todos os visitantes com um programa vasto.

Entre as 10 e as 24 horas o dia será aberto. Das 10 às 11.30 horas e das 16 às 17.30 horas vão haver demonstrações de nautimodelismo no lago do Museu.

Das 14 às 18 horas vão realizar-se ateliers temáticos. Às 18 horas tem lugar a sessão comemorativa, com uma palestra de José Luís Fernandes, membro da fundação Philadelphia Ship Preservation Guild - Gazela Primeiro.

Nesta altura será feita a abertura da exposição de tesouros da colecção do MMI - Bússolas e ainda a abertura da exposição “Nos Porões da Memória III” - fotografia e texto de Wayne Ralph.

Entre as 19.30 e as 22 horas será o Jantar de Bacalhoeiro, servido pela Confraria Gastronómica do Bacalhau, que inclui Pataniscas, Línguas, Chora, Feijoada de Samos e Massada de Bacalhau e custa 10 euros por pessoa.

Às 22 horas tem lugar o espectáculo de música no jardim interior do Museu intitulado “As 3 Marias” (www.myspace.com/3smarias).

 

“As 3 Marias”

“As 3 Marias” são um novo projecto musical, nascido no Porto. Na sua música notam-se influências dos clássicos do tango, misturados com flamenco, bolero, bossa, jazz e outros imaginários musicais.

Sendo o tango uma mistura de vários ritmos, de diferentes tendências, “As 3 Marias” optam pelo tango-canção, onde a letra tem a mesma relevância que a parte instrumental, característica deste estilo musical.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:41

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Julho de 2009

Festa do Peixe regressa às margens da Pateira

Dias 24 e 25 de Julho a tradição volta a cumprir-se em Fermentelos (Águeda)

A Banda Marcial de Fermentelos, em parceria com a Câmara Municipal de Águeda, vai realizar a já tradicional Festa do Peixe da Pateira, dias 24 e 25 de Julho, na margem da Pateira, junto à Praça do Emigrante.

A iniciativa é já encarada como uma tradição para as gentes daquela freguesia, assim como para o concelho de Águeda. Durante dois dias, o local reúne três das maravilhas que Fermentelos pode oferecer a quem a visita: a beleza natural da Pateira, a rica gastronomia e a animação musical.

O evento abrirá, no dia 24 de Julho, pelas 20 horas, com a participação das Confrarias Gastronómicas e conta com a actuação musical da Banda Bulldozer. Já no dia 25 de Julho, sábado, pelas 18 horas é possível assistir ao espectáculo que será dado pela Banda Juvenil da Banda Marcial de Fermentelos, que proporcionará um óptimo fim de tarde.

No cartaz de animação figura ainda a actuação da Banda BAMA’s DIXIE, grupo que promete animar as margens da Pateira.

À semelhança dos anos anteriores, o local contará com as tendas gastronómicas, onde os visitantes vão poder deliciar-se com os inúmeros acepipes de peixe e não só.

A Festa do Peixe, além da direcção da Banda Marcial de Fermentelos e da parceria com a Câmara Municipal de Águeda, conta também com o apoio da Junta de Freguesia de Fermentelos e da Confraria da Pateira.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:21

link do post | comentar | favorito
Domingo, 5 de Abril de 2009

“Salão dos Artistas” – Artesanato e Mostra Gastronómica

Museu do Vinho Bairrada em festa durante três dias

Durante três dias, o Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, recebeu a primeira edição do “Salão dos Artistas” - Artesanato e Mostra Gastronómica, que reuniu 26 artesãos de renome a nível nacional. A cerimónia de inauguração, dia 27 de Março, contou com a presença de Pedro Machado, presidente da entidade regional Turismo Centro de Portugal (TCP), que enalteceu a iniciativa, lembrando que a “Bairrada é uma marca para preservar e potenciar. Não a queremos apagar”.

Com a organização da Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada (CGLB), o “Salão dos Artistas” foi para Pedro Dias, director do museu, “uma experiência nova, visto que desta vez temos cá um formato diferente, com artesanato topo a nível nacional, albergando maior diversidade de públicos”.

 

Só Anadia responde ao desafio

António Duque, presidente da Direcção da CGLB, após agradecer a presença dos artesãos e a cedência do espaço à Câmara Municipal de Anadia, disse, com alguma indignação, que a iniciativa foi apresentada a todas as autarquias que constituem a Bairrada, “mas a CGLB é uma associação tão rasca que não mereceu sequer respostas. Anadia foi a única Câmara a responder”.

António Duque referiu que a CGLB procurou trazer à Bairrada os melhores, ao nível nacional, sendo todos “merecedores da visita de toda a Bairrada”. Lembrou ainda que até à data nenhum artesão tinha tido como tema o leitão, sendo todas obras inéditas, “peças de artesanato de rara beleza feitas exclusivamente para o salão. Paralelamente fizemos uma mostra gastronómica, para mostrar como podemos degustar as nossas iguarias”.

Já Pedro Machado explicou que a sua presença significava estar como responsável da TCP, porque a “Curia não faz parte de um espaço confinado. Esta região de turismo começa em Ovar e termina em Idanha-a-Nova. Este organismo integra a anterior Junta de Turismo da Curia e hoje conta com 60 municípios ”.

O presidente da TCP frisou que esses 60 municípios podem “partilhar algumas das riquezas endógenas, que anteriormente não tinham”.

 

Marca Bairrada continua

Pedro Machado diz que é intenção da TCP preservar e potenciar a marca Bairrada, que “queremos consolidar, por tratar-se de uma marca no mercado. A marca Bairrada tem o que a torna mais conhecida - o leitão e o espumante -, a rentabilização da Rota e ir mais longe ainda. Tem de pensar-se na promoção do leitão, independentemente da cultura. Dar o valor que ele tem e potenciá-lo, assumindo um verdadeiro cartaz turístico e gastronómico”. Pedro Machado alertou ainda para o “papel insubstituível” das confrarias.

Jorge São José, vereador da Câmara de Anadia, disse que o evento traria muita gente de fora ao concelho e apelou à união dos municípios.

 

publicado por quiosquedasletras às 07:12

link do post | comentar | favorito
Sábado, 28 de Março de 2009

Organização da Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada

“II Encontro Internacional de Confrarias Gastronómicas e Báquicas na Bairrada” é hoje

Realiza-se hoje o “II Encontro Internacional de Confrarias Gastronómicas e Báquicas na Bairrada”. A organização está mais uma vez a cargo da Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada (CGLB), que simultaneamente está a realizar neste fim-de-semana o “Salão dos Artistas”, no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia.

De acordo com António Duque, presidente da Direcção da CGLB, as inscrições este ano foram limitadas a 160 pessoas, o correspondente à participação de cerca de 40 confrarias de todo o país. No panorama internacional estão já confirmadas “confrarias belgas, francesas e espanholas”, assegurou o dirigente.

António Duque garantiu que no almoço de confraternização não vão faltar todos os pratos quentes da Bairrada. “Esperamos ter um serviço para receber as pessoas com dignidade. Restringimos o número de lugares para dar todo o conforto aos participantes”, explicou.

 

Programa do II Encontro

O dia vai começar bem cedo para todos os confrades que vão participar no “II Encontro Internacional de Confrarias Gastronómicas e Báquicas na Bairrada”.

Logo pelas 9.30 horas será feita a recepção das confrarias convidadas, nas Caves do Freixo, em Sangalhos. Das 10 às 10.30 horas é feito o transporte em autocarro de todas as confrarias para o centro de Anadia.

Litério Marques, presidente da Câmara Municipal de Anadia, vai proceder à recepção de boas-vindas, pelas 11 horas, no salão nobre do edifício dos Paços do Município.

Meia hora mais tarde, se o tempo permitir, vai realizar-se o desfile de todas as confrarias, desde a Câmara Municipal de Anadia até ao Museu do Vinho Bairrada.

E cerca das 12 horas, a comitiva deverá estar já no museu, onde vai ser servida a todas as confrarias a “Côdea”. Vai haver lugar para visitar o “Salão dos Artistas” - Artesanato e Mostra Gastronómica, onde os confrades poderão apreciar peças de artesanato e a sua laboração ao vivo pelos respectivos artesãos presentes.

Pelas 12.50 horas sairá o último autocarro com destino ao local do almoço (Caves do Freixo), que inicia às 13 horas. O almoço de “Sua Majestade e respectivos súbditos” (leitão e derivados) vai ser animado por “Tempos e Eventos”.

Às 16 horas actua o Grupo de Cantares “Cantigas da Fonte” e pelas 17 horas acontece o encerramento, com entrega de lembranças a todas as confrarias presentes.

A parte lúdica foi suspensa devido à morte de Antídio Costa, fundador da CGLB e seu presidente da Assembleia Geral.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:21

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Março de 2009

“Salão dos Artistas” – Artesanato e Mostra Gastronómica

De hoje até domingo, artesãos de renome enchem Museu do Vinho Bairrada

O “Salão dos Artistas” - Artesanato e Mostra Gastronómica vai trazer vida ao Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, durante os dias 27, 28 e 29 de Março. A mostra vai trazer 26 artesãos a Anadia, todos referências a nível nacional, que além de virem exibir as peças propositadamente feitas para a ocasião vão laborar ao vivo, demonstrando a todos os visitantes as suas técnicas.

A iniciativa, inédita na região, é mais uma organização da Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada (CGLB), que nunca esquece que a vertente cultural e artística subjaz aos valores gastronómicos tradicionais.

António Duque, presidente da Direcção da CGLB, revela que entre Aveiro e Coimbra nunca foi feito nada de semelhante: “Além de ser difícil reunir os nomes que vão estar em Anadia, porque costuma ser complicado chegar ao consenso, ainda não houve uma realização com esta qualidade na região”.

Trata-se de um desafio único no país, por apresentar um tema inédito - “Bairrada, um brinde ao Rei!” -, estando a ele inerente o Leitão da Bairrada e também o espumante.

“Ter o vinho como tema de uma mostra deste tipo já não é novidade. Do leitão não podemos dizer o mesmo. Lançámos o desafio aos 26 artesãos, que serão colocados à prova”, disse António Duque, lembrando que o local para a realização do “Salão dos Artistas” é também diferente, visto que “fazer uma feira de artesanato num museu é único! As peças vão estar em contacto com obras de arte patentes em exposições que estão a decorrer no espaço. O que costuma acontecer é usar pavilhões e stands, todos com medidas iguais e muitas vezes ao ar livre”.

Vão ser ocupados os dois pisos do Museu do Vinho Bairrada, com artesãos aqui e ali. António Duque está com expectativas elevadas e esperançado que tudo corra da melhor maneira. De referir que a entrada é gratuita.

 

A Mostra Gastronómica

“Além do alimento cultural, o visitante poderá degustar pratos tradicionais da região com o aroma e sabor característicos de tempos imemoriais, cujo resultado se deve ao apuro de séculos de aperfeiçoamento e à soma de tantos saberes só de experiência feitos”, disse António Duque, referindo-se à Mostra Gastronómica.

Leitão, Sandes de Leitão, Iscas de Fígado, Cabidela de Leitão, Rojões, Negalhos, Chanfana da Bairrada, Papas de Abóbora, Rabanadas, Bilharacos, Pastéis de Águeda, Fuzis, Sequilhos e Cavacas, Amores da Curia, Barriga de Freira e tantas outras iguarias vão estar no Museu do Vinho Bairrada, a preços acessíveis, conforme garantiu António Duque.

“Todos respeitam o que a tradição tem de melhor: o respeito pelos valores e sabores próprios de cada um. Porque só assim poderão ser degustados e apreciados no seu máximo esplendor”, afirmou António Duque, que lembrou que a acompanhar estarão os vinhos e espumantes Bairrada das Caves do Freixo, da Quinta das Bágeiras e de Sidónio Sousa. A CGLB vai também convidar os visitantes do salão a tomarem um “Café com Arte”, gratuitamente.

 

O programa

A inauguração do “Salão dos Artistas” está marcada para as 18 horas de hoje, dia 27. Das 19 às 21 horas decorre a Mostra Gastronómica. Às 20 horas actua o Grupo de Cantares “Sons de Avelãs”, encerrando o salão pelas 24 horas.

Dia 28, amanhã, a abertura é às 10 horas, com a Mostra Gastronómica a decorrer das 13 às 15 horas e das 19 às 21 horas. Pelas 17 horas, inauguração da exposição “Porkarte”.

No dia 29, domingo, a abertura do salão é de novo às 10 horas. E a Mostra Gastronómica decorre das 13 às 15 horas e das 19 às 20 horas, hora a que será feito o encerramento da iniciativa.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:42

link do post | comentar | favorito
Domingo, 14 de Dezembro de 2008

Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada

Leitão da Bairrada vai à Assembleia da República

Perseguindo o intento de promover e divulgar o que a Bairrada tem de melhor, a Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada (CGLB) levou a efeito mais uma acção de divulgação dos produtos e iguarias bairradinos, na Assembleia da República, em Lisboa.

Leitão da Bairrada, Cabidela de Leitão, pão da Mealhada, Amores da Curia, Pastéis de Águeda e Espumante e Vinho da Bairrada foram os produtos que a Confraria levou na bagagem.

A CGLB deu a sua aula de Cultura Gastronómica da Cozinha Tradicional Bairradina a centena e meia de alunos, entre os quais se salienta a presença do presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, do vice-presidente, Guilherme Silva, bem como representantes de todos os grupos parlamentares, não esquecendo a presença do digníssimo deputado bairradino José Manuel Ribeiro.

A receptividade foi esplêndida. O interesse e curiosidade demonstrados, por todos os deputados presentes, nos saberes e sabores tradicionais, assim como na origem dos seus pratos suplantou as expectativas.

 

Ritual do corte do leitão

Imbuída nesse espírito, a Confraria mostrou aos presentes o ritual de corte e separação da cabeça do Leitão com um prato, de forma a confirmar se o mesmo estava bem assado. E, após a anuência do presidente da Assembleia (anfitrião), os leitões foram trinchados, ao vivo, em pequenos pedaços, como manda a tradição, e degustados com batata cozida com a pele e salada de alface simples, não esquecendo o tradicional pão da Mealhada. Tudo isto acompanhado pelo Espumante e Vinho da Bairrada.

Pormenores desconhecidos da maioria dos deputados presentes, que marcaram toda a diferença para a fruição desta iguaria.

Os mesmos deputados tiveram, ainda, a oportunidade de degustar a Cabidela de Leitão, que, embora desconhecida por alguns, colheu apreciadores.

Para terminar foram apresentados os Pastéis de Águeda e Amores da Curia, ao mesmo tempo que era desvendada a história da sua origem.

Formalizado um segundo convite, a Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada promete repetir a acção levada agora a efeito, alargando e diversificando o leque das iguarias bairradinas, realizando, num futuro próximo, na Assembleia da República, a “Semana da Bairrada”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:40

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Cerimónia Capitular da As...

Confraria dos Enófilos da...

XXXI Grande Capítulo dos ...

Vinhas da Bairrada voltam...

Museu Marítimo de Ílhavo ...

Festa do Peixe regressa à...

“Salão dos Artistas” – Ar...

Organização da Confraria ...

“Salão dos Artistas” – Ar...

Confraria Gastronómica do...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds