Quinta-feira, 31 de Dezembro de 2009

Assembleia Municipal da Mealhada viabilizou Orçamento de 18,6 milhões de euros

Sessão ordinária prolongou-se pela madrugada dentro

A Assembleia Municipal da Mealhada aprovou, anteontem, dia 29, o Orçamento e as Opções do Plano do Município para o ano 2010. 

Os documentos foram aprovados em sessão ordinária, com 22 votos a favor, um voto contra e seis abstenções.

A Assembleia Municipal aprovou, também, na mesma sessão - que se estendeu pela madrugada dentro - o Regulamento e Tabela de Taxas do Município (com 18 votos a favor e 11 contra), o Regulamento Municipal da Urbanização e Edificação do Município (por unanimidade) e o mapa de pessoal da autarquia para 2010 (com 25 votos a favor e quatro abstenções), além de uma proposta de delegação de competências nas Juntas de Freguesia (também por unanimidade).

As Opções do Plano e o Orçamento para 2010 tinham sido aprovadas, a 10 Dezembro, em reunião de Câmara, com cinco votos a favor (da maioria PS) e duas abstenções (dos vereadores do PSD).

De acordo com os documentos, agora aprovados pela Assembleia Municipal, a despesa global (despesas correntes e de investimento) que o Município prevê realizar, durante o próximo ano, é da ordem dos 18,630.860 euros.

Educação, Ambiente, Habitação e Rede Viária destacam-se entre as áreas que, ao nível das despesas de investimento, terão maior impacto orçamental, no ano 2010.

A título meramente exemplificativo, a construção do Centro Educativo da Pampilhosa (em curso) tem uma dotação de 700 mil euros, à recuperação do Bairro Social de Canedo estão atribuídos 530 mil euros, ao Parque da Cidade (antigos Viveiros) 460 mil e para o arranjo da zona envolvente da Zona Desportiva da Mealhada estão orçamentados 369.700 euros.

Para abastecimento de água (remodelação e extensão de redes um pouco por todo o concelho) estão previstos 1,35 milhões de euros.

Por sua vez, o investimento na qualificação da rede viária concelhia (na construção de novos arruamentos, remodelações e beneficiações, abrangendo nas oito freguesias) deverá alcançar os 2,48 milhões de euros.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:52

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

Simulacro de emergência em cenário de incêndio em Aveiro

Iniciativa encerra acção de sensibilização “Agir em Segurança”

Realizou-se um simulacro de emergência num cenário de incêndio no passado sábado, dia 8, pelas 10.30 horas, numa habitação sita no Bairro Social da Quinta da Bela-Vista, freguesia de Esgueira.

O simulacro feito num cenário de incêndio envolveu o Serviço Municipal de Protecção Civil, a Polícia Municipal, a Polícia de Segurança Pública, Bombeiros Novos de Aveiro e “correu da melhor forma”, como destacou o vereador do pelouro da Protecção Civil, Carlos Santos. Foi também simulado o transporte para o hospital de um bombeiro “ferido”, por inalação de fumo.

Este simulacro foi desenvolvido no âmbito da acção “Agir em Segurança”, que ao longo de três dias realizou três sessões informativas: “Prevenção e Segurança Doméstica (Habitat e Salubridade)”, onde se deram informações sobre a adopção de cuidados e atitudes comportamentais que contribuam para a prevenção de acidentes domésticos com crianças e idosos; “Boas Práticas Ambientais (Resíduos - destino final)”, tendo sido apontados alguns comportamentos a ter quanto à reciclagem de resíduos domésticos, numa perspectiva integrada ao nível do desenvolvimento sustentável e os formandos ficaram dotados de competência técnica quanto ao manuseamento de extintores, através de uma componente prática com o descarregamento de seis extintores.

No sábado a acção terminou com o simulacro onde se “pretendeu que aos formandos fosse dada a possibilidade de verificar e comprovar a operacionalidade de todos os meios de protecção contra incêndio”, realçou Carlos Santos, sendo possível ainda “identificar anomalias na actuação humana e reflectir sobre o controlo dos tempos de evacuação e dos tempos necessários às tarefas de primeira intervenção”, reforçou o autarca.

 

Acção “Agir em Segurança”

Importa ainda referir que durante a acção “Agir em Segurança” participaram muitos moradores desta Urbanização que, na pessoa do presidente da Associação Desportiva da Bela-Vista, António Silva, revelou “estar bastante satisfeito com esta actividade municipal, dado que há uns anos houve um incêndio neste bairro e os bombeiros chegaram passados 40 minutos e desta vez apenas demoraram 11. Houve uma melhoria do tempo de espera em 29 minutos”.

A acção “Agir em Segurança”, que decorreu no Bairro Social da Quinta da Bela-Vista, com os apoios da Junta de Freguesia de Esgueira e da Associação Desportiva da Bela-Vista, teve como principais objectivos dotar os moradores de competências e conhecimentos que lhes permitam prevenir situações susceptíveis de risco no interior da sua habitação e promover o debate e a participação dos moradores na área da prevenção e segurança.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:56

link do post | comentar | favorito
Sábado, 30 de Agosto de 2008

Programa “A Minha Terra Quer”, na SIC

Câmara de Águeda e Bela Vista lutam por campo de jogos

A autarquia de Águeda junta-se à causa lançada pela Bela Vista – Centro de Educação Integrada, para a construção de um campo de jogos para o Bairro Social de Vale Domingos, no âmbito do programa “A Minha Terra Quer”, da SIC.

Águeda conta assim com um dos três projectos finalistas no distrito de Aveiro, juntamente com Albergaria-a-Velha e Cesar (concelho de Oliveira de Azeméis), sendo que apenas um irá conseguir o financiamento pretendido.

A reportagem relativa ao Projecto Construir para Ser (CONSER), promovido pela Bela Vista - filmada durante a manhã do dia 26 de Agosto, e que contou com a participação de moradoras, das técnicas e do vereador João Clemente - começa a ser transmitida no dia 9 de Setembro, pela manhã, no programa “Fátima” e à noite em horário ainda a definir.

Estes projectos serão sujeitos à votação telefónica do público, obtendo, assim, o vencedor da iniciativa. Para que o Projecto CONSER seja o vencedor é fundamental o apoio de todos os aguedenses, sendo que a votação vai decorrer nos dias 17 e 18 de Setembro, durante todo o dia, e 19 de Setembro até às 13 horas.

                                                                               

O Bairro e o Projecto

O Bairro Social de Vale Domingos é um bairro de habitação social com 82 habitantes e cerca de três anos de existência, com as características próprias das famílias que nele convivem. Feita uma auscultação junto dos moradores sobre o que sentiam falta no bairro, a opinião foi unânime: um campo de jogos para as crianças e jovens. E assim nasceu o projecto.

Tal como Luísa Coelho, da Bela Vista e uma das responsáveis pelo projecto, afirma, o “CONSER surge de um sonho”. Deste modo, em “parceria com a Câmara Municipal decidimos arriscar e candidatarmo-nos ao concurso”, referiu. Segundo a mesma, as vantagens da criação do espaço desportivo são evidentes, para uma população onde se fazem sentir carências económicas e sociais.

O grande objectivo é promover o bairro, as próprias pessoas, procurando dar-lhes “algo” mais. É importante criar um espaço que identifiquem como sendo seu, que tenham “algo mais que a rua como espaço de lazer”, segundo as palavras de Luísa Coelho. Um recinto onde se possam desenvolver projectos de diferentes áreas, que permita práticas de vida saudável para miúdos e graúdos.

Para Virgínia Fernandes, uma das técnicas de Serviço Social e também responsável pelo projecto, a criação deste espaço “vai ser a concretização de um sonho, pois pode dar mais visibilidade a esta zona”. A assistente social da Bela Vista lembra que, “sem este espaço as crianças brincam na rua, caso contrário ficam em casa”, acrescentando que “não há um ponto de encontro para as pessoas e crianças do bairro”.

Muito do trabalho de ocupação de tempos livres passa pelo grupo de técnicas de Serviço Social, que desenvolvem as mais diversas actividades para preencher esta lacuna e para que as crianças não se sintam tão isoladas.

A opinião é geral: os moradores gostam do bairro e de lá viver. No entanto sentem a falta de um espaço comum. Uma das moradoras diz: “Gostava de ter um espaço onde as crianças possam jogar à bola e não só, sem haver o perigo dos carros ou de estragarem alguma coisa”.

Estes meninos, como quaisquer outros, têm o direito de brincar, de se divertir em grupo, de praticar diversas actividades, mas logicamente em segurança. A população reconhece a importância do trabalho desenvolvido pelas assistentes sociais, afirmando que “não são simplesmente assistentes socais, mas um grupo de amigas, pois são elas que lutam por nós”. Assim, “em conjunto vamos lutar para a construção deste espaço”, rematam as moradoras.

Deste modo, a concretização do espaço desportivo poderá ser a semente para criar um ambiente mais positivo no bairro e favorecer, assim, as relações sociais.

 

Autarquia aguedense disponibiliza terreno

A Câmara Municipal de Águeda tornou-se um parceiro essencial para o lançamento do projecto da Bela Vista, dado que disponibiliza o terreno e vai comparticipar financeiramente, se o investimento exceder o oferecido pelo programa.

Resta apelar aos aguedenses que tornem seu este projecto. Não deixe de votar, porque só assim a iniciativa “tem pernas para andar”!

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:41

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007

Câmara da Mealhada vai iniciar obras no Bairro Social do Canedo

Reabilitação de quatro fogos orçada em 84 mil euros

A Câmara Municipal da Mealhada vai iniciar a reabilitação de quatro fogos devolutos do Bairro Social do Canedo. O concurso público para a realização da empreitada já foi lançado e rapidamente se prevê que a obra avance no terreno. “São casas que estão devolutas e nas quais podemos intervir, porque depois vamos precisar dessas casas para realojar as pessoas, quando procedermos à reabilitação das restantes 20”, explica o presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Carlos Cabral.

A tão esperada intervenção no Bairro Social do Canedo está, agora, em condições de avançar. Apesar de continuar à espera de uma resposta do Instituto Nacional de Habitação, relativamente à candidatura apresentada, a autarquia vai iniciar já a recuperação de quatro fogos que se encontram devolutos. Estas obras vão permitir, posteriormente, a rotação dos moradores para a recuperação dos outros 20 fogos. “A razão pela qual temos lá casas devolutas e ainda não as ocupámos é precisamente essa, para podermos realojar as famílias quando as suas casas forem alvo de intervenção”, reforça Carlos Cabral.

A recuperação dos outros 20 fogos aguarda, ainda, a aprovação da candidatura apresentada ao Instituto Nacional de Habitação. Só depois se procederá à empreitada de fundo e posteriormente à recolocação das famílias, tendo em conta a dimensão do agregado familiar. “Hoje temos famílias de uma pessoa num T3 e temos famílias com cinco ou seis pessoas num T2. Portanto, depois teremos que realojar as pessoas de acordo com a dimensão da família”, acrescenta o presidente da Câmara.

Com a reabilitação destes quatro fogos, obra essa orçada em 84 mil euros, está dado, assim, um grande passo para a resolução do problema do Bairro Social do Canedo.

publicado por quiosquedasletras às 18:14

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Assembleia Municipal da M...

Simulacro de emergência e...

Programa “A Minha Terra Q...

Câmara da Mealhada vai in...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub