Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

Eleições e militantes incendeiam Concelhia do PSD Anadia

Litério Marques nega acta falsa e exige suspensão das eleições

Litério Marques, presidente da Comissão Política de Secção (CPS) de Anadia do PSD, negou ter falsificado a acta da reunião da CPS do PSD de Anadia do passado dia 4 de Junho, onde constava a aprovação de 182 militantes por ele propostos, mas recusados, através de um despacho emitido no último dia 6, assinado por Luís Marques Guedes, secretário-geral do PSD. O também presidente da Câmara Municipal de Anadia reivindicou ainda a suspensão das eleições na Secção, remarcadas para 8 de Dezembro, até ao “esclarecimento total do processo que envolve os militantes”, porque acredita que os mesmos vão acabar por ser inscritos.

“Basta deste badalar fora do partido, que coloca em causa a minha honestidade e dignidade”, dizia, em conferência de Imprensa, no dia 27. E continuava: “O que foi feito não enferma de qualquer ilegalidade. Fala-se de uma acta irregular, mas em nenhum documento do partido, quer da Nacional, quer da Secção, é feita referência a isso”.

Foi assim que Litério Marques reagiu ao anúncio do líder da JSD de Anadia, Pedro Esteves, de ter participado disciplinarmente contra ele, por alegadamente ter “falsificado” uma acta para inscrever “186 e não 182 militantes” - como afirmou Litério -, entre os quais trabalhadores da Câmara e seus familiares e pessoas conotadas com o CDS/PP, antes das eleições para os órgãos locais do PSD.

O presidente do PSD de Anadia frisou não ter havido “qualquer irregularidade”, até porque o despacho de Marques Guedes revela que “não está cumprido o requisito de admissão. E esse requisito é o de ser votado individualmente cada nome, e não em listagem, não estando em nada relacionado com a acta”.

Litério Marques confirmou ter recorrido da decisão e espera “um parecer favorável”, porque “todas as fichas dos novos militantes estavam em cima da mesa para votação”.

“Não houve actas em causa. Aliás, se formos ao auto de inquirição de Paulo Costa - um dos 11 elementos presentes na reunião de 4 de Junho -, verificamos que ele propôs que fossem retirados os funcionários da Câmara e familiares. Mas não podiam ser retirados! Porque aí é que eu incorria numa ilegalidade”, justificou.

O Quiosque das Letras (QL) teve acesso, através do presidente da CPS do PSD de Anadia, aos 11 autos de inquirição do processo de admissão de novos militantes à Secção de Anadia. De acordo com os mesmos autos, é claro que seis pessoas votaram contra e cinco a favor, o que poderá querer dizer que os militantes foram recusados pela CPS, confirmando a suspeita de Pedro Esteves face à acta falsa. 

 

Eleições remarcadas

Após a Mesa da Assembleia de Secção de Anadia ter sido confrontada com afirmações de Litério Marques na Comunicação Social, “inusitadas e desprovidas de sentido”, deliberou remarcar as eleições para os órgãos concelhios do PSD de Anadia para 8 de Dezembro. José Manuel Ribeiro, presidente da Mesa da Assembleia de Secção de Anadia, apelou “para que não aconteçam ou surjam mais declarações na ‘praça pública’, quanto à vida interna do PSD local”.

Litério criticou a tentativa de marcar as eleições para 1 de Dezembro, impossibilitando os militantes por si propostos de exercerem o direito de voto. E revelou ter impugnado dia 20 a marcação das mesmas, por a CPS a que preside ainda estar em funções. “Não entendo tanta pressa, quando estatutariamente as eleições podem ser feitas até Março”, declarou Litério Marques, frisando que “não se devem realizar antes da questão dos militantes estar esclarecida”, caso contrário, suspende-as novamente.

No documento “Eleições Autárquicas 2009 - Princípios Orientadores”, aprovado no Conselho Nacional do PSD de 18 de Julho de 2008, a que o QL teve acesso, diz que as eleições têm de se realizar até Dezembro de 2008, o que vem negar as afirmações de Litério Marques.

 

“Nervosismo descontrolado”

Por seu turno, Pedro Esteves reagiu dizendo “que havia uma máxima dos nazis em que uma mentira dita mil vezes, tornava-se numa verdade. Infelizmente este é o jogo de Litério Marques. Este tipo de comportamento só demonstra o nervosismo descontrolado do presidente da CPS do PSD de Anadia, quando as verdades começam a vir ao de cima. Tenho confiança nos órgãos do PSD”.

O QL ouviu também José Manuel Ribeiro, que disse: “Lancei um apelo que não foi estranhamente acolhido. Parece que há alguém que está empenhado em fazer desta questão um circo. É triste toda a incontinência verbal a que tenho assistido e que só prejudica o PSD. Acho lamentável tal situação! Recuso-me a alimentar a discussão deste assunto na praça pública”. (Foto: Ana Jesus Ribeiro)

 

 

publicado por quiosquedasletras às 10:18

link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


Pesquisar

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Aeróbica reuniu cerca de ...

Câmara Municipal de Aveir...

Seminário Internacional “...

Luís Fernandes, da d’Orfe...

Voluntários ajudam a limp...

Recortes de jornais desde...

Rota da Lampreia e da Vit...

Câmara Municipal de Anadi...

Candidaturas ao Fundo Soc...

Reunião aberta para a ini...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds