Segunda-feira, 30 de Março de 2009

Henrique Fidalgo, natural da freguesia de Vilarinho do Bairro (Anadia) é o vice-presidente da AIESEC em Angola

AIESEC chega a Angola pelas mãos de um bairradino

A maior associação de estudantes do mundo já começa a dar os primeiros passos em Angola.

Depois de amplamente noticiado o projecto de fundação da AIESEC em Angola pelas mãos de um bairradino, Henrique Fidalgo, eis que agora surge a sua concretização no terreno.

No passado mês de Fevereiro viajaram para Luanda três jovens, que levavam na mala muitos sonhos e uma enorme vontade de ajudar Angola, e mais propriamente os seus futuros recursos humanos.

Henrique Fidalgo, natural da freguesia de Vilarinho do Bairro, Anadia (estudante de Gestão na Faculdade de Economia do Porto); Pedro Bártolo, natural de Paços de Ferreira (licenciado em Economia pela Faculdade de Economia do Porto) e Renato Moreira, natural da Quarteira (licenciado em Economia pela Universidade do Algarve) são os três jovens que colocaram em prática o projecto de expansão da AIESEC para Angola.

Depois de quase dois anos a construir as bases e os apoios em Portugal, passou-se à próxima fase - a da concretização.

As primeiras reuniões já aconteceram, nomeadamente na Universidade Lusíada de Angola, na Universidade Agostinho Neto e na Universidade Católica. As perspectivas de formação de núcleos locais, nestas instituições, são as melhores. As primeiras reacções dos estudantes angolanos são positivas, havendo uma grande expectativa em redor do potencial e das portas que a AIESEC Angola poderá criar.

A nível empresarial também já foram dados alguns passos, no sentido de mostrar a associação às empresas que laboram em Angola. Também aqui a aceitação tem sido favorável.

 

Duração ilimitada

O projecto de fundação da AIESEC em Angola é um projecto que visa ter uma duração ilimitada. A AIESEC existe há 60 anos no mundo e há cerca de 50 anos em Portugal. Espera-se que exista em Angola por muitos anos, de uma forma sustentável e produtiva.

Pretende-se colaborar na formação dos estudantes universitários, contribuindo para o seu desenvolvimento enquanto pessoas e profissionais, para que possam estar melhor preparados para enfrentarem os desafios do mercado de trabalho, cada vez mais global e competitivo.

Alguns dos objectivos deste projecto passam também pelo aumento da mobilidade dos estudantes angolanos, assim como proporcionar uma experiência profissional e cultural desafiante a estudantes e recém-licenciados portugueses; cooperação Universidade-Empresas, entre outros.

A AIESEC Angola aproveita a ocasião para agradecer às Irmãs de São José de Cluny de Luanda, que acolheram os três líderes da associação, estando a prestar uma ajuda imprescindível ao nível da acomodação e alojamento.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:08

link do post | comentar | favorito
Domingo, 10 de Agosto de 2008

Bairradino lidera projecto único

Henrique Fidalgo vai ser o vice-presidente da AIESEC em Angola

Numa altura em que se colocam em questão os índices de iniciativa presentes no espírito dos jovens portugueses, o Quiosque das Letras vem dar notícia de um exemplo único, em como ainda existem no país, e na região da Bairrada, pessoas com quem podemos contar para liderar o futuro de Portugal. Um exemplo que deve ficar à atenção das entidades Governamentais de Portugal.

Empenhados em experimentar os conhecimentos e experiências adquiridos ao longo do percurso universitário, três futuros economistas e gestores idealizaram e colocaram em prática o projecto de expansão da AIESEC para Angola.

São eles Henrique Fidalgo, natural de Vilarinho do Bairro, Anadia (estudante de Gestão na Faculdade de Economia do Porto), Pedro Bártolo, natural de Paços de Ferreira (licenciado em Economia pela Faculdade de Economia do Porto) e Renato Moreira, natural da Quarteira (licenciado em Economia pela Universidade do Algarve).

A AIESEC é a maior associação de estudantes do mundo, estando presente em Portugal há cerca de 50 anos. Tem no seu universo 23 mil membros, espalhados por 107 países e territórios. Anualmente realiza cerca de quatro mil estágios, funcionando como uma associação de referência no desenvolvimento pessoal e profissional de jovens licenciados em diversas áreas de formação, actuando como complemento indispensável ao percurso profissional dos estudantes.

O projecto de fundação da associação em Angola surgiu como resposta ao apelo de diversas empresas em Portugal. A qualificação dos recursos humanos em Angola é um grande desafio ao desenvolvimento da actividade económica, e a AIESEC pode colaborar na qualificação e formação de melhores quadros para as empresas e organizações.

 

Os grandes objectivos

Alguns dos objectivos deste projecto passam pelo aumento da mobilidade dos estudantes angolanos; proporcionar uma experiência profissional e cultural desafiante a estudantes e recém-licenciados portugueses; cooperação Universidade-Empresas, entre outros.

O projecto teve início em Julho de 2007, onde foi feito um estudo de mercado em Portugal e Angola.

A apadrinhá-lo contam-se pessoas como Murteira Nabo (CEO Galp), Rui Pedro Batista (Director Geral da Impresa Turismo e Lazer), Mira Amaral (CEO Banco BIC), Eduardo Cruz (CEO da Formedia) e Tiago Soares (Presidente do CNJ).

As empresas e organizações que já declararam o seu interesse são a Unicer (Porto), Real Seguros (Porto), Omatapalo (Angola), Taminvest Angola (Angola), Civigal (Torres Vedras), Cimertex (Matosinhos), CME (Lisboa), Carlos Fernandes (Viana do Castelo), Portugal Telecom Inovação (Aveiro), IPJ, Fundação Portugal África e o Instituto Politécnico do Porto.

 

Empresas da Bairrada sem interesse no projecto

A equipa de expansão teve algumas reuniões com empresas da Bairrada. No entanto, até à data, nenhuma oficializou o interesse no projecto, que é já considerado o maior em termos de Empreendedorismo Jovem em Portugal e Angola.

Os tempos de implementação do projecto prevêem a primeira experiência em Luanda. Terminado o estudo de mercado e angariação de apoios, essenciais à prossecução dos objectivos, até final do mês os três jovens estarão em Luanda a dar início à fundação da AIESEC Angola.

Todas as pessoas, empresas ou instituições que queiram adquirir mais informação sobre este projecto, poderão solicitá-la através do e-mail: henrique.fidalgo@aiesec.net.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:45

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Henrique Fidalgo, natural...

Bairradino lidera project...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub