Terça-feira, 27 de Outubro de 2009

Chegaram os Prémios Sapo 2009

Inscrições para a 9ª edição já estão abertas

As inscrições para a 9ª edição dos Prémios Sapo já estão abertas. Este ano sob a temática da Grande Feira da Criatividade, os Prémios Sapo trazem grandes novidades: novas categorias, novos prémios e pela primeira vez, a participação de Angola e Cabo Verde no concurso.

A crescente diversidade de formatos e meios associados a campanhas publicitárias de produtos e ou serviços, trouxe muitas novidades à edição de 2009 dos Prémios Sapo. As inscrições já estão abertas e terminam a 6 de Novembro. Esta iniciativa constitui uma excelente oportunidade para as agências apresentarem ao mercado e aos profissionais do sector os melhores trabalhos divulgados no meio digital.

Os prémios Sapo 2009 têm como principal objectivo premiar a criatividade e a adaptação das campanhas publicitárias aos novos paradigmas tecnológicos. Será premiada a criatividade e a diversidade de meios utilizados pelas agências, o Marketing Relacional e o Social Media.

As inscrições para a 9ª edição terminam a 6 de Novembro e podem ser feitas por agência ou cliente/anunciante. Serão considerados válidos os trabalhos e as campanhas divulgados entre 1 de Setembro de 2008 e 31 de Agosto de 2009.

 

Participação de Angola e Cabo Verde

Tal como aconteceu em anos anteriores, nesta edição vão haver grandes novidades. Vão ser premiados não só os trabalhos realizados em Portugal, mas também em Angola e Cabo Verde, tornando os Prémios Sapo numa referência lusófona. Vão também haver dois novos prémios:

 - Prémio de Melhor Campanha Social Media – atribuído pela primeira vez, este prémio vem premiar uma nova tendência no meio, em que se distingue pela utilização das plataformas de redes sociais para comunicar junto do consumidor no sentido de gerar mais tráfego, captação e profile do consumidor, bem como desenvolver uma relação mais próxima com as marcas.

- Prémio de Melhor Programa de Marketing Relacional – estão incluídas neste grupo as campanhas cujo principal canal é a Internet e que parte da   comunicação é feita com recurso aos meios digitais.

 

Inscrições online

As inscrições são efectuadas somente online através do site oficial dos prémios em http://premios.sapo.pt. Os trabalhos devem ser submetidos apenas em formato digital no momento da inscrição.

Os prémios atribuídos este ano são:

- Prémios Sectoriais – são atribuídos prémios de ouro, prata e bronze nas dez categorias sectoriais;

- Prémios Especiais – Melhor Blog, Melhor Campanha Multiplataforma, Melhor Campanha Social Media;

- Prémio Mobile – Mobile Direct (Comunicação por sms ou mms), Mobile Advertise  (Comunicação por banner);

- Prémio IPTV – IPTV Interactivo, Spots IPTV;

- Prémio Melhor Programa de Marketing Relacional;

- Prémio Agência de Meios;

- Prémios de Reconhecimento (atribuídos pelos elementos de Júri) – Agência do Ano, Anunciante do Ano, Agência de Meios do Ano;

- Grandes Prémios – Grande Prémio Utilizadores Sapo, Grande Prémio Sapo Angola, Grande Prémio Sapo Cabo Verde e Grande Prémio Sapo do Júri.

Em 2008, os Prémios Sapo de Publicidade registaram um crescimento de 42% em termos de inscrições, e o número de campanhas publicitárias a concurso também aumentou, tendo sido apresentados 319 trabalhos, um crescimento de 14%.

Os Prémios serão entregues no dia 26 de Novembro (quinta-feira), em local a indicar.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:29

link do post | comentar | favorito
Domingo, 26 de Julho de 2009

Lançamento do novo SAPO Emprego

SAPO reforça principal referência online na oferta e procura de emprego

Reconhecido como uma referência na procura e oferta de emprego através da Internet, o SAPO Emprego apresenta agora uma nova imagem e funcionalidades mais avançadas, quer para quem procura emprego, quer para quem o disponibiliza.

Quem clicar neste momento em http://emprego.sapo.pt encontra um SAPO Emprego com um novo layout, mais clean, user-friendly e intuitivo na navegação. Também ao nível da pesquisa foram introduzidas alterações, visto que agora qualquer informação sobre emprego pode ser procurada através de texto livre. Os candidatos a um novo emprego passam ainda a poder criar e gerir múltiplos CVs, com vista a viabilizar uma resposta rápida e objectiva, à medida das ofertas de emprego existentes. As ofertas e os candidatos, nas áreas “Geral” e “Executivo”, passam nesta nova versão do SAPO Emprego a estar segmentados de acordo com o respectivo perfil. 

Para as empresas, a principal inovação está relacionada com um novo produto, o CPE (Custo Por Entrevista), que permite a inserção de anúncios de forma gratuita, bem como a recepção e análise dos CVs dos candidatos que respondem à oferta de emprego. A empresa apenas terá de investir no caso de pretender aceder ao nome e aos contactos pessoais dos candidatos que desejar entrevistar.

Desde o seu lançamento, em 2000, o SAPO Emprego constitui uma plataforma online extremamente atractiva para quem quer estar por dentro das últimas novidades sobre as áreas de emprego e formação, deseja disponibilizar o seu CV online ou pretende receber orientação profissional para uma melhor gestão da sua carreira.

Ao longo de nove anos de existência, registaram-se no SAPO Emprego mais de 15 mil empresas e, mensalmente, foram publicadas cerca de 500 ofertas de emprego. Actualmente, o SAPO Emprego regista em cada mês mais de 2 milhões de páginas vistas e mais de 350 mil visitantes únicos.

Depois de em Abril deste ano ter reforçado a sua oferta na área do emprego com o lançamento do canal “Procuro Emprego” – um serviço único e pioneiro de aproximação entre a oferta e a procura de trabalho, disponível em http://procuroemprego.sapo.pt, o SAPO consolida agora a sua liderança em Portugal ao reposicionar o SAPO Emprego, através do qual proporciona um encontro mais célere e eficaz entre empregadores e candidatos a emprego na Internet.     

 

Sobre o SAPO

O portal SAPO é líder de audiências em Portugal, com 900 mil utilizadores diários e 500 milhões de pageviews mensais, estando também presente em Cabo Verde, Angola e Moçambique. Agrega horizontalmente uma vasta gama de conteúdos em diversos canais e um conjunto de serviços como: Pesquisa, Vídeos, Blogs, Fotos, Messenger, E-mail, Classificados e Notícias, numa lógica multiplataforma (Internet, telemóvel e televisão).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:10

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 30 de Março de 2009

Henrique Fidalgo, natural da freguesia de Vilarinho do Bairro (Anadia) é o vice-presidente da AIESEC em Angola

AIESEC chega a Angola pelas mãos de um bairradino

A maior associação de estudantes do mundo já começa a dar os primeiros passos em Angola.

Depois de amplamente noticiado o projecto de fundação da AIESEC em Angola pelas mãos de um bairradino, Henrique Fidalgo, eis que agora surge a sua concretização no terreno.

No passado mês de Fevereiro viajaram para Luanda três jovens, que levavam na mala muitos sonhos e uma enorme vontade de ajudar Angola, e mais propriamente os seus futuros recursos humanos.

Henrique Fidalgo, natural da freguesia de Vilarinho do Bairro, Anadia (estudante de Gestão na Faculdade de Economia do Porto); Pedro Bártolo, natural de Paços de Ferreira (licenciado em Economia pela Faculdade de Economia do Porto) e Renato Moreira, natural da Quarteira (licenciado em Economia pela Universidade do Algarve) são os três jovens que colocaram em prática o projecto de expansão da AIESEC para Angola.

Depois de quase dois anos a construir as bases e os apoios em Portugal, passou-se à próxima fase - a da concretização.

As primeiras reuniões já aconteceram, nomeadamente na Universidade Lusíada de Angola, na Universidade Agostinho Neto e na Universidade Católica. As perspectivas de formação de núcleos locais, nestas instituições, são as melhores. As primeiras reacções dos estudantes angolanos são positivas, havendo uma grande expectativa em redor do potencial e das portas que a AIESEC Angola poderá criar.

A nível empresarial também já foram dados alguns passos, no sentido de mostrar a associação às empresas que laboram em Angola. Também aqui a aceitação tem sido favorável.

 

Duração ilimitada

O projecto de fundação da AIESEC em Angola é um projecto que visa ter uma duração ilimitada. A AIESEC existe há 60 anos no mundo e há cerca de 50 anos em Portugal. Espera-se que exista em Angola por muitos anos, de uma forma sustentável e produtiva.

Pretende-se colaborar na formação dos estudantes universitários, contribuindo para o seu desenvolvimento enquanto pessoas e profissionais, para que possam estar melhor preparados para enfrentarem os desafios do mercado de trabalho, cada vez mais global e competitivo.

Alguns dos objectivos deste projecto passam também pelo aumento da mobilidade dos estudantes angolanos, assim como proporcionar uma experiência profissional e cultural desafiante a estudantes e recém-licenciados portugueses; cooperação Universidade-Empresas, entre outros.

A AIESEC Angola aproveita a ocasião para agradecer às Irmãs de São José de Cluny de Luanda, que acolheram os três líderes da associação, estando a prestar uma ajuda imprescindível ao nível da acomodação e alojamento.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:08

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Março de 2009

Portal Sapo Angola

Sapo com cobertura integral da visita do Papa Bento XVI a Angola

O portal Sapo Angola apresentou ontem, dia 12, o seu site inteiramente dedicado à visita do Papa Bento XVI ao país, que decorrerá entre 20 e 23 de Março. Disponível em http://papa.sapo.ao este site será o local onde os internautas, quer angolanos, quer de todo o mundo lusófono, poderão encontrar informação sobre esta visita única.

Desde ontem poderá ser feito on-line o acompanhamento diário da agenda do Santo Padre, ter acesso à sua biografia, resumo das suas outras viagens apostólicas, assim como aos discursos que irá proferir nos dias que estiver em Angola. Com destaque especial na homepage do Sapo Angola, estará, também, uma área exclusivamente dedicada a mensagens dirigidas pelos utilizadores ao Papa.

Desde o momento da sua chegada até à partida no dia 23 de Março, será feita uma extensa cobertura multimédia das suas actividades, através de notícias, vídeos e fotos disponibilizadas pelos parceiros do Sapo: Angop, Jornal de Angola, RNA, TPA. O projecto vai ainda contar com o apoio especial da Lusa, que disponibilizará também os seus conteúdos multimédia para este site. É um projecto que reflecte já a Web 2.0 e o conceito de jornalismo de cidadania, pois qualquer utilizador pode enviar textos, vídeos e fotos para o e-mail: papavisitaangola@sapo.ao.

O portal Sapo Angola, lançado em Julho de 2008 em www.sapo.ao, assume-se como agregador de conteúdos relacionados com Angola, quer sejam editoriais, de entretenimento, classificados, pesquisa, vídeos ou fotos, e procura promover e incentivar a utilização da Internet e o desenvolvimento da Sociedade da Informação.

O sapo.ao foi ainda um dos primeiros portais do mundo a ter uma versão para telemóvel, disponível em qualquer lugar do mundo e em qualquer operador móvel, em equipamentos com capacidade para acesso à Internet, bastando para isso digitar http://m.sapo.ao no browser do telemóvel.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:11

link do post | comentar | favorito
Domingo, 10 de Agosto de 2008

Bairradino lidera projecto único

Henrique Fidalgo vai ser o vice-presidente da AIESEC em Angola

Numa altura em que se colocam em questão os índices de iniciativa presentes no espírito dos jovens portugueses, o Quiosque das Letras vem dar notícia de um exemplo único, em como ainda existem no país, e na região da Bairrada, pessoas com quem podemos contar para liderar o futuro de Portugal. Um exemplo que deve ficar à atenção das entidades Governamentais de Portugal.

Empenhados em experimentar os conhecimentos e experiências adquiridos ao longo do percurso universitário, três futuros economistas e gestores idealizaram e colocaram em prática o projecto de expansão da AIESEC para Angola.

São eles Henrique Fidalgo, natural de Vilarinho do Bairro, Anadia (estudante de Gestão na Faculdade de Economia do Porto), Pedro Bártolo, natural de Paços de Ferreira (licenciado em Economia pela Faculdade de Economia do Porto) e Renato Moreira, natural da Quarteira (licenciado em Economia pela Universidade do Algarve).

A AIESEC é a maior associação de estudantes do mundo, estando presente em Portugal há cerca de 50 anos. Tem no seu universo 23 mil membros, espalhados por 107 países e territórios. Anualmente realiza cerca de quatro mil estágios, funcionando como uma associação de referência no desenvolvimento pessoal e profissional de jovens licenciados em diversas áreas de formação, actuando como complemento indispensável ao percurso profissional dos estudantes.

O projecto de fundação da associação em Angola surgiu como resposta ao apelo de diversas empresas em Portugal. A qualificação dos recursos humanos em Angola é um grande desafio ao desenvolvimento da actividade económica, e a AIESEC pode colaborar na qualificação e formação de melhores quadros para as empresas e organizações.

 

Os grandes objectivos

Alguns dos objectivos deste projecto passam pelo aumento da mobilidade dos estudantes angolanos; proporcionar uma experiência profissional e cultural desafiante a estudantes e recém-licenciados portugueses; cooperação Universidade-Empresas, entre outros.

O projecto teve início em Julho de 2007, onde foi feito um estudo de mercado em Portugal e Angola.

A apadrinhá-lo contam-se pessoas como Murteira Nabo (CEO Galp), Rui Pedro Batista (Director Geral da Impresa Turismo e Lazer), Mira Amaral (CEO Banco BIC), Eduardo Cruz (CEO da Formedia) e Tiago Soares (Presidente do CNJ).

As empresas e organizações que já declararam o seu interesse são a Unicer (Porto), Real Seguros (Porto), Omatapalo (Angola), Taminvest Angola (Angola), Civigal (Torres Vedras), Cimertex (Matosinhos), CME (Lisboa), Carlos Fernandes (Viana do Castelo), Portugal Telecom Inovação (Aveiro), IPJ, Fundação Portugal África e o Instituto Politécnico do Porto.

 

Empresas da Bairrada sem interesse no projecto

A equipa de expansão teve algumas reuniões com empresas da Bairrada. No entanto, até à data, nenhuma oficializou o interesse no projecto, que é já considerado o maior em termos de Empreendedorismo Jovem em Portugal e Angola.

Os tempos de implementação do projecto prevêem a primeira experiência em Luanda. Terminado o estudo de mercado e angariação de apoios, essenciais à prossecução dos objectivos, até final do mês os três jovens estarão em Luanda a dar início à fundação da AIESEC Angola.

Todas as pessoas, empresas ou instituições que queiram adquirir mais informação sobre este projecto, poderão solicitá-la através do e-mail: henrique.fidalgo@aiesec.net.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:45

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Chegaram os Prémios Sapo ...

Lançamento do novo SAPO E...

Henrique Fidalgo, natural...

Portal Sapo Angola

Bairradino lidera project...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub