Sábado, 19 de Dezembro de 2009

Santa Casa da Misericórdia de Anadia festeja 101º aniversário

Efeméride marcada por homenagem a cinco funcionárias

A Santa Casa da Misericórdia de Anadia (SCMA) comemorou o 101º aniversário. Cerimónia simples, mas com alto valor histórico/social, marcada pela grandeza de 24 ilustres Homens de Anadia, que traçaram o destino da instituição. A data foi marcada pela inauguração de uma exposição e pela homenagem a cinco funcionárias, pelos 20 anos de serviço cumpridos.

Foi celebrada Missa na Capela do Palacete Seabra de Castro, pelo Padre Daniel, do Colégio Salesiano de Mogofores, que na homilia evocou o aniversário da SCMA, enaltecendo os fundadores e deixando uma palavra de “justiça” para a actual Mesa Administrativa.

Seguiu-se a abertura da exposição “Menino Deus”, um conjunto de figuras alusivas ao Menino Jesus, que preencheu o dia de aniversário na sala temática do Museu José Luciano de Castro. Uma mostra que ficará patente durante três meses.

São figuras em madeira, porcelana e cerâmica referentes aos séculos XVII, XVIII e XIX, que vão dar brilho àquele Museu, numa valiosa exposição, sinal demonstrado pelo empenho dos responsáveis, que tentam manter posição de destaque para o bom nome cultural da cidade de Anadia. A SCMA aceitou o desafio, porque desde 1980, aquando da inauguração, mantém aberto ao público um espaço museológico que prima em expor seleccionadas colecções.

O Salão Nobre foi ainda palco da Sessão Solene e da entrega de Placas Comemorativas a cinco funcionárias com mais de 20 anos de serviço. São elas Isabel Pereira, Carla Carvalho, Rosa Simões, Maria Júlia Ribeiro e Maria Teresa Alves.

O provedor Carlos Matos deixou entre os funcionários o espírito de união, compromisso assumido de carácter social em manter as melhores relações e sobretudo uma chamada ao bom senso, para que sejam o arauto em proporcionar qualidade de vida àqueles que ainda dentro dos lares da instituição constituem um leque na sociedade.

Reforçou o desempenho às respostas sociais, todas elas superadas pela expectativa e falou do investimento feito nos dois lares, com a remodelação das instalações. Carlos Matos realçou também a aprovação do Projecto CADI por mais três anos, um projecto que ficou em primeiro lugar na zona Centro.

O almoço foi servido com pompa e circunstância e salutar convívio. Reinou um espírito de boa disposição e expressiva amizade. Diálogos em que todos se envolveram, aliando-se em criar um clima de confiança, superando o grande patamar, que coloca o bom nome da instituição na lista de bem-fazer.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 09:37

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Receba o Quiosque

Insira o seu endereço de e-mail:

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Aeróbica reuniu cerca de ...

Câmara Municipal de Aveir...

Seminário Internacional “...

Luís Fernandes, da d’Orfe...

Voluntários ajudam a limp...

Recortes de jornais desde...

Rota da Lampreia e da Vit...

Câmara Municipal de Anadi...

Candidaturas ao Fundo Soc...

Reunião aberta para a ini...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Rostos SAPO Local

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds