Sábado, 7 de Março de 2009

Primeira mulher a concorrer à Câmara Municipal de Anadia

Maria do Céu Castelo-Branco é a candidata CDS-PP

A Concelhia do CDS-PP de Anadia decidiu que a sua candidata à Câmara Municipal de Anadia é Maria do Céu Anjos Simões Hall Castelo-Branco.

Mais comunica que será realizada, brevemente, uma Assembleia Concelhia para informação, aprovação e apresentação da candidatura.

A candidata tem 56 anos, vive na Póvoa do Pereiro, freguesia da Moita, município de Anadia, região de onde é oriunda a sua família materna e parte da sua família paterna. Tem três filhos: João Tiago, Pedro Nuno e Joana Rita. É militante do CDS-PP desde 1986.

 

Um completo currículo

É professora de Educação Especial; doutora em Ciências da Educação, pela Universidade de Aveiro; mestre em Activação do Desenvolvimento Psicológico, pela Universidade de Aveiro.

Tem o diploma de Estudos Superiores Especializados em Educação Especial; um curso em Educação de Infância; é professora convidada e coordenadora científica do Curso de Formação Especializada em Educação Especial, na Universidade Lusíada de Lisboa; investigadora integrada no Centro de Investigação em Educação e Ciências do Comportamento (CIECC), Departamento das Ciências da Educação da Universidade de Aveiro; conselheira da Associação Nacional de Professores; membro do Conselho para a Promoção da Ordem dos Professores; tem publicações científicas em revistas nacionais e internacionais.

É também docente voluntária na Universidade Sénior da Curia e presidente da Direcção da Associação de Moradores da Póvoa do Pereiro (recentemente criada). Tem dois livros publicados de poesia e como actividades de lazer tem a pintura, a escrita, a jardinagem e ver o mar, sempre que possível.

Ao ser questionada sobre a razão da sua candidatura, referiu: “Motiva-me uma prática de seriedade e transparência, uma vontade de intervir de forma laboriosa e solidária, um imperativo de consciência, vectores fundamentais no exercício político. Nos últimos anos enraizaram-se na prática política hábitos que põem em causa a credibilidade de quem nos governa, prejudicando e defraudando, seriamente, a qualidade de vida dos cidadãos e a confiança nas instituições que deveriam ser o garante de segurança e de bem-estar de todos. A mudança implica a proximidade com os munícipes e o envolvimento destes na participação das decisões que se entendam necessárias e adequadas ao nosso concelho”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:56

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Aeróbica reuniu cerca de ...

Câmara Municipal de Aveir...

Seminário Internacional “...

Luís Fernandes, da d’Orfe...

Voluntários ajudam a limp...

Recortes de jornais desde...

Rota da Lampreia e da Vit...

Câmara Municipal de Anadi...

Candidaturas ao Fundo Soc...

Reunião aberta para a ini...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds