Sexta-feira, 30 de Novembro de 2007

Orçamento e Plano para 2008 aprovados por unanimidade

Feito histórico ao reunir consenso para ir à Assembleia Municipal

As Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2008 da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, apresentados ontem, em reunião de Câmara, pelo presidente da autarquia, Mário João Oliveira, marcam um feito histórico ao reunir o consenso e ser subscrito por votação unânime para ir para a Assembleia Municipal.

Um Orçamento de 31 milhões de euros que está, como se refere no preâmbulo do documento, “condicionado pelo arranque e implementação do Quadro de Referência Estratégico Nacional – QREN 2007/2013”. O Plano Plurianual de Investimentos e o Plano de Actividades para 2008 são determinantes, não só para 2008, como para os anos seguintes, porque constituem o instrumento de planeamento e execução do conjunto de investimentos e despesas com os quais a autarquia entende que pode materializar uma oportunidade única. Daí uma série de verbas inscritas em Orçamento como possíveis candidaturas a inscrever neste quadro.

Com um Orçamento para 2008 no valor de 31.476.850,00 euros, as despesas de capital previstas são de 20.333.735,00 euros e representam 64,60% da despesa global. A Educação continua a ser prioridade do Executivo, que juntamente com as comunicações, os transportes e a Cultura são áreas que somam quase 50% da distribuição das despesas globais - perto de 15 milhões de euros -, seguindo-se o saneamento e a salubridade com perto de 13% e o desenvolvimento económico e abastecimento público, com 10,41% da despesa global prevista.

Para Mário João Oliveira e a equipa social-democrata que lidera, este é um Orçamento que “investe nas pessoas. Elas são a nossa prioridade e a nossa razão de ser enquanto Executivo”, explicou, afirmando que uma maior qualidade de vida para a população do concelho passa pela aposta no futuro e na qualidade, “e esta qualidade paga-se”.

Com este Orçamento e Plano de Actividades para 2008, melhorar a qualidade de vida das famílias no concelho de Oliveira do Bairro passa por avançar com a nova Escola Profissional e os pólos educativos previstos em Carta Educativa; pela Casa da Cultura, com a reconversão do antigo edifício dos bombeiros, onde ficará também a Loja do Cidadão; pela nova Junta de Freguesia, Biblioteca e Auditório de Oiã; pela construção de um Ecocentro e de um Canil Municipal; pelo apoio, com critério de verbas cada vez mais significativas, à vida associativa e cultural do concelho; pelo investimento que se continuará a fazer em águas e saneamento; pela requalificação da zona central da cidade de Oliveira do Bairro com a prossecução do grande projecto que é a Alameda; por melhorar a rede viária por todo o concelho; por cuidar da zona central de Oiã e por ir ao encontro das principais preocupações das várias freguesias.

O Orçamento e Plano de Actividades reflectem ainda o crescente investimento nas Zonas Industriais, a manutenção de equipamentos que nos últimos anos foram enriquecendo o concelho, como é o caso do novo Espaço Inovação, da Escola de Artes da Bairrada, do Transporte Municipal (TOB) e do aumento de despesas com a Educação, em virtude da transferência de competências que passaram a ser das autarquias e de outras entidades assumidas como serviço.

“Tratam-se de investimentos que já fazem parte da vida dos munícipes do concelho, como é o caso do TOB, e que pela avaliação que fazemos das impressões que nos chegam estão a servir o propósito, sendo mesmo necessários”.

Mário João Oliveira referiu ainda que as “Grandes Opções do Plano e Orçamento” tiveram a aprovação, na sua globalidade, dos partidos que foram convidados para as reuniões preparatórias do documento, assim como teve em conta as sugestões e preocupações de todos os presidentes das Juntas de Freguesia do concelho de Oliveira do Bairro.

publicado por quiosquedasletras às 14:48

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

Mais de 1600 crianças recebem Peça de Teatro como Prenda de Natal

Autarquia quer sensibilizar para excesso de consumismo da época

Mais de 1600 crianças do concelho de Oliveira do Bairro, provenientes dos jardins-de-infância e escolas do 1º ciclo públicas e privadas vão receber, da Câmara Municipal, uma prenda de Natal muito especial: uma Peça de Teatro! O grupo Triopulante vem a Oliveira do Bairro, nos próximos dias 12 e 13 de Dezembro, representar “Gali em busca da Natureza perdida”, no palco do Centro Cultural Professor Élio Martins, no Silveiro, freguesia de Oiã. Uma peça cuja temática é a natureza e a sua preservação.

Gali conta a história divertida de encontros e desencontros de uma pequena tartaruga que quer ajudar a avó, vítima de poluição. A moral da história vai terminar nas crianças, e na sua acção como cidadãos do futuro, amigos do ambiente.

Ao contrário do que tem vindo a acontecer nos últimos anos, a autarquia decidiu que este Natal não haverá nenhuma lembrança além do teatro: “Vamos oferecer um momento lúdico às crianças e ajudar a preservar um espírito de Natal, que se tem vindo a perder, e não alimentar o excesso de prendas que os mais pequenos recebem nesta quadra”, adianta Laura Sofia Pires, vereadora da Educação da Câmara Municipal. A maior parte das crianças que frequentam instituições de ensino recebem um sem número de presentes por estes dias: da Junta de Freguesia, da instituição onde estão, da empresa onde trabalham os pais, da paróquia, das escolas e algumas delas ainda das várias Actividades Extra Curriculares que frequentam. A mesma vereadora explica: “Entendemos por bem mudar de atitude, não entrarmos nesta soma de lembranças e com esta acção sensibilizar pais, educadores e crianças para o excesso de consumismo em que se cai nesta época”.

A autarquia conta com a colaboração de todos os educadores, auxiliares e professores nesta missão de proporcionar às crianças do concelho de Oliveira do Bairro um Natal de compreensão, convívio e partilha de um momento lúdico-pedagógico como será a apresentação de “Gali em busca da Natureza perdida”.

publicado por quiosquedasletras às 16:47

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007

Região de Turismo Rota da Luz em Valladolid

Presença na INTUR 2007 – “XI Feria Internacional del Turismo de Interior”

A Região de Turismo Rota da Luz participou na décima primeira edição da Feira de Turismo “INTUR 2007 – Feria Internacional del Turismo de Interior”, que decorreu entre os dias 22 e 25 de Novembro, no Instituto Ferial de Castilla y Léon em Valladolid, Espanha.

Esta participação seguiu-se à acção promocional “Roadshow Rota da Luz”, que percorreu diversas localidades da Região Autónoma Espanhola de Castela e Leão, promovendo a Região de Aveiro junto dos agentes de viagens e operadores turísticos espanhóis. As duas iniciativas contaram com a colaboração e participação da Associação da Hotelaria Regional de Aveiro (AHRDA).

Neste contexto e paralelamente ao certame para o grande público, a Região de Turismo Rota da Luz e a AHRDA estiveram presentes na INTUR NEGÓCIOS - evento com carácter exclusivamente profissional. Tratando-se de uma bolsa de contratação, a INTUR NEGÓCIOS decorreu nos dias 22 e 23 de Novembro e observou a participação de diversas unidades hoteleiras da Região de Aveiro. Conforme informação da organização destas jornadas profissionais, a INTUR NEGÓCIOS foi visitada por profissionais do sector provenientes de cidades espanholas como Madrid, Bilbao e Vitória.

Procurando criar diferentes momentos de animação no espaço stand Rota da Luz, assim como interagir com os variados públicos - profissional e público em geral, foi apresentada uma Mostra Gastronómica de Produtos Regionais – no dia 22, e uma Prova de Vinhos - abrangendo os vinhos verdes do interior da Região, os vinhos tintos, os brancos e os espumantes da Bairrada – no dia 23. No sábado 24, dia de grande afluência de público, a Associação do Carnaval de Estarreja promoveu um extraordinário momento de alegria, antecipando e divulgando a grande festa do Carnaval 2008.

O mercado espanhol representa para a Região de Aveiro o principal mercado internacional emissor de turistas. A Região Autónoma de Castela e Leão é responsável por uma percentagem elevada de turistas e visitantes na Rota da Luz. Eixo estruturante - a A25/E80 -, une estas regiões de modo rápido, agilizando as dinâmicas de viagem e propiciando o desenvolvimento do segmento “Short Breaks”. Deste modo, ao desenvolver mais uma acção promocional em Espanha, a Região de Turismo Rota da Luz procura envolver e fidelizar um mercado que encontra no destino Aveiro inúmeros motivos de visita, e com o qual partilha peculiares afinidades.

publicado por quiosquedasletras às 14:18

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

Curso de Certificação de Motoristas

Parceria entre a autarquia aguedense e a CERCIAG

A Câmara Municipal de Águeda, em parceria com a CERCIAG, está a promover um curso para “Certificação de Motoristas para o Transporte Colectivo de Crianças”.

O Curso é ministrado pela Fundação Beatriz Santos, nas instalações da CERCIAG, existindo dois turnos: um em horário pós-laboral - das 19.30 às 23 horas -, e outro ao sábado, das 9 às 18 horas, com duração de 35 horas.

O curso está a ser frequentado por 40 motoristas de diversas entidades: Câmara Municipal, Juntas de Freguesia, Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho de Águeda, de Oliveira do Bairro e de Aveiro.

Com a publicação da Lei n.º 13/2006 de 17 de Abril (Transporte Colectivo de Crianças) e da Portaria 1350/2006 de 27 de Novembro de 2006, torna-se essencial o cumprimento dos requisitos necessários ao transporte de crianças, nomeadamente no que respeita à certificação e formação profissional dos motoristas.

Para esta certificação, é condição fundamental a frequência desta acção de formação, com os seguintes conteúdos programáticos: Prevenção Rodoviária, Legislação Rodoviária, Legislação sobre Transporte Escolar/Crianças, Teoria e Prática de Condução, Primeiros Socorros e Relacionamento Interpessoal.

O Transporte Colectivo de Crianças (TCC) é uma actividade de grande responsabilidade, que envolve riscos acrescidos, atendendo às características dos passageiros e à atenção especial que requerem. Daí ser fundamental que os motoristas tenham uma preparação e uma formação específicas, de forma a cumprir a sua função com responsabilidade, garantindo todas as condições de segurança.

Com esta formação, pretende-se conceder aos responsáveis pelo transporte de crianças o conhecimento das regras e competências necessárias ao transporte de crianças, de acordo com o estipulado por lei.

Estarão abertas novas inscrições até ao próximo dia 30 de Novembro, sexta-feira, pelo que os interessados deverão contactar os Serviços de Acção Social da Câmara Municipal de Águeda, através do número 234 610 070, extensão 239, ou através da CERCIAG, pelo telefone 234 612 020.

publicado por quiosquedasletras às 09:15

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

Câmara da Mealhada promove reflorestação através do Projecto ProNatura

Juntas de Freguesia podem solicitar árvores até ao final de 2007

As Juntas de Freguesia interessadas em reflorestar ou arborizar espaços públicos degradados ou fustigados pelos incêndios podem solicitar gratuitamente as árvores à Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente (ANEFA), através da Câmara Municipal da Mealhada. Esse pedido tem, no entanto, que ser feito até ao final do ano 2007, altura em que a autarquia terá que fazer chegar o seu pedido final à ANEFA.

Chama-se Projecto ProNatura, está a ser desenvolvido pela ANEFA e tem como objectivo apoiar, através de acções de responsabilização social nas empresas e instituições, a reflorestação e arborização de espaços públicos. Um projecto que se baseia numa parceria entre três entidades (Entidade promotora: ANEFA; Parceiros: empresas que oferecem as plantas; Receptores: Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia, etc.), e que procura contribuir para a reflorestação e arborização de áreas públicas degradadas.

A acção passa pela oferta de plantas florestais, bem como pela própria plantação das mesmas por parte da entidade promotora. As plantas são oferecidas pelas empresas ou entidades parceiras à ANEFA que, depois, as distribui mediante os pedidos das entidades receptoras. Como contrapartida, cada entidade receptora terá de autorizar a colocação de uma ou mais placas informativas com a indicação do número de plantas recebidas, logótipo do parceiro da oferta e da ANEFA e ProNatura, em local com visibilidade durante o período de dois anos.

Os pedidos à ANEFA têm, então, que ser enviados até ao final de 2007, sendo para isso necessário que as Juntas de Freguesia apresentem as suas candidaturas junto da Câmara Municipal da Mealhada. No pedido deve constar o número de plantas florestais que pretendem, a sua espécie, o objectivo a que se destinam, o mapa de localização da instalação das plantas e o contacto do responsável pelo pedido.

publicado por quiosquedasletras às 15:19

link do post | comentar | favorito
Domingo, 25 de Novembro de 2007

Rota da Luz dinamiza seminário profissional com a ASAE

“Encontro com Empresários do Sector da Restauração e Bebidas”

A Região de Turismo Rota da Luz dinamiza um seminário dirigido aos profissionais do sector da restauração e bebidas, terça-feira, dia 27 de Novembro, pelas 15 horas, no auditório da Reitoria da Universidade de Aveiro.

O seminário procura esclarecer as dúvidas ao nível da nova legislação aplicada ao sector, das regras de higiene e segurança alimentar e das acções de fiscalização promovidas pela Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE). Além destas temáticas e no âmbito do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN) serão apresentadas as novas linhas de financiamento para o sector.

Ao promover encontros destinados aos profissionais, a Região de Turismo Rota da Luz pretende sensibilizar o sector para uma nova consciência orientada para patamares de qualidade e envolver os diversos actores num objectivo comum – a excelência.

Desta forma, esta acção integra-se no “Plano de Excelência Turística” em implementação pela Região de Turismo Rota da Luz, e visa o desenvolvimento qualitativo do sector turístico regional, assim como o estabelecimento de parcerias dinamizadoras de estratégias impulsionadoras de novas oportunidades no contexto do desenvolvimento turístico.

Esta acção conta com o envolvimento e participação da Associação Comercial e Industrial da Bairrada (ACIB), da Associação da Hotelaria Regional do Distrito de Aveiro (AHRDA), da Associação da Restauração e Similares de Portugal (ARESP), da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), da Universidade de Aveiro e da Rota da Bairrada.

Do programa salienta-se a intervenção do Inspector-Geral da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, António Nunes, que irá explanar acerca do objectivo das actuais e futuras intervenções fiscalizadoras da ASAE.

publicado por quiosquedasletras às 16:10

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 16 de Novembro de 2007

Oficinas de Educação Ambiental vão arrancar dia 15 de Dezembro

“Técnica do Guardanapo” marca início da segunda edição

Já está definido o arranque das Oficinas de Educação Ambiental para 2007/2008. A segunda edição deste projecto da Câmara Municipal da Mealhada vai ter início no próximo dia 15 de Dezembro, com a iniciativa “Técnica do Guardanapo”, que irá decorrer das 14 às 17 horas, no espaço do antigo jardim-de-infância da Pampilhosa.

São oito “ateliers” de desenvolvimento de capacidades manuais que foram já definidos pela autarquia, tendo em conta algumas sugestões apresentadas nos inquéritos de opinião sobre a edição do ano passado. Uma edição de êxito, com as inscrições a ultrapassarem sempre o limite previsto, que a Câmara Municipal da Mealhada quer repetir neste ano lectivo.

As actividades lúdico-pedagógicas vão ter início no dia 15 de Dezembro com a iniciativa “Técnica do Guardanapo”. Segue-se a oficina “Trapos e Farrapos” (prevista para 26 de Janeiro, em Antes), a oficina “Fantoches” (marcada para 23 de Fevereiro, em Barcouço), a iniciativa “Trabalhos em madeira” (agendada para 29 de Março, na Mealhada), a iniciativa “Culinária” (prevista para 19 de Abril, na Vacariça), a “Musicalândia” (marcada para 31 de Maio, em Casal Comba), a oficina “Papel Reciclado” (marcada para 28 de Junho, em Ventosa do Bairro) e, por fim, a oficina “Expressão Dramática” (agendada para 26 de Julho, no Luso).

À semelhança do ano passado, as Oficinas de Educação Ambiental vão, então, decorrer em cada uma das freguesias do concelho, aos sábados, e dirigem-se, na sua maioria, às crianças e jovens do concelho, sendo que muitas abrangem ainda a população adulta. Este é um projecto da autarquia que visa criar uma consciência ambiental e sensibilizar a população do concelho para os problemas ambientais que os rodeiam.

publicado por quiosquedasletras às 12:41

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007

Crianças visitam ETAR de Aguada de Cima

Acção de educação ambiental realizada com o apoio da Câmara de Águeda

As crianças das Escolas do Núcleo A do Agrupamento de Escolas de Aguada de Cima visitaram a Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), existente na freguesia de Aguada de Cima, concelho de Águeda.

As crianças das escolas do EB1 de Belazaima do Chão, EB1 da Lomba, Jardim de Infância da Lomba e EB1 de São Martinho, acompanhadas dos respectivos professores, num total de 82 visitantes, quiseram saber como é que a água é tratada no concelho de Águeda e, para tal, visitaram a ETAR de Aguada de Cima, onde os esperava um técnico da Câmara Municipal de Águeda.

Nessa visita, as crianças tiveram oportunidade de conhecer uma Estação de Tratamento de Água Residuais e o modo como é feito o processo de tratamento das mesmas. De uma maneira simples e adequada à idade dos visitantes foram explicados os diversos procedimentos necessários para levar, de novo, a água - agora sem sedimentos e poluição -, ao seu curso normal, neste caso à Ribeira do Cadaval. As águas, depois de tratadas numa ETAR, e com um nível de poluição aceitável pela legislação ambiental em vigor, são lançadas no mar ou rios.

É cada vez mais importante e necessário consciencializar e sensibilizar os mais novos para o papel que a água tem nas nossas vidas e alertar para as boas práticas que devemos fazer deste precioso bem.

Esta acção de educação ambiental, realizada com o apoio da Câmara Municipal de Águeda, através do pelouro do Ambiente, é uma forma de consciencialização e sensibilização para as questões do meio que nos rodeia. Todos nós, crianças, jovens e adultos, somos co-responsáveis na preservação dos valores ambientais e socais, promovendo positivamente a sustentabilidade do nosso mundo.

publicado por quiosquedasletras às 14:23

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Novembro de 2007

Lions da Mealhada debate “Violência Doméstica”

Portugal tem longo caminho pela frente

Portugal tem um longo caminho ainda a percorrer em matéria de intervenção ao nível da Violência Doméstica. A conclusão pode ser retirada de um jantar-debate subordinado ao tema, que trouxe à Mealhada Joana Vidal, presidente da APAV.

Joana Vidal, presidente da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) foi a oradora convidada pelo Lions Clube da Mealhada, para um jantar-palestra que juntou meia centena de pessoas.

Na discussão ficou claro que em matéria de Violência Doméstica, apesar de já terem sido “dados passos importantes nos últimos anos, ainda existe um longo caminho a percorrer, quando comparamos a nossa realidade e o nosso investimento com outros países da Europa, como é exemplo a Holanda”, tal como referiu Joana Marques Vidal.

Lidando de perto com a problemática da Violência Doméstica, a oradora deixou perceber que este tipo de situações não se pode resolver apenas com a condenação dos agressores e que “muitas vezes assiste-se ao regresso ao lar de mais que uma vez das próprias vítimas. Isto é um problema que tem que ser tratado, centrando a sua resolução no apoio a todos os envolvidos: agressores e agredidos”, disse, acrescentando que a “abordagem pela repressão penal não é a mais importante; é necessário uma abordagem global, com acompanhamento”.

Por outro lado, lembrou que muito recentemente a Violência Doméstica era considerada “um assunto de natureza privada”.

Para Joana Marques Vidal é necessário apostar na prevenção, “que passa por uma campanha de sensibilização” e que “faz parte da luta contra a Violência Doméstica a atenção no agressor”.

 

Promoção da Igualdade

Em jeito de desafio, Isabel Moreira, presidente do Lions Clube da Mealhada, lembrou que, no âmbito da prevenção e combate à Violência Doméstica, 30 autarquias do país já têm planos municipais para a promoção da igualdade, que incluem a prevenção e combate à Violência Doméstica.

“O plano municipal para a Promoção da Igualdade visa promover a igualdade de género pela autarquia e uma das suas componentes está directamente relacionada com a prevenção e o combate à Violência Doméstica de uma forma integrada”, disse Isabel Moreira.

O objectivo é criar uma rede local que inclua, além das autarquias, entidades de referência na região e organizações não-governamentais “que possam, em conjunto, construir uma proposta para combater e prevenir melhor este fenómeno da Violência Doméstica”, diria a presidente do Lions da Mealhada, deixando assim um desafio ao poder político local.

Carlos Amorim, da Segurança Social, centrou o seu discurso na Linha 144, dando conta que a grande percentagem das chamadas para esta linha dizem respeito à Violência Doméstica. De resto, aquele dirigente não deixaria de destacar que “a vítima é alvo de várias vitimizações – fragilidade económica e social”.

Luís Ventura, representante do Governador do Distrito 115 Centro-Norte, elogiou a iniciativa e agradeceu, em nome da Associação dos Lions, o evento.

Entre os presentes neste debate estiveram o presidente da Assembleia Municipal da Mealhada, Rui Marqueiro, o presidente da Junta de Freguesia da Mealhada, José Felgueiras, o vereador da Câmara Municipal da Mealhada, José Calhoa, técnicas da autarquia e da Comissão de Protecção de Menores, representantes da Segurança Social, o deputado da Assembleia da República, José Manuel Ribeiro, entre outros.

publicado por quiosquedasletras às 17:15

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13 de Novembro de 2007

Carta Educativa aprovada com votos contra do PS

Litério Marques acusa Oposição de não apresentar alternativas

A Carta Educativa do Município de Anadia foi aprovada por maioria, com dois votos contra, dos vereadores do Partido Socialista (PS), no passado dia 22 de Outubro, em reunião extraordinária do Executivo camário de Anadia, liderado por Litério Marques.

Após a polémica que envolveu quatro freguesias do concelho de Anadia - Amoreira da Gândara, Ancas, Mogofores e Paredes do Bairro -, em que cada uma exigia a construção de um pólo, à excepção de Ancas, que tinha já contemplado um na sua freguesia, o documento foi alvo de nova reapreciação por parte da empresa responsável, a GeoAtributo, de Braga.

A polémica, que estalou em finais de Junho, inícios de Julho, desencadeou movimentações por parte dos populares das freguesias de Amoreira da Gândara, Mogofores e Paredes do Bairro, que fizeram circular abaixo-assinados para fazerem-se ouvir e reivindicar um pólo escolar nas suas freguesias.

Concluída a reapreciação, os pólos educativos previstos continuaram a ser nove, mas com uma alteração.

Inicialmente estava projectado construir pólos nas freguesias da Moita, Avelãs de Cima, Arcos, Monsarros, Sangalhos, Ancas, Tamengos, Vilarinho do Bairro e recuperar o equipamento de Samel, que seria profundamente intervencionado.

 

Nove pólos escolares: Samel sai, Paredes do Bairro entra

Terminada a reavaliação do documento, a nova Carta Educativa prevê na mesma nove pólos escolares, mas tira o de Samel para poder reformular o pólo de Paredes do Bairro. Foi esta a proposta aprovada por maioria no passado dia 22 de Outubro.

Lino Pintado, vereador do PS, afirmou ao LC que a proposta de alteração “apresentada pelos vereadores do PS não foi aceite. Apenas foi aceite a alteração correspondente às crianças da Póvoa do Pereiro que, na proposta da maioria, eram direccionadas para o pólo da Moita, passando agora a ser direccionadas para o pólo de Anadia ou, em alternativa, para Monsarros, de acordo com a proposta dos vereadores do PS.”

O vereador da Oposição disse entender que “as crianças de Amoreira da Gândara e Mogofores são fortemente penalizadas com este documento. O caso de Mogofores então é demasiado flagrante, com as crianças a serem direccionadas para Paredes ou Ancas”.

Por seu turno, Litério Marques, presidente da Câmara de Anadia, justifica a anulação do pólo de Samel com a falta de alunos. Por outro lado, afirmou que o “PS nunca apresentou alternativas. Sei que as crianças têm de sair das terras, mas a culpa é da lei. Não vi nenhuma proposta do PS para beneficiar estas gentes! As freguesias de Amoreira da Gândara e Mogofores não têm crianças. E sem elas, não podem haver pólos”.

O autarca revelou que a Câmara de Anadia aprovou o documento por ser a proposta do gabinete, “que sabe o que faz”. O “PS lamentou por Mogofores não ter um pólo. Mas também não deram alternativa. Aceitámos a correcção da Póvoa do Pereiro, porque nos pareceu a melhor solução”.

 

Transportes e “incidente”

Lino Pintado, durante a sua intervenção na reunião de Câmara do passado dia 22 de Outubro, mencionou o transporte das crianças, a acontecer apenas com distâncias superiores a três quilómetros, porque é a partir dessa distância que a lei obriga. No entanto, o vereador do PS mostrou-se contra, justificando a sua posição com “a proliferação de cães vadios no concelho de Anadia e de ataques por parte destes aos nossos munícipes”.

Lino Pintado informou o LC de que Litério Marques disse na reunião que a sua intervenção não ficaria em acta.

“Não nos vamos comprometer com o que não nos compete. Vamos fazer nove pólos dotados de serviço de transportes, como deve ser. Pontualmente estamos a transportar crianças mais carenciadas, mas não mais do que isso”, disse Litério Marques.

Sobre os cães vadios, referiu que “existem em todo o lado. O Estado é que tem de mudar a lei. Se for para transportar todas as crianças, cá estaremos”.

Sobre o “incidente” com a acta, o edil anadiense frisou que “a acta só refere os aspectos mais importantes. Não mando nela, mas a elaboração é da minha inteira responsabilidade. Não se escreve qualquer coisa. Numa reunião extraordinária, como é lógico, só se debatem os assuntos elencados na ordem de trabalhos”. Litério sublinhou que é ele quem gere as reuniões e que não aceita a intervenção de Lino Pintado na acta. 

 

Autarcas de Amoreira da Gândara e Mogofores desiludidos

Contactado pelo LC, Joaquim Cosme, presidente da Junta de Freguesia de Amoreira da Gândara, não escondeu a tristeza com que recebeu a notícia da aprovação da Carta Educativa sem contemplar um pólo na sua freguesia. “Vamos ser prejudicados. Todas as manifestações que fizemos, a recolha das 644 assinaturas no abaixo-assinado, as minhas diligências junto do presidente da Câmara, de nada valeu”, diz, desiludido. Joaquim Cosme adianta que a ser assim, as crianças de Amoreira da Gândara vão para o pólo de Ancas, mais perto do que Paredes do Bairro. Revela que não vale a pena continuar a manifestar-se contra, porque de “pouco adiantará”. Mas José Maria Ribeiro, presidente da Junta de Freguesia de Mogofores, pensa de outra forma: “Discordo. Não estamos de acordo em ir para Ancas ou Paredes. A nossa posição contra vai manter-se. Queríamos cá um pólo porque fazia sentido”. O autarca, mesmo desiludido mostra força para continuar a lutar, referindo a Comissão que continua a trabalhar: “Reunimos na segunda-feira, porque estamos atrás de provas para mostar que isto é um erro”. (Foto: Ana J. Ribeiro)

publicado por quiosquedasletras às 09:39

link do post | comentar | favorito

Pesquisar

 

Receba o Quiosque

Insira o seu endereço de e-mail:

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Letras

Aeróbica reuniu cerca de ...

Câmara Municipal de Aveir...

Seminário Internacional “...

Luís Fernandes, da d’Orfe...

Voluntários ajudam a limp...

Recortes de jornais desde...

Rota da Lampreia e da Vit...

Câmara Municipal de Anadi...

Candidaturas ao Fundo Soc...

Reunião aberta para a ini...

Letras na gaveta

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Letras

todas as tags

Rostos SAPO Local

Banca de Notícias

Contacto

quiosquedasletras@sapo.pt
blogs SAPO

subscrever feeds