Sexta-feira, 6 de Novembro de 2009

“IV Encontros de São Gonçalinho” realizam-se no dia 14 no edifício da Antiga Capitania

Tema principal vai ser “São Gonçalinho na Arte de Aveiro”

Vão realizar-se os “IV Encontros de São Gonçalinho”, no próximo dia 14 de Novembro, das 14.30 às 16.30 horas, no edifício da Antiga Capitania.

O município de Aveiro e a Mordomia de São Gonçalinho promovem a quarta edição dos “Encontros de São Gonçalinho”, no dia 14 de Novembro, às 14.30 horas, no edifício da Antiga Capitania, cujo tema principal será “São Gonçalinho na Arte de Aveiro”, continuando a descoberta da festa de São Gonçalinho.

A acção destina-se a todos os aveirenses e devotos de São Gonçalinho. A participação é gratuita e não necessita de inscrição prévia.

A abertura do encontro será efectuada por representantes da Câmara Municipal de Aveiro e da Mordomia de São Gonçalinho, pels 14.30 horas. De seguida, Nuno Gonçalo da Paula apresentará “O Culto de São Gonçalo em Aveiro”. José António Cristo fará uma intervenção com o tema “São Gonçalinho na Arte de Aveiro”. Gaspar Albino, Helder Bandarra e Jeremias Bandarra exporão, em conjunto, “São Gonçalinho, vivências na pintura”. Os ceramistas Zé Augusto e Alberta vão falar sobre “São Gonçalinho, vivências na cerâmica”.

Pelas 16.30 horas, far-se-á o encerramento com a actuação do Grupo de Cantares da Ria de Aveiro.

No domingo mais próximo do dia 10 de Janeiro, realiza-se a Festa de São Gonçalinho, sendo as festividades marcadas pelo pagamento das promessas ao Santo, agradecendo o seu poder de cura em doenças ósseas e a sua capacidade de resolver problemas conjugais e amorosos, atirando-se quilos de cavacas doces da cúpula da capela para o público.

As gentes do bairro da Beira-Mar, particularmente devotas a São Gonçalinho, como o carinhoso diminutivo indica, velam pelas tradições associadas às festividades e que vão bastante além do pagamento das promessas.

Outros rituais da festa, de crescente relevo municipal, realizam-se dentro da própria capela: a entrega do ramo e a Dança dos Mancos, expressando uma convivência entre o milagre e o Sagrado, com o interdito e o Profano.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:57

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Março de 2009

“Salão dos Artistas” – Artesanato e Mostra Gastronómica

De hoje até domingo, artesãos de renome enchem Museu do Vinho Bairrada

O “Salão dos Artistas” - Artesanato e Mostra Gastronómica vai trazer vida ao Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, durante os dias 27, 28 e 29 de Março. A mostra vai trazer 26 artesãos a Anadia, todos referências a nível nacional, que além de virem exibir as peças propositadamente feitas para a ocasião vão laborar ao vivo, demonstrando a todos os visitantes as suas técnicas.

A iniciativa, inédita na região, é mais uma organização da Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada (CGLB), que nunca esquece que a vertente cultural e artística subjaz aos valores gastronómicos tradicionais.

António Duque, presidente da Direcção da CGLB, revela que entre Aveiro e Coimbra nunca foi feito nada de semelhante: “Além de ser difícil reunir os nomes que vão estar em Anadia, porque costuma ser complicado chegar ao consenso, ainda não houve uma realização com esta qualidade na região”.

Trata-se de um desafio único no país, por apresentar um tema inédito - “Bairrada, um brinde ao Rei!” -, estando a ele inerente o Leitão da Bairrada e também o espumante.

“Ter o vinho como tema de uma mostra deste tipo já não é novidade. Do leitão não podemos dizer o mesmo. Lançámos o desafio aos 26 artesãos, que serão colocados à prova”, disse António Duque, lembrando que o local para a realização do “Salão dos Artistas” é também diferente, visto que “fazer uma feira de artesanato num museu é único! As peças vão estar em contacto com obras de arte patentes em exposições que estão a decorrer no espaço. O que costuma acontecer é usar pavilhões e stands, todos com medidas iguais e muitas vezes ao ar livre”.

Vão ser ocupados os dois pisos do Museu do Vinho Bairrada, com artesãos aqui e ali. António Duque está com expectativas elevadas e esperançado que tudo corra da melhor maneira. De referir que a entrada é gratuita.

 

A Mostra Gastronómica

“Além do alimento cultural, o visitante poderá degustar pratos tradicionais da região com o aroma e sabor característicos de tempos imemoriais, cujo resultado se deve ao apuro de séculos de aperfeiçoamento e à soma de tantos saberes só de experiência feitos”, disse António Duque, referindo-se à Mostra Gastronómica.

Leitão, Sandes de Leitão, Iscas de Fígado, Cabidela de Leitão, Rojões, Negalhos, Chanfana da Bairrada, Papas de Abóbora, Rabanadas, Bilharacos, Pastéis de Águeda, Fuzis, Sequilhos e Cavacas, Amores da Curia, Barriga de Freira e tantas outras iguarias vão estar no Museu do Vinho Bairrada, a preços acessíveis, conforme garantiu António Duque.

“Todos respeitam o que a tradição tem de melhor: o respeito pelos valores e sabores próprios de cada um. Porque só assim poderão ser degustados e apreciados no seu máximo esplendor”, afirmou António Duque, que lembrou que a acompanhar estarão os vinhos e espumantes Bairrada das Caves do Freixo, da Quinta das Bágeiras e de Sidónio Sousa. A CGLB vai também convidar os visitantes do salão a tomarem um “Café com Arte”, gratuitamente.

 

O programa

A inauguração do “Salão dos Artistas” está marcada para as 18 horas de hoje, dia 27. Das 19 às 21 horas decorre a Mostra Gastronómica. Às 20 horas actua o Grupo de Cantares “Sons de Avelãs”, encerrando o salão pelas 24 horas.

Dia 28, amanhã, a abertura é às 10 horas, com a Mostra Gastronómica a decorrer das 13 às 15 horas e das 19 às 21 horas. Pelas 17 horas, inauguração da exposição “Porkarte”.

No dia 29, domingo, a abertura do salão é de novo às 10 horas. E a Mostra Gastronómica decorre das 13 às 15 horas e das 19 às 20 horas, hora a que será feito o encerramento da iniciativa.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:42

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

“A maior cavaca de São Gonçalinho” em Aveiro

Cavaca doce gigante pesa mais de 10 kg

“A maior cavaca de São Gonçalinho” foi apresentada no dia 12, na Capela de São Gonçalinho, em Aveiro. Em romagem, mordomos de São Gonçalinho e crianças do Centro Social Paroquial da Vera Cruz (CSPVC), acompanhados pela Fanfarra da CERCIAG, trouxeram da confeitaria Silvina da Silva Raimundo, Lda (local onde foi confeccionada), até à Capela de São Gonçalinho, uma cavaca doce gigante, com 10,140 kg.

Medida por laser no local - com a colaboração do Departamento de Física da Universidade de Aveiro -, a cavaca tem como medidas oficiais 1,904 metros de comprimento e 0,45 metros de largura.

Benzida e entregue simbolicamente pelas crianças do CSPVC à Mordomia de São Gonçalinho 2009, foi apresentada à comunidade e depois “lançada”, em oferta, a todos os presentes (depois de atestadas, em colaboração com o Centro de Saúde de Aveiro, Autoridade para a Saúde Pública, as condições necessárias ao seu consumo).

Este evento contou com a presença do Governador Civil de Aveiro, Filipe Neto Brandão, do presidente da Câmara Municipal de Aveiro, Élio Maia e do presidente da Associação Comercial de Aveiro, Jorge Silva, enquanto testemunhas para o “Guinness World of Records”.

Esta actividade marca o arranque do projecto ajud’ARTE, um projecto de angariação de fundos do CSPVC e que conta com Zé Pedro, dos Xutos e Pontapés, como padrinho oficial.

Este projecto tem como objectivo central a angariação de cerca de 300 mil euros, verba necessária à comparticipação da construção da creche da Vera e do Cruz, co-financiada pelo Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES).

Desde a primeira hora com o apoio da Quinta Pedagógica de Aveiro, o ajud’ARTE espera poder contar com a participação do tecido empresarial e de toda a comunidade.

Além de Zé Pedro, o ajud’ARTE conta ainda com o apoio de nomes como Manuel Alegre, Hélio Loureiro, Miguel Chen, José Agualusa, Claudia Stattmiller, Rui Bela, Ana Lia, Fernando Silveira e Joel Reigota, bem como de artistas do Aveiroarte. A estes nomes, cabeças de cartaz, juntam-se muitos outros que aceitaram contribuir para a construção deste equipamento social para Aveiro.

A decorrer durante o ano de 2009, as actividades a desenvolver são muitas e centram-se em eixos tão variados como a pintura, a escultura, a leitura e a escrita, a arte circense e arte de rua, o estilismo, a azulejaria e a cerâmica, a música, a dança, o teatro, a arte zen, a magia, a culinária, a arte da noite, a fotografia…

Assim, este projecto assume a dupla função de angariar fundos, numa lógica de oferta à comunidade, e de promover as artes e a cultura.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:04

link do post | comentar | favorito
Sábado, 15 de Novembro de 2008

Hoje, no edifício da antiga Capitania

“III Encontro de São Gonçalinho”

Realiza-se hoje, dia 15 de Novembro, o “III Encontro de São Gonçalinho”, das 14.30 às 17.30 horas, no edifício da antiga Capitania.

Integrado no projecto “São Gonçalinho: Aveiro em Festa 2008 - 2009”, a Câmara Municipal de Aveiro organiza hoje o “III Encontro de São Gonçalinho”, onde vão ser aflorados diversos temas relacionados com este santo.

Uma das acções do projecto é a terceira edição do “Encontro de São Gonçalinho”, que se direcciona a todos os aveirenses e a todos os devotos de São Gonçalinho. A participação é gratuita e não precisa de inscrição prévia.

A abertura do encontro será efectuada por representantes da Câmara Municipal de Aveiro, Universidade de Aveiro e pelo Juiz da Mordomia de São Gonçalinho, às 14.30 horas. De seguida, Adriano Duarte Rodrigues, da Universidade Nova de Lisboa, apresentará “São Gonçalinho: Narrativas, Histórias, Lendas, Mitos e Orações”. Da Universidade de Aveiro, através de Conceição Lopes, vai chegar a intervenção “São Gonçalinho e a Sexualidade”. O tema “São Gonçalinho e a Religiosidade Popular” será abordado por Moisés Espírito Santo, da Universidade Nova de Lisboa. Às 16 horas vão ser dadas a conhecer algumas “Vivências em São Gonçalinho”, através de testemunhos da gente da Beira-Mar e de devotos de São Gonçalinho.

Após o intervalo, o encontro continua com a intervenção de Conceição Lopes, da Universidade de Aveiro, subordinada ao tema “São Gonçalinho: Rituais e Liturgias”. O encerramento contará com o Bispo de Aveiro, D. António Francisco Santos, representantes da Câmara Municipal de Aveiro e da Universidade de Aveiro e Juiz da Mordomia de São Gonçalinho. No fim, será apresentada uma performance artística - “Dança dos Mancos” -, pela Companhia de Dança de Aveiro.

 

Projecto “São Gonçalinho: Aveiro em Festa 2008 - 2009”

Através do projecto “São Gonçalinho: Aveiro em Festa 2008 - 2009”, a autarquia pretende afirmar a singularidade da cultura local evidenciada na festa de São Gonçalinho, apoiar a Mordomia de São Gonçalinho na organização e dinamização da festa e desenvolver e aprofundar a investigação sobre a Festa de São Gonçalinho.

Reforçar o sentimento de pertença identitária dos munícipes de Aveiro; dinamizar a participação activa dos munícipes na festa de São Gonçalinho; promover e divulgar a Festa de São Gonçalinho de Aveiro; organizar eventos e actividades lúdico-didácticas em torno da festa; accionar a assinatura de uma Carta de Princípios que estabeleça os fundamentos da organização e promoção da Festa de São Gonçalinho de Aveiro e encetar esforços no sentido da classificação como património intangível de interesse municipal da Festa de São Gonçalinho de Aveiro, ao abrigo da Lei n.º 107/2001, são os objectivos do projecto.

Através destas acções, a organização espera envolver a população nas festas de São Gonçalinho, que se realizam anualmente no fim-de-semana mais próximo do dia 10 de Janeiro. As festividades são marcadas pelo pagamento de promessas ao santo, agradecendo o seu poder de cura de doenças ósseas e a sua capacidade de resolver problemas conjugais e amorosos, atirando-se quilos de cavacas doces da cúpula da capela para o público.

As gentes do bairro da Beira-Mar, particularmente devotas a São Gonçalinho, como o carinhoso diminutivo indica, velam pelas tradições associadas às festividades e que vão bastante além do pagamento das promessas. Outros rituais da festa realizam-se dentro da própria capela: a entrega do ramo e a “Dança dos Mancos”, expressando uma convivência entre o milagre e o sagrado, com o interdito e o profano.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:48

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

“IV Encontros de São Gonç...

“Salão dos Artistas” – Ar...

“A maior cavaca de São Go...

Hoje, no edifício da anti...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds