Sexta-feira, 3 de Outubro de 2008

Dinheiro reverte para obras na Capela de São Sebastião

Noite de fados na adega de José Cid, em Mogofores

A adega da Quinta do Cruzeiro, em Mogofores, Anadia, acolheu no dia 26 de Setembro, pela terceira vez, uma noite de fados, que teve como objectivo angariar fundos para o restauro da Capela de São Sebastião. E feitas as contas, foram mais de 2.500 euros que a Comissão conseguiu juntar, num convívio que durou até às 5 horas da manhã.

Foram 158 as pessoas que jantaram na adega da Quinta do Cruzeiro, quinta habitada pelo cantor José Cid, que também não faltou, cantando e encantando todos os que tiveram a oportunidade de o ouvir.

O jantar foi servido no meio dos pipos, num ambiente à média luz, onde não faltou o bacalhau no forno, bem regado com azeite e vinho tinto. O ambiente era de festa, estando tudo prestes a fazer silêncio, porque se ia cantar o fado.

 

Presença de 11 fadistas

Foram 11 os fadistas que emprestaram a voz numa noite que se revelou fria, mas que não deixou ninguém arredar pé até que terminasse. Os fados de Lisboa foram cantados por José Cid e Zé Perdigão, Silvina de Sá, Casimira Alves, Micaela Vaz e Pedro Oliveira.

Os fados de Coimbra foram ouvidos pela voz de Felisberto Queiroz, António Dinis, José Neves, José Miranda e Amaro Jorge.

A acompanhar o fado de Lisboa, na viola estiveram Manuel João Ferreira, Carlos Lima e Mário Estorninho. Na guitarra esteve Bruno Mira.

No fado de Coimbra, esteve à viola Carlos Larguesa e na guitarra Bruno Mira e Carlos Jesus.

A noite começou cerca das 21 horas e prolongou-se até às 5 horas. Até ser servida a sobremesa, pudim de ovos caseiro, os artistas subiram ao palco, improvisado com paletes e caixotes, para cantar fado de Lisboa, entre as 23 e as 2 horas da manhã. Só depois veio o saudoso fado de Coimbra, com os cantores envoltos nas capas negras. 

 

Capela de São Sebastião

A Capela de São Sebastião, em Mogofores, junto ao cemitério, está encerrada há dois anos, “quando iniciaram as obras de restauro”, explicou Carlos Marques, elemento da Comissão de Restauro da Capela de São Sebastião, constituída em Dezembro de 2002, já com o objectivo do restauro.

“As obras estão em fase de conclusão. Estamos a prever ter a obra pronta em Janeiro, para a devolver à população”, adiantou Carlos Marques.

O elemento da Comissão de Restauro lembrou que ao longo dos seis anos já foram realizadas diversas actividades para angariar fundos para a capela.

Foram organizados passeios de cicloturismo, cantadas as Janeiras, foram comemorados os Santos Populares, entre outras actividades.

De acordo com Carlos Marques, estão previstas mais acções até à conclusão da obra: “Estamos em fase de elaboração de outros projectos ao nível cultural, lúdico e religioso”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 10:47

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Aeróbica reuniu cerca de ...

Câmara Municipal de Aveir...

Seminário Internacional “...

Luís Fernandes, da d’Orfe...

Voluntários ajudam a limp...

Recortes de jornais desde...

Rota da Lampreia e da Vit...

Câmara Municipal de Anadi...

Candidaturas ao Fundo Soc...

Reunião aberta para a ini...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds