Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

Recortes de jornais desde a década de 40 em exposição até Setembro em Anadia

Museu José Luciano de Castro recebe mais de 50 mil recortes que retratam as gentes da terra

O resultado de mais de 65 anos a recortar notícias de jornais pode agora ser visto e analisado na sala de exposições temporárias do Museu José Luciano de Castro, situado no Palacete Seabra de Castro, em Anadia. “Recortes de História” é a exposição que inaugurou no último sábado, dia 20 e que retrata a dedicação de João Venâncio Marques, autor, às gentes de Anadia.

São mais de 50 mil os recortes compilados por João Marques, todos eles agrupados em dossiês e organizados por temas, sejam eles personalidades ou instituições de Anadia, do concelho e até da Bairrada.

Nuno Rosmaninho, docente do Departamento de Línguas e Cultura da Universidade de Aveiro (UA), responsável pela apresentação da exposição, assinalou o momento como sendo “de grande importância para os estudos locais de Anadia e não só”.

O professor da cadeira de Cultura e Património na UA falaria sobre três circunstâncias: da exposição, do homem e da obra em si. Também Rui Rosmaninho recorreu, em Dezembro de 1990, à ajuda de João Venâncio Marques, que “disponibilizou, com muita simplicidade, a documentação de que já dispunha, em significativa quantidade”.

O docente referiu que os recortes de João Marques são “um acervo que é uma verdadeira enciclopédia de Anadia e da Bairrada”. E referindo-se à revista Aqua Nativa, onde escreve, lembrou que daquilo que se publica “há sempre algo de útil no arquivo de João Marques. Quer documentos, quer fontes”.

 

Um “verdadeiro banquete”

Para Rui Rosmaninho, “Recortes de História” é um “verdadeiro banquete deste século, sobretudo para quem gosta de História Local. É uma revisitação quase faustosa do passado”.

Os recortes estão organizados em pastas sobre o Ensino Primário, o Colégio Nacional, Lions, o Café Anadia, o Teatro. Existe também uma quantidade inúmera de pastas dedicadas a figuras, das mais remotas às mais recentes, como Fausto Sampaio, Mário Pato, Rodrigo Rodrigues dos Santos ou Manuela Alves.

Os recortes de João Marques, para Rui Rosmaninho, têm uma grande importância do ponto de vista científico e pedagógico: “Por restabelecer o contacto com a História Local, é por isso uma exposição que deve interessar a escolas, por ter muitos trabalhos de índole pedagógica”.

O professor da UA disse que o espólio deve ser preservado conforme foi entregue pelo autor, podendo somar-se mais recortes. “Não vi em todas as pastas a dos escritos do senhor João Marques. É um trabalho de grande interesse, que não vi, mas que também deve estar”, sublinhou Nuno Rosmaninho.

 

Espólio vai ser digitalizado

O local onde o espólio foi colocado “é o natural. É um óptimo local, de serviço à comunidade e um lugar de cultura e grande importância”, afirmou Rosmaninho, congratulando-se com o facto de o espólio ser futuramente digitalizado, “o que vai constituir uma alavanca em termos de divulgação, porque a sua capacidade de multiplicação pedagógica e científica aumenta muito”.

Rui Rosmaninho terminou convidando João Marques a “não parar”. E foi a esposa, Angelina Pina, que rapidamente disse que não deixava.

Carlos Matos, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Anadia, lembrou que a exposição “é uma pequeníssima parte do que João Marques tem feito e doou à instituição”, agradecendo publicamente por isso. Litério Marques, presidente da Câmara de Anadia, classificou a mostra como “um trabalho fantástico”.

João Venâncio Marques, emocionado, agradeceu à esposa e referiu-se àquele como “um dos grandes momentos da minha vida”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:04

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010

“Recortes de História” inaugura no sábado

João Venâncio Marques doa espólio com milhares de notícias recortadas à Misericórdia de Anadia

No próximo sábado, dia 20 de Fevereiro, vai inaugurar, numa das salas do Museu José Luciano de Castro - Palacete Seabra de Castro, em Anadia, pelas 15 horas, a exposição “Recortes de História”, da autoria de João Venâncio Marques.

O autor, natural da cidade de Anadia, com 77 anos de idade vai expor no referido espaço museológico, propriedade da Santa Casa da Misericórdia de Anadia (SCMA), a sua colecção particular com alguns dos mais significativos “Recortes de História”, retirados de jornais, que colecciona.

Possuidor de um arquivo de documentos jornalísticos, que foi reunindo ao longo dos anos e que reflectem a história e memória colectiva, no fundo o passado de Anadia e de pessoas do concelho, João Venâncio Marques vem agora dar a conhecer à população essas “relíquias” que tanto estima.

“Trata-se de um espólio de alta importância, dedicado a um espaço, que marca uma actividade cultural, a riqueza de um património, que dá a conhecer uma grande parte da minha vida”, explicou o autor.

E foi com apenas 11 anos que João Venâncio Marques iniciou esta actividade de coleccionador de recortes de jornais, sem “destino definido, mas já com a veia de ‘esfrangalhar’ jornais”, admite. E estes recortes dizem todos respeito a “tudo aquilo que fosse alusivo a Anadia e à Bairrada e suas gentes, não colocando de parte outras notícias que achasse de interesse”.

É no seio destes princípios que instituições como a SCMA, a Banda de Música, Bombeiros Voluntários de Anadia, Anadia Futebol Clube, APPACDM entre outras, mas também individualidades como Fausto Sampaio, Rodrigues Lapa, Manuel Alves, o ex-treinador do Benfica Toni, o “Fernandito” (Fernando Pina) do Anadia ou José Iglésias ganham personalidade nos recortes, indo ao encontro dos objectivos do autor.

Um trabalho considerado “digno e enriquecedor”, apreciado e valorizado por muitos alunos, “alguns deles em carteira universitária, mas também por historiadores, sendo alguns de renome e que consideram este um serviço extraordinário e de grande utilidade”, afiançou João Venâncio Marques.

Há mais de 65 anos que o autor desenvolve esta actividade, “permanentemente e de forma inesgotável”, sobre um tema “que não tem fim”. A entrega do espólio, devidamente legalizado, à SCMA é fruto de um anseio pela abertura e colaboração “nunca negada pela instituição”, que se alia à Biblioteca José Luciano de Castro.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:44

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2010

Palhaços recicláveis embelezam concelho da Mealhada

Exposição patente nas rotundas até dia 19

Palhaços de todas as cores e feitios, construídos com materiais recicláveis, encontram-se em exposição, até dia 19 de Fevereiro, na rotunda do Baco e na rotunda da EN1 de acesso ao Luso. Os palhaços foram construídos pelos alunos dos jardins-de-infância e das escolas do 1º ciclo do Ensino Básico do concelho da Mealhada que aderiram à iniciativa “Brincadeiras de Carnaval”.

Chegado o Carnaval, a Câmara da Mealhada voltou a desafiar os alunos e professores dos jardins-de-infância e das escolas EB1 do concelho a construírem palhaços “amigos do ambiente” para embelezarem as rotundas do município. Palhaços com mais de metro e meio de altura, construídos apenas com materiais recicláveis, que vão ficar em exposição durante o Carnaval.

O repto foi aceite pelos jardins-de-infância da Mealhada, Ventosa do Bairro e Vimieira e pelas escolas EB1 de Cavaleiros, Mealhada, Pampilhosa nº 1, Vacariça e Ventosa do Bairro.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:33

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2010

Projecto “Art Nouveau & Ecologie” da Câmara de Aveiro aprovado pela Comissão Europeia

Atribuído financiamento de 50 mil euros por período de cinco anos

No dia 4 de Fevereiro foi aprovado o projecto “Art Nouveau & Ecologie” pelo programa europeu “Culture 2007-2013”.

O município de Aveiro candidatou o projecto “Art Nouveau & Ecologie” a fundos comunitários no âmbito do programa europeu “Culture 2007-2013”, tendo sido aprovado o financiamento na ordem dos 50 mil euros, por um período de cinco anos, a contar do dia 4 de Fevereiro de 2010.

O projecto visa estudar a relação entre a Arte Nova e a Natureza, materializando-se no desenvolvimento de uma exposição itinerante entre todas as 20 cidades e regiões parceiras, publicação de dois livros infantis e uma “mala pedagógica” destinados ao público escolar e um conjunto de conferências especializadas denominadas “Laboratórios Históricos” e “Trocas Multilaterais”, com vista ao desenvolvimento de conhecimentos técnicos na área da compreensão e promoção do movimento Arte Nova.

Esta iniciativa do município insere-se ainda no Plano Estratégico para o Concelho de Aveiro - PECA, como um dos factores de diferenciação da região, onde a autarquia aposta para promover o desenvolvimento económico e social, sustentado na criação de uma rede urbana qualificada e multipolar, na qual a cidade, com os seus elementos de identidade (Ria, Arte Nova, Cultura), se assume como âncora de dinamização e captação de recursos humanos e investimento. Uma rede urbana que valoriza e capitaliza a diversidade sócio-territorial (cidade, Ria, faixa costeira, áreas rurais).

A aprovação da candidatura deste projecto é o resultado da integração do município de Aveiro, em 2008, na “Réseau Art Noveau Network”, constituída por um conjunto de cidades e regiões que possuem património Arte Nova: Älesund, Bad Nauheim, Barcelona, Bruxelas, Budapeste, Glasgow, Helsínquia, La Chaux-de-Fonds, Habana, Ljubljana, Lodz, Nancy, Província de Varese, Região da Lombardia, Réus, Riga, Tbilisi, Terrassa e Viena.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:38

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2010

Amanhã é o lançamento da obra “Ecomuseu do Salgado de Aveiro”

Inauguração da exposição monográfica sobre o Salgado de Aveiro no mesmo dia

Amanhã, dia 5 de Fevereiro, às 18 horas vai ter lugar a cerimónia de lançamento da obra “Ecomuseu do Salgado de Aveiro”, da autoria de Énio Semêdo, nos Paços do Concelho, seguida da inauguração da exposição monográfica sobre o Salgado de Aveiro, na Galeria Municipal.

A cerimónia conta com a presença do presidente da Câmara Municipal de Aveiro, Élio Maia e da vereadora do pelouro da Cultura, Maria da Luz Nolasco.

A obra “Ecomuseu do Salgado de Aveiro” pretende ser um contributo para a promoção e preservação da actividade secular salícola da região de Aveiro.

A exposição monográfica sobre o Salgado de Aveiro estará patente ao público, das 14 às 19 horas, na Galeria Municipal, entre os dias 5 de Fevereiro e 7 de Março.

Esta exposição projecta de forma tridimensional os propósitos da obra, com o objectivo de traçar um desenvolvimento integrado e sustentável do património cultural e natural do salgado e da história e cultura salícolas, projectando-o na memória colectiva futura.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:55

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

Peças de porcelana para o bicentenário de José Estêvão

Câmara de Aveiro cria peças em virtude da efeméride

A Câmara Municipal de Aveiro, no âmbito das comemorações do Bicentenário do nascimento de José Estêvão, criou duas peças em porcelana alusivas à efeméride.

Estas peças, produzidas com a marca Vista Alegre, são um copo porta-lápis e uma caixa modelo Regaleira, encontrando-se disponíveis para venda ao público na Biblioteca Municipal, na Galeria da Antiga Capitania de Aveiro e no posto de turismo municipal Welcome Center.

O valor do copo porta-lápis é de 16 euros e o da caixa Regaleira de 19 euros.

Esta iniciativa pretende ser um complemento à exposição “José Estêvão: Revolução e Liberdade (1809-1832)”, inserida nas comemorações do bicentenário do nascimento do parlamentar aveirense, patente até 26 de Fevereiro, na Galeria da Antiga Capitania de Aveiro.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:54

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2010

II Feira de Automobilia da Bairrada

Espaço Inovação, em Oliveira do Bairro, recebe certame

Vai realizar-se nos dias 6 e 7 de Fevereiro, no Espaço Inovação, no lugar de Vila Verde, Oliveira do Bairro, a II Feira de Automobilia e Motomobilia da Bairrada. O evento consiste na exposição e venda de veículos clássicos e antigos e peças para os mesmos.

Depois do enorme sucesso da I Feira vai agora realizar-se, durante dois dias, a segunda edição.

É de salientar a presença de alguns coleccionadores particulares da região, nomeadamente Fernado Luzio, bem como a participação de alguns clubes de automóvel.

 

publicado por quiosquedasletras às 10:29

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010

Inaugurada a exposição “O Poder da Paz” em Águeda

Na Biblioteca Municipal Manuel Alegre até 31 de Janeiro

A Biblioteca Municipal Manuel Alegre, em Águeda, tem patente ao público, desde o dia 6 até 31 de Janeiro uma exposição intitulada “O Poder da Paz”.

A vereadora da Cultura, Elsa Corga, esteve presente na inauguração da mostra, realizada a 6 de Janeiro, momento que contou com um representante do Instituto Duarte Lemos (IDL) e outro do Lions Clube de Águeda, assim como vários professores e alunos responsáveis pelo projecto.

Na ocasião, Elsa Corga referiu que “’O Poder da Paz’ é um bom tema para iniciarmos o ano, sendo este um desejo comum a todos: Paz!”. A vereadora aproveitou também para “agradecer a escolha da Biblioteca Municipal Manuel Alegre para apresentar este belo trabalho”, acrescentando ainda que “este local está sempre aberto a todos, principalmente às escolas e a este tipo de trabalhos”. O momento foi ainda abrilhantado pela actuação do Grupo Coral do IDL.

Os trabalhos expostos são da autoria de alunos do IDL, sendo a mostra uma organização conjunta entre a escola e o Lions Clube de Águeda.

A exposição pode ser visitada até 31 de Janeiro, de segunda a sexta-feira, das 10 às 19 horas (sem interrupção de almoço) e aos sábados, das 10 às 12.30 horas, na Biblioteca Municipal Manuel Alegre.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:51

link do post | comentar | favorito
Sábado, 19 de Dezembro de 2009

Santa Casa da Misericórdia de Anadia festeja 101º aniversário

Efeméride marcada por homenagem a cinco funcionárias

A Santa Casa da Misericórdia de Anadia (SCMA) comemorou o 101º aniversário. Cerimónia simples, mas com alto valor histórico/social, marcada pela grandeza de 24 ilustres Homens de Anadia, que traçaram o destino da instituição. A data foi marcada pela inauguração de uma exposição e pela homenagem a cinco funcionárias, pelos 20 anos de serviço cumpridos.

Foi celebrada Missa na Capela do Palacete Seabra de Castro, pelo Padre Daniel, do Colégio Salesiano de Mogofores, que na homilia evocou o aniversário da SCMA, enaltecendo os fundadores e deixando uma palavra de “justiça” para a actual Mesa Administrativa.

Seguiu-se a abertura da exposição “Menino Deus”, um conjunto de figuras alusivas ao Menino Jesus, que preencheu o dia de aniversário na sala temática do Museu José Luciano de Castro. Uma mostra que ficará patente durante três meses.

São figuras em madeira, porcelana e cerâmica referentes aos séculos XVII, XVIII e XIX, que vão dar brilho àquele Museu, numa valiosa exposição, sinal demonstrado pelo empenho dos responsáveis, que tentam manter posição de destaque para o bom nome cultural da cidade de Anadia. A SCMA aceitou o desafio, porque desde 1980, aquando da inauguração, mantém aberto ao público um espaço museológico que prima em expor seleccionadas colecções.

O Salão Nobre foi ainda palco da Sessão Solene e da entrega de Placas Comemorativas a cinco funcionárias com mais de 20 anos de serviço. São elas Isabel Pereira, Carla Carvalho, Rosa Simões, Maria Júlia Ribeiro e Maria Teresa Alves.

O provedor Carlos Matos deixou entre os funcionários o espírito de união, compromisso assumido de carácter social em manter as melhores relações e sobretudo uma chamada ao bom senso, para que sejam o arauto em proporcionar qualidade de vida àqueles que ainda dentro dos lares da instituição constituem um leque na sociedade.

Reforçou o desempenho às respostas sociais, todas elas superadas pela expectativa e falou do investimento feito nos dois lares, com a remodelação das instalações. Carlos Matos realçou também a aprovação do Projecto CADI por mais três anos, um projecto que ficou em primeiro lugar na zona Centro.

O almoço foi servido com pompa e circunstância e salutar convívio. Reinou um espírito de boa disposição e expressiva amizade. Diálogos em que todos se envolveram, aliando-se em criar um clima de confiança, superando o grande patamar, que coloca o bom nome da instituição na lista de bem-fazer.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:37

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

Quinto aniversário de elevação de Anadia a cidade

Comemorações começam hoje e duram até sábado

A Câmara Municipal de Anadia vai comemorar o 5º aniversário da elevação de Anadia a cidade hoje, dia 9 de Dezembro, nos diversos equipamentos culturais e desportivos do município, de acordo com um aliciante programa, que vai durar quatro dias. Todas as actividades vão ser gratuitas.

Hoje, dia 9, inaugura a exposição documental “Anadia em Dia”, patente até 19 de Dezembro, na Biblioteca Municipal. No Museu do Vinho Bairrada vão decorrer ateliês diversos de Expressão Plástica, para crianças e visitas ao espaço. O horário para estas actividades será das 10 às 13 horas e das 14 às 18 horas.

Entre as 9 e as 13 horas e as 14.30 e as 21.30 horas vai haver natação regime livre, no Complexo Desportivo de Anadia. Também há aula de hidroginástica (das 17.45 às 18.30 horas), até 50 alunos e aula de aeróbica (das 18.30 às 19.15 horas), para 15 alunos.

A aula de natação vai acontecer das 19.15 às 20 horas e realiza-se com 15 alunos.

Ainda hoje, quarta-feira, vai ter lugar, no Cine-Teatro Municipal, um Espectáculo de Variedades, promovido pelas associações culturais do município. O início está marcado para as 21.30 horas.

Amanhã, dia 10 de Dezembro, quinta-feira, evento “Jazz com Vinhos”. Trata-se de um concerto de Jazz protagonizado pelo Trio João Neves, às 21.30 horas, no Museu do Vinho Bairrada. Durante o espectáculo, a Rota da Bairrada irá ofertar a todos, uma degustação de Espumantes de excelência. Vão também haver visitas ao espaço.

Na sexta-feira, dia 11 de Dezembro, vão realizar-se visitas ao Museu do Vinho Bairrada durante todo o dia.

E no sábado, dia 12, último dia das festividades no âmbito da elevação de Anadia a cidade, das 11 às 13 horas e das 15.30 às 17.30 horas vai realizar-se um mini curso de iniciação à Prova de Vinhos, no Museu do Vinho, assim como visitas ao espaço. A autarquia convida todos os munícipes a participar.

 

publicado por quiosquedasletras às 09:59

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Receba o Quiosque

Insira o seu endereço de e-mail:

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Recortes de jornais desde...

“Recortes de História” in...

Palhaços recicláveis embe...

Projecto “Art Nouveau & E...

Amanhã é o lançamento da ...

Peças de porcelana para o...

II Feira de Automobilia d...

Inaugurada a exposição “...

Santa Casa da Misericórdi...

Quinto aniversário de ele...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Rostos SAPO Local

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds