Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2010

Reunião aberta para a iniciativa Limpar Portugal (Grupo de Águeda)

Dia 4 de Março no Salão Nobre da Câmara Municipal

Realiza-se no próximo dia 4 de Março, quinta-feira, às 18 horas, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Águeda, uma reunião aberta a toda a população, tendo por tema a iniciativa Limpar Portugal.

A reunião tem por objectivo estruturar a acção que se desenvolverá localmente: Limpar o concelho de Águeda e estimular à participação de tod@s no projecto. É desta forma que a autarquia lança o convite à participação de todos nesta reunião de preparação da iniciativa.

O projecto Limpar Portugal é um movimento cívico que tem como principal objectivo, no dia 20 de Março de 2010, remover todo o lixo depositado indevidamente nos nossos espaços verdes. Numa iniciativa apoiada pela autarquia de Águeda, pretende-se, através da participação cívica, promover a comunicação e a reflexão sobre a problemática dos resíduos, do desperdício, do ciclo dos materiais e do crescimento sustentável.

A iniciativa, realizada na Estónia em 3 de Maio de 2008, reuniu 50 mil voluntários e recolheu 10 mil toneladas de lixo em cinco horas.

 

Grupo de Águeda já conta com vários adeptos

A menos de um mês do “Dia L – Dia do Limpar Portugal”, o grupo de Águeda (AGD) tem vindo a reunir mais adeptos esperando a organização que, “muitos mais venham a voluntariar-se nas diferentes freguesias”. Esta é uma prova também à nossa vontade de mudar e melhorar o mundo que nos rodeia. Espera-se assim, uma colaboração activa de cidadãos a título individual, movimentos e grupos de cidadãos, escuteiros, empresas, instituições, escolas, bombeiros, Juntas de Freguesia, Cruz Vermelha, associações desportivas, IPSS, entre tantas outras que poderão colaborar para que a iniciativa seja um êxito no Município de Águeda.

A participação dos voluntários no dia 20 de Março passa por colaborar na limpeza dos espaços identificados para o efeito, mas também na identificação dos locais a limpar, na organização do grupo na sua freguesia, na divulgação do projecto, na consultadoria técnica, na cedência de meios de transporte para resíduos (“pick-up”, tractor, atrelados, outros), material vário como sacos, luvas, águas, entre outros.

Toda a participação terá que ser voluntária ou com a cedência de bens e/ou serviços, não se aceitando contrapartidas monetárias.

Quem estiver interessado em participar no Projecto Limpar Portugal, basta registar-se no grupo de Águeda – AGD – em http://limparportugal.ning.com/ ou contactar a Câmara Municipal de Águeda: presencialmente, nos serviços camarários, ou por e-mail ou telefone, deixando o nome, morada, contacto telefónico e e-mail (se tiver).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:37

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2010

Palhaços recicláveis embelezam concelho da Mealhada

Exposição patente nas rotundas até dia 19

Palhaços de todas as cores e feitios, construídos com materiais recicláveis, encontram-se em exposição, até dia 19 de Fevereiro, na rotunda do Baco e na rotunda da EN1 de acesso ao Luso. Os palhaços foram construídos pelos alunos dos jardins-de-infância e das escolas do 1º ciclo do Ensino Básico do concelho da Mealhada que aderiram à iniciativa “Brincadeiras de Carnaval”.

Chegado o Carnaval, a Câmara da Mealhada voltou a desafiar os alunos e professores dos jardins-de-infância e das escolas EB1 do concelho a construírem palhaços “amigos do ambiente” para embelezarem as rotundas do município. Palhaços com mais de metro e meio de altura, construídos apenas com materiais recicláveis, que vão ficar em exposição durante o Carnaval.

O repto foi aceite pelos jardins-de-infância da Mealhada, Ventosa do Bairro e Vimieira e pelas escolas EB1 de Cavaleiros, Mealhada, Pampilhosa nº 1, Vacariça e Ventosa do Bairro.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:33

link do post | comentar | favorito
Domingo, 14 de Fevereiro de 2010

Alunos da Secundária da Mealhada realizaram passeio pedagógico ao Parque da Cidade

Saída de campo organizada com o apoio da Câmara Municipal da Mealhada

Os alunos do 10º ano da Escola Secundária da Mealhada realizaram uma saída de campo ao Parque da Cidade para apreciarem a biodiversidade existente nesse ambiente. Uma actividade de complemento curricular enquadrada na temática “Diversidade na Biosfera”, que foi realizada com o apoio da Câmara Municipal da Mealhada.

Ensinar a reconhecer a diversidade de seres vivos existente nesse espaço e a identificar as espécies vegetais observadas, sensibilizando-os para a importância da conservação da biodiversidade e da preservação das áreas verdes em ambiente urbano – em particular desse espaço de lazer e de recreio – foram os objectivos da iniciativa. Um passeio pedagógico pelo Parque da Cidade que procurou, assim, estimular o espírito crítico e científico desses alunos.

A segunda saída de campo está marcada para as 9 horas do dia 24 de Fevereiro (28 alunos da EB 2/3 da Pampilhosa).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:02

link do post | comentar | favorito
Sábado, 30 de Janeiro de 2010

Projecto “Escola Electrão” em Vilarinho do Bairro (Anadia)

Dia 4 de Fevereiro é a data para recolha dos materiais

Está já a decorrer o projecto “Escola Electrão” na Escola Básica nº 2 de Vilarinho do Bairro. O projecto consta da recolha de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos (EEE), cuja duração de vida terminou, tendo por isso passado à situação de Resíduos (REEE).

Estes equipamentos obedecem a um escalonamento em 10 categorias, a saber: grandes electrodomésticos (frigoríficos, máquinas de lavar, etc); pequenos electrodomésticos (aspiradores, ferros de engomar); equipamentos informáticos e de telecomunicações; equipamentos de consumo (televisores, rádios, leitores de MP3); equipamentos de iluminação (todo o tipo de lâmpadas, à excepção das incandescentes); ferramentas eléctricas e electrónicas; brinquedos e equipamentos de desporto e lazer; aparelhos médicos; instrumentos de monitorização (detectores de fumo, reguladores de aquecimento); e distribuidores automáticos, isto é, má-quinas de distribuição de produtos.

No caso de Vilarinho ser uma das escolas que consiga recolher mais materiais, esses prémios serão bem interessantes, desde um simples computador e impressora até conjuntos de equipamentos bem completos.

O projecto iniciou no passado dia 15, terminando dia 4 de Fevereiro, data de recolha dos materiais. Dia 1 de Fevereiro, segunda-feira, a escola receberá a visita do Ponto Electrão, contentor concebido pela Amb3E para recolha destes materiais.

 

publicado por quiosquedasletras às 09:12

link do post | comentar | favorito
Domingo, 3 de Janeiro de 2010

Assembleia Municipal de Oliveira do Bairro viabiliza Orçamento de 37 milhões de euros

Maioria social-democrata vota favoravelmente os documentos para 2010

A sessão ordinária da Assembleia Municipal de Oliveira do Bairro - que se realizou em duas reuniões, nos dias 30 e 31 de Dezembro -, aprovou por maioria o Orçamento e as Opções do Plano do Município para o ano 2010. Foram 18 os votos a favor, houve oito abstenção das bancadas do CDS-PP e do PS e nenhum voto contra.

Esta foi a primeira sessão depois das autárquicas e a última de 2009, ficando marcada por cerca de oito horas de discussão e pelas mais de 70 intervenções dos deputados.

O ponto do Orçamento e das Opções do Plano - que passou para a segunda reunião, dado o avançar da hora na noite de 30 de Dezembro - foi o mais polémico e prolongado, mesmo depois da indicação do líder de bancada da Oposição CDS-PP, André Chambel, ter referido que os populares não iriam “inviabilizar o documento”.

Ainda antes, Mário João Oliveira, presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, lembrou que aquele era o documento “mais importante para quem gere os destinos do concelho”, por serem “as grandes balizas sobre as quais pretendemos prosseguir uma actividade. Cumpre-nos, enquanto Executivo, levar por diante tais iniciativas”.

O autarca sublinhou que este Orçamento é “abrangente, ambicioso e inovador”, sendo ainda o “maior de sempre”, por ultrapassar os 37 milhões de euros (37,230.608 euros).

Mário João Oliveira evidenciou que o valor estimado da receita corrente “ultrapassa largamente o da despesa corrente. É esse o caminho que vamos prosseguir”.

O autarca fez referência ao acréscimo de despesa corrente em mais de 800 mil euros devido à delegação de competências na área da Educação. Este acréscimo também se verifica pela adesão do Município à Águas da Região de Aveiro - ADRA, ficando assim os documentos condicionados por estes dois exemplos.

A aposta na Cultura, a requalificação urbana do concelho, o apoio às associações e aplicação de verbas em eventos são outras áreas contempladas no documento aprovado.

Nuno Barata, líder de bancada do PSD, falou da aposta continuada “na Educação e na formação, com uma evidente evolução na diversificação dos investimentos: quer em equipamentos (novos ou requalificados), quer em recursos humanos (docentes e discentes), quer em projectos vários de dinamização e desenvolvimento educativo”.

Contudo, Armando Humberto Pinto, líder de bancada do PS, disse que a análise do documento é um “exercício inútil, pois a diferença entre aquilo que é proposto e aquilo que é razoável esperar-se que seja executado é de tal ordem, que não é possível fazer qualquer análise séria tendo apenas por base este documento”, acrescentando que um ano depois, daquilo que é proposto agora será “executado metade, e estou a ser optimista”.

O líder socialista frisou: “Acho uma falsidade e irrazoável que tendo-se executado 16 milhões de euros anteriormente agora se apresente um orçamento de 37 milhões”.

Para o PS, os projectos prioritários são a conclusão dos oito pólos escolares; da Alameda; da Junta de Freguesia de Oiã e respectivo auditório e biblioteca e a Casa da Cultura. Mas “todos eles, com excepção porventura da Alameda, irão ter elevadas despesas de operação e manutenção”, apelando ao Executivo para a “razoabilidade”, afim de evitar custos elevados para todos.

Já Óscar Ribeiro, do CDS-PP, disse que o Orçamento está “empolado”, realçando, contudo, que algumas obras tinham origem no seu partido. “É um orçamento mais realista que no ano passado, permite contratos programa e segue as práticas do CDS que na altura foram tão criticadas”.

Também da bancada do CDS, Vítor Pinto disse que eram vários os projectos que o documento contempla, mas que “não vão passar do papel”, atirando que a “obsessão deste Executivo pela famigerada Alameda faz com que esqueça o que é verdadeiramente importante”.

Por tratar-se do primeiro Orçamento do novo mandato, André Chambel referiu que o CDS não o inviabilizaria, mas lembrou projectos - como o reforço de ecopontos ou o aproveitamento do Museu de Etnomúsica da Bairrada - que mesmo ali apresentados “nada indicam”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 10:01

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 31 de Dezembro de 2009

Assembleia Municipal da Mealhada viabilizou Orçamento de 18,6 milhões de euros

Sessão ordinária prolongou-se pela madrugada dentro

A Assembleia Municipal da Mealhada aprovou, anteontem, dia 29, o Orçamento e as Opções do Plano do Município para o ano 2010. 

Os documentos foram aprovados em sessão ordinária, com 22 votos a favor, um voto contra e seis abstenções.

A Assembleia Municipal aprovou, também, na mesma sessão - que se estendeu pela madrugada dentro - o Regulamento e Tabela de Taxas do Município (com 18 votos a favor e 11 contra), o Regulamento Municipal da Urbanização e Edificação do Município (por unanimidade) e o mapa de pessoal da autarquia para 2010 (com 25 votos a favor e quatro abstenções), além de uma proposta de delegação de competências nas Juntas de Freguesia (também por unanimidade).

As Opções do Plano e o Orçamento para 2010 tinham sido aprovadas, a 10 Dezembro, em reunião de Câmara, com cinco votos a favor (da maioria PS) e duas abstenções (dos vereadores do PSD).

De acordo com os documentos, agora aprovados pela Assembleia Municipal, a despesa global (despesas correntes e de investimento) que o Município prevê realizar, durante o próximo ano, é da ordem dos 18,630.860 euros.

Educação, Ambiente, Habitação e Rede Viária destacam-se entre as áreas que, ao nível das despesas de investimento, terão maior impacto orçamental, no ano 2010.

A título meramente exemplificativo, a construção do Centro Educativo da Pampilhosa (em curso) tem uma dotação de 700 mil euros, à recuperação do Bairro Social de Canedo estão atribuídos 530 mil euros, ao Parque da Cidade (antigos Viveiros) 460 mil e para o arranjo da zona envolvente da Zona Desportiva da Mealhada estão orçamentados 369.700 euros.

Para abastecimento de água (remodelação e extensão de redes um pouco por todo o concelho) estão previstos 1,35 milhões de euros.

Por sua vez, o investimento na qualificação da rede viária concelhia (na construção de novos arruamentos, remodelações e beneficiações, abrangendo nas oito freguesias) deverá alcançar os 2,48 milhões de euros.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:52

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2009

Lotação esgotada nas Oficinas de Educação Ambiental da Mealhada

Miúdos e graúdos aprenderam a confeccionar Doces de Natal

Lotação esgotada, no último sábado, dia 12, em mais uma iniciativa das Oficinas de Educação Ambiental, desta vez dedicadas a ensinar a confeccionar doces tradicionais de Natal (de Portugal e do Brasil) e licores biológicos.

A actividade decorreu no Pavilhão Municipal do Luso e suscitou o interesse de mais de uma dezena e meia de participantes, com idades entre os nove e os 51 anos.

A inicitiva terminou com um lanche - convívio, que contou com a presença do vereador do pelouro do Ambiente, Júlio Penetra, e da vice-presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Filomena Pinheiro.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:21

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Dezembro de 2009

Água da rede pública de Anadia própria para consumo humano

Análises atestam “boa qualidade da água”, diz Litério Marques

A água da rede pública de abastecimento de água de Anadia encontra-se própria para consumo humano. A informação pode ler-se no comunicado à Imprensa enviado pela Câmara Municipal de Anadia, em conjunto com a Delegação de Saúde de Anadia, na última quinta-feira, dia 3 de Dezembro. Desta forma ficam dissipadas todas as dúvidas sobre a causa/origem do surto de gastroenterite que recentemente afectou a população do concelho.

O comunicado explica que na sequência do surto virusal ocorrido em meados do mês de Novembro e que originou um primeiro comunicado à população, emitido no dia 19 desse mês, a Câmara Municipal e a Delegação de Saúde de Anadia decidiram reforçar as análises que são efectuadas à rede pública de abastecimento de água.

 

Primeiros resultados da água já cumpriam valores

“Das análises extras que foram realizadas pelo laboratório acreditado e que efectua as análises com a periodicidade recomendada e os parâmetros que a Lei determina, concluiu-se que todos os resultados cumprem os valores paramétricos segundo o DL 306/2007”, conforme se lê no comunicado com data de 3 de Dezembro.

Posto isto, outras colheitas foram também realizadas e analisadas pelo Instituto Nacional de Sáude Dr. Ricardo Jorge, através do Departamento de Saúde Ambiental, e os relatórios de ensaio enviados de análise química e micro bacteriológica à água de consumo humano “apresentam resultados que cumprem igualmente os valores paramétricos do DL 306/2007”, lê-se no mesmo comunicado.

Recorde-se que mais de uma centena de crianças de vários estabelecimentos de ensino do concelho de Anadia, assim como adultos, foram atingidos, entre os dias 19 e 20 de Novembro, por um surto de gastroenterite, que levou a uma afluência fora do normal da Consulta Aberta do Centro de Saúde de Anadia. Os sintomas de vómitos e diarreias foram comuns, chegando a desconfiar-se que a água da rede pública poderia estar na origem deste problema.

No entanto, todas as dúvidas ficam agora desfeitas. Litério Marques, presidente da Câmara Municipal de Anadia, recusou desde o início qualquer ligação entre a água da rede pública e o surto, alegando já que as últimas análises realizadas a 17 de Novembro atestavam a “boa qualidade da água”.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:26

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009

Oficinas de Educação Ambiental já arrancaram na Mealhada

Vacariça recebeu a primeira actividade

O programa Oficinas de Educação Ambiental 2009/2010, da Câmara Municipal da Mealhada, arrancou este sábado, 28 de Novembro, na Vacariça, com uma actividade na qual participou uma dezena de crianças das escolas locais, dos cinco aos nove anos de idade.

As Oficinas de Educação Ambiental, este ano na quarta edição, são um programa de educação/formação/sensibilização para as questões ambientais, dirigido a crianças, jovens e adultos
As actividades, promovidas pela Câmara Municipal da Mealhada, no âmbito deste programa, têm lugar ao sábado, uma vez por mês e cada mês numa freguesia diferente

A primeira oficina deste ano, designada “Rolhas e Tampinhas em Movimento”, colocou uma dezena de alunos, com idades entre os cinco e os nove anos, a construir bonecos a partir de rolhas de cortiça recicladas.

De acordo com uma das monitoras, as crianças deram mostras de ter gostado da actividade e, em especial, do resultado final: os bonecos articulados, feitos de rolhas de cortiça usadas.

A próxima actividade do programa Oficinas de Educação Ambiental está marcada para 12 de Dezembro (14.30 - 17 horas), no pavilhão do Luso, e constará da confecção de doces típicos da época natalícia, do nosso país e do Brasil, da preparação de licores a partir de plantas aromáticas e da construção de embalagens personalizadas, a partir de materiais reutilizados.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:18

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

Confraria dos Enófilos da Bairrada entroniza mais 21 novos membros

XXXI Grande Capítulo investe Pais do Amaral como Confrade Honorário

O empresário Miguel Pais do Amaral foi entronizado, no dia 28 de Novembro, Confrade Honorário da Confraria dos Enófilos da Bairrada (CEB), naquele que foi o seu XXXI Grande Capítulo, que mais uma vez se realizou no Palace Hotel do Bussaco.

Este ano, em virtude dos 30 anos da Região Demarcada da Bairrada, o programa começou durante a tarde, em Anadia, com a realização de uma Palestra sobre o tema “Vitivinicultura Competitiva”.

Fernando Castro, presidente da Direcção da CEB, lembrou que cada “Grande Capítulo é o momento com o mais altíssimo significado”, porque é quando a “CEB acolhe os novos membros. É um momento de alegria, de uma família que se multiplica para defender o preciso néctar que é o vinho da Bairrada”.

Ao chegar ao final de mais um ano, e em jeito de balanço, Fernando Castro começou por destacar duas efemérides: o 30º aniversário da fundação da CEB e o 30º aniversário da Demarcação da Região da Bairrada.

Defender, promover e valorizar os vinhos da região da Bairrada foram objectivos que Fernando Castro lembrou, estando na origem da constituição da CEB e sublinhando que são os vinhos que representam o “sector de actividade na região mais antigo, o mais emblemático, o mais empregador, o que regista maior volume de investimento, um dos mais amigos do ambiente e com elevado efeito reprodutor noutros sectores, nomedamente no turístico”.

Por tudo isso, o presidente da CEB lembrou ser altura das pessoas “começarem a lutar pela defesa de interesses. É tempo de acabar com divisionismos”, porque “quanto mais dividimos, mais frágeis somos. Só entrelaçados os elos podem desempenhar a sua força”.

 

Presidente da CEB faz apelo à união

Fernando Castro disse que aquele era um momento de “união e reunião”, para “recuperar o alento para novas jornadas”. Lembrou que ao longo dos 30 anos da Região Demarcada da Bairrada “muitos têm mantido alta a sua bandeira”. A região “evoluiu e renovou-se com este esforço. Só assim a Bairrada poderá continuar a prometer”, terminou, com um “Viva a Bairrada!” e ao seu vinho e um “Ámen”.

Francisco Batel falou pelos novos confrades, referindo que o XXXI Capítulo constitui para os novos membros da CEB “uma honra e uma responsabilidade, com uma dimensão cultural, económica, ética e social”.

Em nome dos velhos confrades falou Dias Cardoso: “A CEB não se limita a este encontro anual. Há toda uma dinâmica fortemente implantada no tecido económico e social da região e um tesouro histórico para desbravar. A Bairrada é das mais belas e ricas terras portuguesas”.

Pais do Amaral disse ter aceite o convite da CEB por dois motivos: “Desde que me lembro de ser apreciador de vinho sou-o da Bairrada e também por uma razão histórica, porque a minha família tem raízes em Anadia”. O novo confrade entende que o vinho “é actualmente em Portugal um dos mais dinâmicos motores da nossa actividade agrícola”.

Além da investidura de Pais do Amaral, como Confrade Honorário, o XXXI Grande Capítulo dos Enófilos da Bairrada entronizou cinco Confrades de Mérito e 15 Confrades Efectivos, num total de 21 novos membros.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:55

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Receba o Quiosque

Insira o seu endereço de e-mail:

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Reunião aberta para a ini...

Palhaços recicláveis embe...

Alunos da Secundária da M...

Projecto “Escola Electrão...

Assembleia Municipal de O...

Assembleia Municipal da M...

Lotação esgotada nas Ofic...

Água da rede pública de A...

Oficinas de Educação Ambi...

Confraria dos Enófilos da...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Rostos SAPO Local

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds