Domingo, 28 de Dezembro de 2008

Parque Municipal de Campismo da Curia

CDS/PP de Anadia reclama revitalização do espaço

João Tiago Castelo Branco, presidente da Concelhia de Anadia do CDS/PP, diz que o abandono do Parque Municipal de Campismo da Curia “constitui um grave problema de saúde pública”, sendo uma “vergonha para o município e para o país que, em plena estância de Saúde e Turismo da Curia, exista esta lixeira, pelo que é urgente a sua reabilitação”.

O líder popular deu a conhecer aos jornalistas uma visita efectuada ao espaço, recentemente, onde constatou “o total abandono”, desde as “infra-estruturas acabadas mas completamente destruídas, onde é deixado material relacionado com toxicodependência”. Castelo Branco afirma que o parque verde é usado para colocar todo o género de entulho, como é exemplo o amianto, e lixo, assim como o espaço envolvente que, “apesar de ter uma vista única para o Caramulo, Buçaco e Curia está repleto de silvas e mato, cuja degradação é constrangedora e inexplicável, atingindo todos os equipamentos existentes e habitações circundantes”.

João Tiago Castelo Branco refere, no comunicado enviado à Imprensa, ter sido gasto no Parque Municipal de Campismo da Curia “muito dinheiro, muito já perdido, mas outro tanto que ainda se poderá salvar, caso haja vontade de reaproveitar o que resta deste empreendimento”.

Por tudo isto, o presidente da Concelhia de Anadia do CDS/PP requereu uma informação ao presidente da Câmara de Anadia, Litério Marques, sobre os montantes pecuniários subsidiados e dos municipais já gastos com o Parque Municipal de Campismo da Curia. Solicitou, igualmente, a indicação do motivo da inactividade do Parque e qual o destino que ao mesmo vai ser dado. Litério Marques foi ainda “alertado para a tomada de providências para que a situação de insegurança e de insalubridade cessem imediatamente”, advertiu Castelo Branco.

O Quiosque das Letras contactou Litério Marques, que não quis fazer qualquer comentário.

O CDS/PP Anadia informou também o recém-empossado presidente da nova Entidade de Turismo do Centro, Pedro Machado, da situação. Denunciou, ainda, “este atentado ambiental” ao Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente da Guarda Nacional Republicana (SEPNA).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:24

link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Aeróbica reuniu cerca de ...

Câmara Municipal de Aveir...

Seminário Internacional “...

Luís Fernandes, da d’Orfe...

Voluntários ajudam a limp...

Recortes de jornais desde...

Rota da Lampreia e da Vit...

Câmara Municipal de Anadi...

Candidaturas ao Fundo Soc...

Reunião aberta para a ini...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds