Sexta-feira, 29 de Maio de 2009

Saca-rolhas dos quatro cantos do mundo no Museu do Vinho Bairrada

Colecção de Adolfo Roque passa a integrar espólio permanente do museu de Anadia

Cerca de 1400 saca-rolhas, com peculiares formatos, de diversas cores, materiais e feitios estão patentes no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, numa exposição permanente que inaugurou no dia 23 de Maio.

Trata-se da maior e mais importante colecção de saca-rolhas portuguesa, agora pela primeira vez patente ao público, reunida pelo falecido Comendador Adolfo Roque (1934-2008), natural da freguesia de Barrô, concelho de Águeda.

Na tarde do dia 23 foi cumprida a sua vontade, com a assinatura do acordo oficial entre os herdeiros da família e a Câmara Municipal de Anadia, para os 1400 saca-rolhas, oriundos de todo o mundo, ficarem expostos no Museu do Vinho Bairrada, integrando o espólio permanente deste espaço.

Ana Paula Roque, filha, disse ser com imenso gosto que a família estava a ceder a colecção ao Museu do Vinho Bairrada, lembrando que uma parte já tinha sido doada - cerca de 200 saca-rolhas - sendo que agora o número total chega aos 1400. “Só ficámos com os repetidos em casa. O meu pai comprava tantos que às vezes já não sabia se já os tinha”, explicou.

A filha de Adolfo Roque lembrou que o pai era o único português a integrar o International Correspondence of Corkscrew Addicts (ICCA), um clube internacional com 50 sócios, de diversas nacionalidades, sendo todos “membros fanáticos por saca-rolhas e considerados os melhores coleccionadores do mundo. De todos eles, o meu pai era o que reunia menos saca-rolhas, que estavam espalhados pelos móveis de casa, até virem para este espaço”.

Ana Paula Roque sublinhou o desejo de que a exposição residente seja “muito visitada”, solicitando ao presidente da Câmara Municipal de Anadia, Litério Marques, que encetasse diligências no sentido do Museu do Vinho Bairrada passar a estar melhor sinalizado nas estradas, uma vez que “não se encontra uma única placa a identificá-lo na Estrada Nacional Nº1”.

Visivelmente satisfeito com a oferta da família Roque estava o autarca, que enalteceu o “valioso investimento” de Adolfo Roque com os saca-rolhas e agradeceu o carinho com que o Comendador sempre acolheu aquele espaço museológico, local que escolheu para ceder a sua colecção: “Este gesto ficará no coração de todos. Trata-se de uma dádiva de valor incalculável, passando o Museu do Vinho Bairrada a dispor de uma das mais importantes exposições do mundo de saca-rolhas”, terminou o autarca.

A mostra pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10 às 13 horas e das 14 às 18 horas. Aos fins-de-semana e feriados o horário é das 11 às 19 horas. O Museu do Vinho Bairrada encerra à segunda-feira. A entrada para visitar o espaço e todas as exposições patentes custa um euro.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:39

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Aeróbica reuniu cerca de ...

Câmara Municipal de Aveir...

Seminário Internacional “...

Luís Fernandes, da d’Orfe...

Voluntários ajudam a limp...

Recortes de jornais desde...

Rota da Lampreia e da Vit...

Câmara Municipal de Anadi...

Candidaturas ao Fundo Soc...

Reunião aberta para a ini...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds