Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

“Escolíadas 2009” – 20ª Edição

Secundária Dr.ª Maria Cândida de Mira vence primeira sessão do concurso que hoje regressa aos Três Pinheiros

O tão esperado arranque da 20ª edição das “Escolíadas 2009” teve lugar na última sexta-feira, dia 24 de Abril, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada. A Escola Secundária Dr.ª Maria Cândida de Mira mostrou que era a mais forte da noite, através das provas prestadas na discoteca “Outro Mundo” e venceu a sessão, com 248 pontos, assumindo a liderança do concurso. A Secundária Homem Cristo (Aveiro), ao somar 242 pontos ficou em segundo lugar, seguindo-se a Secundária Dr. João Carlos Celestino Gomes (Ílhavo), com 235 pontos.

Alegria, adrenalina e emoção voltaram a marcar mais um arranque das “Escolíadas”, que têm como música oficial deste ano o tema “Viva la Vida” dos Coldplay, ouvido várias vezes ao longo da noite durante o intervalo das provas a concurso – Teatro, Dança, Música, Pintura, Claques e Cultura Geral.

A escola vencedora trouxe como tema “Os anos 20”. Foram retratadas as crises e as loucuras que fazem muitas vezes nascer sonhos, assim como a fúria de viver, a emancipação feminina e a luta das mulheres pelo direito ao voto. O som do charleston, do jazz ou do foxtrot, assim como os adereços e figurinos a rigor, fizeram o júri – constituído por Tiago Pedro e Alexandra Santos, da Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC); Manuela Almeida, da Escola Secundária de Albergaria-a-Velha e João Gandum, da Escola Secundária Infanta D. Maria (Coimbra) – pontuar a prova de Teatro da Dr.ª Maria Cândida de Mira com 66 pontos.

A Secundária Homem Cristo, de forma oportuna, centrou-se no tema “Os 250 Anos da Cidade de Aveiro” para a 20ª edição das “Escolíadas”. Aproveitando o mote da Câmara de Aveiro na realização de conferências subordinadas ao tema “Aveirenses Ilustres”, a escola homenageou, na prova de Teatro, todos esses aveirenses, mas de forma diferente, dando vida a Homem Cristo, José Estêvão, Jaime Magalhães Lima e D. João Evangelista Lima Vidal, o que se traduziu em 54 pontos. O júri felicitou a secundária pela escolha do tema, “que não podia ter sido melhor, pela sua pertinência”.

No caso da Secundária Dr. João Carlos Celestino Gomes, de Ílhavo, o tema apresentado foi “A Identidade”, que “nem sempre é aceite por quem nos rodeia”, como afirmou Joel, apresentador desta escola. A peça de Teatro retratou o dilema de Galileu Galilei, cujas investigações sobre o universo eram demasiado avançadas para a época, visto que todo o saber até então dizia diferente do que os seus olhos observavam: era a Terra que girava à volta do Sol, e não o contrário. Contudo, o júri entendeu que a peça teria “narração a mais, faltando alguma energia da parte dos actores”. Esta prova somou 53 pontos.

Nas restantes provas, a escola de Mira teve a melhor pontuação em Claque (62 pontos), face aos 61 da Homem Cristo e aos 59 pontos da secundária de Ílhavo. Na prova de Música foi a escola de Aveiro que ficou na frente, com 71 pontos. Tratou-se da interpretação da “Canção de Embalar”, música de Zeca Afonso, um “ilustre aveirense”. Seguiu-se a Secundária de Mira, com 63 pontos, e a Dr. João Carlos Celestino Gomes, com 54 pontos, a única escola que trouxe um tema original para esta prova.

Cátia Tomásio, aluna do 12º ano e apresentadora da Dr.ª Maria Cândida de Mira, não escondia a emoção da vitória: “Não esperávamos ganhar. Estamos muito felizes, até porque sabíamos que as nossas concorrentes eram fortes”. Recorda que no ano passado não chegaram a passar na sessão de apuramento, decidindo este ano apostar na qualidade dos figurinos, contribuindo para isso o apoio financeiro da escola e da Câmara Municipal de Mira, “que ainda nos facultou o transporte”.

Cristina Neves, aluna do 12º ano, participante na Claque da escola vencedora, também não escondeu a surpresa da vitória. Admitiu que assim “teve outro sabor”, apesar de ter a consciência que este ano a preparação foi outra: “Participamos desde o início, ano de 1990, mas com interrupções. Este é o meu terceiro ano de ‘Escolíadas’ e sei que agora tivemos outro cuidado”. Cristina diz que resta esperar e torcer para que haja “pontuações mais baixas para irmos à final”, como já aconteceu, apesar de nunca terem ganho.

João Nunes, professor de Matemática na Dr.ª Maria Cândida de Mira, foi o autor da peça de Teatro. Explicou que foram os alunos que escolheram o tema. Depois, com a ajuda de duas colegas “fizemos pesquisa de temas como a emancipação feminina e o mundo dos sonhos de Freud, sendo os alunos a seleccioná-los”. O docente referiu que nos últimos anos a participação da escola foi menos boa, o que levou os alunos a decidirem este ano “pela mudança, visto estarem bem mais motivados. O envolvimento entre todos é muito importante”.

 

Primeira sessão com balanço positivo

De acordo com Cláudio Pires, da “ESCOLÍADAS – Associação Recreativo-Cultural”, para uma primeira sessão “correu tudo bem, o que é difícil em termos técnicos. Todos os anos fazemos alterações, complicando o trabalho para os técnicos, que têm de garantir que não há falhas”.

No que diz respeito aos ensaios, Cláudio Pires referiu que tudo “correu bem, verificando-se o espírito de entreajuda”. Admitindo que a primeira sessão é sempre a menos concorrida em termos de público e a mais difícil de produzir, “ao compararmos com o ano passado ou há dois anos esta correu muito melhor, sendo o balanço positivo”.

As expectativas são muitas, porque Cláudio Pires diz sentir que “todos se estão a preparar muito bem para esta 20ª edição. As escolas estão a procurar fazer melhor”.

 

“Escolíadas” prosseguem hoje, dia 30 de Abril

A segunda sessão de apuramento das “Escolíadas 2009” prossegue hoje, quinta-feira, na discoteca “Outro Mundo”, no Complexo Turístico Quinta dos Três Pinheiros, na Mealhada. Vão ser colocadas à prova três escolas: Escola Secundária Avelar Brotero (Coimbra); Secundária Dr. João Lopes de Morais (Mortágua) e Escola Secundária da Gafanha da Nazaré.

A sessão tem início marcado para as 23 horas. Esta será a segunda de sete sessões de apuramento que, até dia 16 de Maio, vai seleccionar os três estabelecimentos de ensino secundário mais pontuados durante esta fase, até à final, que terá lugar dia 22 de Maio. Recorde-se que este ano são 20 estabelecimentos de ensino que vão a concurso, dos distritos de Aveiro, Coimbra e Viseu, num total de 2000 concorrentes, entre alunos e professores.

 

publicado por quiosquedasletras às 08:18

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Centro Municipal de Compostagem da Mealhada

Alunos do concelho fazem visita

A Escola do 1º Ciclo do Ensino Básico de Barcouço e a Escola do 1º Ciclo do Ensino Básico de Cavaleiros visitaram, no dia 27 de Abril, o Centro Municipal de Compostagem, localizado junto ao espaço físico da ETAR de Mealhada.

Os 71 alunos e professores tiveram a oportunidade de conhecer todo o funcionamento do centro e do processo de compostagem, desde a recolha de resíduos vegetais, trituração dos mesmos, às pilhas de compostagem e por fim o produto final - o composto -, que puderam levar para colocar nas hortas escolares ou em canteiros.

Estas visitas têm como finalidade estimular os alunos a gostarem da terra e do que dela provem e também incentivar à utilização dos compostores existentes nas escolas, criando a partir dos mais novos uma consciência ambiental.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:54

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 28 de Abril de 2009

“Feira das Barraquinhas”

Paróquia de Avelãs de Cima, Anadia, recebe VI edição no domingo

É já no próximo fim-de-semana, no dia 3 de Maio, domingo, que a “Feira das Barraquinhas” da Paróquia de Avelãs de Cima, Anadia, se vai realizar, no Adro junto à Igreja Matriz. Esta será, assim, a VI edição do certame.

A colaboração é geral. Todos os produtos que vão ser vendidos nas barraquinhas são ofertas da população. O pão caseiro, a broa, a doçaria, artesanato, animais vivos, Bric-à-Brac, plantas, charcutaria, produtos tradicionais, vinhos e muito mais.

Claro que não faltará a Tasca, que a partir das 12 horas começará a servir refeições, que vão passar desde o Leitão da Bairrada ao churrasco, rojões, feijoada, serrabulho e muitos outros pratos à moda antiga e a preços em conta. Vai ainda funcionar um bar e frango de churrasco para venda.

No recinto haverá animação com o Grupo Folclórico “O Arrais”.

Conforme confidenciou o Padre Victor, que pela segunda vez está na organização deste evento, é sua convicção de que “tudo está a correr de maneira positiva. Conto com o empenho de toda a população, porque a receita que se obtiver vai ser para restaurar o Altar-mor, que se encontra em avançado estado de degradação”.

Para isso terá de ser contratada uma equipa especializada, o que vai envolver uma verba avultada.

Depois do êxito da anterior “Feira das Barraquinhas”, onde se serviram cerca de 600 refeições e com a maior parte dos produtos vendidos, fica aqui um pedido para que todos compareçam e venham almoçar a este certame, na freguesia de Avelãs de Cima, e levar algo que é caseiro e que é desta terra.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:31

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

ARH do Centro em Águeda para debater

Questões Significativas de Gestão da Água

A Administração da Região Hidrográfica do Centro (ARH do Centro) realizou, no passado dia 23 de Abril, no Salão Nobre da Câmara Municipal, uma sessão pública sobre as Questões Significativas de Gestão da Água (QSiGA).

A sessão contou com a participação do vice-presidente da autarquia, Jorge Almeida, com a presidente da ARH do Centro, Teresa Fidélis e com a investigadora do Instituto Superior Técnico, Teresa Melo.

No âmbito do processo de elaboração dos Planos de Gestão das Bacias Hidrográficas dos Rios Vouga, Mondego e Lis, instrumentos fundamentais de apoio à gestão, protecção e valorização ambiental, social e económica dos recursos hídricos, a ARH do Centro, IP, com a colaboração do Instituto Nacional da Água e da Associação Portuguesa de Recursos Hídricos, promoveu três sessões públicas, uma realizada em Águeda, sobre as QSiGA.

Neste processo, com as QSiGA pretendeu-se focalizar os principais problemas resultantes das pressões antropogénicas e os seus impactos nos recursos hídricos, bem como as implicações ao nível da sua dimensão normativa e económica. Estas temáticas constituíram um ponto de partida para encontrar, em conjunto com todos os utilizadores, e a sociedade regional, as soluções exequíveis e pragmáticas para a resolução ou minimização dos problemas mais críticos tendo em vista o cumprimento dos objectivos da Directiva Quadro da Água, num quadro de co-responsabilização entre diversos utilizadores. Este processo teve também como objectivo garantir que os novos planos de gestão de recursos hídricos resultem em claros benefícios do público e das formas de utilização sustentável do recurso essencial e escasso que é a água.

Além do debate realizado em Águeda, aconteceram mais duas sessões: uma, no dia 21 de Abril, no auditório da ARH do Centro, IP, em Coimbra, e a outra, no dia 24 de Abril, no auditório da Caixa de Crédito Agrícola de Leiria.

A ARH do Centro, IP, fez uma ampla divulgação das sessões públicas das QSiGA, num total de cerca de 300 entidades contactadas, com o objectivo de mobilizar todos os interessados para, em conjunto, debater, trocar experiências e ouvir todas as preocupações em termos de gestão da água.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:01

link do post | comentar | favorito
Domingo, 26 de Abril de 2009

No Cine-Teatro Municipal de Anadia dia 2 de Maio, sábado

“Espectáculo Musical – década de 50/60”

O Cine-Teatro Municipal de Anadia vai receber o espectáculo musical, das décadas de 50/60, do século XX, interpretado por Marco António e The Lucky Dukies, no próximo dia 2 de Maio, sábado, pelas 21.30 horas.

Marco António é um cantor com uma voz preparada para a nostalgia musical dos anos 20 aos anos 60 e faz-se acompanhar por conceituados músicos a quem chama The Lucky Dukies.

Esta banda, formada por cinco elementos (voz, piano, contrabaixo, jazz, guitarra e bateria) tem repertório variado levando o espectador ao glamour de outrora, com um ambiente e sonoridade há muito extintos.

Os bilhetes (10 euros) podem ser adquiridos em dias de espectáculos, nos seguintes horários: sextas-feiras (18 – 22 horas); sábados (14 – 22 horas) e domingos (14 – 16 horas). As reservas podem ser efectuadas na Câmara Municipal de Anadia até três dias antes do espectáculo e os bilhetes levantados até duas horas antes do mesmo.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:51

link do post | comentar | favorito
Sábado, 25 de Abril de 2009

Comemorações do 35º aniversário do 25 de Abril, a Revolução dos Cravos

Programa recheado em Anadia

O 35º aniversário do 25 de Abril tem no concelho de Anadia um vasto programa de comemorações.

Assim sendo, a manhã de hoje, dia 25, vai começar na Praça do Município, com a recepção às entidades e convidados pelas 10 horas, bem como os cumprimentos à Guarda de Honra, pelas 10.30 horas.

Pelas 10.35 horas vai acontecer o Hastear das Bandeiras e execução do Hino Nacional, seguindo-se uma solta de pombos. Momentos depois, pelas 10.45 horas, actua a Banda de Música de Anadia.

De acordo com o programa estabelecido, vai haver a declamação de poemas alusivos à temática, nomeadamente “Ar livre”, de Miguel Torga e “As portas que Abril abriu”, de Ary dos Santos.

Os declamadores são alunos do Colégio Nossa Senhora da Assunção, de Famalicão e são eles: Carlos Miguel Santos, do 9º ano e Gonçalo Maia, do 5º ano. Para terminar o momento com “chave de ouro”, Albano Jorge, do grupo ADABEM e “O Baluarte”, vai declamar um poema de Sophia de Mello Breyner.

Vão haver, ainda, dois momentos coreográficos, realizados também por alunas do Colégio de Famalicão: Ana Sofia Semedo, Daniela Dinis, Inês Barreto, Francisca Salgado, Ana Carolina Costa, Sara, Maria Francisca Monteiro, Marta Campos e Cláudia Maia.

Após estes momentos culturais terá lugar o desfile apeado e motorizado do Corpo de Bombeiros, Guarda Nacional Republicana e bandeiras/estandartes das Juntas de Freguesia do concelho.

 

Assembleia Municipal em Anadia

Já no interior do edifício dos Paços do Município, no Salão Nobre, vai ter lugar, cerca das 11.20 horas, a sessão extraordinária solene e comemorativa do 35º aniversário da Revolução de Abril da Assembleia Municipal de Anadia.

Recorde-se que na Escola Básica 2/3 de Anadia está a decorrer uma exposição sobre “O 25 de Abril, o passado, o durante e o futuro”, com trabalhos efectuados pelos alunos sob a orientação dos docentes.

Também na Escola Secundária de Anadia (ESA) decorre uma exposição sobre a temática 25 de Abril.

De salientar ainda a intervenção de docentes da ESA, devidamente organizados, no espectáculo “Tributo a Zeca Afonso”, a ter lugar no Cine-Teatro de Anadia, pelas 21.30 horas de hoje, por associações culturais do concelho de Anadia (ver post do dia 20 de Abril).

 

Comemorações em Oliveira do Bairro

A Câmara Municipal e a Assembleia Municipal de Oliveira do Bairro também assinalam os 35 anos do 25 de Abril, numa sessão solene comemorativa, a realizar hoje, com início pelas 10 horas.

Com muito orgulho pela democracia que vivemos, é com grande alegria que o município de Oliveira do Bairro se associa às comemorações levadas a cabo por todo o país. Reconhecendo o valor e a importância desta data, a autarquia não quer deixar passar em branco este 25 de Abril, marcando-o com o lançamento do livro “Arlindo Vicente e a Oposição”, da autoria de Miguel Dias Santos e inaugurando uma exposição dedicada a Arlindo Vicente, residente no Troviscal.

Arlindo Vicente, ligado à política e às artes, foi uma voz activa aquando do 25 de Abril, lutando pelos direitos que hoje qualquer cidadão usufrui, mas que na altura eram limitados.

Estes dois eventos serão acrescidos à sessão solene da Assembleia Municipal Comemorativa do 25 de Abril, pela pertinência da obra a ser lançada e da exposição a ser inaugurada.

O programa de hoje será o seguinte: pelas 10 horas, participação da Banda Filarmónica do Troviscal. Às 10.15 horas, Hastear das Bandeiras. Cerca das 10.30 horas, cerimónia junto do Monumento aos Combatentes do Ultramar a cargo da Liga dos Combatentes – Núcleo de Oliveira do Bairro. E às 10.45 horas, sessão solene da Assembleia Municipal, no Salão Nobre da Câmara Municipal. Pelas 11.45 horas terá lugar o lançamento do livro “Arlindo Vicente e a Oposição”, da autoria de Miguel Dias Santos e às 12.30 horas, abertura de exposição dedicada a Arlindo Vicente.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 08:01

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

“Sextas Culturais Águeda 2009”

Galegos Luar na Lubre remam da Corunha para Águeda no dia 8 de Maio

O Cine-Teatro São Pedro prepara-se para receber, no dia 8 de Maio, às 22 horas, a voz portuguesa de Sara Vidal, no grupo galego Luar na Lubre, naquele que será o penúltimo espectáculo das “Sextas Culturais Águeda 2009”.

Da cidade portuária da Corunha para o mundo: música celta galega!

A voz do grupo é da cantora portuguesa Sara Vidal, cujas ligações familiares a Águeda darão especial emoção ao concerto dos Luar na Lubre nas “Sextas Culturais”.

Luar na Lubre é um dos mais importantes grupos folk galegos, com uma carreira internacional recheada de êxitos, discos e reconhecimentos. O grupo difunde por todo o planeta a música da nossa irmã Galiza, estreitando laços culturais entre países e culturas, numa relação também muito especial com a música e os músicos portugueses.

A formação do grupo remonta a 1986. Desde a sua estreia o grupo habitou-se aos prémios e às críticas positivas. Luar na Lubre já conta com alguns discos de ouro, que correspondem também a um sucesso comercial assinalável.

Este é mais um espectáculo a não perder. Os bilhetes para os concertos das “Sextas Culturais 2009” podem ser comprados em diversos postos de venda em Águeda, Aveiro e Porto. Os bilhetes para o concerto de Luar na Lubre têm o custo de 8 euros no dia do concerto, mas podem ser adquiridos por 4 euros se pré-comprados até à véspera.

Depois do êxito da edição de 2008, as “Sextas Culturais Águeda 2009” confirmam a aposta da Câmara Municipal de Águeda na promoção de espectáculos que afirmem o concelho como destino cultural de qualidade.

 

Bilhetes e preços

- 8 euros (no próprio dia/apenas na bilheteira do Cine-Teatro São Pedro)

- 4 euros (pré-venda)

 

Pontos de venda:

Águeda - Galeria Municipal, Fórum da Juventude, Biblioteca Municipal, Piscinas Municipais, Posto de Turismo, Espaço d’Orfeu, Cine-Teatro São Pedro;

Aveiro - Oficina de Música de Aveiro, Loja de Música Wah Wah no Mercado Negro, Loja de Discos Disco Preto no Centro Comercial Oita;

Porto - Contagiarte.

 

http://www.luarnalubre.com

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:36

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 23 de Abril de 2009

“XVII Jogos Nacionais Salesianos” – 30 de Abril a 3 de Maio

Anadia recebe mais de 1200 alunos de todo o país

De 30 de Abril a 3 de Maio vão decorrer em Anadia os “XVII Jogos Nacionais Salesianos”. A organização vai estar a cargo do Colégio Salesiano de São João Bosco de Mogofores, em parceria com a Sportis e com o apoio da Câmara Municipal de Anadia.

A iniciativa vai envolver cerca de 1200 alunos, de 21 colégios a nível nacional, sendo já uma referência na área desportiva/cultural no país e que para Litério Marques, presidente da Câmara Municipal de Anadia, representa “uma honra o concelho ser palco destes jogos”.

O autarca revelou, na conferência de Imprensa do dia 17, que a maioria dos jogos vai realizar-se no Complexo Desportivo de Anadia. E para que “quem utiliza as instalações não prejudique esta realização, a Câmara encontrou uma solução intermédia para evitar atropelos”.

Por seu turno, João de Brito Carvalho, padre Provincial do Movimento Salesiano em Portugal, explicou que os jogos salesianos têm já uma tradição de 17 edições, tendo a primeira delas, “curiosamente, começado em Mogofores. Estamos a voltar ao local da origem, mas agora com outras dimensões”.

João de Brito Carvalho referiu que os Jogos Nacionais Salesianos (JNS) são o maior encontro desportivo salesiano anual, recorrendo a uma metodologia de educação activa, “onde se procura estimular o participante para a autonomia, valorização pessoal e auto-estima, assim como para a vida em sociedade”. No desporto salesiano há uma “demagogia de fundo que vem de São João Bosco, o nosso santo fundador”, frisou.

De uma forma desportiva, lúdica, educativa e inovadora desenvolve-se em cada actividade um Programa Pedagógico onde estão presentes os ingredientes de lazer, aventura, descoberta de capacidades, criatividade, enriquecimento de conhecimentos e trabalho em equipa.

“Os JNS proporcionam aos seus participantes uma competição saudável, possibilitando-lhes uma vivência de grupo”, rematou o padre.

Basquetebol, futebol de 5 ou 7, voleibol, natação, ténis de mesa e xadrez são modalidades que fazem parte dos JNS, que são destinados a crianças e jovens dos 10 aos 18 anos, de centros educativos salesianos mistos (envolve escolas, paróquias e centros juvenis).

 

Programa das actividades

No dia 30 de Abril, pelas 21.30 horas, no Colégio Salesiano de São João Bosco de Mogofores vai ter lugar a cerimónia de abertura dos JNS, com apresentações das diversas comitivas.

No dia 1 de Maio, pelas 9 horas, junto aos Paços do Município de Anadia, vai realizar-se a “Caminhada pela Paz e Justiça Social”, através da realização de uma caminhada, aberta à população, onde o objectivo será o da divulgação de uma mensagem de Paz e Justiça Social.

No dia 3 de Maio (domingo), às 10 horas, vai celebrar-se a Eucaristia, no Colégio Salesiano de São João Bosco de Mogofores, com a presença de D. Ximenes Belo e transmissão televisiva em directo na RTP1, correspondendo ao encerramento dos “XVII Jogos Nacionais Salesianos”.

Refira-se que no dia 1 e 2 de Maio, a partir das 9 horas, vai haver “Boscolíadas” (actuações artísticas das diversas comitivas); actividades radicais e Cyber-espaço (nos tempos livres).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:06

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

Simulacro de incêndio testa plano de evacuação de escola

EB1 de Paredes do Bairro com incêndio extinto em nove minutos

A EB1 de Paredes do Bairro, concelho de Anadia, foi o estabelecimento de ensino escolhido pela Câmara Municipal para a realização de um simulacro de incêndio, que se realizou ao início da tarde do dia 17, última sexta-feira.

O exercício a ser testado foi o de incêndio, sendo realizado na sala de aula do 1º piso do edifício mais recente desta escola (cerca de 45 anos), edifício com três salas de aula. Na EB1 de Paredes do Bairro, que faz parte do Agrupamento de Escolas de Vilarinho do Bairro, existe um outro edifício, plano centenário, com apenas uma sala de aula, onde concluído o simulacro decorreu o briefing final.

A iniciativa teve como objectivo avaliar os Planos de Prevenção e Emergência dos estabelecimentos de ensino do 1.º Ciclo e Jardins-de-Infância do concelho. A organização esteve a cargo da Câmara Municipal de Anadia, em colaboração com os Bombeiros Voluntários de Anadia (BVA), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Junta de Freguesia de Paredes do Bairro.

De acordo com Eduardo Simões, vice-presidente do Conselho Executivo do Agrupamento de Escolas de Vilarinho do Bairro, todos os jardins-de-infância e EB1 do concelho de Anadia têm plano de evacuação, com o patrocínio da autarquia, sendo “cada plano ajustado à especificidade do edifício”.

 

Exercício com balanço positivo

Judite do Céu, coordenadora da EB1 de Paredes do Bairro, fez um balanço positivo do simulacro, “óptimo para as crianças, visto ter sido uma boa oportunidade de colocar em prática os conceitos que damos na teoria. Não tenho falhas a apontar”.

Este foi o primeiro simulacro nesta escola, que conta com 53 alunos e três professores.

Também Litério Marques, presidente da Câmara de Anadia, frisou que mesmo sendo uma “acção de faz de conta, é necessário colocá-la em prática, para sabermos que estamos preparados para o pior”.

Carlos Pinheiro, comandante operacional da acção, referiu que tudo correu dentro da normalidade, “estando o pessoal preparado”. Mas apontou uma falha: “Ficou determinado que as vítimas saíam pela porta de trás do edifício, onde estavam as ambulâncias, mas saíram pela frente”. Contudo, a parte da segurança “correspondeu ao pretendido”.

Do incêndio resultaram duas vítimas - um aluno e uma professora, que afirmou ter tido “um socorrismo óptimo” - às quais foi prestado socorro. No local estiveram 14 elementos (sete da GNR) e cinco viaturas dos BVA: duas ambulâncias (ABSC); uma VUCI; uma VETA e uma UVCOT.

O alerta foi dado às 14 horas, tendo os BVA chegado ao local às 14.09 horas e terminado o exercício pelas 14.18 horas.

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:54

link do post | comentar | favorito

Reunião de Câmara de Oliveira do Bairro

Aprovados documentos de Prestação de Contas 2008

A última reunião de Câmara do município de Oliveira do Bairro realizou-se no dia 14 de Abril. Foi discutido e aprovado o relatório de gestão de 2008, os documentos de prestação de contas de 2008 e o inventário do ano de 2008. Deixam-se em traços largos os principais pontos dos documentos.

O relatório de gestão tem como objectivo evidenciar a situação económica e financeira do município de Oliveira do Bairro relativa ao exercício de 2008. Este relatório, em conjunto com os restantes documentos de Prestação de Contas, traduz a execução orçamental, patrimonial e económica dos documentos inicialmente aprovados, designadamente os previsionais, que consubstanciam os fundamentos para o desenvolvimento da actividade autárquica.

O ano de 2008 foi decisivo em várias áreas. Foi garantido o apoio de fundos europeus para os oito novos centros escolares. Para um investimento total de 19 milhões de euros, pelo menos sete milhões vão ser apoiados pela União Europeia.

O Instituto de Educação e Cidadania (IEC), na Mamarrosa foi feito exclusivamente com fundos municipais.

A autarquia garantiu a extensão da Universidade de Aveiro no concelho, com o curso de Tecnologia Mecatrónica.

As escolas de Perrães e do Troviscal foram reabilitadas, devolvendo dignidade e imponência a edifícios de época que são diariamente habitados pelos mais jovens.

Foram dados passos administrativos necessários para dar corpo à participação do município na Fundação que criará a Escola Profissional. Este é um projecto de grande ambição e necessidade imperiosa para o concelho de Oliveira do Bairro e para a região da Bairrada.

Foi recuperada a Capela de Vila Verde e a Casa Verde na cidade. A Casa Verde simboliza a capacidade de garantir fundos exclusivamente do governo central para recuperar aquele que é o património concelhio e que ficará na posse de Oliveira do Bairro. Por 24 meses acolhe o Tribunal de Família e Menores.

 

Obra da Alameda

Foi devolvida maior honra à cidade, preparando-se a obra da Alameda, com alargamentos generosos e limpeza de edifícios em estado avançado de ruína e abandono.

Foi deliberada a participação do município no capital social da Sociedade POLIS da Ria, com vista à reabilitação e melhor conservação das zonas ribeirinhas, muito importantes do ponto de vista paisagístico e com grandes recursos de fauna e flora.

A recuperação e sinalização das vias também foram uma prioridade. Exemplo disso é a Estrada Municipal 600 (Silveiro, Giesta, Perrães e Rêgo); a Rua Nª Sra. dos Aflitos, em Oliveira do Bairro; a rotunda nascente e poente das entradas pela variante em Oliveira do Bairro; a Travessa Padre Abel, em Oiã; a Rua do Marmeleirinho, em Perrães e Rêgo; a Rua dos Ciprestes, em Águas Boas; marcações horizontais em Malhapão, entre outras.

Foi efectuada a requalificação de algumas zonas industriais, dotando-as de funcionalidade através das infra-estruturas ordenadas capazes de responder às exigências de mobilidade, fácil acesso e limpeza.

 

Novo Palácio da Justiça

Quanto a parcerias estabelecidas com entidades do poder local ou central, destaca-se a que foi desenvolvida com a Junta de Freguesia de Oiã para a edificação da sede da Junta, auditório e biblioteca da freguesia, e a estabelecida com o Ministério da Justiça, relativa ao novo Palácio da Justiça de Oliveira do Bairro (concurso lançado em Diário da República em 10 de Março de 2009).

Em 2008 foram criadas as condições para assentar o futuro em bases sólidas. Nesse sentido, a despesa foi ajustada a uma estimativa realista da receita, reduzindo a despesa face ao aumento da actividade; o orçamento foi executado com rigor; foi garantido um saldo estrutural que permite um aumento do investimento; foram concluídos diversos instrumentos regulamentares essenciais à disciplina da actividade municipal, e foram adoptadas as medidas necessárias para resolver alguns impasses urbanísticos que prejudicam o desenvolvimento da cidade.

O ano de 2008 foi o ano que este Executivo lançou no terreno várias obras e em que garantiu condições financeiras para outras. Assim, foi projectado o futuro do concelho, garantindo que 2009 vai assistir à finalização e ao lançamento de várias outras obras cujos alicerces foram garantidos em 2008.

 

Protocolo entre autarquia e Atómicos

Nesta reunião também foi celebrado um protocolo entre o município de Oliveira do Bairro e a Associação Atómicos Sport Clube. Este protocolo é realizado nos termos do Plano Plurianual de Investimentos e no Plano de Actividades Municipal e tem como objecto uma comparticipação financeira de 80 mil euros para remodelação da sede social. Este protocolo foi aprovado por unanimidade.

Foi ainda aprovado um pedido de apoio económico para a candidatura ao Programa Operacional Potencial Humano do QREN, para efeitos de construção de lar de idosos e alargamento do centro de dia e apoio domiciliário da IPSS Centro de Ambiente Para Todos.

O valor de comparticipação do município será de 159.712 euros.

No âmbito da descentralização das reuniões de Câmara dos Paços do Concelho, foi aprovado que a próxima reunião de Câmara será no dia 30 de Abril, na sede da Junta de Freguesia da Mamarrosa, ou noutro local a indicar pela Junta de Freguesia (IEC).

 

 

publicado por quiosquedasletras às 07:36

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Receba o Quiosque

Insira o seu endereço de e-mail:

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Aeróbica reuniu cerca de ...

Câmara Municipal de Aveir...

Seminário Internacional “...

Luís Fernandes, da d’Orfe...

Voluntários ajudam a limp...

Recortes de jornais desde...

Rota da Lampreia e da Vit...

Câmara Municipal de Anadi...

Candidaturas ao Fundo Soc...

Reunião aberta para a ini...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Rostos SAPO Local

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds