Sábado, 27 de Fevereiro de 2010

Voluntários ajudam a limpar a Mata do Buçaco no dia 6 de Março

Inscrições nas oito Juntas de Freguesia do concelho da Mealhada até 4 de Março

A Fundação Mata do Buçaco vai levar a efeito, no próximo sábado, 6 de Março, uma acção de limpeza da mata, contando, para o efeito, com o envolvimento da população, através de grupos de voluntários.

A iniciativa inscreve-se numa das prioridades de acção da nova entidade gestora (a limpeza imediata da mata) e obedece a uma estratégia de envolvimento das comunidades locais na defesa e preservação deste imenso património natural único, que é a Mata do Buçaco.

A Fundação Mata do Buçaco tem o apoio da Câmara Municipal da Mealhada, de algumas empresas e de todas as Juntas de Freguesia do concelho, que já estão a aceitar inscrições.

A concentração está marcada para as 8 horas, na mata, junto ao Convento de Santa Cruz (anexo ao hotel) e termina por volta das 13.30 horas, com um almoço convívio.

A limpeza será organizada por grupos (cinco), com missões distintas, que vão desde o corte e recolha de espécies secas, à apanha de lixos, passando pelo arranque de espécies infestantes, como as acácias.  

Os interessados em participar na iniciativa devem inscrever-se, até 4 de Março, numa das oito Juntas de Freguesia do concelho da Mealhada.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:13

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2010

Reunião aberta para a iniciativa Limpar Portugal (Grupo de Águeda)

Dia 4 de Março no Salão Nobre da Câmara Municipal

Realiza-se no próximo dia 4 de Março, quinta-feira, às 18 horas, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Águeda, uma reunião aberta a toda a população, tendo por tema a iniciativa Limpar Portugal.

A reunião tem por objectivo estruturar a acção que se desenvolverá localmente: Limpar o concelho de Águeda e estimular à participação de tod@s no projecto. É desta forma que a autarquia lança o convite à participação de todos nesta reunião de preparação da iniciativa.

O projecto Limpar Portugal é um movimento cívico que tem como principal objectivo, no dia 20 de Março de 2010, remover todo o lixo depositado indevidamente nos nossos espaços verdes. Numa iniciativa apoiada pela autarquia de Águeda, pretende-se, através da participação cívica, promover a comunicação e a reflexão sobre a problemática dos resíduos, do desperdício, do ciclo dos materiais e do crescimento sustentável.

A iniciativa, realizada na Estónia em 3 de Maio de 2008, reuniu 50 mil voluntários e recolheu 10 mil toneladas de lixo em cinco horas.

 

Grupo de Águeda já conta com vários adeptos

A menos de um mês do “Dia L – Dia do Limpar Portugal”, o grupo de Águeda (AGD) tem vindo a reunir mais adeptos esperando a organização que, “muitos mais venham a voluntariar-se nas diferentes freguesias”. Esta é uma prova também à nossa vontade de mudar e melhorar o mundo que nos rodeia. Espera-se assim, uma colaboração activa de cidadãos a título individual, movimentos e grupos de cidadãos, escuteiros, empresas, instituições, escolas, bombeiros, Juntas de Freguesia, Cruz Vermelha, associações desportivas, IPSS, entre tantas outras que poderão colaborar para que a iniciativa seja um êxito no Município de Águeda.

A participação dos voluntários no dia 20 de Março passa por colaborar na limpeza dos espaços identificados para o efeito, mas também na identificação dos locais a limpar, na organização do grupo na sua freguesia, na divulgação do projecto, na consultadoria técnica, na cedência de meios de transporte para resíduos (“pick-up”, tractor, atrelados, outros), material vário como sacos, luvas, águas, entre outros.

Toda a participação terá que ser voluntária ou com a cedência de bens e/ou serviços, não se aceitando contrapartidas monetárias.

Quem estiver interessado em participar no Projecto Limpar Portugal, basta registar-se no grupo de Águeda – AGD – em http://limparportugal.ning.com/ ou contactar a Câmara Municipal de Águeda: presencialmente, nos serviços camarários, ou por e-mail ou telefone, deixando o nome, morada, contacto telefónico e e-mail (se tiver).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:37

link do post | comentar | favorito
Domingo, 7 de Fevereiro de 2010

Câmara de Anadia entrega última versão do PDM e rejeita responsabilidades

Há mais de dez anos que a autarquia iniciou o processo de revisão

Litério Marques, presidente da Câmara Municipal de Anadia, veio dizer aos jornalistas que a autarquia entregou a última versão do Plano Director Municipal (PDM) de Anadia, rejeitando “qualquer responsabilidade” nos sucessivos atrasos a que a revisão do documento tem sido sujeita.

Para o autarca, a culpa é das alterações legislativas constantes que têm impedido o processo de continuar de forma célere.

“Não estamos aqui para esconder nada, mas sim para esclarecer o que se quiser. É por isso que queremos informar que, pela morosidade e pela impossibilidade de prosseguirem o trabalho que vinham a fazer, a empresa que estava a tratar da revisão do PDM deixou, entretanto, de o fazer, tendo sido o gabinete técnico da Câmara Municipal de Anadia a dar seguimento às alterações que foram necessárias efectuar”, explicou Litério Marques.

 

Alterações “de forma”

O edil anadiense fez questão de frisar que essas mesmas alterações “foram apenas de forma e não de conteúdo”, provocadas pelos “dispositivos legais que vão sendo introduzidos.

Sem papas na língua, Litério Marques deu a conhecer que a autarquia entregou às entidades competentes a versão final do PDM de Anadia, aguardando agora que as mesmas se pronunciem.

“Espero agora que, dentro dos prazos que estão estabelecidos, essas entidades se pronunciem”, rematou o autarca, não sem antes dizer que “é já tempo para uma aprovação definitiva do novo PDM de Anadia”. 

 

Revisão iniciou em 1998

Recorde-se que foi no ano de 1998 que a Câmara Municipal de Anadia deu início à primeira revisão do PDM, um processo que, aliás, ainda não foi concluído.

O Decreto-Lei nº 380/99 de 22 de Setembro - que já foi alterado sete vezes -, que estabelece em geral as bases da política de ordenamento do território e urbanismo, e em particular os conteúdos material e documental dos PDM, previa nos termos do artigo 155º que a regulamentação de determinadas matérias essenciais para a orientação da elaboração dos respectivos processos deveria ser aprovada num prazo que variava entre 120 e 180 dias.

Nos termos da nova regulamentação, só foram excluídos da necessidade de adaptação os procedimentos relativos aos PDM que já tivessem obtido o parecer final por parte das Comissões de Acompanhamento. Embora o processo da primeira revisão do PDM de Anadia já estivesse nessa altura bastante completo, não tinha, porém, de acordo com Litério Marques, ainda alcançado a fase de emissão do referido parecer.

Assim, e apesar das próprias entidades com competências no ordenamento do território não terem ainda disponibilizado normas para auxiliar a interpretação das novas directrizes, a equipa técnica responsável da autarquia procedeu à realização das alterações consideradas necessárias para adequar o conteúdo dos documentos fundamentais, tais como a Planta de Ordenamento, Planta de Condicionantes e o respectivo Regulamento.

“Entregues que estão os documentos ao presidente da Comissão Técnica de Acompanhamento, resta aguardar a sua apreciação”, concluiu o autarca.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:54

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2010

Gabinete de Apoio ao Emigrante vai ser criado na Mealhada

António Braga presidiu à cerimónia de assinatura do acordo de cooperação

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, António Braga, presidiu à cerimónia de assinatura do acordo de cooperação para a criação do Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) da Mealhada. Uma nova valência social que é dirigida aos emigrantes e ex-emigrantes do concelho e destina-se a informá-los sobre os seus direitos e apoiá-los na obtenção dos mesmos.

Prestar um serviço personalizado de fácil acesso à informação, nomeadamente sobre os direitos dos emigrantes, contribuir para a resolução dos problemas apresentados por todos os emigrantes e fomentar a interligação entre o Município da Mealhada e as comunidades de emigrantes do concelho são os principais objectivos da criação do GAE da Mealhada.

Um serviço gratuito que é destinado a todos os emigrantes e ex-emigrantes do concelho, residentes ou não em Portugal, quer sejam pré-reformados, reformados, inválidos, viúvos ou filhos órfãos e ainda a todos os seus descendentes que se encontrem em situação de candidatura ao Ensino Superior, com projectos empresariais ou outros casos especiais, que sejam avaliados individualmente.

O GAE trata de assuntos, entre outros, como acidentes de trabalho, pensões de velhice, viuvez e doença, prestações familiares, de invalidez, de maternidade e de sobrevivência, subsídios de desemprego e por morte, vistos de entrada e saída em Portugal, declarações para trocas de carta de condução, para passaportes, para ingresso no Ensino Superior, para efeitos bancários, informações sobre a legalização de viaturas e apoio e orientação de emigrantes que pretendam criar empresas na região.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:11

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010

Urbanos ganha prémio de melhor média empresa para trabalhar em Portugal

Empresa está instalada na Zona Industrial da Pedrulha, concelho da Mealhada, desde Outubro último

A Urbanos foi considerada a melhor média empresa para trabalhar em Portugal, segundo o estudo “As melhores empresas para trabalhar” desenvolvido anualmente pela Heidrick & Struggles e pela revista Exame. Uma empresa que, desde o passado mês de Outubro, passou a concentrar todas as suas operações da Região Centro numa nova plataforma instalada na Zona Industrial da Pedrulha, concelho da Mealhada.

O estudo “As melhores empresas para trabalhar” é um projecto desenvolvido anualmente pela Heidrick & Struggles e pela revista Exame que, através da análise do grau de satisfação dos empregados, procura avaliar as práticas de recursos humanos nas empresas portuguesas, premiando aquelas que mais investem nesta área.

Este ano, a Remax venceu na categoria de grandes empresas, a Urbanos na categoria de médias empresas e a Safira na categoria de pequenas e micro-empresas.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:30

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

Confraria dos Enófilos da Bairrada entroniza mais 21 novos membros

XXXI Grande Capítulo investe Pais do Amaral como Confrade Honorário

O empresário Miguel Pais do Amaral foi entronizado, no dia 28 de Novembro, Confrade Honorário da Confraria dos Enófilos da Bairrada (CEB), naquele que foi o seu XXXI Grande Capítulo, que mais uma vez se realizou no Palace Hotel do Bussaco.

Este ano, em virtude dos 30 anos da Região Demarcada da Bairrada, o programa começou durante a tarde, em Anadia, com a realização de uma Palestra sobre o tema “Vitivinicultura Competitiva”.

Fernando Castro, presidente da Direcção da CEB, lembrou que cada “Grande Capítulo é o momento com o mais altíssimo significado”, porque é quando a “CEB acolhe os novos membros. É um momento de alegria, de uma família que se multiplica para defender o preciso néctar que é o vinho da Bairrada”.

Ao chegar ao final de mais um ano, e em jeito de balanço, Fernando Castro começou por destacar duas efemérides: o 30º aniversário da fundação da CEB e o 30º aniversário da Demarcação da Região da Bairrada.

Defender, promover e valorizar os vinhos da região da Bairrada foram objectivos que Fernando Castro lembrou, estando na origem da constituição da CEB e sublinhando que são os vinhos que representam o “sector de actividade na região mais antigo, o mais emblemático, o mais empregador, o que regista maior volume de investimento, um dos mais amigos do ambiente e com elevado efeito reprodutor noutros sectores, nomedamente no turístico”.

Por tudo isso, o presidente da CEB lembrou ser altura das pessoas “começarem a lutar pela defesa de interesses. É tempo de acabar com divisionismos”, porque “quanto mais dividimos, mais frágeis somos. Só entrelaçados os elos podem desempenhar a sua força”.

 

Presidente da CEB faz apelo à união

Fernando Castro disse que aquele era um momento de “união e reunião”, para “recuperar o alento para novas jornadas”. Lembrou que ao longo dos 30 anos da Região Demarcada da Bairrada “muitos têm mantido alta a sua bandeira”. A região “evoluiu e renovou-se com este esforço. Só assim a Bairrada poderá continuar a prometer”, terminou, com um “Viva a Bairrada!” e ao seu vinho e um “Ámen”.

Francisco Batel falou pelos novos confrades, referindo que o XXXI Capítulo constitui para os novos membros da CEB “uma honra e uma responsabilidade, com uma dimensão cultural, económica, ética e social”.

Em nome dos velhos confrades falou Dias Cardoso: “A CEB não se limita a este encontro anual. Há toda uma dinâmica fortemente implantada no tecido económico e social da região e um tesouro histórico para desbravar. A Bairrada é das mais belas e ricas terras portuguesas”.

Pais do Amaral disse ter aceite o convite da CEB por dois motivos: “Desde que me lembro de ser apreciador de vinho sou-o da Bairrada e também por uma razão histórica, porque a minha família tem raízes em Anadia”. O novo confrade entende que o vinho “é actualmente em Portugal um dos mais dinâmicos motores da nossa actividade agrícola”.

Além da investidura de Pais do Amaral, como Confrade Honorário, o XXXI Grande Capítulo dos Enófilos da Bairrada entronizou cinco Confrades de Mérito e 15 Confrades Efectivos, num total de 21 novos membros.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:55

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009

Vinhas da Bairrada voltam a concurso pela sexta vez

Iniciativa foi relançada e traz novidades para 2010

A sexta edição do concurso “As Melhores Vinhas da Bairrada” foi lançada em dia de São Martinho, 11 de Novembro, no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, e introduz novidades para estimular a participação de um maior número de viticultores.

A iniciativa parte da Comissão Vitivinícola da Bairrada (CVB), em parceria com a Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Centro (DRAPC) e tem por objectivo estimular e divulgar o que de melhor se faz na Bairrada em relação à cultura da vinha, na procura de fomentar uma máteria-prima de excelência.

Sendo objectivamente reconhecida a importância deste concurso e o seu contributo para a implementação de boas práticas a nível da viticultura bairradina, “pretende-se agora relançá-lo com novos moldes, em que será dado grande relevo à componente prática e formativa, com acções a desenvolver durante o decorrer do ano agrícola e focadas no vitivinicultor”, explicou João Casaleiro, presidente da Direcção da CVB.

Para a realização deste objectivo, as entidades promotoras do concurso contam com a colaboração activa de empresas que trabalhem para a vitivinicultura, assim como da Caixa de Crédito Agrícola de Anadia, estando já calendarizadas algumas acções, tanto em sala como de campo, a realizar no decorrer do ano vitícola.

 

Acções já agendadas

No dia 13 de Janeiro de 2010, das 9 às 12 horas, na Estação Vitivinícola da Bairrada, em Anadia, será feita uma comunicação pelos Viveiros Pierre Boyer e feita uma demonstração pela J.L.S.P., Lda. de máquina de pré-poda, corta-mato e trituradora.

No dia 24 de Março de 2010, pelas 9 horas, será feita uma apresentação a cargo da Sapec, no auditório do Museu do Vinho Bairrada e às 10.30 horas uma demonstração de máquinas agrícolas.

O concurso “As Melhores Vinhas da Bairrada 2010” pretende, também, como mostra de práticas e resultados, promover o intercâmbio e confronto de ideias, conseguindo que as parcelas candidatas sejam autênticos mostruários de boas práticas agrícolas e promover, muito especialmente, a preservação do património paisagístico, valor que poderá contribuir, de forma decisiva, para o desenvolvimento harmonioso e sustentado da região.

Presente no relançamento da iniciativa esteve Fernando Castro, da Confraria dos Enófilos da Bairrada, que fez o apelo para um espírito de maior unidade no sector, alertando para o facto de ser necessário que os produtores “apostem cada vez mais em dar qualidade ao seu vinho, que só é possível com boas vinhas”. O confrade lançou assim o desafio ao sector vitivinícola da Bairrada, para ser mais participativo neste tipo de acções.

Jorge Sampaio, vereador da Câmara Municipal de Anadia e vice-presidente da Associação Rota da Bairrada, lembrou aos presentes estar-se perante uma “nova Bairrada e uma nova mentalidade”, notória nas preocupações que os produtores têm revelado “com o melhoramento das suas vinhas, que resultam também em melhores paisagens, com benefícios para o desenvolvimento da componente turística na região da Bairrada”.

O autarca sublinhou a necessidade de “não se poder parar”, para dar seguimento ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido, para que assim “os frutos apareçam”.

Recorde-se que o VI Concurso “As Melhores Vinhas da Bairrada” decorrerá ao longo da campanha vitícola de 2010/2011, mediante inscrição, que deve acontecer na CVB, até ao dia 31 de Março de 2010.

A decisão final do júri será em Outubro do próximo ano e a entrega de prémios em Novembro.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:52

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 10 de Novembro de 2009

Escolas do concelho da Mealhada apresentaram uma centena de trabalhos em Banda Desenhada

Concurso “A água também se lava”

As escolas do concelho da Mealhada candidataram 92 trabalhos em BD (Banda Desenhada) ao concurso “A água também se lava”, que está a ser promovido pela empresa Águas do Mondego, no âmbito das comemorações do Dia Nacional da Água.

No início de Outubro, cerca de 800 alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico estiveram no Cine-Teatro Municipal Messias, para participar numa jornada de sensibilização ambiental.

As crianças assistiram a uma peça de teatro - “A Água também se lava” -, que aborda o ciclo urbano da água, e participaram noutras actividades subordinadas ao mesmo tema.

Depois de terem visto a peça, desenvolvida pelo Veto Teatro Oficina de Santarém, as crianças foram convidadas a conceber uma banda desenhada, a propósito do que aprenderam sobre o ciclo da água.

Na Mealhada, as escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico apresentaram a concurso 92 trabalhos, entre individuais e de grupo.

O vencedor do concurso, a nível concelhio, terá como prémio a possibilidade de levar a sua turma ao Museu da Água, em Coimbra, com transporte gratuito.

 

publicado por quiosquedasletras às 09:29

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009

Brilho e solidariedade marcam arranque da CADES

Associação faz jantar de apresentação na Mealhada

“Nasceu a CADES. Um grito de esperança, um grito da alma. Um grito para o outro. Não falo de pobres, ricos, infelizes, indefesos, coitadinhos. Falo de pessoas. Pessoas que querem viver melhor”. Foi desta forma que Janine de Oliveira, presidente da Direcção da Cooperação Artística, Desportiva, Educativa e Social (CADES), se dirigiu a mais de centena e meia de pessoas, presentes durante o jantar de apresentação da associação - fundada a 2 de Setembro último -, que teve lugar na noite do dia 28 de Outubro, no Conjunto Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada.

“A CADES quer ser um sorriso, um gesto de ternura, uma voz, um ouvido, um cumprimento, um abraço, um beijo, um mimo. Não vamos mudar o mundo, mas vamos certamente colorir o mundo de Alguém”, dizia Janine de Oliveira, que dava assim a conhecer o objectivo principal da associação que lidera: pôr em prática o exercício da solidariedade e a promoção do desenvolvimento comunitário através da arte, do desporto, da vertente educativa e social. Uma associação de e para a Bairrada, mas que ambiciona voar mais alto e chegar a todo o país.

A forma de actuação da CADES, para promover a solidariedade, será através de seis núcleos de intervenção: Social/Saúde, Artístico, Educação/Formação, Fitness/Desporto, Gastronómico e Comunicação. “Somos muitos para existir para os outros”, sublinhou a presidente, visto o corpo técnico da CADES contar já com mais de 50 elementos e a breve trecho ver este número crescer, com o nascimento de um sétimo núcleo, de Artes Orientais, “que terá como objectivo a promoção, formação e intervenção nas áreas das artes orientais, sejam elas marciais, terapêuticas ou meramente culturais”, conforme explicou Janine de Oliveira.

O jantar ficou marcado pela dinâmica que a apresentação singular de cada núcleo gerou ao longo da noite. Os Núcleos Gastronómico e de Fitness/Desporto exibiram um vídeo; o Social/Saúde apresentou um momento em palco com a declamação de um poema ao som de violino e piano e com sombras chinesas; o Núcleo Educação/Formação subiu ao palco para contar uma história onde foi apresentado o seu plano de actividades para 2010; o Artístico trouxe teatro e o Núcleo de Comunicação entregou uma brochura com a constituição dos seis núcleos e os órgãos sociais da CADES.

 

“O Desporto é de todos”

Relativamente às actividades que vão ser desenvolvidas pelos núcleos, Janine de Oliveira deu a conhecer algumas delas. O projecto “O Desporto é de todos” - do Núcleo de Fitness/Desporto - vai proporcionar a todos os que não têm possibilidades a prática de actividade física e desportiva. Mas é o Núcleo Social/Saúde que terá como função sinalizar a população alvo e encaminhar para as diversas modalidades. A Sociedade Hoteleira Pedro dos Leitões e a empresa “JB Pires Construções, Lda.” vão ser parceiros neste projecto: “Numa primeira fase, a ter início em Janeiro de 2010, cinco crianças vão ser contempladas”, revelou a presidente da CADES.

O Núcleo de Educação/Formação criou uma “Bolsa de Incentivo Escolar”. Este apoio consistirá na compra de livros, material escolar e informático, sendo o Grupo Leya, maior grupo editorial português, o parceiro neste projecto.

“Estes são apenas alguns exemplos do que pretendemos fazer. Mas temos muitos outros projectos que a curto prazo se irão concretizar. Projectos estes que ainda estão órfãos e que precisam de pais”, disse Janine de Oliveira, deixando o apelo a todos os presentes para que “nos ajudem a existir para os outros”, justificando o lema da equipa CADES: “Existimos para si!”.

 

Leilões ajudam a CADES a crescer

“Estamos a nascer, faça-nos crescer!”. Esta foi a frase que se ouviu mais vezes durante a noite do dia 28 de Outubro e que motivou a realização de três leilões, que contaram com Luís Simões, vice-presidente da CADES, como licitador.

O primeiro apresentou uma série de três livros - “Memória de Elefante” e “Os Cus de Judas”, de António Lobo Antunes e “Caim”, de José Saramago -, estando os dois primeiros autografados pelo autor e sendo os três de edição numerada, oferecidos pelo Grupo Leya. José Alfredo, da empresa “Certoma”, na Mealhada, foi quem deu mais.

Foi também leiloada uma camisola do Sporting Clube de Portugal, autografada pelo plantel e oferecida pela equipa técnica do clube, que foi comprada por João Pires, da empresa “JB Pires Construções, Lda.”, que entretanto voltou a oferecer a camisola à CADES, que voltou a leiloar, acabando por ficar a camisola com Amílcar Maia Henriques, empresário de Águeda.

A Casa do Benfica da Bairrada ofereceu uma camisola do Sport Lisboa e Benfica (SLB) à CADES, autografada pelo plantel, vindo a comprá-la no leilão com uma delegação da equipa de Futsal do SLB presente no jantar - constituída pelo treinador André Lima, pelo jogador Ricardinho e pelo secretário técnico João Pedro Ferreira -, voltando a oferecer a mesma camisola à CADES, que acabou por ser adquirida por Janine de Oliveira.

A camisola da Académica de Coimbra OAF, oferecida e autografada pelo plantel, foi comprada por Nuno Pires, presidente do Conselho Fiscal da CADES. A do Paços de Ferreira, também oferecida pelo plantel e autografada, foi adquirida por Cláudio Pires, presidente da Assembleia Geral da CADES. A última camisola, do Vitória de Guimarães, ficou com José Mendes, presidente do Sporting da Covilhã. Esta camisola estava autografada por todo o plantel, que fez a oferta.

O último leilão foi feito com um quadro do ceramista mealhadense Paulo Júlio, sendo comprado pelo presidente da Direcção da Associação Comercial e Industrial da Mealhada (ACIM), Carlos Pinheiro.

De referir que entre os convidados da noite estiveram figuras do futebol português - como Paulo Sérgio (treinador do Guimarães); Vítor Pontes (treinador); João Tomás (jogador do Rio Ave); Orlando, Sougou e Bruno Amaro (da Académica de Coimbra OAF) e o director da formação, Pedro Roma, entre outros -, que não ficaram indiferentes ao convite feito pela associação, manifestando a sua solidariedade ao apadrinhar a CADES em dia de apresentação à comunidade.

Presentes estiveram também o presidente da Câmara da Mealhada, Carlos Cabral e a vice-presidente, Filomena Pinheiro; Teresa Belém e Jorge Sampaio, vice-presidente e vereador, respectivamente, da Câmara de Anadia; Catarina Rodrigues, directora regional do Instituto do Desporto de Portugal (IDP) - Centro; assim como Ana Covas, coordenadora da equipa de apoio às escolas de Aveiro e Fernando Trindade, director da Escola Secundária da Mealhada, entre outras entidades, de várias áreas e empresários.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:28

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13 de Outubro de 2009

Incubadora da WRC completa hoje três anos

Já são oito as empresas instaladas no Curia Tecnoparque, em Tamengos (Anadia)

Em Outubro de 2006, precisamente hoje, dia 13, Castro Guerra, secretário de Estado adjunto da Indústria e da Inovação; João Vasco Ribeiro, então presidente do Conselho de Administração da WRC e Litério Marques, presidente da Câmara Municipal de Anadia, inauguravam a Incubadora de Empresas da WRC - Web para a Região Centro, Agência de Desenvolvimento Regional, SA, situada no Curia Tecnoparque, na Quinta dos Cabrais, na Curia, freguesia de Tamengos, concelho de Anadia.

Volvidos três anos desde a abertura do espaço, Pedro Maranha, adminsitrador da WRC, afirma que “tem sido cumprida a sua função de potenciador de desenvolvimento económico local e regional”.

Desde 2006, a Incubadora tem conseguido também cumprir com a sua filosofia da “porta aberta”, promovendo em conjunto com as empresas incubadas reuniões quadrimestrais para avaliação de dificuldades e discussão de novas ideias. “Da mesma forma tem conseguido colocar a rede de contactos e accionistas da WRC ao serviço destas empresas, sempre na perspectiva de geração de oportunidades de mercado”, garantiu o administrador.

 

Rede de Incubadoras

A criação de uma Rede de Incubadoras de Empresas na Região Centro, um dos projectos pioneiros da WRC, é já uma realidade, “congregando todas as incubadoras em actividade na zona centro. Mantém-se ainda o objectivo de criar a INCUBE - Associação Nacional de Incubadoras de Empresas, que merecerá discussão no II ENI - Encontro Nacional de Incubadoras de Empresas, agendado para o próximo mês de Novembro, no Curia Tecnoparque”, revelou Pedro Maranha.

 

Oito empresas incubadas

Actualmente são oito as empresas que se encontram sedeadas na Incubadora de Empresas do Curia Tecnoparque. Os primeiros quatro projectos empresariais estão ali instalados desde 2007 - Sigyn - Consultoria de Marketing e Implementação de Sistemas de Informação Lda;  Lanik Portuguesa - Fabrico e Comércio de Estruturas de Madeira e Projectos de Engenharia, Lda; AAS - Sociedade Portuguesa de Inovação Ambiental, Lda e Enodestinos - Produção e Organização de Eventos - sendo os restantes mais recentes.

Esta configuração leva à quase lotação da incubadora, se se exceptuar o terceiro piso, onde se mantém a vontade de encontrar uma empresa ou entidade de referência que ali se queira instalar. “Todavia, esta ambição de atrair um projecto âncora, não invalida que sejam ainda instaladas novas pequenas empresas no Curia Tecnoparque”, conforme explicou Pedro Maranha.

Além das já mencionadasdas quatro empresas estão ainda incubadas na WRC a CBL - Qualidade, Ambiente e Segurança, Unipessoal, Lda; SAFESPACE - Soluções de Segurança e Domótica Lda; IDEIASOFT - Engenharia de Sistemas, Lda e Click Mental - Sistemas de Informação, Lda.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:07

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Receba o Quiosque

Insira o seu endereço de e-mail:

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Voluntários ajudam a limp...

Reunião aberta para a ini...

Câmara de Anadia entrega ...

Gabinete de Apoio ao Emig...

Urbanos ganha prémio de m...

Confraria dos Enófilos da...

Vinhas da Bairrada voltam...

Escolas do concelho da Me...

Brilho e solidariedade ma...

Incubadora da WRC complet...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Rostos SAPO Local

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds