Sábado, 6 de Junho de 2009

Dia Mundial do Ambiente

Bandeira Verde hasteada no Jardim Municipal da Mealhada

O presidente da Câmara, Carlos Cabral, e o vereador do Ambiente, António Jorge Franco, hastearam hoje a Bandeira Verde do projecto ECOXXI no Jardim Municipal da Mealhada, por ocasião das comemorações do Dia Mundial do Ambiente, que se assinalou a 5 de Junho (ontem). A Bandeira Verde foi entregue à autarquia mealhadense por ter atingido entre 50 a 60% dos objectivos pretendidos, em termos de educação ambiental e contribuição para o desenvolvimento sustentável, para 2008/2009.

O concelho da Mealhada foi um dos 41 municípios que este ano se candidataram ao projecto ECOXXI, promovido internacionalmente pela Fundação para a Educação Ambiental e representado nacionalmente pela Associação Bandeira Azul da Europa. O município mealhadense conseguiu mesmo, em Abril último, arrecadar a Bandeira Verde, tendo sido o único concelho do distrito de Aveiro a receber o galardão máximo deste projecto, que tem como objectivo primordial promover as boas práticas e as políticas de sustentabilidade em todos os municípios, apostando na execução de políticas de educação ambiental.

Um prémio conquistado pelo facto de ter alcançado entre 50 a 60% dos objectivos propostos para 2008/2009. “A Câmara Municipal da Mealhada tem vindo a empenhar-se afincadamente na educação ambiental dos seus munícipes, actuando juntos das escolas, mas também junto da população em geral, apostando fortemente na execução de políticas de desenvolvimento sustentável”, salientou, na entrega do galardão, em Abril passado, Carlos Cabral, não escondendo o seu contentamento. “Estou muito satisfeito”, concluiu.

Uma satisfação que ficou também explícita, hoje, quando o próprio presidente da Câmara e o vereador do Ambiente, António Jorge Franco, hastearem a Bandeira Verde do projecto ECOXXI no Jardim Municipal da Mealhada, onde inaugurou, também hoje, a XI Feira de Artesanato e Gastronomia do Município da Mealhada. O hastear da Bandeira Verde decorreu por ocasião das comemorações do Dia Mundial do Ambiente, que se assinalou a 5 de Junho.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:08

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

XI Feira de Artesanato e Gastronomia começa amanhã na Mealhada

A 11ª edição do certame promete muito artesanato, comes e bebes e animação

A abertura oficial da XI Feira de Artesanato e Gastronomia do Município da Mealhada vai decorrer amanhã, dia 6 de Junho, pelas 16 horas. Tem, assim, início mais uma edição do certame que conta com mais de 40 artesãos e a realização de trabalhos ao vivo, a melhor gastronomia regional, as “4 Maravilhas da Mesa da Mealhada” e muita, muita animação. Uma feira a visitar, seja pela arte e pelo engenho, seja pelos comes e bebes.

O espaço é apetecível e a feira tem muito para ver. Cestaria e a cerâmica, estanhos e tanoaria, bordados e renda, roupa, calçado ou bijutaria e peças de arte, muito artesanato, algum feito ali no local, pode ser visto no certame. No ar, está o cheiro da chanfana, dos negalhos e do bacalhau, do arroz doce, do leite-creme e do pão-de-ló, e claro está, das “4 Maravilhas da Mesa da Mealhada”, água, pão, vinho e leitão, que dão o aroma à festa e não deixam indiferente nenhum visitante da Feira de Artesanato e Gastronomia do concelho.

O certame conta ainda com muita animação no recinto, com espectáculos de rua, grupos folclóricos, fanfarras, filarmónicas, tunas académicas, grupos de jazz, karaoke e muita dança e com o sempre apetecido espaço das “tasquinhas” que, como é habitual, vai ser explorado por associações do concelho que vão representar cada uma das oito freguesias. Uma das grandes ambições das freguesias é mesmo vencer o tradicional concurso das tasquinhas, uma competição que determina qual a melhor do ano através de um questionário entregue a todos os artesãos participantes na feira e aos responsáveis por cada tasquinha, sendo que esses não podem, obviamente, votar na sua.

 

Programa                                                                          

Sábado, 6 de Junho

Animação de rua com artes circenses em todo o espaço da feira

16 horas – Abertura oficial da XI Feira de Artesanato e Gastronomia; 

17 horas – Grupo de Pauliteiros de Palaçoulo;

18 horas – Grupo de Cantares Tradicionais de São Miguel de Acha;

21 horas – Rancho Folclórico “As Tricanas” da Vila de Luso;

21.30 horas – Grupo de Pauliteiros de Palaçoulo;

22.30 horas – Escola de Samba “Juventude de Paquetá”.

Domingo, 7 de Junho

Animação de rua com artes circenses em todo o espaço da feira

16 horas – Os Pequenos Artistas da Expressão Musical;

17 horas – Escola de Samba “Sócios da Mangueira”;

18 horas – Grupo de Cantares de Condeixa;

19 horas – Míscaros;

21 horas – Desconcertuna;

21.30 horas – Pé na Terra.

Segunda-feira, 8 de Junho

Animação de rua com artes circenses em todo o espaço da feira

21 horas – Forrobodixie;

21.30 horas – Sabura CV.

Terça-feira, 9 de Junho

Animação de rua com artes circenses em todo o espaço da feira

21 horas – Strella do Dia;

22 horas – Drama & Dance.

Quarta-feira, 10 de Junho

9.30 horas - Prova de Atletismo “3 Milhas de Mealhada”;

Animação de rua com artes circenses em todo o espaço da feira

16 horas – Os Pequenos Artistas da Expressão Musical;

17.30 horas – Rancho Folclórico e Etnográfico São João de Casal Comba;

18 horas – Tuna “As Mondeguinas”;

21 horas – Dixie Gringos – Jazz Band;

21.30 horas – Espectáculo surpresa de animação de rua;

22 horas – Tócandar.

Quinta-feira, 11 de Junho

Animação de rua com artes circenses em todo o espaço da feira

16 horas – Tok’Avacalhar;

17 horas – Batuk’Art;

18 horas – Tok’Avacalhar;

18.30 horas – Modas e Adufes – Grupo Etnográfico de Proença-a-Velha;

21 horas – Rancho Folclórico e Grupo Etnográfico da Pampilhosa;

21.30 horas – Espectáculo de fogo;

22 horas – Farra Fanfarra.

Sexta-feira, 12 de Junho

Animação de rua com artes circenses em todo o espaço da feira

21 horas – Filarmónica Lyra Barcoucense;

22 horas – Picä Tumilho.

Sábado, 13 de Junho

Animação de rua com artes circenses em todo o espaço da feira

16 horas – Amigos da Rambóia;

18 horas – Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz;

19 horas – Amigos da Rambóia;

21 horas – Grupo Folclórico e Etnográfico da Vimieira;

22 horas – Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz;

22.30 horas – Grupo de fados “Raízes de Coimbra”.

Domingo, 14 de Junho

Animação de rua com artes circenses em todo o espaço da feira

16.30 horas – Dance Fusion;

17 horas – Juventude Unida da Antes;

18 horas – Rancho Infantil e Juvenil de Ventosa do Bairro;

18.30 horas – Filarmónica Pampilhosense;

21 horas – Grupo Regional da Pampilhosa do Botão;

21.30 horas – RuBru Karaoke;

21.45 horas – Atribuição de Prémios do “1º Torneio de Ténis Feira de Artesanato e Gastronomia”;

22 horas – Atribuição de Prémios do “Concurso das Tasquinhas”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:10

link do post | comentar | favorito
Domingo, 31 de Maio de 2009

AgitÁgueda 2009

1ª Feira de Artesanato Urbano leva criatividade ao Largo 1º de Maio

A Câmara Municipal de Águeda vai promover a 1ª Feira de Artesanato Urbano, no Largo 1º de Maio, fazendo parte do cartaz cultural do evento Agitágueda.

A 1ª Feira de Artesanato Urbano vai ter lugar aos fins-de-semana, nos dias 4 e 5, 11 e 12, 18 e 19 e 25 e 26 de Julho, ao longo das margens do rio Águeda.

O objectivo desta feira é promover a originalidade, criatividade e dinamismo dos criadores portugueses. Durante o evento serão propostos vários workshops gratuitos relacionados com a temática, abertos a todos os que queiram participar.

Todos os artesãos interessados têm três formas de fazer chegar a sua inscrição: 1) Fazer a inscrição na Galeria Municipal; 2) Recortar a ficha de inscrição dos jornais e enviá-la devidamente preenchida para: Câmara Municipal de Águeda - A/C 1ª Feira de Artesanato Urbano, Praça do Município, 3754-500 ÁGUEDA, ou entregá-la na Galeria Municipal; 3) Descarregar a ficha de inscrição no site da Câmara Municipal de Águeda e depois de preenchida enviar para agitagueda@cm-agueda.pt.

As inscrições são gratuitas. A organização está a cargo da Câmara Municipal de Águeda.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:59

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Abril de 2009

“Feira das Barraquinhas”

Paróquia de Avelãs de Cima, Anadia, recebe VI edição no domingo

É já no próximo fim-de-semana, no dia 3 de Maio, domingo, que a “Feira das Barraquinhas” da Paróquia de Avelãs de Cima, Anadia, se vai realizar, no Adro junto à Igreja Matriz. Esta será, assim, a VI edição do certame.

A colaboração é geral. Todos os produtos que vão ser vendidos nas barraquinhas são ofertas da população. O pão caseiro, a broa, a doçaria, artesanato, animais vivos, Bric-à-Brac, plantas, charcutaria, produtos tradicionais, vinhos e muito mais.

Claro que não faltará a Tasca, que a partir das 12 horas começará a servir refeições, que vão passar desde o Leitão da Bairrada ao churrasco, rojões, feijoada, serrabulho e muitos outros pratos à moda antiga e a preços em conta. Vai ainda funcionar um bar e frango de churrasco para venda.

No recinto haverá animação com o Grupo Folclórico “O Arrais”.

Conforme confidenciou o Padre Victor, que pela segunda vez está na organização deste evento, é sua convicção de que “tudo está a correr de maneira positiva. Conto com o empenho de toda a população, porque a receita que se obtiver vai ser para restaurar o Altar-mor, que se encontra em avançado estado de degradação”.

Para isso terá de ser contratada uma equipa especializada, o que vai envolver uma verba avultada.

Depois do êxito da anterior “Feira das Barraquinhas”, onde se serviram cerca de 600 refeições e com a maior parte dos produtos vendidos, fica aqui um pedido para que todos compareçam e venham almoçar a este certame, na freguesia de Avelãs de Cima, e levar algo que é caseiro e que é desta terra.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:31

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

Mercado de Objectos Usados, Víveres e Artesanato

MOUVA na Praça da Palhaça no dia 26 de Abril

A ideia chama-se MOUVA - Mercado de Objectos Usados, Víveres e Artesanato - e a primeira edição acontece já no próximo dia 26 de Abril, na Palhaça, Oliveira do Bairro. O evento assenta arraiais na Praça de São Pedro, a sala de visitas da simpática vila da Palhaça, concelho de Oliveira do Bairro. O MOUVA tem data marcada nos últimos domingos de cada mês, de Abril a Setembro, entre as 10 horas da manhã e as 15 horas. Será normal que este horário se estenda, em função da vontade de vendedores e visitantes. O MOUVA é o programa indicado para quem gosta de passear, deixar-se ficar, conversar, ideal para qualquer comprador e/ou amante de cultura, convívio e ar livre.

Em construção, este projecto - idealizado por elementos do blog Palhaça Cívica (http://palhacacivica.blogspot.com), mas a materializar pela população da vila e dos arredores disponível para um desafio - tem como móbil a dinamização regular de um jardim público da Palhaça, assente numa proposta de sustentabilidade económica, cultural e ecológica, sem descurar outros valores como a responsabilidade social e cívica, o convívio saudável e a diversidade.

As inscrições para a participação na venda podem ser efectuadas até 21 de Abril e podem chegar por e-mail ou serem entregues na Junta de Freguesia. O MOUVA teve um acolhimento entusiasmado na população em geral. Até ao momento, cerca de 20 vendedores, da Palhaça e localidades próximas, manifestaram já vontade de participar, sendo que estão assegurados expositores com livros, revistas de BD, peças de loiça, roupa, discos, malas, colares, sapatos, calçado, peças de artesanato, produtos agrícolas frescos, pão de fabrico caseiro, entre outros, para troca ou venda.

Além de comércio, o MOUVA oferece ainda um cardápio cultural, variável de edição para edição. Na primeira, a celebrar Abril e a Primavera, a poesia vai andar à solta na boca de um louco, um violino far-se-á ouvir “quando menos esperar”, uma oficina de Origamis em Flor desabrochará no Coreto, contos infantis baloiçarão os ouvidos dos mais novos, junto dos baloiços e mais não é revelável porque o inesperado pode sempre acontecer numa Praça!

O MOUVA é especialmente destinado a vendedores amadores e não comerciantes. Comerciantes profissionais podem participar desde que vendendo produtos listados no regulamento. E para qualquer comprador e/ou amante de cultura, convívio e ar livre.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:42

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 6 de Abril de 2009

No Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, até dia 31 de Maio

“Porkarte” inaugura com 95 leitões cheios de graça

Quase uma centena de porquinhos vão estar em exposição, no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, até ao dia 31 de Maio, numa original mostra que dá pelo nome de “Porkarte”. A inauguração teve lugar no dia 28 de Março, estando inserida no “Salão dos Artistas” - Artesanato e Mostra Gastronómica, que estava a decorrer naquele espaço museológico.

Artur Costa, professor de Educação Visual e mentor da iniciativa, explicou que são 95 os trabalhos que estão espalhados um pouco por todo o Museu do Vinho Bairrada.

“A ideia surgiu há anos, com a ‘Cowparade’. Pretendia-se fazer algo de semelhante, mas com a temática do Leitão da Bairrada. Acabou por demorar algum tempo até concretizar a ideia, porque houve todo um processo de procura do leitão ideal”, explicou Artur Costa.

As bases foram todas feitas em fábrica. Foi encontrado um modelo que se adequou ao que era pretendido e a partir daí “foi dada a liberdade total aos alunos”, afirmou o professor de Educação Visual.

Artur Costa referiu que os leitões foram trabalhados pelos alunos da Escola Secundária de Anadia (ESA), do 8º e 9º anos, durante este período escolar, que agora terminou, ou seja, entre os meses de Janeiro e Fevereiro.

“Foi um trabalho muito criativo, com um excelente balanço. A oportunidade que foi dada para expor no Museu do Vinho foi ‘ouro sobre o azul’, sem dúvidas”, sublinhou o professor, que acredita que pelo facto de tratar-se de uma mostra inédita, uma “Leitãoparede”, terá merecido o apoio de Pedro Dias, director daquele espaço museológico.

“Houve uma adesão total da parte dos alunos, que desenvolveram os trabalhos apenas nas aulas e sem ajuda exterior”, garantiu.

 

Alunos muito satisfeitos

Com idades compreendidas entre os 12 e os 14 anos, os autores das “obras de arte” tinham no rosto estampada uma grande satisfação.

João Maia, com 14 anos, de Anadia, frequenta o 9º ano. Com um sorriso diz que o seu leitão tem o nome de “O Chocolate”. Explica que a ideia foi em parceria com o professor: “Tentei fazer a tablete de chocolate e também usei os papéis de prata do chocolate”.

Admitiu que a experiência além de ser gratificante para si próprio também o foi “para a escola, para o município e para a região”.

Ana Cláudia Santos, 13 anos, também de Anadia, fez um porquinho a que deu o nome de “Abelha”. Aluna do 8º ano de escolaridade, confessa que o mais difícil de concretizar foram as asas, mas que a iniciativa foi “muito interessante, principalmente porque em termos de criatividade foi livre. Não tínhamos de nos guiar sempre pelo professor”.

Quem também estava bastante orgulhoso e satisfeito era o presidente do Conselho Executivo da ESA, Luís Santos, que felicitou a iniciativa, “inédita e com visibilidade. Mas os professores Artur Costa e Fátima Lourenço já nos habituaram a isso mesmo”. Luís Santos admitiu que ao realizar-se a exposição no museu, “o projecto ganhou outra dimensão. Estamos habituados a fazer para dentro, apenas na e para a escola”.

O presidente do Conselho Executivo da ESA lembrou que tudo foi possível “graças ao apoio dos pais, porque a escola não tem capacidade orçamental. Se assim não fosse, o projecto seria apenas interno e a escola precisa destas iniciativas”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:37

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 5 de Abril de 2009

“Salão dos Artistas” – Artesanato e Mostra Gastronómica

Museu do Vinho Bairrada em festa durante três dias

Durante três dias, o Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, recebeu a primeira edição do “Salão dos Artistas” - Artesanato e Mostra Gastronómica, que reuniu 26 artesãos de renome a nível nacional. A cerimónia de inauguração, dia 27 de Março, contou com a presença de Pedro Machado, presidente da entidade regional Turismo Centro de Portugal (TCP), que enalteceu a iniciativa, lembrando que a “Bairrada é uma marca para preservar e potenciar. Não a queremos apagar”.

Com a organização da Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada (CGLB), o “Salão dos Artistas” foi para Pedro Dias, director do museu, “uma experiência nova, visto que desta vez temos cá um formato diferente, com artesanato topo a nível nacional, albergando maior diversidade de públicos”.

 

Só Anadia responde ao desafio

António Duque, presidente da Direcção da CGLB, após agradecer a presença dos artesãos e a cedência do espaço à Câmara Municipal de Anadia, disse, com alguma indignação, que a iniciativa foi apresentada a todas as autarquias que constituem a Bairrada, “mas a CGLB é uma associação tão rasca que não mereceu sequer respostas. Anadia foi a única Câmara a responder”.

António Duque referiu que a CGLB procurou trazer à Bairrada os melhores, ao nível nacional, sendo todos “merecedores da visita de toda a Bairrada”. Lembrou ainda que até à data nenhum artesão tinha tido como tema o leitão, sendo todas obras inéditas, “peças de artesanato de rara beleza feitas exclusivamente para o salão. Paralelamente fizemos uma mostra gastronómica, para mostrar como podemos degustar as nossas iguarias”.

Já Pedro Machado explicou que a sua presença significava estar como responsável da TCP, porque a “Curia não faz parte de um espaço confinado. Esta região de turismo começa em Ovar e termina em Idanha-a-Nova. Este organismo integra a anterior Junta de Turismo da Curia e hoje conta com 60 municípios ”.

O presidente da TCP frisou que esses 60 municípios podem “partilhar algumas das riquezas endógenas, que anteriormente não tinham”.

 

Marca Bairrada continua

Pedro Machado diz que é intenção da TCP preservar e potenciar a marca Bairrada, que “queremos consolidar, por tratar-se de uma marca no mercado. A marca Bairrada tem o que a torna mais conhecida - o leitão e o espumante -, a rentabilização da Rota e ir mais longe ainda. Tem de pensar-se na promoção do leitão, independentemente da cultura. Dar o valor que ele tem e potenciá-lo, assumindo um verdadeiro cartaz turístico e gastronómico”. Pedro Machado alertou ainda para o “papel insubstituível” das confrarias.

Jorge São José, vereador da Câmara de Anadia, disse que o evento traria muita gente de fora ao concelho e apelou à união dos municípios.

 

publicado por quiosquedasletras às 07:12

link do post | comentar | favorito
Sábado, 28 de Março de 2009

Organização da Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada

“II Encontro Internacional de Confrarias Gastronómicas e Báquicas na Bairrada” é hoje

Realiza-se hoje o “II Encontro Internacional de Confrarias Gastronómicas e Báquicas na Bairrada”. A organização está mais uma vez a cargo da Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada (CGLB), que simultaneamente está a realizar neste fim-de-semana o “Salão dos Artistas”, no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia.

De acordo com António Duque, presidente da Direcção da CGLB, as inscrições este ano foram limitadas a 160 pessoas, o correspondente à participação de cerca de 40 confrarias de todo o país. No panorama internacional estão já confirmadas “confrarias belgas, francesas e espanholas”, assegurou o dirigente.

António Duque garantiu que no almoço de confraternização não vão faltar todos os pratos quentes da Bairrada. “Esperamos ter um serviço para receber as pessoas com dignidade. Restringimos o número de lugares para dar todo o conforto aos participantes”, explicou.

 

Programa do II Encontro

O dia vai começar bem cedo para todos os confrades que vão participar no “II Encontro Internacional de Confrarias Gastronómicas e Báquicas na Bairrada”.

Logo pelas 9.30 horas será feita a recepção das confrarias convidadas, nas Caves do Freixo, em Sangalhos. Das 10 às 10.30 horas é feito o transporte em autocarro de todas as confrarias para o centro de Anadia.

Litério Marques, presidente da Câmara Municipal de Anadia, vai proceder à recepção de boas-vindas, pelas 11 horas, no salão nobre do edifício dos Paços do Município.

Meia hora mais tarde, se o tempo permitir, vai realizar-se o desfile de todas as confrarias, desde a Câmara Municipal de Anadia até ao Museu do Vinho Bairrada.

E cerca das 12 horas, a comitiva deverá estar já no museu, onde vai ser servida a todas as confrarias a “Côdea”. Vai haver lugar para visitar o “Salão dos Artistas” - Artesanato e Mostra Gastronómica, onde os confrades poderão apreciar peças de artesanato e a sua laboração ao vivo pelos respectivos artesãos presentes.

Pelas 12.50 horas sairá o último autocarro com destino ao local do almoço (Caves do Freixo), que inicia às 13 horas. O almoço de “Sua Majestade e respectivos súbditos” (leitão e derivados) vai ser animado por “Tempos e Eventos”.

Às 16 horas actua o Grupo de Cantares “Cantigas da Fonte” e pelas 17 horas acontece o encerramento, com entrega de lembranças a todas as confrarias presentes.

A parte lúdica foi suspensa devido à morte de Antídio Costa, fundador da CGLB e seu presidente da Assembleia Geral.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:21

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Março de 2009

“Salão dos Artistas” – Artesanato e Mostra Gastronómica

De hoje até domingo, artesãos de renome enchem Museu do Vinho Bairrada

O “Salão dos Artistas” - Artesanato e Mostra Gastronómica vai trazer vida ao Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, durante os dias 27, 28 e 29 de Março. A mostra vai trazer 26 artesãos a Anadia, todos referências a nível nacional, que além de virem exibir as peças propositadamente feitas para a ocasião vão laborar ao vivo, demonstrando a todos os visitantes as suas técnicas.

A iniciativa, inédita na região, é mais uma organização da Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada (CGLB), que nunca esquece que a vertente cultural e artística subjaz aos valores gastronómicos tradicionais.

António Duque, presidente da Direcção da CGLB, revela que entre Aveiro e Coimbra nunca foi feito nada de semelhante: “Além de ser difícil reunir os nomes que vão estar em Anadia, porque costuma ser complicado chegar ao consenso, ainda não houve uma realização com esta qualidade na região”.

Trata-se de um desafio único no país, por apresentar um tema inédito - “Bairrada, um brinde ao Rei!” -, estando a ele inerente o Leitão da Bairrada e também o espumante.

“Ter o vinho como tema de uma mostra deste tipo já não é novidade. Do leitão não podemos dizer o mesmo. Lançámos o desafio aos 26 artesãos, que serão colocados à prova”, disse António Duque, lembrando que o local para a realização do “Salão dos Artistas” é também diferente, visto que “fazer uma feira de artesanato num museu é único! As peças vão estar em contacto com obras de arte patentes em exposições que estão a decorrer no espaço. O que costuma acontecer é usar pavilhões e stands, todos com medidas iguais e muitas vezes ao ar livre”.

Vão ser ocupados os dois pisos do Museu do Vinho Bairrada, com artesãos aqui e ali. António Duque está com expectativas elevadas e esperançado que tudo corra da melhor maneira. De referir que a entrada é gratuita.

 

A Mostra Gastronómica

“Além do alimento cultural, o visitante poderá degustar pratos tradicionais da região com o aroma e sabor característicos de tempos imemoriais, cujo resultado se deve ao apuro de séculos de aperfeiçoamento e à soma de tantos saberes só de experiência feitos”, disse António Duque, referindo-se à Mostra Gastronómica.

Leitão, Sandes de Leitão, Iscas de Fígado, Cabidela de Leitão, Rojões, Negalhos, Chanfana da Bairrada, Papas de Abóbora, Rabanadas, Bilharacos, Pastéis de Águeda, Fuzis, Sequilhos e Cavacas, Amores da Curia, Barriga de Freira e tantas outras iguarias vão estar no Museu do Vinho Bairrada, a preços acessíveis, conforme garantiu António Duque.

“Todos respeitam o que a tradição tem de melhor: o respeito pelos valores e sabores próprios de cada um. Porque só assim poderão ser degustados e apreciados no seu máximo esplendor”, afirmou António Duque, que lembrou que a acompanhar estarão os vinhos e espumantes Bairrada das Caves do Freixo, da Quinta das Bágeiras e de Sidónio Sousa. A CGLB vai também convidar os visitantes do salão a tomarem um “Café com Arte”, gratuitamente.

 

O programa

A inauguração do “Salão dos Artistas” está marcada para as 18 horas de hoje, dia 27. Das 19 às 21 horas decorre a Mostra Gastronómica. Às 20 horas actua o Grupo de Cantares “Sons de Avelãs”, encerrando o salão pelas 24 horas.

Dia 28, amanhã, a abertura é às 10 horas, com a Mostra Gastronómica a decorrer das 13 às 15 horas e das 19 às 21 horas. Pelas 17 horas, inauguração da exposição “Porkarte”.

No dia 29, domingo, a abertura do salão é de novo às 10 horas. E a Mostra Gastronómica decorre das 13 às 15 horas e das 19 às 20 horas, hora a que será feito o encerramento da iniciativa.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:42

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Março de 2009

Inauguração no sábado durante o “Salão dos Artistas” - Artesanato e Mostra Gastronómica

Exposição “Porkarte” no Museu do Vinho Bairrada em Anadia

O Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, terá patente ao público, de 27 de Março a 31 de Maio, uma exposição intitulada “Porkarte”, que inaugura dia 28 de Março, sábado, às 17 horas. Esta mostra está inserida no “Salão dos Artistas” - Artesanato e Mostra Gastronómica, que vai decorrer naquele espaço museológico durante três dias (27, 28 e 29 de Março).

Procurando constantemente inovar para motivar, lembraram-se os professores de Educação Visual de realizar uma actividade inédita que estimulasse a criatividade artística dos alunos da Escola Secundária com a escola EB 2/3 de Anadia.

Assim surgiu, inspirada na itinerante e mundialmente famosa “Cowparade”, a ideia de realizar uma actividade tecnicamente semelhante mas adequada a um ícone regional, o Leitão da Bairrada.

Com estas actividades pretende-se que os alunos desenvolvam a criatividade e reconheçam a importância da qualidade da expressão plástica e rigor na execução de ideias. A comunicação é estabelecida também através da exploração plástica da tridimensionalidade que o aluno experimenta, tomando conhecimento da existência de outro tipo de suportes para além do papel.

Realizar esta exposição era o objectivo final da actividade, e foi com bastante satisfação que professores e alunos viram o Museu do Vinho Bairrada acolher com entusiasmo a ideia.

Ficam assim reforçados os laços com a comunidade envolvente, levando a escola para fora dos seus “muros”. Com esta mostra, os alunos desenvolvem capacidades de intervenção e partilham os conhecimentos adquiridos na disciplina com a restante comunidade escolar e não só.

Ao visitarem a exposição no Museu do Vinho Bairrada, os alunos tomarão contacto real com artistas e com obras de arte contemporânea. Além de desenvolverem o gosto pela participação em manifestações artísticas e culturais, promoverão também o gosto pela escola.

 

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:45

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

XII Feira de Artesanato e...

Cerimónia Capitular da As...

Acordo de geminação com M...

Festa do Leitão à Bairrad...

“Verão Total” realiza-se ...

Feira Internacional do Sa...

FARAV entrega maior prémi...

Aprovada comparticipação ...

Festa do Leitão à Bairrad...

FIACOBA regressa a Olivei...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds