Terça-feira, 17 de Novembro de 2009

Espectáculo evocativo de José Luís Iglésias

Cine-Teatro de Anadia presta tributo no dia 27

O Cine-Teatro Municipal de Anadia vai receber um espectáculo evocativo do 85º Aniversário de José Luís Iglésias, na sexta-feira, dia 27 de Novembro, pelas 21.30 horas.

Este espectáculo, organizado pelo “Grupo de Amigos de José Luís Iglésias” será apresentado por diversas associações culturais do município que, directa ou indirectamente, surgiram pela mão desta personalidade marcante da cultura anadiense.

Desta forma, participam neste evento a Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Mogofores (ADABEM); a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Anadia, em Avelãs de Caminho; o Grupo de Amigos de José Luís Iglésias; o Grupo Lar São Martinho, Ouca; Laços de Coimbra; Mónica Dias; Musicanto; Nuno Moura; O Baluarte; Os Rouxinóis; Otília Silva; Grupo de Teatro Raízes Verde Pinho (do Centro Social, Cultural e Recreativo da Freguesia de Avelãs de Cima) e Sons de Avelãs (Avelãs de Caminho).

De referir que José Luís Iglésias criou o Grupo de Reis denominado “Trupe dos Rouxinóis de Anadia”, do qual era ensaiador.

Este grupo cantou os Reis, pela primeira vez, em Janeiro de 1950. Daqui nasceu o Grupo Artístico e Cultural “Os Rouxinóis” de Anadia, no final do ano de 1949, do qual também foi encenador.

 

José Iglésias coloca Anadia no panorama cultural do país

Na segunda metade do século XX, José Luís Iglésias colocou Anadia no panorama cultural do país. Foram anos de consecutivos sucessos por ele encenados.

Cenógrafo, actor, dançarino, desenhador, pintor e excelente músico, José Luís Lhano Iglésias foi um grande impulsionador da cultura em Anadia.

Os bilhetes (2,5 euros) podem ser adquiridos nos seguintes horários: sextas-feiras, das 18 às 22 horas e sábados, das 18 às 22 horas. No dia de espectáculo a bilheteira abrirá às 14 horas.

As reservas podem ser efectuadas na Câmara Municipal de Anadia até três dias antes do espectáculo e os bilhetes levantados, impreterivelmente, até pelo menos duas horas antes do mesmo.

A receita da bilheteira deste espectáculo reverterá para o Fundo Social criado pela Câmara Municipal de Anadia.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:37

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009

Desilusão do PS Anadia contrasta com a satisfação do CDS e CDU locais

CDS-PP Anadia é o partido com maior crescimento no concelho

“É um resultado que fica muito aquém das nossas expectativas”. Foi desta forma que Lino Pintado, cabeça de lista à Câmara Municipal de Anadia pelo PS, fez o balanço das autárquicas 2009. Mesmo “mantendo a percentagem de há quatro anos, na casa dos 25%, não é um bom resultado”, reforçou.

Lino Pintado referiu que apesar de ter aumentado o número de votos, também aumentou o de votantes, mantendo-se as percentagens.

“Tinha uma ambição de termos resultados completamente diferentes. Mas há que respeitar a decisão do eleitorado do concelho”, admitiu o candidato socialista.

Comparando os resultados agora obtidos com os de há quatro anos, o PS Anadia conquistou mais uma freguesia, a de Aguim, “que nunca tinha sido PS. Mantivemos também o número de deputados municipais, seis, passando para oito com o presidente da Junta de Freguesia de Aguim e o de Mogofores, que já era socialista”.

A assinalar as subidas nas freguesias de Avelãs de Cima, Arcos e Aguim, na votação para a Câmara Municipal e a “descida muito significativa em Sangalhos, merecendo uma análise com todo o cuidado para tentarmos chegar a conclusões”.

 

CDS tem o maior crescimento

Por outro lado, O CDS-PP foi o partido que mais cresceu no concelho de Anadia: elegeu dois deputados municipais - Sidónio Simões e João Tiago Castelo-Branco -, retirando um deputado municipal ao PSD e, por uma pequena margem de votos, não obteve um vereador. Está representado com um deputado em cinco Juntas de Freguesia, nomeadamente por Ana Maria Alegre, em Arcos; António Pimentel, em Tamengos; António Augusto Marques da Silva, em Amoreira da Gândara; Jorge Matos, na Moita e António Oliveira, em Mogofores e com dois deputados na freguesia de Vilarinho do Bairro, Nuno Seabra e Hélder Santos.

De referir que esta última freguesia foi a que registou a maior subida dos populares, tornando-se o CDS a segunda força política, logo a seguir ao PSD.

Segundo Maria do Céu Castelo-Branco, candidata à Câmara Municipal, “se compararmos os resultados das autárquicas 2005 aos obtidos este ano, percebemos que o CDS-PP Anadia duplicou as suas próprias percentagens e apresentou valores mais elevados do que o PSD e o PS, quer para a Câmara, quer para a Assembleia Municipal”.

Para a popular, “os objectivos superaram as nossas expectativas e tal só aconteceu porque houve uma equipa de trabalho coesa a par de um esforço persistente e um contacto directo com a população nas diferentes freguesias do concelho. Lançámos as sementes, o trabalho vai continuar e a colheita virá de certeza. Estamos convictos de que nas próximas eleições o CDS estará em condições de se afirmar como a alternativa certa para o concelho de Anadia”.

 

“É uma vitória para a CDU”

Também o cabeça de lista à Câmara de Anadia pela CDU, José Paixão, estava muito satisfeito com os resultados das autárquicas 2009: “É uma vitória para a CDU, porque conseguimos os melhores resultados de sempre no concelho”.

Contudo, Paixão lembrou que “não atingimos os nossos propósitos, que eram chegar aos mil votos em cada órgão a que concorremos, o que ofusca a nossa vitória. Mas subimos cerca de 200 votos nos diversos órgãos aos quais concorremos”.

Mais votos, mais percentagem e os mesmos mandatos de há quatro anos. É este o balanço feito pelo candidato da CDU à Câmara. “Tínhamos dois eleitos na Assembleia de Freguesia de Sangalhos, passámos para três. Em Mogofores é que perdemos o que tínhamos”, explicou.

Quanto à Assembleia Municipal, é João Morais que vai continuar como deputado pela CDU, “saindo a sua votação reforçada, ultrapassando os mil votos. Mas ainda ficámos longe de conseguir um segundo mandato neste órgão”, disse Paixão, que terminou referindo estar triste “por não ter conseguido a perda da maioria absoluta de Litério Marques”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:56

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Setembro de 2009

Paixão diz que Anadia “parou no tempo” e promete “mais e melhor”

CDU Anadia apresenta cabeças de lista às autárquicas 2009

A CDU Anadia apresentou os cabeças de lista às eleições autárquicas de 11 de Outubro em Sangalhos, no dia 11. O candidato à presidência da Câmara Municipal, José Paixão, deu a conhecer os primeiros traços do programa eleitoral, “que ainda não está fechado”, disse que o concelho de “Anadia parou no tempo” e que com “empenho e vontade é possível fazer mais e melhor”.

Paixão, que também se candidata à Junta de Freguesia de Mogofores, explicou que o facto do seu nome ter sido indicado para a Câmara Municipal “resulta em grande parte por ter sido a cara do movimento ‘Unidos pela Saúde’, que contestou o fecho das Urgências. É um grande desafio que tenho pela frente e é para ganhar a Câmara. Neste momento o resultado está 0-0”.

O cabeça de lista da CDU à autarquia anadiense diz ter certeza de uma coisa: “Tem havido um ciclo de mudança neste concelho. Se muitas situações forem alteradas, já fico satisfeito. A CDU tem uma orientação e valores essenciais, somos uma força criativa e não queremos rótulos”.

José Paixão falou da necessidade de ter “coragem” para ser candidato pela CDU e louvou o facto de este ano terem conseguido mais uma freguesia: Avelãs de Cima. Desta forma, a CDU Anadia apresenta nestas autárquicas candidatos a cinco Juntas de Freguesia do concelho.

 

Programa eleitoral ainda em aberto

Ao referir-se a Anadia como sendo um concelho com “amarras”, o cabeça de lista à Câmara deu o exemplo de Sangalhos, que era um “cartão de visita” e tudo perdeu. Dar mais qualidade de vida às pessoas é uma das bandeiras da CDU Anadia. “Não é a construir Zonas Industriais que se resolvem os problemas do concelho”, disse, sugerindo a criação de brigadas rápidas, que circulem pelas ruas do concelho, para tapar os incómodos buracos que sempre aparecem.

A criação de mais Parques Infantis, “porque só uma ou outra freguesia têm” é outro dos desafios da CDU Anadia, assim como trazer mais ecopontos para o concelho. Paixão propõe ainda a criação de “um ecocentro, um espaço coberto onde qualquer cidadão possa ir depositar os seus lixos”. Terminar com a construção de pólos escolares, para evitar o encerramento das EB1, é outra das proposta da CDU Anadia.

Paixão felicitou ainda Joaquim Mota, anfitrião do jantar, candidato à Junta de Sangalhos, por ter reunido uma equipa “muito boa, forte e empenhada, pessoas que gostam da sua terra”.

E Mota estava visivelmente satisfeito por ter conseguido juntar “mais de 50 pessoas em Sangalhos. Pela primeira vez tivemos dificuldade em encaixar as pessoas, porque tivemos muita gente a fazer parte da lista”.

O candidato à Junta sangalhense contou com a presença “de um amigo de Sangalhos”, Manuel Campos, presidente da Junta de Espinhel (Águeda) no jantar e frisou que “este ano é difícil. Só com muito trabalho. Mas temos a possibilidade de dar a Sangalhos outro rumo. Porque se não for este ano, nunca mais conseguimos”, rematou, lembrando que por fazer parte do actual Executivo conhece os problemas “muito bem”.

 

Cabeças de lista a cinco Juntas

A CDU Anadia conta com os seguintes cabeças de lista às Juntas de Freguesia: Maria de Fátima Flores (Arcos); Sandra Catarina Almeida Rodrigues (Avelãs de Caminho); António Carlos de Oliveira Costa (Avelãs de Cima); José Francisco Paixão Correia (Mogofores) e Joaquim Alfredo Pereira da Mota (Sangalhos). (Foto: Quiosque das Letras. Pós-produção: Leiam a Imagem)

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:29

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Abril de 2009

“Feira das Barraquinhas”

Paróquia de Avelãs de Cima, Anadia, recebe VI edição no domingo

É já no próximo fim-de-semana, no dia 3 de Maio, domingo, que a “Feira das Barraquinhas” da Paróquia de Avelãs de Cima, Anadia, se vai realizar, no Adro junto à Igreja Matriz. Esta será, assim, a VI edição do certame.

A colaboração é geral. Todos os produtos que vão ser vendidos nas barraquinhas são ofertas da população. O pão caseiro, a broa, a doçaria, artesanato, animais vivos, Bric-à-Brac, plantas, charcutaria, produtos tradicionais, vinhos e muito mais.

Claro que não faltará a Tasca, que a partir das 12 horas começará a servir refeições, que vão passar desde o Leitão da Bairrada ao churrasco, rojões, feijoada, serrabulho e muitos outros pratos à moda antiga e a preços em conta. Vai ainda funcionar um bar e frango de churrasco para venda.

No recinto haverá animação com o Grupo Folclórico “O Arrais”.

Conforme confidenciou o Padre Victor, que pela segunda vez está na organização deste evento, é sua convicção de que “tudo está a correr de maneira positiva. Conto com o empenho de toda a população, porque a receita que se obtiver vai ser para restaurar o Altar-mor, que se encontra em avançado estado de degradação”.

Para isso terá de ser contratada uma equipa especializada, o que vai envolver uma verba avultada.

Depois do êxito da anterior “Feira das Barraquinhas”, onde se serviram cerca de 600 refeições e com a maior parte dos produtos vendidos, fica aqui um pedido para que todos compareçam e venham almoçar a este certame, na freguesia de Avelãs de Cima, e levar algo que é caseiro e que é desta terra.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:31

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009

Terceira idade em festa nos Três Pinheiros

Cerca de 400 idosos celebram o Carnaval na discoteca

O Best Western Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada, acolheu gratuitamente, na tarde do dia 18, algumas iniciativas que tinham como grande objectivo fazer respirar o ar carnavalesco entre diferentes instituições.

O Baile de Carnaval Inter-Institucional foi uma delas, contando com a presença de Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e Misericórdias do distrito de Aveiro, sendo em maior número as do concelho de Anadia.

Foram cerca de 400 utentes, oriundos das seguintes instituições: APPACDM de Anadia, Associação Social de Avelãs de Caminho, Centro Social de Aguim, Avelãs de Cima, Paredes do Bairro, Poutena, Casa do Povo de Amoreira da Gândara, Clube de Ancas, Centro Social de Mogofores, Vila Nova de Monsarros, Centro Paroquial de Esgueira (Aveiro), Paraíso Social de Aguada de Baixo (Águeda), Santa Casa da Misericórdia da Mealhada, Anadia, Sangalhos, Aveiro e Lar de Antes.

Nesta tarde, onde se viveu uma verdadeira festa de Carnaval, esteve também presente o director do Centro Distrital de Segurança Social de Aveiro, Celestino de Almeida, afirmando o gosto que sentia em apoiar a iniciativa, “de louvar, pelos objectivos cumpridos que sustenta”.

Foi solicitada pela organização do evento a presença da “Escola de Samba Juventude de Paquetá”, da Mealhada, para a abertura do baile na discoteca principal dos Três Pinheiros. Segundo Fátima Silva, presidente da escola, foi e é com muito gosto que participam neste tipo de iniciativas.

De acordo com a organização do evento, o motor da iniciativa é o convívio entre as instituições e, nesta tarde foi possível sentir essa união e alegria de relembrar os bons momentos.

Pelo êxito que este tipo de iniciativas tem demonstrado anualmente, esta unidade hoteleira tem continuado a apoiá-las gratuitamente, com muito entusiasmo.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:52

link do post | comentar | favorito
Sábado, 14 de Fevereiro de 2009

Grupo “ÓQTRUP” hoje em Anadia

Espectáculo “RIT” no novo Cine-Teatro Municipal

O Cine-Teatro de Anadia vai receber o espectáculo “RIT - Rádio Interferência & Televisão”, com Luís Portugal, do grupo “ÓQTRUP”, hoje, dia 14 de Fevereiro, pelas 22 horas.

Depois do êxito da emissão de rádio imaginária, em que a fusão de duas artes nobres - a música e o teatro (comédia) - foi o garante de uns intensos 90 minutos, em que os “ÓQTRUP” personificaram de forma interveniente as personalidades e os acontecimentos de maior mediatismo, bem como, para gáudio dos “ouvintes”, fizeram cumprir a lei da rádio 4/2001, de 23/2: não 40, nem 60… mas 100% de música portuguesa, sem direito a livro de reclamações.

A “Alta Autoridade para a Comunicação Social” concede aos “ÓQTRUP”, sem direito a recurso por parte dos mesmos, a exploração do novo canal de televisão, de serviço público: RIT (Rádio Interferência & Televisão).

Trata-se de um espectáculo com a duração de aproximadamente uma hora, que conjuga, da forma mais original, a música e a comédia.

A entrada para este espectáculo é gratuita.

E é desta forma que inicia a programação cultural do Cine-Teatro Municipal de Anadia, uma semana após a inauguração.

 

Próximos espectáculos

Para já, a Câmara Municipal de Anadia tem já em agenda mais três espectáculos, que vão assim preencher todo o mês de Fevereiro.

O próximo é já no dia 20 de Fevereiro (sexta-feira), a partir das 22 horas. A noite vai ser dedicada à dança. Vão subir ao palco elementos do Projecto CADI, da Santa Casa da Misericórdia de Anadia; do Centro Social, Cultural e Recreativo de Poutena (Vilarinho do Bairro) e ainda do Clube de Ancas, que virá fazer uma demonstração da modalidade Dance Fusion.

No dia 21 de Fevereiro, pelas 22 horas, o grupo Raízes Verde Pinho, do Centro Social, Cultural e Recreativo da Freguesia de Avelãs de Cima vai trazer teatro de revista ao palco do Cine-Teatro Municipal de Anadia. Também vão actuar “Cantigas da Fonte”, música popular.

Dia 28 de Fevereiro, às 22 horas, actuam os “Popularis”, conhecido grupo de música de expressão celta e medieval, e também de música popular portuguesa.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:18

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

BLVA conta já com 52 voluntários

Dia do Voluntário é celebrado em Anadia

O município de Anadia festejou no passado dia 5 o “Dia Internacional do Voluntário”. Dos 52 voluntários existentes no concelho, que integram o Banco Local de Voluntariado de Anadia (BLVA), estiveram presentes alguns deles, no Museu do Vinho Bairrada, para dar os seus testemunhos, num dia que foi dedicado a essas pessoas.

Também Litério Marques, presidente da Câmara Municipal e do Conselho Local de Acção Social de Anadia, referiu tratar-se de um dia “extraordinariamente feliz para todos”, dedicado aos que “ajudam em benefício daqueles que precisam”. Mas o autarca sublinhou que esta ajuda “não é material” e que não é qualquer um que a dá. “É preciso nascer para o ser e para cultivar a ideia de voluntariado”.

O edil anadiense disse ter conhecimento da falta de voluntários, sendo necessário, em Anadia, “engrossar esse grupo”. Garantiu aos presentes que podiam contar com a autarquia, “que tem grandes capacidades para vos ajudar, porque espero que haja muito mais gente a poder ajudar os outros”, rematou Litério Marques, enaltecendo o trabalho desenvolvido pelos voluntários de Anadia e felicitando o grupo.

Por seu turno, Carlos Matos, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Anadia, deixou também o testemunho, começando por referir que em boa hora foi criado o BLVA. Explicou que o voluntariado não pode ser apenas visto como a ajuda a crianças e idosos, tendo também de voltar-se para outras direcções.

“Estou há mais de 40 anos como voluntário. Mas há 60, 70 anos, os vizinhos já se ajudavam mutuamente. O voluntariado tem de seguir por aí, como já foi em tempos”, defendeu.

Também o provedor da Misericórdia de Sangalhos, José Costeira, felicitou a criação do BLVA, lembrando que cada vez há mais necessidade de pessoas para ajudar nas instituições. “Já tínhamos voluntários antes do banco ser criado. É muito importante podermos contar com estas pessoas”, terminou.

Carlos Martins, presidente da Direcção do Centro Social, Cultural e Recreativo de Avelãs de Cima, partilhou a sua satisfação por se aperceber que o voluntariado em Anadia “está a aumentar de forma significativa”. Apelou a que os voluntários não tenham receio de “dispender as suas energias em tão nobre causa. O consolo de uma palavra amiga basta a estas pessoas”.

O dirigente disse que ser voluntário é “ser capaz de dar aos outros e ultrapassar a nossa própria dimensão. Também o sou desde 1980”.

Foi Vera Neto, directora técnica do Centro Social, Cultural e Recreativo de Poutena, em representação do presidente, Fernando Marques Pereira, que encerrou a sessão de abertura do “Dia Internacional do Voluntário”. Afirmou que a sua instituição sente-se “mais rica, assim como o concelho, por ter um grupo de voluntários”.    

 

BLVA conta com 52 voluntários

O BLVA foi criado há cerca de um ano, no âmbito do Plano de Acção da Rede Social de Anadia e está integrado na estrutura nacional Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado. Tem um número total de 52 voluntários que têm dias específicos de atendimento: primeiras terças-feiras do mês (em 2009, 6 de Janeiro; 3 de Fevereiro e 3 de Março). O horário é das 16 às 18 horas, no Centro Cultural de Anadia. Para já há 10 entidades receptoras de voluntários no concelho.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:20

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008

Plenário do Conselho Local de Acção Social

Concelho de Anadia pode ganhar mais respostas sociais

No dia 13, a Câmara Municipal de Anadia realizou mais um plenário do Conselho Local de Acção Social (CLAS) de Anadia, onde foram dados a conhecer os pareceres favoráveis do Núcleo Executivo da Rede Social para a implementação de duas novas respostas sociais no Club de Ancas (Serviço de Apoio Domiciliário e Centro Comunitário) e para um pedido de alargamento para mais 13 camas no Lar de Idosos do Centro Social, Cultural e Recreativo da Freguesia de Avelãs de Cima.

Litério Marques, presidente da Câmara Municipal de Anadia, foi quem procedeu à sessão de abertura, começando por dizer que continuamente recebe na autarquia pedidos de colaboração da Rede Social de Anadia com outras redes, o que prova “o bom trabalho que está a ser feito em Anadia”.

O autarca falou ainda do êxito que foi a segunda edição da Feira Social de Anadia, “conseguido por as instituições do concelho se terem empenhado e participado de forma eficiente”.

O edil anadiense terminou afirmando que “toda a gente diz que Anadia tem tudo, ao nível das respostas sociais. Mas não nos podemos acomodar, porque ainda há carências no concelho. Temos de continuar a reivindicar”.

Dora Gomes, técnica responsável pela Rede Social de Anadia, deu a conhecer que o núcleo suspendeu um dos parceiros - a Associação Empresarial de Águeda (AEA) -, pela “ausência de não participação total há mais de um ano e meio”. E disto foi discutido e decidido ser incluído no regulamento interno da Rede Social de Anadia o período de um ano e meio sem participação total para os parceiros serem suspensos.

 

Um novo parceiro

Por outro lado, este plenário, o último de 2008, serviu para a adesão de um novo parceiro ao CLAS de Anadia, a WRC - ADR, SA, que foi apresentado e discutido entre todos os parceiros, sendo o primeiro projecto social da WRC a Universidade Sénior da Curia (USC) e o segundo o Espaço Internet.

Artur Castro, da Direcção do Club de Ancas, com mais de 100 anos e que entre 2002 e 2005 passou para Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), explicou que o Club divide-se em núcleos.

Para o dirigente, a resposta Serviço de Apoio Domiciliário justifica-se porque na população de Ancas “só quatro utentes beneficiam de instituições à volta. Mas havendo intervenção local esse número será maior. Além disso não será uma resposta convencional, vamos oferecer mais serviços”. A resposta social Centro Comunitário vai ser um “pólo dinamizador ao nível local e regional”.

A ampliação do Lar de Idosos de Avelãs de Cima, em 13 camas, deve-se à lista de espera: “Temos 47 camas ocupadas. Não temos mais porque não podemos. Queremos passar para 60 camas comparticipadas, porque temos condições para isso”, disse Carlos Martins, presidente da instituição.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:54

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Grupo de 15 pessoas reúne para manifestar desagrado

Candidatos a militantes envergonhados com o PSD

Um grupo de 15 candidatos a militantes do PSD, da freguesia de Avelãs de Cima, Anadia, que integram a lista dos 182 militantes propostos por Litério Marques, presidente da Comissão Política de Secção (CPS) de Anadia do PSD - mas recusados através de um despacho, com data de 13 de Outubro, assinado por Luís Marques Guedes, secretário-geral do partido, por entender não estarem cumpridos os requisitos da sua aprovação pela CPS -, reuniram no dia 8, para informar os jornalistas que vão recorrer à Comissão Política Distrital do PSD de Aveiro, porque entendem que devem ser aceites como militantes do partido, chegando mesmo a considerar já o serem.

A conferência de Imprensa, que decorreu na casa de um dos candidatos a militante, Manuel Veiga, contou também com a presença do presidente da Junta de Freguesia de Avelãs de Cima, Armando Pereira, que apesar de concorrer há vários mandatos como independente, mas pelas listas do PSD, também só agora entendeu filiar-se no partido. Quem ainda marcou a sua presença, “como cidadão e amigo e presidente da CPS de Anadia do PSD”, conforme apresentou Manuel Veiga, foi Litério Marques, que aproveitou a ocasião para dirigir-se ao grupo e “relatar os factos tal e qual eles são”.

Convém referir que na listagem dos 182 militantes, que afinal são agora 186, conforme Litério Marques já anteriormente havia explicado, 82 deles são da freguesia de Avelãs de Cima, estando, no entanto, presente uma minoria - apenas 15 -, na reunião/conferência de Imprensa do dia 8 de Novembro.

Manuel Veiga, o anfitrião, começou por dizer que a filiação no PSD das 82 pessoas em causa era o principal assunto da reunião, referindo que serviria também para “dizer as verdades do que realmente se está a passar, uma situação que me deixa profundamente indignado”.

Já Litério Marques disse estar solidário com todos, por estar em causa uma “injustiça”, prometendo ser a única voz a nunca calar-se.

Litério Marques, em documento entregue durante a reunião, acusou Luís Marques Guedes de não ter procedido, nem mandado “proceder à respectiva inscrição, como lhe compete. Tendo-se remetido a total silêncio, desconhecendo quer a CPS de Anadia, quer os candidatos a militantes já admitidos, o porquê de tal silêncio e o que estaria subjacente ao mesmo”. E acrescentou ainda que o secretário-geral do PSD não explicou a ninguém o que se passou na realidade: “Ele tinha de dar justificação”. 

Criticou ainda a Comunicação Social, como aliás tem vindo a acontecer em outras ocasiões, e com regularidade, acusando-a de “vir quase sempre a deturpar ou misturar as minhas comunicações com outras de outras pessoas, que apela para que comentem, acabando por serem feitas afirmações erradas”.

Litério Marques lançou uma questão: “A freguesia de Avelãs de Cima nunca teve militantes e agora que vai ter, porque não pode?”. E garantiu não ter pedido a nenhum dos candidatos para ser militante e que só foi o proponente porque existem apenas dois militantes do PSD na freguesia.

“Mas não querem que vocês votem! E vocês têm condições para votar, porque estão legais! Alguém tentou marcar as eleições no PSD Anadia para dia 1 de Dezembro para evitar que vocês votassem”, atirou.

   

“Para mim já são militantes”

O presidente da CPS de Anadia do PSD informou os 15 candidatos a militantes que como Marques Guedes deixou “ultrapassar mais de 30 dias após a recepção dos pedidos de inscrição, sem que o tenha feito, colocou os candidatos como admitidos, como militantes efectivos e deveria, como deverá, ter-lhes enviado o respectivo cartão de militante, com data de inscrição de 5 de Junho de 2008. Para mim, vocês já são militantes. É aguardar apenas a chegada dos vossos cartões”, disse.

Armando Pereira afirmou que só agora veio à baila a inscrição no PSD devido à situação do partido: “Quem se inscreveu fê-lo voluntariamente. Não houve coacção. E não somos militantes de véspera! Há 32 anos que lutamos pelo PSD. Decidi-o só agora porque entendi que devia enriquecer as bases do partido”, justificou.

Arsénio Tomás, outro dos candidatos, mostrou-se chateado com a situação, dizendo que se faz parte da Assembleia de Freguesia há mais de 20 anos, também devia servir para militante do partido. Amílcar Almeida mostrou-se envergonhado com o que se está a passar, “após 16 anos ao serviço desta freguesia”.

Carlos Almeida também fez parte da Junta de Freguesia durante oito anos. Admitiu ter vindo do CDS, mas que por sentir-se bem no PSD, pensou tornar-se militante.

 

Recurso ao despacho de Luís Marques Guedes

Litério Marques disse ainda ter já recorrido do despacho de Marques Guedes, ao que Manuel Veiga disse acreditar que “corra da melhor maneira, para sermos aceites”. Individualmente prometeram recorrer à Comissão Política Distrital do PSD de Aveiro, admitindo, no entanto, serem já militantes.

Apesar de estarem “indignados”, “chateados” e “envergonhados” com o PSD, os candidatos a militantes de Avelãs de Cima garantiram que, independentemente da resposta da Distrital, como “pessoas honestas” que são não virariam as costas ao partido.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:32

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 5 de Novembro de 2008

Assembleia Municipal de Anadia extraordinária

Autarcas abandonam Salão Nobre por não poderem votar

Foram eleitos, na última Assembleia Municipal de Anadia extraordinária, que teve lugar no dia 31 de Outubro, os cinco membros que vão integrar a Assembleia Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) - Baixo Vouga. Os 15 presidentes das Juntas de Freguesia do concelho abandonaram o Salão Nobre no momento da votação, em sinal de protesto, por a lei dizer que a eleição “faz-se pelos membros da Assembleia Municipal, eleitos directamente”, o que impediu os 15 autarcas de votarem.

“Os presidentes de Junta, de acordo com a lei, são gente de segunda... Só as pessoas é que podem votar. Sinto-me envergonhado por ser excluído de uma votação. Nunca mais vou ocupar o cargo de presidente de Junta de Freguesia. Tenho um resto de dignidade”, dizia, no átrio do edifício da Câmara de Anadia, Armando Pereira, presidente da Junta de Freguesia de Avelãs de Cima.

Também Henrique Lameirinhas, presidente da Junta de Óis do Bairro, afirmava que serem convocados para uma Assembleia Municipal, na qual não podem votar, é um “ultraje! Só temos direito à cadeira. Podiam ter convocado apenas quem ia votar. Viemos cá para nada”.

Deram entrada duas listas e feitas as contas, votaram 21 pessoas. A lista A, do grupo municipal do PSD, era composta por Carlos Gonçalves; José Veloso; António Rosmaninho; Anabela Santos e Lígia Seabra. Já a lista B, do grupo municipal do PS, era constituída por José Carlos Coelho; Acácio Maçãs; Álvaro Pereira; Áurea Mendes e Manuel Cardoso Leal.

A lista A obteve 13 votos e a B sete. Houve 1 voto branco. Este resultado correspondeu a três mandatos pelo PSD e dois pelo PS.

 

Os cinco membros eleitos

Os cinco membros da Assembleia Municipal de Anadia eleitos para integrar a Assembleia Intermunicipal da CIRA foram: Carlos Gonçalves (PSD); José Carlos Coelho (PS); José Veloso (PSD); António Rosmaninho (PSD) e Acácio Maçãs (PS).

No período de intervenção do público, Maria do Céu Castelo Branco colocou algumas questões a Litério Marques, presidente da Câmara de Anadia, que não respondeu, dizendo apenas que o público deve estar representado nas sessões pelos deputados.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:06

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Espectáculo evocativo de ...

Desilusão do PS Anadia co...

Paixão diz que Anadia “pa...

“Feira das Barraquinhas”

Terceira idade em festa n...

Grupo “ÓQTRUP” hoje em An...

BLVA conta já com 52 volu...

Plenário do Conselho Loca...

Grupo de 15 pessoas reúne...

Assembleia Municipal de A...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds