Domingo, 30 de Dezembro de 2007

Cerimónia ficou marcada pela ausência de entidades eclesiásticas e da autarquia

Padre Alfredo Simões Rei homenageado pela Junta de Freguesia da Moita

A Junta de Freguesia da Moita, Anadia, homenageou no passado dia 22, o padre Alfredo Simões Rei, pároco da freguesia de 1952 a 1996. A cerimónia consistiu no descerramento de uma lápide no antigo Largo da Feira, que agora tem o nome deste padre que tanto fez pela freguesia.

Foi depositada uma coroa de flores pelo irmão, Filipe Rei, oferecida pelo Centro Social e Paroquial da Moita de Anadia e outra depositada por Guilherme Andrade, presidente da Junta de Freguesia da Moita. Convém referir que apesar de terem sido convidadas, não estiveram presentes entidades eclesiásticas, nem da Câmara Municipal de Anadia.

António Faria, natural do lugar de Carvalhais, Moita, e autor do livro “Memórias da Moita”, onde está focada a vida deste padre, recordou, através das palavras, um pouco mais da vida “de um filho desta terra e que continua aqui em espírito”. António Faria lembrou que o padre Rei foi seu colega de seminário durante nove anos, “foi um companheiro”. E começou dizendo que o dia 22 foi “um dia grande para a Moita. Esta cerimónia não é mais do que um preito de gratidão e de justiça ao padre Rei, que durante 52 anos assumiu as rédeas espirituais da Moita, uma freguesia que estava decadente”.

A velha igreja estava muito danificada e a assistência aos idosos era pouca. “As crianças andavam ao Deus dará. Sem qualquer apoio estatal, o padre Rei tinha fé em fazer o melhor e nunca vacilou”, referia António Faria. Depois de colocar mãos à obra, o padre Rei conseguiu “casas condignas para os mais pobres, procedeu à restauração da Igreja Matriz e começou as obras sociais: lar da 3ª idade, infantário e creche, onde os meninos desta terra se prepararam para o futuro”.

Carlos Matos, natural da Póvoa do Pereiro, Moita, recordou também histórias do padre Rei e lamentou a ausência de alguém da Diocese de Aveiro. Guilherme Andrade agradeceu a presença de todos, convidando para uma romagem ao cemitério para depositar um ramo na campa do padre. Pelas 19.30 horas houve celebração de missa pelo padre Rei, na Igreja da Moita.

publicado por quiosquedasletras às 09:30

link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


Pesquisar

 

Receba o Quiosque

Insira o seu endereço de e-mail:

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Aeróbica reuniu cerca de ...

Câmara Municipal de Aveir...

Seminário Internacional “...

Luís Fernandes, da d’Orfe...

Voluntários ajudam a limp...

Recortes de jornais desde...

Rota da Lampreia e da Vit...

Câmara Municipal de Anadi...

Candidaturas ao Fundo Soc...

Reunião aberta para a ini...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Rostos SAPO Local

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds